História Lies In The Game - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias Justin Bieber
Visualizações 8
Palavras 2.087
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Gentiiiiiii estou um pouquinho sumida daqui mas estou de voltaaaaa.
Leiam as notas finais é importante.
Agora vão leeeer cambada.

Capítulo 13 - Bieber's Home


Point Of View Stassie


Dois meses tinham passado desde o trágico “acidente” na minha antiga casa, eu perdi minha família inteira e a pior parte foi ir ao velório e saber que dentro dos caixões não tinham nada, nenhum corpo. Afinal, todos foram queimados não sobrando nada e meus avós, bom, eu só tinha a cabeça deles. Foi muito difícil pra mim no começo, eu não conseguia acreditar que um ser humano era capaz de tamanha ruindade, e eu estava sozinha. Apenas eu e eu, não tinha onde morar ou se ficaria mesmo aqui ou voltaria para Los Angeles, naquele momento minha cabeça girava e eu não conseguia raciocinar direito. A única coisa que se passava pela minha mente era vingança, apenas.


- Stassie- Bieber me trouxe de volta a realidade.


- Oi.


- Vamos, eu ainda tenho que passar no galpão- eu apenas balancei a cabeça e peguei minha mochila saindo em direção a garagem e entrando em seu jaguar.


- Notícias da Kylie?- Depois da explosão na minha antiga casa, a Kylie desapareceu e o Bieber tem quase a certeza que ela está envolvida nisso junto com o Franco. Eu passei a morar com o Justin depois de tudo que aconteceu. É bem difícil conviver com ele, aliás eu não gosto dele mas o Bieber fica em segundo na minha lista de pessoas que mais odeio.


Castiel Franco.


Ele sim vem em primeiro lugar, ele desgraçou a minha vida, matou todos que eu amava e não tem um dia sequer que eu não pense em como eu irei torturá-lo quando eu puser minhas mãos naquele desgraçado.


- Não, a vadia até que se esconde muito bem, o Chris não conseguiu nem rastros dela- ele apertou levemente o volante- Ela realmente sumiu do mapa, mas não é como se nós não tivéssemos um nerd incrível- ele deu sorriso maldoso.


- “Nós”- eu sorri irônica- É bom saber que você já me considera como alguém da equipe- ele revira os olhos.


- Não é como se você não fosse. Aliás, em um mês de treinamento você já estava recebendo uma carga sozinha, apenas com os seguranças.


- É, eu sou boa- abri um sorriso convencido e ele me olhou rápido logo voltando a atenção pra estrada.


- Digamos que sua raiva e a sede de vingança te motivaram- ele abriu um sorrisinho sacana e eu revirei os olhos saindo do carro assim que percebi que tínhamos chegado na escola.


- Ai, não vejo a hora de acabar logo esse inferno- eu revirei os olhos fechando a porta do carro, e um pouco longe avistei o Luke.


- Falta menos de seis meses- o Justin disse e eu o encarei debochadamente.


- A questão é que, minha vingança não pode esperar- eu bufei- As quase 12 horas que eu perco aqui, eu poderia estar treinando.


- Relaxa, você está indo muito bem com apenas 5 horas de treinamento por dia e aliás, o Chris ainda nem descobriu nada. Então seria meio inútil, você precisa ser menos ansiosa amor- ele disse a última parte sendo irônico, eu apenas dei dedo do meio pra ele e segui para dentro da escola ouvindo ele cantar pneu dali.


- Eai flor do campo- Luke me deu um rápido abraço e nós entramos na escola indo em direção aos nossos armários que eram um de frente pro outro.


- Você é a única pessoa que vem animado pra escola às 6 da manhã- eu reviro os olhos.


- Você precisa ser mais alegre como eu, querida- ele secou a bunda do Brad que passava pelo corredor.


- Você é um psicopata, deixa a bunda dele em paz Luke- eu ri e neguei com a cabeça.


- Mas ele é muito gostoso, vai me dizer que tu não acha?.


- Nao vejo nada demais nele- eu fiz pouco caso e o sinal tocou fazendo eu fechar meu armário.


- Tchau piranha, mais tarde a gente se encontra- ele deu um tapa na minha bunda e saiu indo pro lado oposto ao que eu iria. Eu tinha aula de Química e ele de Filosofia, infelizmente nem todas as nossas aulas são juntas.


Assim que adentrei na sala de aula, me sentei na última mesa e Sarah sentou-se do meu lado como de costume, o Sr. Swen entrou na sala e todos fizemos silêncio.


