História Letters (kagehina) - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Haikyuu!!
Personagens Shouyou Hinata, Tobio Kageyama
Tags Kagehina
Visualizações 30
Palavras 804
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Shonen-Ai
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


nao vou escrever muita coisa aqui pq to postando isso na escola e daqui a pouco tenho que voltar pra aulakkk

mas como sempre, sintam-se a vontade para dar críticas construtivas ♡

Capítulo 1 - Capítulo único


Você não vai ler isso, mas estou aqui mesmo assim
Se passaram dois anos
Dois anos desde que você se foi
Dois anos desde que eu lhe vi pela última vez.

Ainda não consegui lidar bem com isto
É como se o sol tivesse desaparecido
E agora é tudo uma escuridão; um enorme vazio.

Lembro-me de teu sorriso até hoje
Lembro-me da última vez que o pude ver
Estava em seu limite. Posso ouvir o barulho das máquinas apitando, anunciando que você já não estava mais ali.

Eu supliquei: "Não me deixe sozinho!"
E você respondeu: "Eu te amo. Mas precisa continuar sem mim."

Naquele dia eu lhe fiz uma promessa
Prometi que seria forte
Prometi que iria seguir minha vida mesmo sem ele
Prometi que acharia alguém que amasse tanto quanto ele.

Me perdoe, Hinata. Mas eu não consegui manter a promessa
Não estou sendo forte e viver sem você é torturante
E eu jamais acharei alguém como você

Jamais vou amar tanto alguém quanto eu te amei
Jamais alguém vai me fazer sentir tão bem como você fazia
Ninguém em todo o mundo é como você

É difícil pensar que mesmo depois de tanto lutar, você perdeu
Isso é mais do que perder uma partida de vôlei, é muito mais doloroso
Sei mais do que ninguém o quanto você tentou, mas mesmo assim, perdeu essa luta

São memórias que me machucam
Você no hospital, sendo sustentado por máquinas
Em seu último dia de vida, você estava sorrindo

Em seu último dia de vida, você me olhou nos olhos e disse que tudo ficaria bem
Em seu último dia de vida, você me entregou uma carta, na qual nunca tive coragem de ler
Sem dúvidas foi a pior despedida da minha vida

Todos os dias, eu acordo e você não está mais ali
Todos os dias, eu vou para escola e não te vejo mais ali
Todos os dias, eu vou para a quadra e você não está mais ali

Sem você, meus dias perderam o sentido
É como se tudo tivesse perdido a cor
Quando você se foi, levou um pedaço do meu coração junto

Trancado no meu quarto, perdido em meus pensamentos
Achei sua carta, aquela que me entregara antes de partir
Ainda estava lacrada, e quem visse nunca imaginaria que se passaram dois anos desde que foi escrita

Foi estranho, mas quando abri sua carta, imediatamente senti seu cheiro
O cheiro que não sabia distinguir como era, mas era bom e somente você possuia
Por um momento, pensei em não ler

Mas eu precisava ler
Eu precisava saber o que você gostaria de me dizer
Lhe calei por dois anos, por medo de não superar

Isso já não tem mais importância, afinal eu nunca superei mesmo
Respirei fundo, e li tudo
Cada palavra, cada frase, li tudo que queria me dizer

E então chorei
Chorei como se não houvesse amanhã
Fui idiota de não ter lido antes

Sua carta dizia:

"Oi, Kageyama!
Bem, eu realmente não sei como começar esta carta, até porque nunca escrevi nenhuma pra você. Imagino que esteja chorando agora, mas eu te peço, por favor pare. Eu estou bem agora, finalmente livre de máquinas e daquela cama desconfortável do hospital. Finalmente não sinto mais dores. Quer dizer, enquanto escrevo isto ainda sinto, afinal ainda estou vivo. Mas como amanhã é meu último dia, não sentirei mais nada. Eu sei como essas palavras te machucam, também me dói pensar que nós dois não estaremos mais juntos. Me dói saber que não iremos mais jogar vôlei juntos. Tudo isso passou pela minha cabeça quando recebi a notícia de que não tinha mais jeito. Mas eu estou bem agora, Kageyama. Espero que você mantenha nossa promessa. Quero que você seja feliz sem mim, quero que siga sua vida mesmo sem mim por perto, quero que encontre outra pessoa que assim como eu, te ame incondicionalmente. Talvez eu esqueça disso, mas não posso deixar passar. Por favor, conte a verdade para Natsu. Ela precisa saber, por mais que isso a machuque, não quero enganar minha preciosa irmã. Cuide dela se for preciso.
O espaço da folha está acabando, acho que escrevi demais. Então.. Acho que é isso! Eu te amo Kageyama, não se esqueça disso nunca!
Com todo amor do mundo, Hinata Shouyou."



Fui um tolo durante todo este tempo
Só pensei em mim mesmo, querendo que você estivesse aqui
Quando você estava sofrendo muito na vida aqui na Terra

Talvez você esteja melhor onde quer que esteja
Nunca vou deixar de te amar
Nunca vou amar tanto alguém quanto eu amo você

Mas eu vou seguir minha vida
Vou continuar, mesmo sem você aqui
Se isso te deixa feliz, então farei isto por você, Hinata.
Eu te amo muito. Adeus.


Com todo amor do mundo, Kageyama Tobio.








Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...