História Liars - Capítulo 34


Escrita por: e Kalish

Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Ino Yamanaka, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Gaaino, Liars Fanfic, Lolauchiha, Pda, Sasusaku
Visualizações 405
Palavras 3.288
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Voltamos!

Capítulo 34 - Substância corrosiva


Fanfic / Fanfiction Liars - Capítulo 34 - Substância corrosiva

Então Sasuke viu Sakura sair pela porta da frente.

Por que nenhum dos dois facilitavam as coisas para ele? 

Sentia-se como se sua vida fosse como uma bola de neve que cada vez ia ficando maior. Sasuke queria ele mesmo poder sair de sua casa, deixar Naruto ali sozinho, mas ele não tinha culpa, ou tinha? Era frustrante, o sentimento que Sasuke nutria era de rejeição por parte de todos, principalmente da de Naruto e até então não tinha associado o motivo. O motivo pelo qual era isolado com Sakura ao invés de acolhidos.

 

– Você fez de novo. – Sasuke concluiu com Naruto pegando a garrafa até então de Sakura e se sentando novamente ao sofá.

– Não custava ela trazer uma cerveja pra cada. – Naruto retrucou levantando a garrafa em sua defesa, mas não era nesse ponto que Sasuke quis chegar com aquela afirmação.

– Você vai estragar outro relacionamento meu. – Ele entonou amargurado, mudando seu semblante sério para o de zangado.

– Opa pera ai. – Naruto saltou do sofá, de surpresa. – Eu cometi um erro, e já me desculpei. – Novamente ele se desculpou, Sasuke estava indo por um outro caminho.

– E hoje mais cedo estava cheio de intimidade com ela… – Sasuke acrescentou, e na mente de Naruto veio a cena da lanchonete, da Ino e ele conversando. – Vai parar de implicar com a Sakura quando? Quando nós terminarmos? – Sasuke questionou arrancando uma longa gargalhada de Naruto, que por mais que fosse de nervoso, apenas rindo para engolir aquilo que lhe foi dito.

– Você está sendo muito idiota. – Naruto afirmou após Sasuke não esboçar que aquilo foi uma piada, ele realmente achava que Naruto estava sabotando seus relacionamentos?

Naruto nunca ficaria com a Sakura.

– Era pra você melhorar as coisas hoje. – Sasuke recuou na sua linha de pensamento, ele estava frustrado e descontando tudo aquilo no melhor amigo.

– Até quando você vai passar pano para essa menina? – Naruto disse alterando o tom de voz, deixando a garrafa em cima da mesa de centro. – Você vai me agradecer mais tarde, ela não é flor que se cheire e você sabe bem disso. – Ele alertou a Sasuke, trazendo-o novamente na defensiva. Talvez Naruto não fosse a vítima.

– Eu não deveria ter contado pra você sobre ela. – Novamente Sasuke trocou sua narrativa. – Sabe, a Sakura tem razão, porque você deixou de ficar com a Hinata? Seu mal deve ser falta de sexo. – Sasuke riu, mas não arrancou nenhum sorriso de Naruto, pelo contrário. A falta de firmeza nas palavras de Sasuke mostravam o quão manipulado ele deveria estar sendo.

– Porquê ela era tóxica, metida a sabe tudo. A Hinata é tão insuportável quanto a Sakura. – Naruto deu de ombros. Hinata deixava o ego preencher todos seus traços de personalidade, ela não estava tão distante de Sakura, mas Naruto queria distancia das duas.

– Para de falar assim da Sakura. – Sasuke corrigiu esgotando a paciência do amigo que deu outra risada irônica.

– Você detestava ela quando a conheceu. Vai me dizer que os opostos se atraem agora? – Gargalhou outra vez tirando Sasuke do sério. – Vocês não se conhecem, os opostos pra mim se destroem, ela não te conhece, não como eu. E eu estou te dizendo que ela é furada. – Afirmou levantando a voz, mas como dizem por ai, o amor é cego e provavelmente surdo, se fosse o caso, Sasuke de qualquer forma ignoraria o conselho.

– Já chega, é melhor você ir embora. – Sasuke apontou para a porta sem a menor intenção de acompanhar o amigo até a porta e Naruto riu claramente nervoso, andando até a porta e virando a maçaneta.

– Quer saber? Você parece um pescador que caiu no canto da sereia, ela desperta seu pior lado. – Naruto disse apontando para Sasuke que apenas recolheu as garrafas e caminhou para a cozinha. Ignorar Naruto era a opção menos destrutiva daquele momento.

