1. Spirit Fanfics >
  2. (Levi Ackerman) Guarda Real. >
  3. EPISODE ONE

História (Levi Ackerman) Guarda Real. - Capítulo 1


Escrita por: Ohayo_pokko

Notas do Autor


POSTEI A FIC NO WATTPAD TB GNT!

Capítulo 1 - EPISODE ONE


Fanfic / Fanfiction (Levi Ackerman) Guarda Real. - Capítulo 1 - EPISODE ONE

 

- Mais y/n, seu pai irá brigar com a senhorita. - Avisa minha dama de companhia.

- Eu não me importo, ja não suporto usar esses vestidos bobos, saltos são piores ainda. Eu só irei na cafeteria, já já estarei de volta, você estará comigo afinal de contas. - Digo amarrando meus belos tênis. (JORDAN)

- Tudo bem senhorita y/n, me desculpe. - Ela pede se curvando.

- Sem problemas k, bom, vamos nessa. - Digo abrindo a porta. - Vamos por aqui senhora Dandara.

Saimos andando pelo lado oposto da escada que da para a sala de estar, descemos as escadas do outro lado para a cozinha, passando por lá escontramos nosso cozinheiro Nicolo.

- Senhorita y/n, onde vais? O café está quase pronto, e de tênis? - Ele diz a última fala baixo para que ninguém nós escute.

- Irei a cafeteria, quero sentir um pouco de ar fresco também. - Digo sorrindo.

- Pegue essa batata antes de sair, deve estar com fome. - Ele coloca uma batata assada em minha boca.

- Obrigada. - Saindo pela porta da cozinha acseno para ele com a batata em minha boca.

Saimos cuidadosamente para o jardim, andando agachadas pelo gramado ate o portão, vejo alguns guardas no portão, atiro uma bolinha que trouxe justamente para isso, eles então olhão para trás e vão até o barulho e então saimos correndo para fora.

- Sabia que conseguiríamos k. - Digo saltitando de felicidade. - Não aguentava mais essa prisão.

- Senhorita, não acha melhor fazer menos agitação, podem descobrir que saímos e seu pai ficara furioso. - Ela pede olhando para os lados.

- Ele não vai descobrir senhora Dandara, ta tudo bem, já vamos voltar.

Ela não diz nada, só fica olhando para os lados. Fomos até a cafeteria tranquilas, não vimos nada nem ninguém que pudesse atrapalhar ou espalhar rumores que estamos fora do castelo para meu pai.

MO PAZ

Entramos na cafeteria e sentamos em uma das mesas, estava meio vazio, só avia um casal em outra mesa.

- Aqui dentro está tão quentinho, não é senhora Dandara.. - Olho para ela e olho para o balcão vendo um lindo homem de cabelos raspados aos lados e uma bela aparencia.

- Está sim senhorita, irei fazer nossos pedidos. - Ela iria levantar para fazer os pedidos quando um garoto de cabelos castanhos e lindos olhos verdes aparece para fazer nossos pedidos.

- Princesa, que bom tê-la por aqui, nós desculpe pela demora, estamos á arrumar algumas coisas pois iremos fechar a cafeteria. - Ele diz sorrindo e se curvando para nós.

- Não há problemas k, bom, iremos querer dois cappuccinos e duas fatias de bolo de chocolate porfavor. - Dandara diz fazendo os pedidos.

- Trarei em 5 min vossas senhorias. - Ele se curva saindo.

- Porque será que iram fechar? Essa cafeteria parece ser tão boa. - Digo para Dandara olhando pela janela e vendo poucas das pessoas andando pelas ruas.

- Se não me engano seu pai disse que chamaria novas pessoas da cidade para serem novos ajudantes para o castelo, vai que um deles é o dono dessa cafeteria então irão fechar.

- Entendi. - Digo pensando em quem será que meu velho irá chamar.

Depois de 3 min o mesmo garoto vem com nossos pedidos e os deixa na mesa. Começamos a tomar nosso café conversando um pouco, olho para o lado e vejo aquele homem de antes me olhando então viro rapidamente para frente com um pouco de vergonha, céus, ele é tão lindo.

- Melhor irmos senhorita y/n, está começando a ter mais pessoas na cidade. - Ela diz levantando e pegando a sua bolsa.

- Pode deixar que eu irei lá pagar senhora Dandara, me espere ali fora porfavor. - Digo pegando o dinheiro, ela afirma e sai pela porta e eu vou ao ao balcão para pagar. - Com licença, vim pagar a conta.

- É por conta da casa princesa y/n. - Diz aquele belo homem com um sorriso não tão marcante mais de um jeito calmo, entende?

- Ow, tem certeza? eu posso pagar senhor..

- Ackerman, Levi Ackerman senhorita.

- Ok, aqui está senhor Ackerman, obrigada pelo café, estava ótimo. - Digo com um belo sorriso e deixando o dinheiro no balcão, logo saio para fora encontrado Dandara.

-Demorou senhorita. - Ela diz me puxando pela mão andando rapidamente até o castelo.

- Oque foi senhora Dandara? - Pergunto andando rápido ao seu lado.

- Já são 11:23, se seu pai descobrir que saimos estarás ferrada. - Ela avisa andando mais rápido.

- Calma senhora Dandara, está deboa, ninguém ira descobrir. - Digo olhando para os lados.

Chegamos na frente do portão, mais tinha um porém, não tinhamos como destrairmos os guardas novamente, fomos até a parte de trás do castelo e pulamos a cerca de gramas sujando nossos vestidos, corremos até a porta da cozinha quando fomos abrir, shit, estava trancada, oque eu sabia? ele estaria me esperando na sala para um sermão. Entramos pela sala, andei atrás de Dandara e ouvi meu pai dizer..

- Dandara, saia da frente dela. - Meu pai ordena em pé á nossa frente. - Oque estava pensando?! em?! - Ele me pergunta gritando.

- Me desculpe papai, eu só queria sair um pouc-

- Quantas vezes tenho que dizer que você não pode sair sozinha pela cidade em?! - Ele me interrompe.

- Eu estava com Dandara papai. - Digo já de cabeça baixa olhando para meus pés e brincando com os dedos.

- Dandara não pode lhe proteger se algo acontecer, não posso lhe perder também, oque custa me pedir para sair?! - Ele grita me olhando.

- Eu não consigo ter privacidade com eles por perto papai, me desculpe por iss- - Ele me interrompe novamente.

- Y/n porque está de tênis? Não me diga que saiu com eles. - Ele pergunta massageando suas têmporas.

- Você sabe que me sinto mais confortável com eles, me perdoe. - Peço olhando para o outro lado.

- Vá para seu quarto e nunca mais faça isso sem me avisar y/n. - Ele manda olhando para mim.

- Tudo bem papai. - Vou saindo da sala quando meu pai diz..

- Se sê sente mais confortável de tênis, podi continuar usando eles filha. - Bipolar? não importa, fiquei mo feliz e corri para ó abraçar.

- Obrigada papai. - Digo parando de ó abraçar.

- Vá logo para seu quarto minha filha. - Ele diz me dando um sorriso.

Subindo pelas escadas dançando falando para Dandara o quanto fiquei feliz.

- No fim deu tudo certo viu só. - Digo dançando até meu quarto.

- Que bom não é mesmo senhorita. - Ela diz sorrindo para mim.

CONTINUA..


Notas Finais


POSTEI A FIC NO WATTPAD TB GNT!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...