História Licantropo - Ela é minha! - Capítulo 3


Escrita por:

Visualizações 126
Palavras 435
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Hentai, Literatura Feminina, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Capítulo 2


Fanfic / Fanfiction Licantropo - Ela é minha! - Capítulo 3 - Capítulo 2

Âmbar 

A viagem foi exaustiva, saímos de Nova Orleans seis da manhã, já são cinco da noite, o trânsito estava tumultuado. Assim como no avião e no carro todos estavam em silêncio, a não ser por minha irmã, ela parecia não se importar, até alegre, crianças e seu dom de abstrair, claro. 

Entramos em uma rua linda, cheia de casarões e belos jardins. 

 _ Que promoção, hein? - Falei e vi o sorriso do meu pai pelo espelho do carro. Ajudei meus pais com a mudança, as colocamos para dentro da casa gigante. 

Todos estavam exaustos, eu apenas peguei minhas coisas e subi as escadas para o que seria o meu quarto. A casa era linda, tenho que admitir, grande até parecer exagero. Apenas meu quarto aqui dava para ser dois do meu antigo, estava toda mobilhada, por isso, nem precisamos trazer os móveis, me desfiz até de minha cama. 

A casa tinha um corredor longo, desci as escadas e fui para a cozinha, que era o sonho de qualquer dona de casa, com todas aquelas quinquilharias que eu nem saberia como usar. Toda branca, a casa era completamente branca, e tem uma piscina grande, quando Alice viu, ficou maravilhada. 

Não terminando a exploração da casa ouvi minha mãe me chamar. 

__ Ana venha, o jantar está pronto! - Só agora percebi o quanto estava com fome. E

Entrei para dentro da casa. Amélia estava preparando algo que eu não sei o nome, mas cheirava bem, nem perguntei, me sentei, coloquei a comida e comecei a comer. Quando terminei fui lavar os pratos, parecia que minha mãe queria iniciar uma conversa, falar todas aquelas coisas de "aqui vai ser bom, é um novo recomeço, vamos conseguir" mas eu não queria ouvir, ainda não estava pronta, larguei o prato na secadora e subi para o quarto antes que ela começasse. 

Minha cama era convidativa, com uma colcha roxa com os detalhes das rosas pretas que eu tinha colocado mais cedo. Tudo o que eu queria era dormir e esquecer que tudo isso aconteceu, tentar não chorar. Coloquei roupas limpas em cima da cama e entrei no banheiro. Meu quarto é uma suíte, poderia me acostumar com isso, meu antigo banheiro não era partilhado, mas também não era dentro do quarto. 

Saí do banho, vesti minha camisola branca, coloquei os fones e comecei a ouvir qualquer coisa da minha playlist. Foi fácil pegar no sono. 

 {...} 

Esta noite tive sonhos estranhos, sonhei com olhos azuis me observando e logo estes azuis se tornavam um par de âmbar. Eu sentia os olhos me observando, porém, não conseguia acordar. 

 ×××  



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...