 

 

Na manhã seguinte a Universidade estava em preparativos para o jogo do campeonato interuniversitário da liga de hockey do estado. Essa noite era Konoha a anfitriã do jogo e liderados por Itachi, seriam um dos times próximos da final do campeonato.

O jogo era importante, e contava com talentos de todos os anos, mesmo que em sua maioria fosse de veteranos.

Em época de jogo, era normal ver alunos com camisetas do time da faculdade, mas quando a Universidade sediava o jogo, um comitê era responsável pela decoração patriótica do prédio.

– Eu pensei que você estaria pendurando frases motivadoras pelos corredores. – Itachi comentou com Konan, num dos primeiros períodos do dia. Eles estavam sentados com mais alguns veteranos na lanchonete interna.

– Tá me estranhando Itachi? – Konan fez careta e todos riram. Isso definitivamente não era o perfil de Konan.

– Todo mundo lembra da sua fase abelha rainha do primeiro ano. – Temari defendeu a afirmação de Itachi fazendo Deidara que também estava na mesa rir.

– Já faz tanto tempo, tem certeza que era eu? – Konan riu e Tayuya que estava ao seu lado confirmou com a cabeça. – Falta muito pra acabar o ano? – Lamentou.

– Sobrevivemos o primeiro semestre, logo acaba mais um ano. – Deidara levantou as mãos, foi acompanhado de Tayuya e Itachi.

– Falando em abelha rainha, mais um ano… Eu soube que você estava aos abraços com a Yamanaka, Itachi. – Temari jogou seu veneno olhando em direção à Itachi que revirou os olhos. – O crush nela ainda está vivo? – Provocou.

– Você sabe como aumentam as coisas, só resolvemos uma pendência sobre o meu irmão. – Itachi explicou. – E é melhor espalharem isso, porque se a Izumi ouvir outra coisa vai encher o saco. – Itachi murmurou e Deidara concordou lembrando da personalidade da namorada do Itachi.

– Pendências com o Sasuke? – Konan levantou uma sobrancelha e Itachi deu um sorriso de lado.

– Parece que você também tinha pendências com ele, não é Konan? – Itachi desconversou deixando Konan em silêncio. – Eu vi vocês conversando na porta da minha casa na sexta-feira. – Explicou e Konan deu uma risada como se procurasse tempo para explicar o assunto, mas não foi preciso, Temari à ajudou.

– Quando nossa vida se resumiu a comentar dos calouros? – Perguntou sem paciência e Itachi riu, pois percebeu claramente a intenção de Temari.

– Você é cunhada de uma delas, como se sente achando calcinha que não é sua? – Deidara retrucou o comentário trazendo a atenção para a expressão de Temari. – Se te incomodar pode trazer pra mim. – Ele disse em tom de piada, mesmo que pudesse ser duvidoso o pedido. Temari revirou os olhos e Itachi riu.

– Ino Yamanaka é assunto proibido. – Tayuya disse.

– Não é proibido, ela é fútil demais. – Temari rebateu. – Eu não sei o que o Gaara viu nela. – Desabafou.

– A Temari é muito ciumenta, já disse que existem cunhadas piores. – Konan mostrou a língua e Itachi a encarou.

– Foi uma indireta para a Sakura? – Ele riu e Konan se levantou com um sorriso misterioso.

– Claro que não! Sua cunhada é adorável, não vê como ela é cercada de amigos? – Ironizou deixando a mesa dos veteranos a caminho da sala de aula, antes do sinal tocar.

 

Konan andou pelos corredores a procura do seu armário, ao achá-lo, reclamou mentalmente da bagunça que ele estava e como queria que o ano acabasse logo. O recesso só servia para alimentar a vontade de não voltar para a faculdade, quanto tempo faltava para por fim em tudo aquilo? 3 semestres e estaria livre de toda aquela sua rede de mentiras… Afinal, com o passar do tempo parecia cada vez mais entediante.

 

– Eu preciso da sua ajuda. – O armário foi grosseiramente fechado pela garota de cabelos rosas, assustando Konan, que logo trocou a cara de assustada para a de deboche.

– Pensei que estaria com a Ino, como foi o acampamento? – Ironizou e Sakura revirou os olhos.

– Você sabe que não. – Sakura retrucou encostando no armário. – O Naruto é gay. – Ela revelou olhando para o nada, e Konan a olhou confusa.

