1. Spirit Fanfics >
  2. Levi Ackerman >
  3. Afeto e preocupação.

História Levi Ackerman - Capítulo 27


Escrita por: daydf

Notas do Autor


Eu aconselho que vocês leiam de novo o capítulo anterior. Mais enfim... hoje vamos saber um pouco mais sobre a SN. Mas bem pouco mesmo kkkkk.

Capítulo 27 - Afeto e preocupação.


Fanfic / Fanfiction Levi Ackerman - Capítulo 27 - Afeto e preocupação.

▪︎▪︎▪︎▪︎Aos olhos dele▪︎▪︎▪︎▪︎

Porra. Pare de me chamar assim. Vou terminar me descontrolando. 

Segurei no pescoço dela e o apertei contra a minha cama. E consegui bater ainda mais forte contra o seu corpo. Aquilo estava machucando ela mais eu não ligo. É isso o que ela quer. É disso que ela precisa. Meu pau. Vou fuder ela por completo hoje. 

Esse sim é um ato de afeto e preocupação. Sorri.

Tirei a mão de cima da sua garganta para que seus gritos entalados pudessem ecoar pela casa. É disso que preciso. Mas quero que você se machuque um pouco mais. Virei ela de costas e coloquei 2 dedos entre o puxador do plug que enfiei nela. Puxei ele um pouco para começar a sair. Não quero que ela se machuque, não com isso. Quero que ela se machuque quando eu enfiar o meu pau. Puxei mais um pouco. Era bom ouvir ela gritar. Mas eu precisava saber se eu estava a machucando...

Levi: se for demais, me diga.

SN: pare... está sendo demais para... mimmm...

Mordi minha boca com força e soltei o puxador. Deixei que voltasse sozinho para dentro dela. Continuei empurrando meu pau, enquanto sentia ela me apertar a cada minuto. Sinceramente, estou pegando leve com você. Não quero mais fazer isso. Mesmo que você grite ou chore. Vou terminar de fuder você. Então é melhor eu fazer logo. Coloquei os dois dedos no puxador de novo. E a mão dela voltou para trás. 

Levi: Você não está pensando em tentar me impedir, está?

Segurei as duas mãos dela sobre as suas costas. E continuei puxando. Os gritos dela me faziam muito bem. Ela me apertava com frequência mesmo eu não me movendo para dentro dela. 

É claro que você está gostando disso.

Terminei de puxar por completo e sai de dentro dela. Fui até a gaveta novamente. Por mais que eu queira só machucar você, vou ter um pouco de compaixão. Peguei outro vibrador.
Eu queria que ela usasse esse mais cedo, mas ela realmente não conseguiria andar depois de 15 minutos com ele. 

Levi: você acha que aguenta isso?.. de novo?

Falei enfiando o mesmo junto com os meus dedos dentro da buceta dela. Não importa se você aguenta ou não. Vou fazer o que acho mais conveniente para mim, e não quero que os seus gritos sejam só de dor. Ela empinou um pouco para mim. E logo eu comecei a lembrar do que ela tinha feito. De como olhavam pra ela. A raiva dominou meu corpo. Ver aquela bunda empinada me fez lembrar de uma ótima forma de fazer ela gritar. Respirei fundo e comecei a diferir tapas. Agora eu escutava ela puxar o ar com dificuldade. Você já está chorando? Sorri comigo mesmo.

"Que bom"

Agora eu batia do outro lado da bunda dela. Quero ver a marca da minha mão mais tarde. A mesma sensação de raiva voltou quando eu pensei no que as outras pessoas estavam pensando. Você é minha por completo. 

▪︎▪︎▪︎▪︎Aos olhos dela▪︎▪︎▪︎▪︎

Senti ele vindo pra cima de mim novamente. Suas mãos passaram sobre as minhas costas e seguiram até as pernas. Uma das mãos logo encontrou o final das minhas costas, e a outra encontrou o meio das minhas pernas. Revirei os olhos com a sensação. Me arrepiei por completo quando ele enfiou um dedo na minha outra entrada. Dois. Ahhh, a porra desse vibrador continua aumentando de potência. Sinto que minha alma vai sair de mim a qualquer instante. Sinto meu corpo fraquejar. Eu não teria forças para o impedir mesmo que eu estivesse normal. Fiquei parada quando senti o pau dele perto. Minha respiração faltou... os arrepios que estavam só sobre minhas costas agora se espalhavam sobre todo o meu corpo, depois disso uma energia duvidosa atingiu minha espinha.

