História Leviano - Capítulo 29


Escrita por:

Postado
Categorias Saint Seiya
Personagens Afrodite de Peixes, Aiolia de Leão, Aioros de Sagitário, Camus de Aquário, Hyoga de Cisne, Isaak de Kraken, June de Camaleão, Kanon de Gêmeos, Mascára da Morte de Câncer, Miho, Miro de Escorpião, Pandora, Radamanthys de Wyvern, Saga de Gêmeos, Saori Kido (Athena), Shaina de Ofiúco, Shaka de Virgem, Shura de Capricórnio
Tags Amizade, Amor, Família, Mentira, Romance, Saintseiya, Segredo, Traição
Visualizações 9
Palavras 1.525
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá queridos leitores estamos de volta a companhia de vocês me deixa super feliz vamos ao capítulo de hoje e tomara que vocês gostem

Capítulo 29 - O Depois


-mais, o que houve aqui?

-eu...bem, pela condição que nós estamos você já deve saber, Saga

-você... nós... não dá para acreditar, a gente tinha uma relação de irmãos

-sim, de irmãos...

-o que as pessoas irão pensar se souberem de uma coisa bizarra dessas

-então você se importa com o que os outros pensam Saga?

-sabe Shun, é que eu...

a cada instante o mais velho vai se lembrando de mais detalhes, muito embora de maneira ainda fragmentada

-eu não vou contar nada pra ninguém, e talvez, realmente não tenha acontecido nada mesmo..

-eu acho que me lembro de você gemendo como uma putinha

com está frase Saga quer avaliar o mais novo, verificar se ele se acha bêbado, o geminiano vê então o rosto do castanho corar e ele dizer

-eu não sou uma putinha, já disse

-já disse?

-acho que estou dizendo agora, sei lá...

-Shun, você me deseja?

-claro que não, somos como irmãos, te vejo como veria o Ikki

-é mesmo? mais você está na minha cama

-o que você tá insinuando? eu não te forcei a nada nem poderia Saga, você é mais forte do que eu...

-Shun...

-eu tenho que ir

-eu te levo até a tua casa

-não quero

-eu gosto de mulheres Shun, eu não sou gay...já você

-eu não te forcei a nada Saga já falei

-ok certo, então o que você veio fazer aqui?

-te ajudar..

-sério?

-eu vim aqui como teu amigo, preocupado contigo ,e agora me sinto totalmente humilhado na posição de teu amante

-e quem disse que você é meu amante?

o rosto ingênuo de Shun fica translúcido de tão pálido, o geminiano pensa em abraçar o mais jovem, quem sabe pedir perdão pela sua falta de jeito, mas detém o impulso

-desculpa, acho que nem o digno título de teu amante eu mereço

-Shun.. 

o castanho consegue localizar sua boxer no chão a veste e se levanta da cama desolado, vai procurando as suas vestes pelo quarto e murmura frases soltas, apurando os ouvidos Saga pôde ouvir

-não era pra ser assim... não era pra ser assim... sonhei tanto com este momento, e agora... cadê a minha camisa?

-Shun...

o jovem de olhos verdes cala suas lamúrias ao notar o geminiano de pé parado ao seu lado usando apenas uma toalha branca enrolada na sua cintura

-Saga, eu espero que este incidente de hoje não influencie no seu auxílio as crianças

-você não me conhece Shun?, eu não sou mesquinho à esse ponto

-achei a peça que faltava, nada disso aconteceu... ok?

-espera Shun...

desta vez o homem de gêmeos segura o braço direito do virginiano o rapaz respira fundo

-o que você quer Saga? "que homem lindo,não posso ficar excitado por ele outra vez... não posso"

-qual o motivo desse teu lamento Shun?

-nenhum Saga, não lamento nada

-Shun, senta aqui do meu lado por favor

o virginiano acaba se sentando na beirada do leito partilhado por eles momentos antes

-pode falar Saga

-Shun você tem que concordar, o que que houve conosco hoje foi anormal

querendo aparentar frieza o castanho responde

-anormal porquê? pessoas fazem sexo todos os dias ,se é que rolou alguma coisa mesmo...

-Shun..

-eu e você temos consciência  de que só aconteceu porque nós dois estávamos embriagados

-mas eu sou hétero

-e continua a ser

-isso me confunde foi a minha primeira vez com um homem e...

-a minha também...

-mais você...eu achei que...

-eu o quê Saga? você tá me julgando, não é porque eu sou gay, que eu vou sair ficando com todo mundo não, eu não sou um qualquer, vamos encerrar está conversa por aqui, antes que nem mesmo uma relação de respeito sobreviva entre nós

o castanho se ergue dessa vez com uma expressão decidida em sua face

-Shun, não quis te ofender, mais não me diz que você era...

-sim,Saga até hoje à noite eu era virgem, bem... amanhã nos vemos na instituição

-não sei se eu vou Shun...

o jovem de olhos verdes já está com a mão na maçaneta e replica

-essa é uma escolha sua, Saga...

-Shun, a nossa transa não foi uma experiência, ruim muito pelo contrário...

o geminiano percebe o rosto do castanho enrubescer e a porta ser aberta e fechada, ele foi embora

-foi melhor assim... tentou se convencer o grego

Em Dubai

o moço loiro está deitado em sua cama, no seu impessoal quarto de hotel, suas mãos estão cruzadas atrás da sua cabeça e ele recorda os fatos ocorridos apenas três horas antes

(Flashback On)

sentindo seu membro latejar sob a roupa Hyoga se deixou ser conduzido ao dormitório daquela mulher sensual,a dançarina fechou a porta cuidadosamente

-agora você vai descobrir o que é uma mulher de verdade

-mas..mas você nem sabe o meu nome

-não é necessário, o que teremos aqui é somente prazer, não envolvimento

-eu...

uma singela rosa branca chama a atenção do russo... tão delicada, sozinha naquele criado mudo,a rosa,havia alguém mais casto que ela, o aquariano se afasta da sedutora mulher ruiva que já tinha as mãos na sua calça social

-o que foi gato?