– O Naruto deve ser o cara que pegou mais garota aqui na cidade depois do Sasuke. – Konan riu voltando a abrir o seu armário e Sakura voltou a fechá-lo.

– Eu estou afirmando. – Ela disse pegando o celular e abrindo a galeria com a foto que mostrava Kiba e Naruto nus no lago, próximos demais para ser algo apenas amigável, em sua opinião.

– Você tirou isso no acampamento? – Konan tirou o celular da mão de Sakura e com os dedos deu zoom na foto. – Sua vida está tão solitária assim? – Riu entregando o celular para Sakura que o pegou zangada pela piada.

– Eu quero um favor seu. – Sakura murmurou. – Preciso saber se eles estavam chapados ou se tem algo a mais, preciso de uma foto. – Ela acrescentou e Konan levantou uma sobrancelha e olhou para os dois lados do corredor, o sinal logo tocaria.

– Você já tem sua foto. – Retrucou, mesmo sabendo o tipo de foto que Sakura queria…

A que não a envolvesse.

– E outra, você só vem falar comigo quando precisa de um favor, devíamos ter parado quando começou a levar a aposta longe demais. – Konan lamentou e fechou seu armário após tirar um livro de dentro.

– O Naruto está perdendo o Sasuke pra mim e está insuportável. Eu posso te recompensar, só consegue essa prova. – Sakura insistiu e o sinal soou trazendo com ele uma loira no início do corredor, alarmando Sakura.

– Eu vou ver o que consigo. – Konan se deu por vencida olhando na mesma direção que Sakura. A expressão da Yamanaka era impagável, como se estivesse desvendando o mistério só de ver Sakura e Konan conversando no corredor.

 

 

Uma hora antes de jogo começar as arquibancadas já estavam lotadas, Sakura procurava por Sasuke com os olhos atentos a cada estudante que passava em direção ao vestiário masculino, mas como os lugares iam se limitando, Sakura resolveu procurar um lugar para sentar.

– Sakura? – Ouviu a voz da loira chamar a sua esquerda, na base da escadaria da arquibancada central.

– Hoje não, Ino. – Sakura a interrompeu prontamente sinalizando com as mãos.

– Estou tentando mais uma vez... – A Yamanaka suspirou e Sakura fez menção de se afastar, Tenten vinha logo atrás de Ino e Sakura queria evitar. – Você não conhece a Konan. – Ino tentou alertar, mas Sakura se afastou antes.

Outra tentativa de Ino jogada no lixo, Sakura se irritava com a mania de Ino querer se meter em sua vida, estava cansada, mas Ino sabia do que estava falando. Sakura tinha que definir se o que a loira fazia era pro seu bem ou não. Afinal já sabia que Konan não era confiável, mas quem ali era? Quão hipócrita Ino poderia ser?

Depois de um longo suspiro Sakura voltou a procurar por Sasuke no meio da multidão que invadia os lugares vagos, já estava aflita de não achá-lo. Então foi pega de surpresa, tendo seus olhos cobertos por uma pessoa vinda por trás, da fileira de cima.

– Eu estava te procurando. – Sakura virou-se, reconhecendo as mãos envolta de seu rosto.

– Engraçado, eu também estava te procurando. – Sasuke sorriu passando as pernas para junto da fileira de Sakura. – Preciso de um beijo de boa sorte. – Ele pediu tomando Sakura num abraço apertado.

– Vai jogar o primeiro tempo? – Perguntou dentro do abraço de Sasuke.

– E o segundo também, se eu ainda estiver vivo. – Brincou beijando os lábios de Sakura e se afastou.

 

Sasuke se distanciou com outros jogadores, os assentos da arquibancada já estavam praticamente lotados, o que por obra do destino fez com que Sakura sentasse duas fileiras atrás de Ino e Tenten e duas a frente da panelinha dos veteranos. Sakura suspirou como aquilo era irônico, no meio de ambos, sem fazer parte de nenhum.

Faltava pouco menos de uma hora para o jogo começar, as animadoras começariam seu show e o mascote dançava com a música alta fora da pista de gelo. Sakura se concentrava em seu celular, qualquer coisa era melhor do que aquele barulho insano. Dentre os reais torcedores, que gritavam animados com a competição, haviam também os burburinhos irritantes.

 

Ino não conseguia engolir o comportamento de Sakura, por isso muitas vezes se segurava para não olhar para trás, ainda sentia falta da loucura que era estar ao lado de Sakura. Sentia-se mal por ela estar sentada sozinha.