▪︎▪︎▪︎▪︎Aos olhos dele▪︎▪︎▪︎▪︎

Comecei a enfiar meu pau nela, bem mais devagar do que eu gostaria. Agora eu podia disfrutar da mesma sensação que ela sentia. A vibração que vinha dela, o esquentar e esfriar que ela tanto gostou. Sorri comigo mesmo. Meu pau já estava na metade, a verdade é que chegava a doer de tão apertado. Não posso enfiar mais que isso. Por enquanto... ela colocou a cabeça para o lado e a pouca luz permitiu que eu visse ela me olhar de canto. Ela estava tão ofegante quanto eu. 

SN: heichou...

Empurrei 1/3 do que faltava para completar meu pau e só percebi que a machuquei quando o grito dela se formou. Não. Me. Chame. Assim. Vou machucar você. Cheguei perto dela sem me mexer, e falei baixo no ouvido dela.

Levi: o que você quer?

Ela engoliu o choro para me responder

"Continue chorando"

Não posso fazer isso... me concentrei no que ela tentava falar.

SN: deixe... que eu... faça...

Eu não entendi o que ela quis dizer até sentir seu quadril se mexendo contra mim. Sorri para ela. Você gosta disso não é? Ahh, eu também caralho... mordi a boca sem querer quando a bunda dela encostou no meu corpo. Meu pau estava completamente enterrado dentro dela. Da vontade de socar com mais força. Mais vou deixar que você faça... sua vadiazinha do caralho... hmmmmmm... ela começou a rebolar contra o meu pau. E logo aquela mesma visão dela rebolando com aquele vestido tomou a minha mente. Ela nua... é muito melhor. Fiquei parado admirando aquela cena. Que porra. Quero olhar isso todos os dias. Mais agora sinto uma necessidade enorme de ferrar você. Respirei fundo tentando me conter.

Levi: Tsc!

Ela vindo contra mim. Os gemidos dela. Os gritos dela. O choro dela. Filha da puta. Eu vou mat4r você. Cheguei mais perto dela e estoquei ela com força. Ela enfiava o rosto na minha cama na tentativa de abafar o seu grito. Eu puxei o cabelo dela e fiz com que ela olhasse para mim.

Levi: você gosta muito disso não gosta?

Comecei a estocar com mais força. Dei duas voltas com a mão no cabelo dela, enquanto ela tentava negar com a cabeça. Falei baixinho no seu ouvido enquanto ela se arrepiava sobre mim.

Levi: que decepção SN, você não gosta de ser fodida por mim?...

Sorri. Ela não está conseguindo pensar direito ao ponto de me responder. Mas mesmo assim fingi raiva.

SN: Levi...

Levi: o que é SN?... Você quer me decepcionar mais?...

SN: pare... com isso...

Sorri de novo.

Levi: então pare de negar que você gosta.

SN: cala... a porra, da, boca... e me fode... mais...

Gosto de perguntar as coisas pra você, quando não consegue pensar. É bom saber que você está perdendo a cabeça por minha culpa. Meti mais forte nela...

Levi: assim?

Senti ela apertar com força.

SN: assim... Levi...

Porra... Ela me chamando... que vontade do caralho de gozar. Segurei na cintura dela e me permiti à apenas sentir. Sentir ela. Que gostosa. Não demorou muito pra que a minha sensação vinhesse.

▪︎▪︎▪︎▪︎Aos olhos dela▪︎▪︎▪︎▪︎

Senti ele gozar de novo dentro de mim... nesse lugar é um pouco diferente... Hmmm... Não deixa de ser bom. Agora ele estava deitado sobre mim, seu membro ainda me preenchia, enquanto ele ofegava em cima de mim. Apenas respirei. Estou tão mole... mesmo com ele parado, ainda sinto vibrar... Estou morta.

Alguns minutos depois ele saiu de mim e se levantou como se nada tivesse acontecido. Rolei para o lado e tentei colocar minhas pernas sobre a cama. Levi pegava duas toalhas enquanto observava minha tentativa em vão, ele devia ter tirado aquele vibrador antes. Ele caminhou até mim com as duas toalhas no ombro, pegou alguma coisa na gaveta, e a vibração parou. Ele segurou na minha perna e a abriu um pouco. 

Levi: relaxe.

Tentei parar de ofegar enquanto ele tirava o vibrador mínimo que me causou tanto estrago quanto o pau dele. Ele ria da minha reação. Pra completar, deu um beijinho na minha buceta. Ahhh, estou tão sensível. Vi ele sorrir de novo.

Levi: você acha... Que consegue se levantar?

Me sentei na cama, mesmo cansada e tentei levantar, fiquei em pé com as pernas trêmulas.

SN: não...

Ele me pegou no braço antes que eu sentasse de novo na cama. E me levou pro banheiro. Agora aquela banheira enorme encharcava nossos corpos com água. Apesar de estar muito cansada, não estou com um pingo de sono. Olhei para ele e...