- Bom dia turma- nós respondemos sem nenhuma vontade.


- Vejo que estão animados hoje- ele foi irônico arrancando algumas risadas pela sala.


- Srt. Karanikolaou?.


- Eu?


- Venha até minha mesa por favor- eu me levantei com o cenho franzido e me aproximei da mesa me debruçando em cima da mesma o esperando falar.


- A srt. Jenner era bem sua amiga, você sabe me dizer se ela está passando mal ou foi viajar? Alguma coisa do tipo? Ela tem faltado muito nos últimos dias- Só em escutar o sobrenome dela já me sobe um ranço, porque ao que tudo indica ela está envolvida na morte da minha família também.


- Eu não sei Sr. Swen- eu abro um sorriso falso- Na verdade, não falo com ela faz dois meses.


- Ok, obrigado senhorita.


- Não Luke, eu não quero trocar- Nós estávamos no refeitório e o Luke não queria me deixar comer em paz.


- Para de ser ruim, tu nem gosta de carne.


- Não interessa- eu revirei os olhos- Hoje eu vou comer meu hambúrguer, ninguém mandou pegar isso aí- ele me encarou por uns segundos e me deu dedo.


- Não gosto de ti, chata.


- Digo o mesmo.


Eu sinceramente não nasci pra fazer aula de educação física, meu lance não é ficar correndo atrás de uma bola. Eu definitivamente odeio futebol, ainda mais que eu não me sentia nem um pouco confortável com essas roupas que a escola fornecia.


- Sem corpo mole Anastásia- meu professor bateu palmas tentando me animar e quando fui olhar pra ele a menina do outro time chutou a bola um pouco alto demais que parou direto na minha cara, me fazendo cair no chão com tudo.


Ai meu Deus, me desculpe- ela veio correndo pra perto de mim.


- Tudo bem, só está doendo um pouco, nada grave- ela pareceu aliviada.


- Está tudo bem Anastásia?- o professor Tom veio em minha direção me ajudando a levantar.


- Tudo sim, só está formigando um pouco- sorri forçado.


- Vá se trocar, você está liberada- pelo menos isso pra me fazer sair um pouco mais cedo- Passe na enfermaria só por precaução- eu assenti e saí correndo pro vestiário me trocando, depois de passar na enfermaria passei no meu armário pegando minha mochila e fui pra saída mandando uma mensagem pro Luke e em seguida uma pro Justin.


Não precisa me esperar, houve um imprevisto e eu saí cedo- Stassie. O mesmo que logo me respondeu um ok.


Levei uma bolada na cara e fui liberada cedo, tem como a princesa vir me buscar?- Stassie.


Passei pelo portão e me sentei no meio fio pra esperar o Bieber aparecer e mano, meu rosto está doendo bem menos com o gel que a mulher passou mas mesmo assim, tá latejando. Realmente aquela garota não brinca quando se trata de futebol porque Meu Deus, tô quase sem a metade do meu rosto. Quando pensei em pegar meu celular pra mandar outra mensagem pro Bieber, vejo seu carro se aproximando e então eu me levanto e fico esperando a donzela parar o carro.


- Sem comentários ao meu rosto- eu disse jogando minha mochila no banco de trás.


- Você tem rosto ou metade de um?- ele riu e eu o encarei séria.


- Hahaha, muito engraçado Bieber- eu bati palmas pra ele.


-  Essas coisas só acontecem contigo, amor- ele foi irônico mais uma vez.


- Quantas vezes eu vou precisar falar que eu não gosto que me chame assim?- revirei os olhos. Garoto estúpido.


- A porque? Eu adoro te chamar assim, amor- eu o ignorei e olhei pela janela vendo apenas os borrões passarem.


Assim que chegamos em casa dei de cara com os garotos na sala jogando vídeo game, parece que eles não têm casa. Eles vivem aqui mano, eles são divertidos e tals mas uma hora enjoa de olhar pra cara deles.


- Oi, tchau- eu falei um pouco mais alto pra eles ouvirem e passei direto rumo a escada.


- E loirinha, que bicho te mordeu?- Ryan perguntou rindo e o Chaz pausou o vídeo game.


- Aconteceu isso- eu virei o rosto e apontei pra marca de bolada que eu tinha levado mais cedo.


- Como isso aconteceu?- Chris perguntou e o Chaz começou a rir.


- Uma bolada na cara, jogando futebol- eu revirei os olhos- Vai merda Chaz- me virei e finalmente subi as escadas correndo e fui pro meu quarto. 

