1. Spirit Fanfics >
  2. Lie >
  3. Café

História Lie - Capítulo 78


Escrita por:


Notas do Autor


Hey! espero que gostem e que tenham uma boa leitura

Capítulo 78 - Café


Fanfic / Fanfiction Lie - Capítulo 78 - Café

      Pov Lauren

Estava com saudade da minha pequena então até o apartamento da Camila, apertei a campainha e a própria me atendeu

- Lauren! - Falou surpresa - Nossa, entra - Entrei quanto tempo não te vejo - Passei alguns dias pela Califórnia fazendo alguns shows - Como foi a viagem? Estou fazendo café, toma aqui comigo - Ela estava de camisola, e odiava e amava aquela camisola, deixava a sua bunda tão maior, fora que era transparente, e dava para ver sua calcinha fio dental

- Você sabe que eu adoro o seu café - Me sentei na cadeira de frente ao balcão

- Sim, você tomava a noite, e eu sempre brigava com você porque toda vez você ficava rodando em cima da cama tentando dormir

- Eu realmente era louca pelo seu café - Ela me serviu

- Lauren, não. Tá quente, espera um pouco

- Tô virada desde ontem

- O que? Por que? - Perguntou preocupada

- Fiz um show ontem a noite, e você sabe que eu não consigo dormir no avião e meu vôo atrasou. O meu príncipe, como ele está?

- A mesma coisa que ontem - Ri. Ontem eu havia ligado para ela perguntando como estava os meus dois anjinhos

- E você, como está?

- Estou bem, só com muito enjôo matinal, sempre acordo enjoada e as vezes nem consigo trabalhar, acabo ficando muito fraca

- Eu estou aqui do lado, qualquer coisa você pode me chamar eu ajudo aqui, você sabe que eu sou um desastre na cozinha mas a Megan gosta do meu miojo, então eu posso quebrar o galho - Tomei um gole do café e Suspirei, o seu café era incrível

- Está bom?

- Incrível, muito bom mesmo, me dá mais um pouco - Colocou mais café - E por falar em Megan cadê o meu anjinho?

- Está com a mani, elas foram para o shopping, bagunçar como sempre

- Olha Camila, eu não vou tomar muito do seu tempo viu, eu já estou indo

- Fica mais, olha o que eu comprei - Foi até a geladeira e se abaixou. Porra! Porra! Merda! Puta que pariu - Mordi a mão com força, a camisola dela havia levantado mostrando sua calcinha fio dental naquela bunda enorme - Um bolo de cenoura, não foi em quem fiz, comprei em um café aqui perto - Colocou o bolo no balcão

- Haran... - Meu coração estava agitado e estava suando muito, apertei meu pênis por cima da calça para ele ficar quieto - Parece ser bom

- Sim, é muito gostoso - Porra, eu sei que ela não usou essa palavra com malícia, mas eu já não consigo raciocinar mais depois da visão que eu tive

Pov Camila

Confesso que ver Lauren novamente aqueceu meu coração,mesmo ela não morando aqui senti falta do seu rosto quando ela foi viajar

- Eu já comprei lá e adorei - Parti um pedaço para ela e outra para mim

- Nossa, é bom mesmo - Ela parecia nervosa, mas não sei exatamente o porque disso

- Lauren, eu preciso te fazer uma pergunta - Fui direta, eu precisava de uma resposta, a resposta na qual ela ainda não me deu

- Pode fazer

- Aquela música foi pra mim? Que você cantou no programa de TV?

- Sim, foi pra você

- E você fala assim? Tão na cara literalmente

- Camila, eu não tenho porque mentir, essa música foi pra você, e isso até foi falado durante muitos dias

- E você adorou não é mesmo?

- Camila, onde você está querendo chegar? - Como pode ser tão cínica?

- Você armou de novo? Como tantas vezes fez. Você age como se nada tivesse acontecido, mas quem sofre com as consequências sou eu! - Comecei a ficar nervosa - Eu que fui a idiota da história, agora você é a coitada

- Mas que merda você está falando? - Se aproximou de mim

- Que merda você! Está falando.Saindo por aí fazendo as pessoas terem pena de você e eu sair como o monstro da história, sendo quem errou foi você

- Sim! Eu errei, e te pedi mil, um milhão! de desculpas por isso, por que eu realmente estou arrependido, te perder foi a pior coisa que aconteceu na minha vida. Eu nunca quis que as pessoas sentissem pena de mim, eu fiz essa música enquanto pensava em você, em quanto pensei em todos os nossos momentos juntas e o quão idiota eu fiz por machucar você. Eu não finjo que nada aconteceu por sim algo aconteceu, e a culpa foi minha, eu fiz merdas! Sim, muitas merdas, e me arrependo até a última hora de sangue que tem em mim. Eu não fiz essa música para me fazer de coitada, por que eu nunca quis me fazer de coitada. Agora você diz que eu estou agindo como se nada tivesse acontecido? Todos os dias eu sinto a sua falta, todos os dias eu lembro do que eu fiz e quero me bater por isso, eu te vejo e não te tenho e a culpa é só minha! Te ver com ele foi uma das piores coisas que me aconteceu, e quando você me deixou foi a pior coisa que me aconteceu. Eu te amo, Camila eu amo tanto, tanto, tanto, tanto você, por que não vê? Que eu estou arrependido, que eu quero você de volta - Comecei a estapear ela e xinga-la, eu sentia raiva. Raiva de tudo o que ela me fez, ela fez eu odiar ela, ela ocasionou a nossa separação, a gente poderia estar bem se não fosse por ela

