História Lie – Imagine JungKook (HIATUS) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens B.M, Bobby, J.Seph, Jackson, JB, Jennie, J-hope, Jimin, Jin, Jinyoung, Jisoo, Jiwoo, Jungkook, Junhoe, Lisa, Mark, Rap Monster, Rosé, Somin, Suga, V, Youngjae, Yugyeom
Tags Jay Park, Jimin, Jin, Jungkook, Killer Bunny, Namjoon, Rap Monster, Suga, Taehyung, Yoongi
Visualizações 129
Palavras 479
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Droubble, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Orange, Policial, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Kwan!


Friday, 00:00 pm.


Acordo ouvindo batidas na porta do quarto.
Me sento na cama, esfregando os olhos com as costas das mãos, e logo depois de um longo bocejo, me levanto, indo até lá.
Abro a mesma, me deparando com o nada, reviro os olhos, fechando a porta novamente, enquanto resmungava brava.

Me viro em direção a cama, e me deparo com o garotinho fantasma/Kwan, como eu o chamo.

“Eu vejo pessoas mortas. Principalmente, crianças, como esse garotinho. Minha omma me disse que isso é um dom de família. De primeira, eu não acreditava, até acordar com uma mulher me pedindo ajuda, e ela estava... Desfigurada, meio morta, sei lá.”

– Ah, é você... - Bocejo mais uma vez, bagunçando meu cabelo, e me jogo na cama novamente - O que foi dessa vez? Tem alguém te intimidando, hm?

“No dia da morte de minha omma, ela me deu uma foto, e me fez prometer que cuidaria da pessoa que estava naquela foto, como se fosse minha vida.
Eu não pude recusar, omma, estava em seu leito de morte, me sentiria péssima se não o fizesse. Então, a pessoa da foto era esse garotinho, e ele sempre aparece pra mim, a maioria das vezes porque precisa de ajuda com algo.”

Ele nega com um aceno de cabeça, e se levanta, me puxando junto.
Estávamos prestes a sair do meu apartamento, quando eu "acordei".

– Kwan... Pra onde estamos indo? - Pergunto, bocejando outra vez. Ele apenas me ignora, e continua andando, ainda me puxando. - Eu estou de pijama, sabia? Não posso sair assim. - Falo, ao entrarmos no elevador.

☁ Precisamos ser rápidos, noona ☁

Ele me fala, por pensamento, já que ainda não conseguia falar pela boca, bom... não sei explicar.

Fico calada, esperando pra onde ele iria nos levar. Saimos do meu prédio, e começamos a andar pelas ruas frias de Seul.

– Aigoo... Por que tão frio? - Sussurro, me encolhendo um pouco, e o pequeno, me joga um casaco. O visto rapidamente, e tento acompanhar ele. Que agora andava em minha frente, com passos rápidos.

                          Q/T

– Kwan! Aí não! – Gritei, olhando o garotinho ir em direção ao mesmo beco que havia sido falado no noticiário de hoje cedo; O Serial Killer que anda assustando Seul, matava suas vítimas ali.

                        "The Killer Bunny"

Me desobedecendo, Kwan entra no beco, e depois de soltar um longo suspiro, resolvo ir atrás dele.
Caminho em passos lentos até lá, e me deparo com um homem desferindo golpes de faca na barriga de um outro homem que já parecia estar morto no chão.
 
Sinto uma carga elétrica passar por todo o meu corpo, meus batimentos cardíacos passaram a ser mais acelerados, minhas pupilas dilataram, e minhas mãos tremiam como nunca...
Quando o homem se virou, e eu pude ver sua máscara de coelho com respingos de sangue.

Era ele...
                                 The Killer Bunny.


Notas Finais


Continua?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...