 

– Quem você tanto olha? – Tenten perguntou incrédula encarando Ino, já sabia da resposta.

– Ninguém. – A resposta veio rápida trazendo a atenção dos olhos azuis de volta ao show da torcida.

– Se ela está sozinha ali atrás é porque ela mereceu, okay? – Tenten cruzou os braços. – Para de ser idiota, você conhece o tipo dela, só não admite. – Tenten continuou resmungando. – A garota fez pacto com o demônio e ele disse “não obrigado”! – Revirou os olhos completamente transtornada pela reação de Ino.

 

Sakura quis rir e se repreendeu por, mesmo que por poucos segundos, prestar atenção na conversa das duas. O que foi quase inevitável já que Ino a encarava a cada dois minutos. Esse era o lado ruim de sentar sozinha, toda conversa mais alta lhe chamava a atenção, e a da vez foi a voz alta e irritante de Tayuya.

 

– Como você demorou… – Tayuya reclamou. – Estamos aqui apostando em quem carregará o jogo nas costa dessa vez. – Disse animada.

– E ai, qual e o seu palpite? – Temari perguntou curiosa para a garota que havia chego recentemente, pegando seu lugar guardado. Konan passou os olhos pela arquibancada e rapidamente localizou Sakura próximo à eles.

– Acho que o Sasuke esta inspirado hoje. – Ela respondeu elevando a sua voz em agitação e deu de ombros.

– Ah Konan, fala serio. – Temari revirou os olhos esperando que a amiga mudasse sua resposta, mas Konan apenas sorriu, sabia que Sakura estava escutando.

– Hm, a agitação dele é o motivo pelo qual estavam conversando agora pouco? – Suigetsu se enfiou no meio das meninas, para soltar o questionamento nem um pouco inocente.

– Você não deveria estar se preparando para o jogo? – Karin o puxou para fora da arquibancada.

– E você não deveria estar sentada algumas fileiras para baixo, Karin? – Temari encarou a ruiva, que arrumou os óculos em seu rosto e encarou Suigetsu que provavelmente era um dos reservas.

 

A discussão continuou, e Sakura se distraiu, deixando de ouvir aquelas provocações. Suigetsu tinha dado a entender que Sasuke e Konan estavam juntos momentos antes do jogo, isso justificava a demora de Sasuke e o aparecimento tardio de Konan… Será que ela estava querendo se vingar ou provar algo para Sakura? O jogo a impediria de levantar-se e ir até Sasuke saber o que estava acontecendo.

 

 

– Ate que enfim apareceu. – Itachi deu um tapa no ombro do irmão que havia acabado de abrir seu armário em busca dos protetores de seu uniforme.

Naruto estava ajustando o capacete ao lado esquerdo, para infelicidade de Sasuke os dois eram vizinhos de armário, Naruto queria falar com o amigo, mas sentia a áurea de Sasuke emanar diferente. Talvez ele estivesse mais concentrado que os outros já que era um jogo importante, porém ele o viu com Konan e depois sabia que ele estava com Sakura, não parecia uma combinação pacífica para a concentração pré-jogo.

– Sasuke você não tem nem 5 minutos, não enrola. – Itachi deu o aviso ao irmão, sendo acompanhado pelos outro jogadores para se apresentarem. Sasuke estava atrasado e com pressa.

Todos seguiram Itachi, exceto por Naruto que continuou a ajustar o capacete. Sasuke fechou seu armário e esbarrou em Naruto agressivamente para colocar seus patins.

– Qual e o seu problema? – Naruto o encarou após esbarrar no armário por falta de equilíbrio, ele já calçava os patins com protetores.

– Eu que te pergunto, Naruto. – Sasuke perguntou calçando rápido seus patins. – Qual é o seu problema comigo? – Naruto ficou em silêncio, mas Sasuke parecia esperar uma resposta óbvia enquanto prendia rapidamente seus patins.

– Que merda que você tá falando? – Perguntou confuso depois do longo silêncio de Sasuke. A música fora do vestiário ia acabando e a ansiedade tomava conta de Sasuke.

– Você tá sempre andando atrás de mim, fazendo os mesmo esportes que eu, não sai da minha casa e sempre tenta acabar com os meus relacionamentos. – Sasuke explodiu. – Qual e a sua? – Levantou com os braços abertos, Sasuke perguntou, seus olhos saiam fogo.