Me afastei e olhei para os seus olhos e toda a força de resistir sumiu, corri e a beijei, a beijei com vontade e saudades. Ah! Como eu sentia falta desse beijo, como eu sentia falta desse corpo, como eu sentia falta dela. Ela me aconchegou em seus braços enquanto eu a beijava, e me senti segura, é como se tudo tivesse voltado, é por que nunca tinha ido embora. Por mais que eu sentisse raiva por tudo o que ela fez, ainda assim eu a amava, por com o tempo e com todas as coisas que aconteceram ela foi apagando aos poucos essa mancha de raiva, mas ainda assim queria bater nela, queria xingar, demonstrar tudo o que ela fez eu sentir. Me afastei e dei um tapa no rosto dela

- Eu te odeio - Voltei a beija-la - Te odeio tanto - Ela né pegou e colocou em cima do balcão - Estou com raiva! Raiva de você, sua idiota, babaca! Tira...Tira a blusa - Enquanto ela beijava meu pescoço coloquei a mão na sua blusa pelas costas e subi, tirei sua blusa e joguei no chão - Lauren, olha aqui pra mim sua idiota - Ela me olhou, segurei seu rosto - Me fode, né fode como nunca me fodeu antes

- Senti tanto a sua falta - Tirou a minha camisola, nós beijavamos enquanto pegava no seu cabelo sentindo a maciez, senti falta até o seu cabelo. Com uma mão só essa safada conseguiu abrir o meu sutiã, ela mordia o lábio enquanto massageava meus seios - como senti falta dos gêmeos - Colocou a boa e joguei a minha cabeça pra trás, coloquei a minha mão na sua cabeça e forcei contra mim. Ela tirou a boca e voltou a me beijar, me tirou de cima do balcão e disse - Quero em cima da nossa cama, o nosso ninho de amor - Me levou para o quarto e me colocou na cama com cuidado, tirou toda a sua roupa e veio para cima de mim, ainda estava de calcinha mas foi questão de tempo para ela rasgar - Não seria eu se não fizesse isso - Sorri e voltei a beija-la, eu poderia xinga-la por isso como sempre, mas a minha cabeça só pensa em uma coisa, eu quero fazer amor com ela

Abri as minhas pernas para ela e a mesma que se masturbava sorriu, ela abriu um pouco mais a minha perna e colocou seu pênis devagar dentro de mim, quando ela deu a última empurrava e senti ela toda dentro de mim eu gemi, gemi tão manhosa e Lauren gemeu rouco no meu ouvido. Ela me olhou e sorriu, foi tão automático o seu sorriso, foi como se ela estivesse dado sem querer. Lauren apoiou suas mãos no colchão e passou a meter dentro de mim, sentia tanta falta de dela que gemi feito louca implorando por mim, arranhei suas costas quando ela começou a meter com força, ela tirava quase todo dentro de mim e enfiava rápido e forte, ela colocou e forçou dentro de mim estando completa, arqueei minhas costas para trás e gemi seu nome

- Lauren....Isso baby, isso Lauren, assim... Lauren

- Que saudade eu senti disso, de você, dessa sua boca gostosa - Me beijou - Desse seu corpo, dessa sua bunda...- Começou a chupar meu seio sem parar de meter dentro de mim, cruzei minhas pernas ao seu redor ficando mais aberta recebendo ela melhor. Lauren uniu nossas testas e rebolou dentro de mim, voltou a me olhar nos olhos novamente - Eu te amo, eu te amo Camila

- Eu te amo, Lauren

- Vem pra mim Amor, eu tô quase, goza comigo - Só foi ela falar que gozou, foi como automático. Estava tanto tempo sem gozar que foi como se estivesse tomado um calmante, logo me senti cansada e com sono, não vi quando acabei pegando no sono

Pov Lauren

Estar com ela nos meus braços foi como um sonho realizado, ela era minha outra vez, tão linda e tão minha, pedi tanto por isso, me esforcei tanto por isso. Agora que está aqui comigo novamente não deixarei ela escapar de novo, e nunca mais farei ela chorar e nem sentir raiva de mim, a não ser pela toalha molhada que deixo em cima da cama, e isso acaba deixando ela processa de tanta raiva, mas se eu dissesse que ainda sim ela fica bonita? Enquanto a olhava dormir acabei fazendo o mesmo

Acordei com Camila fora da cama e achei estranho, quando eu acordava ela sempre estava acordada ao meu lado lado, eu geralmente acordava primeiro que ela

Me levantei da cama e procurei a minha cueca, não sei como mas ela foi parar em baixo da cama. Fui at que a cozinha a procura da Camila e também da minha camisa

- Já acordada? - Perguntei quando vi Camila de pé tomando café

- Sua blusa tá ali - Apontou para o sofá, vesti a blusa depois voltei a olhar para ela - Hoje tem consulta, vamos descobrir o sexo do nosso filho - Falou sorrindo - Você vai comigo

- É claro, não perderia isso por nada 


Notas Finais


Vou tentar voltar amanhã, acho que vou dividir em 2 então só terá mais 2. Da próxima vez que eu postar capítulo já vai ter fic nova, mais uma loucura, mais uma ideia louca, espero que gostem sempre escrevo com muito carinho. Até mais


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...