-eu não posso... me desculpe

-como é?

-existe uma pessoa me esperando em Atenas ,e eu não posso ter um procedimento tão baixo como esse...

-ela não vai ficar sabendo...

-eu vou saber, e não é ela, é ele

-então você é bissexual

-o que disse?

-pelo seu estado, eu sei que você também me quer loirinho

-pode até ser,mais eu não vou trair o meu namorado, eu o amo,o meu anjo é doce, gentil, puro,o Shun é perfeito

-cuidado loiro, essa qualidade não existe, quase sempre a aparente perfeição oculta diversos defeitos, crer que um ser humano é perfeito é pura ilusão

-uma mulher da noite jamais poderá entender alguém como o meu anjo, agora com licença...

saindo pelo corredor Hyoga ainda pôde escutar

-se vier aqui em Dubai um dia me procura gostoso, você me deve uma noite de sexo 

(Flashback Off)

-prometi não te esquecer meu anjo

o russo pega o seu celular, cogita ligar para o namorado, ao mesmo tempo analisa o belo rosto da sua proteção de tela

-seus olhos são tão lindos, doces,o rostinho suave... a tua voz,ah meu amor, nada neste mundo jamais vai me fazer te enganar, logo seremos felizes... minha vida, meu anjo...

o aquariano acaba guardando o aparelho telefônico

-não vou perturbar a tranquilidade do teu sono,amanhã ou depois eu ouço a tua delicada voz...quanta saudade meu anjo...

Em Atenas

uma chuva fora de época cai na cidade, os pingos grossos ,gelados molham a capital da Grécia e simultaneamente o corpo do virginiano, lágrimas quentes fluem dos olhos do castanho

"-como eu pude me deixar vencer por outro homem? porque eu me entreguei ao Saga? como eu vou encarar o meu namorado agora, depois do que fiz?Hyoga eu te amo..."

o próprio Shun não sabia a resposta para as dúvidas da sua mente e nem para a sua inexplicável atitude... a epiderme do virginiano treme de frio,mas ele permanece aonde está

as orbes azuis turquesa de Saga se abriram

-quando foi que eu dormi?são quase quatro da manhã... e que sonho mais louco esse que eu tive

com tais palavras o geminiano tenta se iludir

-mais eu não costumo dormir sem roupa...

o grego sai da sua cama, um filete de sangue manchou o seu lençol de seda alvo e chama a atenção do loiro

-eu te machuquei meu pequeno... estou dando muita importância a um sonho bobo e...

instintivamente o homem de gêmeos se dirige depressa a sua sala, em busca de algo,encontrando o objeto caído no chão perto do sofá ,mostrando a realidade latente, seus olhos tremem ,suas mãos seguram os suspensórios com força

-foi tudo verdade... eu e o Shun...a quem eu queria enganar?

ele olha através da sua enorme varanda, a chuva fina descendo contra às vidraças próximas, o tempo ainda meio encoberto, o geminiano pensa em voz alta mau grado seu

-será que o meu anjo já chegou em casa?

uma deliciosa lembrança vem a sua cabeça nesse ínterim

"-ele não é o meu anjo, Shun você me proporcionou tanto prazer ontem à noite.. fez um oral em mim como nunca ninguém havia feito antes... eu não veria problema nenhum, em te namorar por uns tempos, se você não fosse um homem, claro"

novamente pensando em voz alta

-que ideia besta, bem eu preciso de um banho para tirar essas bobagens da minha mente

o sol tinha nascido a alguns minutos, poucos vestígios da copiosa chuva da noite restaram, mas o corpo de Shun estava encharcado, o virginiano não teve coragem de retornar para a sua casa durante as últimas horas ,e se o Hyoga telefonasse?o que diria?

-amor...

os olhos esmeraldinos do virginiano brilham intensos com uma ideia que lhe ocorreu subitamente, seu cérebro trabalha frenético

"-porquê a minha felicidade tem que chegar ao fim por causa de um deslize ,o meu namorado não precisa saber que eu não sou mais virgem, ainda posso sim me casar com ele,ter a família que sempre quis...quando o Hyoga me tocar vai ser sim a nossa primeira vez, ele apenas não necessita estar ciente de que eu transei com outro homem antes dele... mais que noite, nunca supus que o Saga fosse um amante tão bom, eu quase desmaiei de tanto tesão... bem melhor do que com ele, será com o Hyoga tenho certeza, porquê vai ser por amor...

o castanho chega nesse átimo à porta do Iluminação de Sonhos, ele deu graças a Zeus por ser cedo e estar alí antes dos outros funcionários, assim ninguém teria a oportunidade de lhe ver todo molhado ou de desconfiar das suas ações, quase sorrindo, Shun adentrou no seu trabalho ,tomou um banho rápido trocou de roupa e logo estava pronto para iniciar mais um dia...


Continua


Notas Finais


O Hyoga não deu o troco bem que esse Shun merecia, e pelo jeito o virginiano não pretende dizer a verdade será que a atitude dele foi apenas um deslize mesmo?
Muita coisa ainda vai acontecer aguardem
No mais beijos carinhosos pra todos e até bem breve


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...