1. Spirit Fanfics >
  2. Libanotis (Jikook, Kookmin) >
  3. Alma gêmea

História Libanotis (Jikook, Kookmin) - Capítulo 6


Escrita por:


Notas do Autor


Oioi

Por favor não saiam de casa, comam direitinho e lavem bem as mãos.

Se sentir tédio, eu tenho 7 fucking fanfics disponível no meu perfil pra vocês lerem nessa quarentena, então por favor, leem ao invés de saírem. É pro bem de todo mundo.

Boa leitura jikookas...

Capítulo 6 - Alma gêmea


Fanfic / Fanfiction Libanotis (Jikook, Kookmin) - Capítulo 6 - Alma gêmea

Era sábado, não havia aula naquele dia (obviamente), Jungkook acordou cedo e tomou um banho quente. Estava se arrumando para ir até a casa de Jimin, ele estava planejando de passar a tarde com o seu anjo.

Caminhou tranquilamente até a casa do garoto, ao chegar na frente da casa, respirou fundo e bateu na porta.

- Jimin! – Ele gritou.

- Eii, para de gritar – Jimin disse abrindo rapidamente a porta e Jungkook sorriu – O que você quer aqui uma hora dessa?

- Jimin, já são onze horas da manhã.

- E o que você quer?

- Te ver, ué – Franziu o cenho e notou um pouco de arrogância na fala do garoto.

- Você já me viu, agora já pode ir embora – Fechou a porta aos poucos.

- Espera! – Jungkook gritou, fazendo o garoto abrir a porta novamente.

- Fala logo o que você quer.

- Por que você tá agindo assim comigo? – Jungkook fez um bico, sua vontade era de chorar ali mesmo – Jimin, eu acordei cedo, me arrumei e vim aqui te ver. Eu estava pensando em... Hm... Passar a tarde com você, sabe...

- Jungkook, fica em paz – Sorriu – Não precisa agir assim comigo quando estivermos fora da escola, tudo bem?

Ele tinha razão – Pensou Jungkook. Parou de falar e começou a questionar o porquê queria passar mais tempo com o garoto, afinal, ele nunca usava seus poderes nos sábados. Talvez estivesse realmente gostando da companhia de Jimin.

- Você não me entendeu – Sua expressão estava cada vez mais triste e sua voz mais fraca – Eu queria mesmo passar a tarde junto com você.

- Eu acho que você tá indo muito bem com os poderes, né? Acho melhor a gente se afastar um pouco, eu também tenho meus motivos...

- Mas Jimin, eu gosto mesmo de você – Choramingou – Eu não vejo mais problema nas pessoas me verem junto de ti, de sair de mãos dadas, ou até mesmo de te beijar.

Aquelas palavras doeram como uma facada em Jimin, que não sabia se aquilo era real ou não. Ele estava apaixonadíssimo pelo bruxo e a última coisa que queria era ser iludido.

- O que eu posso fazer pra você acreditar em mim? – Jungkook disse olhando para baixo e brincando com os dedos. Encarou Jimin com seus olhos grandes e se aproximou aos poucos de seu rosto, deixando um beijinho em seus lábios rosados e quentes.

- Olha, Jungkook – Começa a falar depois que o bruxo se afastou do beijo – Eu preciso ficar sozinho, tudo bem?

- Tudo bem, eu não vou te incomodar mais – Deu um sorriso triste e saiu sem destinos pela ruas, parando em um lago que havia ali perto. Se sentou na beira da água e começo brincar com algumas folhas que estavam ali.

- O que você tá fazendo sozinho aqui? – Surulunda se aproximou. Sim, ela havia saído de Libanotis, isso só acontecia quando ela precisava comprar alguma coisa pois não podia ficar muito tempo no mundo real, aliás, ela estava no corpo de uma moça jovem e esse feitiço não iria durar muito tempo.

- Olá Suru... Estou apenas pensando...

- Isso tem a ver com o Jimin? – Ela perguntou se sentando ao lado do bruxinho.

- É exatamente isso... Acho que ele não tá gostando da minha amizade, ele quer se afastar – Prendeu o choro.

- Se afastar? – Ela arregalou os olhos e segurou uma das mãos do menino – Não deixe isso acontecer, vocês não podem ficar sem o outro, ainda mais agora que já tiveram um contato maior!

- Mas por que? Eu acho que essa coisa de amigos não é pra mim.

- Jungkook, o Jimin não é só um amiguinho que apareceu por acaso na sua vida, entendeu? Vocês tem uma ligação de família, isso envolve seus antepassados e os dele também. Não foi por acaso.

- Como assim?

- Estou tentando ser o mais clara possível para que você possa entender. Seus antepassados, os bem antigos mesmo, tiveram algum tipo de contato, isso envolvia magia e até sentimentos, é algo verdadeiramente forte. A sensação que você tem quando está perto dele não é porque simplesmente gosta dele ou acha ele engraçado. É como se vocês fossem destinados a se conhecerem e ficarem juntos. Isso tem ligação até com o surgimento dos seus poderes, Jimin é como seu complemento, não é por coincidência que só consegue os controlar perto dele, me entendeu?

- Acho que sim...

- Pois bem, não se afaste desse garoto – Ela olhou para as próprias mãos - Bom, já estou indo, minha pele já está começando a se enrugar, esse feitiço é um dos mais mixurucas mas é o único que posso usar para vir aqui. Até logo Jungkook.

- Até...

E ela desapareceu.

Jungkook ficou alguns minutos ainda ali sentado no lago, Jimin era como se fosse... Sua alma gêmea? A outra metade da laranja? A tampa de sua panela? A manteiga do seu pão? Brincadeiras a parte. Eles tinham então uma conexão, esse era o motivo de se darem tão bem, mas precisava conversar com Jimin sobre a relação dos dois. Estava tudo uma bagunça, aquela amizade estava se acabando em beijos, Jungkook nem sabia mais se o que sentia pelo outro era apenas amizade. Amigos não se beijam, certo? Ele gostava de beijar Jimin e isso não era comum entre amigos. Ele também gostava de segurar forte em sua mão, de olhar fundo nos seus olhos, de abraçá-lo, sentir seu cheiro... Isso não era comum entre amigos?


Notas Finais


acho que temos um bruxinho apaixonado, e vocês?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...