1. Spirit Fanfics >
  2. Liame >
  3. Capítulo 15

História Liame - Capítulo 15


Escrita por: J_Ange

Capítulo 15 - Capítulo 15


As lagrimas escorreram pelo rosto de Kushina durante toda a cerimônia, até mesmo Izuna a entregava lenços para conter seu choro. Ver seu único filho ômega se casar com uma pessoa gentil era ótimo, se não fosse pela fama da família. Ela estava feliz, porém com um pouco de medo de tudo aquilo. Tudo estava do jeito que Obito e Deidara haviam imaginado, ver os dois calmos em frente ao padre nem parecia que há poucas horas Obito estava correndo atrás dos empregados gritando.

...

Todos estavam aproveitando a festa, Sasuke observava de longe a interação do primo com a família de Deidara. Era bom saber que mesmo odiando Naruto com todas as forças, Obito o aceitava por ser irmão de Deidara.

— Eles se deram bem... Aceita?— Kakashi o ofereceu uma taça de champanhe.

— Não posso beber, mas você tem razão, isso é bom — ele sorriu vendo Obito ser abraçado pela ruiva

— Você esta tomando alguma medicação? — o platinado sabia o quanto o ômega gostava de beber

— Quase isso... Depois a gente conversa, preciso fazer o discurso — ele passou a mão no braço de Kakashi e sorriu fraco — Te encontro mais tarde, pode ser? — o platinado concordou e se sentiu feliz por ver que Sasuke queria conversar com ele

— Eu contei...

— Credo, parece uma assombração — Kakashi riu do susto que levara de Neji — Contou é, e qual foi a reação dele?

— Logo você vai saber — ele pegou a taça que Kakashi segurava — Essa noite não pode ficar melhor.

— Cheios dos segredinhos, vocês não eram assim — ele tinha os olhos semicerrados

— Presta atenção que nosso amor vai falar — Neji foi em direção ao marido, seguido por Kakashi que passou próximo de Itachi e pegou Reiji no colo

A música parou e todos prestaram atenção no homem de terno negro que segurava um microfone. Era tradição nos casamentos e aniversários que o Líder da família realizasse um discurso, e era isso que Sasuke ia fazer.

— Boa noite a todos, primeiramente gostaria de desejar felicidade aos noivos, afinal Obito é um dos meus primos favoritos e Deidara é um grande amigo — ele via o sorriso dos dois abraçados o olhando no meio do jardim — Esse é um dia muito importante para os dois então eles merecem toda a atenção de você, por isso serei breve. Como sabem, Deidara não faz parte de nenhum clã, mas a partir de hoje, ele assim como sua família estará fazendo parte do clã Uchiha, e todos merecem o devido respeito. Qualquer ato contra qualquer um dos Uzumaki será visto como uma afronta a nossa família, ou melhor, a mim. Todos entendem isso? — os convidados concordavam enquanto os pais de Deidara olhavam aquilo um pouco assustados — Nossa família está crescendo e isso me alegra muito, principalmente pelo meu primo ter escolhido alguém tão incrível para ser seu parceiro de vida. Desejo a vocês o dobro de tudo o que desejaram a mim e ao meu marido no dia de nosso casamento. E espero que logo me deem sobrinhos, porque meus filhos precisam de primos.

— Pera aí! — Obito gritou — Serei tio de novo?

— Nós seremos? — Deidara parecia mais animado que o marido e não hesitou em abraçar Sasuke quando o mesmo se aproximou dos dois.

Se o casamento estava animado, com aquela declaração ele ficará ainda mais. Saber que o clã teria mais descendentes animava todos os convidados, principalmente quando eram de alguém tão aclamado quanto Sasuke Uchiha. Após todos parabenizarem os noivos e Sasuke, a festa havia continuado.

— Meu deus, eu vou chorar, mais um pequeno! — Madara abraçava o marido — Você sabia, eu tenho certeza

— Claro que sabia, só vocês alfas que são burros — Hashirama ria o outro enquanto via Itachi jogar Reiji para o alto e Shisui o xingar.

— Parabéns pra gente — Deidara abraçava Sasuke sem deixar que mais ninguém chegasse perto — Quero ser padrinho dessa vez! O Itachi e o Shisui que vão achar outro! — Obito conversava com Neji e Kakashi enquanto os dois ômegas estavam juntos

— Desculpa falar isso no seu dia, é que vamos voltar logo e era o único momento com o clã reunido

— Meu amor, se tivesse me contado antes eu tinha feito uma placa! Sabe que eu não me importo, você só deixou o meu dia ainda mais especial, e agora tenho como chantagear o Obi a ter um bebe

Enquanto os dois riam e conversavam, Kushina e Minato se aproximaram.

