História Lições de uma Guerreira (Mulher Maravilha e Supergirl) - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Mulher Maravilha (Wonder Woman), Supergirl
Personagens Diana Prince (Mulher Maravilha), Kara Zor-El (Supergirl), Rainha Hipólita
Tags Diana Prince, Kara Zor-el, Mulher Maravilha, Supergirl, Wonder Woman, Yuri
Visualizações 228
Palavras 656
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, LGBT, Orange, Romance e Novela, Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Escrevi por estar completamente sem sono, apesar de seguir a linha da trama que já tinha imaginado, me desculpem caso haja algum erro ortográfico, ou se só estiver ruim mesmo. São 2:46. Enjoy! ^^

Capítulo 2 - 2



- Temos que levá-la para a Rainha decidir o que faremos com ela. 
- Não! Ela não é nossa prisioneira! Um grande mal virá para o nosso lar e ela pode ser nossa única esperança. Vocês viram o quão alto ela estava quando caiu e não tem sequer um arranhão. Esta guerreira tem dons tão especiais quanto os meus. 
Não houve tempo para uma resposta ao que Diana dissera, os céus escureceram e foram tomados por um tom violeta, rapidamente o som de trovões que rasgavam a escuridão, ecoou por todo o lugar e dentre as nuvens, surgiu um ser gigantesco e furioso com a aparência de um demônio. Kara fechou seus punhos com força enquanto as palavras de sua mentora, de um passado não muito distante para si, ecoavam em sua mente: "Levante e lute! Você não é a garota de aço? Deve lutar por mil guerreiras, proteger os inocentes, defender os indefesos! LEVANTE!!" 
- ESTE É O ÚLTIMO PARAÍSO NA TERRA E O SEU FIM COMEÇA AGORA - disse o demônio em uma voz tão alta quanto o som dos trovões, lançando uma flecha de energia da mesma cor violeta em direção a ilha amazona - MORRAM MORTAIS! 
Kara se colocou em frente a flecha, que se desfez em seu peito. A expressão da kryptoniana era de fúria, enquanto seu corpo levitava lentamente à altura da criatura. 
- Eu não sou uma mortal neste tempo! Nada pode me matar! 
- QUEM É VOCÊ? 
- Eu sou a garota de aço! 
Supergirl voou rapidamente em direção a aberração e o segurou pelo pescoço, saindo da órbita da Terra e o levando o mais longe possível do lugar que devia proteger. Muitas das coisas que Diana dissera faziam sentido agora, como se ela soubesse de tudo, talvez ela realmente lembrasse de tudo, ainda que viagem no tempo fosse uma coisa desconhecida para Kara, as peças começavam a se encaixar. Vendo que estava longe o suficiente, a loira o soltou e teve o feito revidado quando sentiu seu pescoço entre os dedos do monstro que agora a segurava. Ela soprou com força, congelando o braço enorme que a mantia presa e em seguida o quebrou com um único golpe. 
- Não sei de que planeta você é, mas é melhor voltar! 
Os dois caíram como um meteóro de volta na Terra, mas apenas a garota de aço levantou em meio a poeira e fumaça, vendo o céu se abrir novamente e ouvindo as comemorações eufóricas das guerreiras amazonas. 
- Quem é você - Diana tornou a perguntar enquanto sorria, ela tinha o olhar de alguém feliz e até inocente, muito diferente da postura concentrada da mulher que Kara conhecera 3.500 anos no futuro. 
- Eu sou... Alguém que está de castigo sem sorvete e sem netflix! Cof cof! Quer dizer... Pode me chamar de Kara, apenas Kara. 
- Sei seu nome, mas o que exatamente você é? Também é filha de um deus? 
- Hahahaha... Não! Meus "dons" vem do sol! Pode-se dizer que são um presente que recebi do meu novo lar, o qual pretendo proteger com minha vida.
- Kara, devo minha vida a você e a das minhas irmãs amazonas, mas... Elas estão com medo. 
- Ahh... Medo de mim? - perguntou a menina com um sorriso zombeteiro como se não acreditasse no que acabava de ouvir. 
- Eu também teria se fosse apenas uma mortal. 
- Você com medo de mim???? 
- Não, sinto que posso confiar em você, mas todos que chegaram até Themyscira, trouxeram alguma desgraça, tentaram acabar com nossa paz inúmeras vezes. Presenciei muitas guerras, mas ainda há as que nem pude presenciar de muito tempo atrás. Assim como você recebeu um presente, este lugar é o nosso. 
- Então temos um problema porque não posso deixar esse lugar até saber como voltar para o futuro. 
- Desculpe, Kara. Prometo que cuidarei de você enquanto for nossa prisioneira. 
- Prisioneira?
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...