– Uau. – Naruto sorriu sem humor algum, soltando o armário – Você acha que e o centro do universo agora? – Ironizou, como sempre fazia em momentos tensos. Não entendia do porquê Sasuke agir daquela forma.

– Centro do universo? As vezes pra você parece que eu sou mesmo. – Sasuke largou as mãos ao lado do corpo gesticulando. Ele tinha que sair de lá, mas não antes de ouvir Naruto dizer o que ele não queria ouvir.

– Que porra é essa? – Naruto estava confuso com as acusações. Também ouvia o som do microfone agradecendo a presença dos docentes, eles tinham que sair do vestiário.

– Tem algo em relação a mim que você queira confessar? – Sasuke perguntou abaixando o tom de voz, pegando seu capacete no banco, sem deixar de encarar o loiro.

– Honestamente Sasuke, eu não sei o que você quer ouvir. – Naruto suspirou. – Eu ja me desculpei, acho que você esta levando essa história longe demais. – Gesticulou com uma das mãos.

– E, eu definitivamente deixei as coisas irem longe demais. – Sasuke virou as costas, deixando Naruto sozinho no vestiário com mais perguntas do que antes.

 

Naruto entrou na pista atrasado, Itachi ja estava sem paciência com Sasuke e Naruto. Era um jogo importante e todos deveriam estar concentrados na vitória. A apresentação dos times foi enquanto os membros atrasados entravam e logo o apito de início do jogo tocou.

No decorrer do tempo, Sasuke descontava sua raiva nos adversários e Naruto tentava acompanhar o ritmo do jogo. Gaara e Itachi mantinham a linha de ataque eficaz, mas a agressividade de Sasuke dificultava o jogo, afinal, hóquei podia ser algo agressivo, mas até para esse esporte haviam regras, por isso o juiz parava de vez ou outra para notificar Sasuke.

O apito final veio e o placar marcava cinco a quatro para o time anfitrião, a vitória foi apertada e o jogo difícil, mas Konoha University levava o time para uma nova etapa do campeonato.

 

Sakura desceu da arquibancada depois de uma longa fila de pessoas igualmente saindo do ginásio. Ela precisava encontrar Sasuke e teria que ser fora do ginásio, estava feliz com o resultado do jogo, mas também assistiu as complicações e o atraso de Sasuke e Naruto ao entrarem no ringue. Estava impaciente e curiosa, o que Sasuke e Konan estavam conversando? Qual assunto importante eles tinham para tratar logo antes de um jogo importante?

Quando finalmente Sakura conseguiu sair do ginásio, era difícil identificar os próprios alunos de Konoha, independente do uniforme eram tantas pessoas. Já tinham se passado 30 minutos desde que o jogo acabara e logo viu Ino e Tenten abraçadas com os namorado que também estavam jogando e depois de conversas paralelas que não pode ouvir, ambos sumiram no estacionamento. O lugar ia ficando cada vez mais vazio e Sakura, sozinha, já esperava por Sasuke por quase uma hora.

– Porque demorou tanto? – Perguntou assim que o namorado se aproximou e passou o braço por cima de seus ombros.

– Estava resolvendo algo importante. – Respondeu automaticamente, guiando-a para fora do campus. – Gostou do jogo? – Desconversou e Sakura não acompanhou o ritmo que Sasuke guiava a conversa.

– O que a Konan queria com você? – Perguntou antes que sua cabeça explodisse, o tempo não tinha lhe ensinado nada sobre paciência, pelo contrário queria a verdade.

– Ela veio dar boa sorte, assim como fez com Itachi e os outros. – Sasuke respondeu desinteressado e visivelmente cansado – Ciúme, Haruno? – Perguntou sorrindo, Sakura revirou os olhos, não podia negar que aquilo lhe incomodou. – Nenhuma outra garota me interessa, eu já te disse. – Estalou um beijo no topo da cabeça rosada enquanto caminhavam de encontro as ruas da cidade. Sakura preferiu não falar nada, as verdades nunca seriam tiradas de forma fácil de nenhum deles.


Notas Finais


Respirem fundo, nós temos que conversar nessa reta final! Mas primeiro me digam o que acharam dessa DR do Naruto com o Sasuke, o Sasuke tem parecido extremamente confuso e deslocado, o que pode ser? Influência de terceiros?
E depois do comentário (deixem comentário!) entrem aqui nesse formulário sobre os últimos capítulos da história, queremos saber sua opinião! https://forms.gle/Qgg2SoHQaSnxeyCA6


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...