▪︎▪︎▪︎▪︎Aos olhos dele▪︎▪︎▪︎▪︎

Sorri para ela...

Levi: você não acha que está na hora de ir dormir?

SN: estou sem sono...

Levi: então o que você quer fazer?

SN: voltar pra cama.

Levi: eu espero que você, não tenha nada em mente.

SN: ter eu até tenho, mas eu não aguentaria fazer... se bem que eu quero ficar um pouco mais aqui.

Levi: tudo bem então...

SN: semana que vem, nós deveríamos fazer alguma coisa diferente...

Levi: tipo o que?

SN: não sei, mas você deve saber de alguma coisa.

Levi: posso levar você num parque...

SN: tem um campo enorme na frente da sua casa, seu parque pessoal.

Levi: nosso... me dê uma ideia então.

SN: Levi eu nunca fiz nada além de roubar, e me meter em encrencas em toda a minha vida... Você deve conhecer algum lugar legal que não seja parecido com os que a gente frequenta.

Levi: você devia me contar mais sobre essas encrencas. E além disso, você tem que tomar uma pílula do dia seguinte não é mesmo.

Ela ficou um pouco vermelha.

SN: na verdade não...

Levi: você não está tentando ter um filho não é???

SN: não, mesmo se eu quisesse, não poderia...

Levi: porquê?

SN: vou te contar uma das minhas piores encrencas... Na verdade uma das mais traumatizantes.

Olhei para ela, com medo. O que fizeram com você?

SN: uma vez, eu estava com muita fome. Então roubei um restaurante, eu era muito nova, não era muito experiente com meus roubos...

Ela riu um pouco.

SN: o dono, acabou me pegando. Apontei uma faca para ele, e ele apontou uma para mim. Ele falou que quando me pegasse, iria me matar... terminei esfaqueando ele.

Levi: ao menos o matou?

SN: como eu disse, eu era inexperiente. Sai antes de ver se ele morreu mesmo.

Ao menos uma esperança. Mal consigo imaginar alguma coisa de mal acontecendo com você...

SN: quando sai de lá, percebi que eu também tinha sido atingida... Eu mesma cuidei de tudo, sem dúvidas se costurar é a pior coisa que existe. Quando entrei para tropa, descobri que meu útero tinha sido completamente comprometido... E acho que foi por isso, foi a única vez que eu fui esfaqueada...

Levi: então aconteceu alguma coisa do tipo depois?

SN: talvez... Mais desde os meus 17 que eu nunca mais apanhei, só de você...

Levi: eu vi nos seus registros, você nunca perdeu nenhuma luta corporal... talvez porque nunca me enfrentou...

SN: ou porque a mikasa sempre deixa que eu ganhe...

Levi: terça você vai contra a annie.

SN: nossa que fofoqueiro, você.

Levi: você iria ganhar de qualquer jeito, annie tem muita velocidade, mas você tem força bruta e muita resistência. Pra ela derrubar você, precisaria de umas 3 horas de luta.

SN: eu sei... dois ou três murros, e ela provavelmente vai cair. Mas você deveria me enfrentar um dia...

Levi: se você perder, te dou outra surra, no meu quarto.

SN: ah mais que vontade de perder...

Sorri para ela.

Levi: nem pense nisso.

SN: você que está me encorajando.

Levi: você não tem jeito...

SN: acho que agora eu quero ir pra cama.

Eu saí da banheira e me enxuguei, peguei ela e a entreguei a toalha... nos deitamos e ela disse.

SN: a gente devia sair pra lanchar, talvez um piquenique...

Levi: mais isso só daria certo em parque.

Ela respondeu estressada.

SN: ah então diz um...

Levi: podíamos ir pra uma cachoeira, você poderia chamar os seus amigos e eu os meus.

Os olhos dela brilharam. Droga, assim eu fico igual um bocó.

SN: combinado então...

Levi: mais antes vamos ter que fazer compras, aqui em casa não tem mais comida, e eu suponho que você e muito menos os seus amigos tenham roupas de banho.

Ela já estava sonolenta

SN: ja estou com preguiça...

Levi: eu vou com você, poderíamos ir já na folga... talvez eu possa alugar uma casa perto.

SN: mais não vamos vir pra sua casa?

Levi: você ainda vai dormir comigo, e é só por um dia, no outro já teríamos que ir pro quartel. E também ficaria mais perto e mais fácil pra todos.

SN: depois veremos isso...

Ela já estava fechando os olhos. Beijei a testa dela e ela sorriu em resposta.

SN: eu amo você.

Levi: eu amo mais.


Notas Finais


Iti mãe, tudo pra mim... daqui pra amanhã eu posto o próximo. O qual eu aposto que vocês não vão gostar nenhum pouco.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...