História Libertus - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Ação, Amor, Cavaleiros, Espadas, Feiticeiros, Gay, Guerra, Lutas, Magos, Reis, Romance, Sangue, Yaoi
Visualizações 3
Palavras 856
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Magia, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Preciso dizer algo? I M P L I C I T O .
Só espero que gostem e espalhem.

Capítulo 8 - 8X - Fógos.


— Comecemos assim. Sente-se no chão. Cruze as pernas e  fique com a coluna ereta. Feche os olhos e fique com os braços meio levantados. Bíceps colados no corpo e o antebraço levantado. Punho fechado.
— Sim. E agora?
— Tal posição foi passada á nós pelos antigos descendentes Panásiaticos. Esta posição canaliza sua mana para o ponto mais importante. O cérebro.
— Encantador. E agora?
— Sua falta de paciência me desagrada. Continuando, sua mente recebe uma potência sobre-humana. É com esta posição que os mais poderosos magos leem pensamentos. Preveem o futuro e se comunicam com quem quiserem em todo o reino. 
— Falar é fácil. Como eu faço tudo isso?
— Cítrus. Entendo você ser um guerreiro, mas a partir de agora, além de um prisioneiro, você deve ter maestria em todas as minhas "matérias". Isso é claro se planeja matar o rei.
— Certo. Desculpe.
— Por hoje é só. Mesmo horário amanhã?
— Lebraw, eu não vou a lugar algum. 
— Fabuloso.

***

Era noite. Por volta das dez. O quarto de Magno ficava no alto de uma torre, anexada na parte central, no meio, do castelo. Uma grande e longa espiral de escadas para chegar o quarto.
A porta, sempre fechada e trancada por magia, era vigiada por dois guardas. Ambos com duas adagas e treinados em combate de curto alcance.
Passos foram ouvidos pelos guardas. Alguém subia a escada.
Eles mantiveram a pose. O olhar na escadaria e as mãos nas adagas.
A porta atrás deles se destrancou e fora abrindo lentamente.
Um deles arriscou olhar para a porta. No mesmo instante Lebraw apareceu subindo as escadas.
— Sabe que não se deve espiar o quarto de um homem. Muito menos de um rei.— Ele falou, respirando mais rápido que o normal. Parecia exausto também.
— Minha presença é esperada. Afastem as mãos das adagas.
E eles as afastaram. Ninguém, além de Fokus, ousaria desafiar Lebraw.
Era visto por todos, já que era o faz-tudo oficial do rei. Alguns o odiavam, outros o aceitavam, mas todos o respeitavam. Respeito era algo que sempre fez por merecer. Era um homem que fazia tudo excelentemente.
Passou da porta e ela imediatamente se fechou. O estrondo que a batida fez fora proposital, como um sinal de desrespeito cometido pelos guardas.

***

Magno estava sentado em sua cama. Olhava fixamente para o chão. Estava escuro, Lebraw tentou mas não conseguiu ver a face de Magno.
— Como foi... a aula de hoje?— Magno disse com a voz tremida.
Algo caiu de seu rosto. Lebraw podia jurar que viu algo. Uma lágrima talvez.
— Peço permissão para falar livremente.
Lebraw falou abaixando sua cabeça com uma clara expressão de tristeza.
O rei assentiu com um leve balanço de sua cabeça.
— Chorando pela morte de sua esposa?

— Também.— Ele respondeu fungando.
— Sabe. Os vikings Nórdicos dizem que homens não devem chorar. Que devem ser fortes o tempo todo. Acho que pela origem deles, isso era fácil. Somente para eles é claro.

Limpou então as lágrimas de seus olhos e colocou sua franja para trás.

— Meu pai dizia á mim e a meus irmãos. "Demonstre força, coragem e bravura, mesmo quando não houver nenhuma. No entanto desabe quando tiver tempo para faze-lo, quando estiver sozinho ou com quem lhe dá forças." Citrus não teve os ensinamentos certos e olhe quem ele se tornou. Eu tive tudo, sempre. E olhe a miséria em que vivo.

— Seu pai lhe ensinou bem, quanto a Citrus, não havia nada que pudesse fazer.— Lebraw disse com a voz baixa. Começou a se aproximar e sentou ao lado de Magno.
Continuou então.
— Sempre estive do lado de seus pais. Escolhi por conta própria ficar ao lado do senhor e servi-lo sempre que necessário. Eu sei que você deve estar sobre pressão no momento, mas... Não desista ainda. Estamos quase terminando com Citrus, ai então poderá descansar.
Magno desabou. Ali, ao lado de Lebraw. As paredes do quarto começaram a brilhar, era um azul claro cintilante. Era um feitiço. Magno olhou para as mãos de Lebraw. Elas brilhavam azul também. Uma espécie de fumaça, ou algo assim, circulava de suas mãos.

— Obrigado.— Sussurrou no ouvido de Lebraw.
Era um feitiço isolador. Nenhum som sairia daquele quarto e nenhum outro feitiço, senão lançado por Lebraw, poderia ter efeito ali dentro.
— Continuemos.— ele disse fungando, ainda. — Até agora, nesses 4 meses. O que ele já sabe?

— Ensinei como canalizar mana em diversas partes do corpo. Feitiços e magias básicas. História geral do reino. Técnicas de lutas e filosofia atual.
— Tem certeza de que ele aprendeu?
Em resposta, concordou com a cabeça.
— Fiz o que pude para melhorar sua memória com a magia. Se ele não aprendeu agora, poderá vir a aprender com o tempo. Tudo, exatamente tudo que dei, está em algum lugar da cabeça dele.

***

Magno deitou-se na cama e se cobriu. Bebeu o resto do elixir que estava em seu criado-mudo e manteve seu olhar em Lebraw.

— Não é necessário um feitiço para se saber o que se passa em sua cabeça.— ele disse olhando para a porta.
— Você não esta facilitando.
— Já dispensei eles. A porta está desguardada.
— Certo... Pode... passar a noite aqui?

— É claro.


Notas Finais


Detalhe: Eu posto primeiro no Wattpad, ou seja, se quiser atualizações antes é melhor ir lá ver.
Outro detalhe. Detesto admitir, mas.... Talvez (Sim ou não hehehe) tenha um casal gay.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...