— Sasuke... — ela falou gentilmente tocando o braço do ômega — Parabéns pelo bebê, ele vai ser uma graça.

— Kushina — ele a abraçou e não conseguiu falar mais nada

— Parabéns Sasuke, e obrigado por cuidar do nosso Deidara também — Minato o abraçou brevemente

— Acredito que Deidara cuidou mais de mim do que fiz por ele — falava o ômega quando o pequeno garotinho correu e abraçou suas pernas — O que foi meu amor?

— Não acho meu papai nem o Kashi — o garotinho falava fazendo beicinho

— Oh! Eu já te ajudo a procurar eles, primeiro se apresente aos pais de Deidara.

— Olá, eu sou Reiji, é um prazer conhece-los — os olhos azuis brilhavam olhando Minato que estendia a mão para ele

— Sou o papai do Deidara, Minato — ele notava uma semelhança naquele garotinho com seus dois filhos

— Eu... Sou a mãe do Dei, Pode me chamar de tia Kushina — ela se abaixou em frente ao garotinho, mas logo voltou seu olhar para Sasuke que tinha uma expressão séria — Entendo... Reiji, você é lindo, poderia me dar um abraço?

— Hum... Posso papai? — ele pedia a Sasuke que assentiu ao ver que a mulher estava quase chorando

— Ele é lindo Sasuke — Minato estava como a mulher, mas conseguia se conter

— Obrigado Minato, vindo de vocês isso é muito importante — Sasuke sabia que eles havia percebido

— Não se preocupe, creio que minha esposa não vai falar nada, mas se importa de nos contar mais sobre ele?

— Não me importo, fiquem na mansão essa noite

— Nós podemos? — a ruiva falava ainda grudada no garotinho que mexia nos seus cabelos um pouco curioso sobre a cor avermelhada

— Claro, mandarei alguém preparar os quartos, assim nós três podemos conversar com calma amanhã

— Para mim, está perfeito! Não é amor?! — ela falava e o marido concordava

— Bom, então agora vou levar esse garotinho até meu marido, se me dão licença — Sasuke saiu com Reiji segurando sua mão

— Dei! — Minato abraçou a mulher que estava quase chorando — Somos avós

— Eu disse que meu casamento seria épico! — O loiro falava quando o marido o abraçou por trás

— Emocionados assim porque o Deidara vai finalmente os deixar?

— Eles conheceram o Reiji, amor — Deidara falou — E o Sasuke levou isso muito bem, até chamou eles para ficar na mansão

— Nossa, realmente... O lance de ninguém sair ferido foi pro ralo — Obito riu e deixou todos um pouco confusos com aquilo.

A festa nem havia acabado e Sasuke subiu ao quarto para levar Reiji que dormia em seus braços, ele poderia ter chamado alguém mas já estava um pouco cansado também. Ele adorava fazer o pequeno dormir, era como se naquele instante eles fossem apenas pai e filho e nada mais importasse. Depois de largar o pequeno em seu quarto, e descer até o primeiro andar, o ômega foi puxado para dentro do escritório que estava com as luzes apagadas, tendo apenas a claridade que adentrava nas janelas o iluminando.

— Seu bruto! — ele falou irritado

— Você vai ter um bebê! — Kakashi o abraçou — Por isso estava tão enjoado nos últimos dias e não quis beber?

— Alfas só percebem as coisas quando o assunto é sexo — ele debochou

— Suke, me perdoa, eu...

— Tudo bem, eu sei que não foi sua intenção... — Sasuke andou até atrás da mesa e olhou pela janela onde podia ver ao longe as luzes e até mesmo alguns convidados dançando — Kushina e Minato já sabem, e eu tô bem com isso, contanto que ninguém venha me incomodar vai ser tudo bem até nós voltarmos. Não quero que ninguém suje as mãos por esse motivo...

— Vou voltar com vocês, posso? — o platinado se aproximava

— Deve — Sasuke colocou os braços envoltos no pescoço alheio e o beijou — Da próxima vez que você fizer algo pelas minhas costas, vou deixar o Ita te dar aquela surra que ele prometeu quando soube que você me ajudou em alguns cios durante a adolescência, depois que meu namoro com o Neji acabou.

— Jamais farei nada, mas espero que esse filhotinho nasça com os cabelos branquinhos e não escuros, se não a gente vai ter que fazer um depois

— Neji falou a mesma coisa — ele sorriu para o alfa a frente



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...