Ainda não me acostumei com a idéia de chamar a casa do Bieber de minha. Mas até que durante um mês que eu fiquei trancada no meu quarto, sem comer, sem ir pra escola, sem ter contato com pessoas. Digamos que o Justin me “ajudou” bastante, tanto é que ele me deixou ficar em sua casa e o mais importante. Quando eu saí pela primeira vez e fui ao seu escritório querendo vingança, ele pensou e me deixou entrar pra equipe. É claro que só depois que eu estivesse pronta e segundo ele eu estou muito bem mas não é o suficiente.


Eu não posso passar o resto da minha vida em um quarto chorando por tudo que aconteceu, eu preciso fazer alguma  coisa pra me vingar de quem quer que fez isso. O Chad, eu tenho certeza que ele está por trás disso. Eu tomei minha decisão, preciso falar com o Bieber sobre tudo e pedir pra entrar pra equipe, será que ele vai deixar? Ou será que ele vai me achar fraca demais? Afinal, eu fiquei um mês trancada no quarto chorando e tendo pesadelos, sem falar com ninguém.


- Bieber?- depois de tomar um banho eu decidi vir até ele, preciso tentar.


- Entra- ele disse e então eu abri a porta dando de cara com ele sentado em sua cadeira atrás da grande mesa cheia de papéis- Olha só, a princesa decidiu sair do mundo encantado- eu revirei os olhos e me sentei em sua frente.


- Eu não vim aqui pra ficar trocando ironias com você, Bieber.


- Então fale ao que devo a honra- ele acendeu um cigarro.


- Eu quero falar sobre a explosão- ele ficou meio tenso e se remexeu desconfortável sobre a cadeira- Antes da explosão, eu estava na casa da Kylie e então recebi uma ligação do Chad- eu respirei fundo sentindo meus olhos arderem lembrar daquela noite- E ele disse pra eu ir pra casa rápido, porque eu iria querer me despedi do meu pai- eu engoli em seco e o Justin bateu com força sobre a mesa me dando um pequeno susto.


-  Eu sabia que esse garoto não prestava- ele disse com o maxilar travado- Então ele e Kylie trabalham pro Franco, ele sempre esteve um passo a minha frente, Kylie vinha muito aqui em casa- ele bagunçou os cabelos- Precisamos nos mudar, ele sabe onde minha casa fica.


- Ok Bieber, mas eu quero entrar pra equipe- eu disse e ele me encarou negando com a cabeça- Qual é Bieber, eu perdi minha família toda, a única coisa que eu quero agora é me vingar- eu falei estressada.


- Tá achando que é fácil assim?- ele revirou os olhos- Você teria que treinar por meses pra tentar chegar no nosso nível.


- Tudo bem eu treino nem que seja uma dia todo, todos os dias da semana- eu disse decidida.


- Mas e a sua escola?.


- Esse é meu último ano, depois da escola nós vamos treinar- eu abri um sorriso.


- Tá, tá, tudo bem- ele se deu por vencido e em um impulso eu levantei o abracei dando um beijo em sua bochecha.


- Obrigado- eu disse sem graça e levantei de seu colo indo em direção a porta.


- À propósito, você vai precisar ganhar massa- ele disse eu franzi o cenho- Você ficou um mês sem comer, Tá mais magra que antes- eu apenas assenti e saí  direção a cozinha”.


- Stassie, se arruma logo- Justin colocou só a cabeça pra dentro do meu quarto me trazendo de volta a realidade.


- Você não conhece a palavra bater não?- arqueei as sobrancelhas- Eu poderia estar nua.


- Não seria ruim pra mim quanto seria pra você- ele piscou e eu taquei uma almofada  sua direção, mas ele foi mais rápido e desviou da mesma.


- Se arrumar pra que?.


- Hoje começam seus treinos com o Chaz- eu sorri com maldade.


- O que eu estava mais ansiosa pra fazer.


- Você tem 30 minutos- E então ele saiu e eu fui direção ao closet.


Hoje o dia promete.







Notas Finais


Genteee, essa Stassie está demais né? Querendo vingança, entrar pra equipe. HAJA CORAÇÃO, e esse lance da Kylie e do Chad? Socorro, esse capítulo foi supeeer importante para o decorrer da fanfic. Tipo, agora vai começar a ficar mais interessante e vocês vão amar essa "amizade" dela e do Justin no decorrer da fic. Não se esqueça de comentar pra eu saber oq vcs estão achando. Até o próximo✌


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...