História Life is with Me! - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Rebelde
Tags Amizade, Amor, Crossover, Dorama, Life Is With Me
Visualizações 7
Palavras 5.133
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Festa, Ficção Adolescente, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shounen
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Elenco principal:
● Yamashita Tomohisa como Hanazawa Junzo
● Shouma Kai como Nakajima Haruhiro
● Mirai (THE HOOPERS) como Ishibashi Sayaka
● Jin Akanishi como Takahashi Renn
● Washio Reina como Sakamoto Harumi

Capítulo 2 - Uma voz suavemente calma - trio formado



*Yokohama National School - Pátio*
Harumi: Sou Harumi, prazer ~ estica a mão ~
Renn: ~ não olhando pra ela ~ - Renn.
Harumi: Qual o problema?
Renn: Não é nada ~ se levanta ~
(Harumi segura pelo blazer do menino)
Harumi: Só um momento.
Renn: ~ de costas pra Harumi ~
Harumi: Muito obrigada de novo... muito obrigada.
Haruhiro: Harumi-chan! Harumi-chan! Harumi-chan!
Renn: ~ sai na hora sem dar tchau a ela ~
(Renn distancia-se dela saindo, assim Haruhiro aparece)
Haruhiro: Te achei menina... você tá bem? Soube que rolou uma treta danada.
Harumi: Rolou, mas tudo ocorreu bem. Um carinha me salvou.
Haruhiro: Quem?
Harumi: Ele... ué? Ele estava aqui.
Haruhiro: Te deram LSD?
Harumi: Que?
Haruhiro: Vamos te levar pra casa, pra mim já deu por hoje de baile.
Harumi: Pra mim também, vamos a procura da Sayaka.
Haruhiro: Claro.
(Os dois pegam e se mandam do local. Harumi apenas vira a cabeça por alguns segundos vendo Renn indo embora)
*Dia seguinte - Casa de Renn - Quarto dele*
(Cedo da manhã, com algumas coisas ainda encaixotadas, Renn acorda todo ferrado. Ele bate a mão no colchão para encontrar seu celular, até que ele encontra. Assim, ele desliga o despertador de seu celular e sai da cama. O carinha se estica todo e deixa exibir seu físico)
Renn: ~ dá uma fungada com uma das mãos em sua cara ~
*Casa dos Sakamoto - Quarto de Harumi*
(Já acordada, Harumi tinha saído do banho. Ela entra em seu quarto secando seu cabelo e logo abrindo seu guarda roupa. Antes de trocar de roupa, ela se senta em sua cama e liga seu celular. Ao ter ligado, ela vê que tinha várias ligações de sua mãe)
Harumi: Meu Deus, até isso? Que vida ~ se deita ~ - Vida miserável.
(Mesmo deitada, ela começa a bunfar. Segundos se passam, ela sai da cama e vai direto ao guarda-roupa)
*Casa de Renn - Quarto*
(Renn termina de calçar seus tênis Nike Shox branco/preto. Ele se levanta da cadeira que estava perto de seu PC arrumando as mangas de sua camisa social branca)
Renn: ~ ajeitando-se todo ~
(Para a surpresa dele, Renn vê Harumi de sua janela para o quarto dela se arrumando também)
Renn: "Aquela garota...".
(Renn, surpreendido, fixa seus olhos nela)
*Casa dos Sakamoto - Quarto de Harumi*
(Quando está prestes a tirar seu roupão, Harumi grita ao ver que Renn estava a olhando todo esse tempo. O grito dela faz com que Renn caia. Ela vai direto a janela de seu quarto e fecha a cortina toda sem deixar uma parte amostra pra ele ver-la novamente)
Harumi: Nem isso posso ter privacidade ~ finge choramingar ~
Nadeshiko: Harumi, tá tudo bem?
Harumi: Está sim. Não foi nada... eu me assustei com uma borboleta, só isso ~ mente ~
Nadeshiko: Ah, tá bom. Não se atrase, hoje é o seu primeiro dia
Harumi: Tudo bem, não irei me atrasar.
(Harumi se arruma ligeiramente pegando suas coisas. Ela desce arrumando todo o seu cabelo)
*Yokohama National School - Entrada*
(Todos os alunos chegam a escola. Existe um sistema de quem chega primeiro a escola. Quando dá 07:45, a treinadora Yamataka Miyoko começa a fechar os portões. Os alunos precisam correr contra o tempo para que entrem bem rápido para dentro da escola. Quando fechado, eles só podem entrar no horário do almoço)
*Yokohama National School - Sala de aula*
(Na sala de aula, lá estão Sayaka & Haruhiro conversando)
Sayaka: Acha que a Harumi irá chegar?
Haruhiro: Num sei, mandei mensagem pra ela e nadica de nada.
Sayaka: Espero que esteja tudo bem. Soube do Hotaru de que teve tretinha, é verdade?
Haruhiro: Eu tinha passado mal, acho que perdi quilinhos assim ó ~ faz sinal de ok com os dedos ~
Sayaka: Ficou bem magrinho, mas enfim, queria saber mesmo quem tretou.
Haruhiro: Nem quero saber.
Sayaka: Aposto que foi o babacão do Junzo oh esse homem ~ revira os olhos ~
Haruhiro: Sempre falando nele ( ͡° ͜ʖ ͡°).
Sayaka: Oh tira essa carinha aí eu hein.
Haruhiro: Seria errado se eu shippasse os dois assim?
Sayaka: Credo, vira essa boca vai! ~ vira o rosto de Haruhiro ~
Haruhiro: Tira a mão menina tira...!
(Junzo & Heiji estão sentados e observam-os)
Junzo: Sério mesmo que temos que dividir com dois macacos?
Heiji: Isso é bem pesa~do, mas favoritei.
Junzo: Queria que me matassem. Obrigado bendito papai por me colocar aqui.
Sayaka: Ih~ que tá resmungando, cérebro de ratinho? Melhor ficar na tua hein.
Junzo: Desculpe, eu não falo com bandeirantes.
Heiji: Ma vocês está falando com uma....
Junzo: Calado, Heiji!
Heiji: Foi mal aí.
Sayaka: Melhor você ficar na sua, antes que eu te jogue pela janela. Espero que saiba voar, mas você tem pois ser galinha é claro ~ ri ~.
Junzo: De onde eu tirei esse estilo retardado? Ah foi de você, Ishibashi.
Sayaka: Mas que bastardinho...
Haruhiro: Calma, não se envolva com essa praga não.
Heiji: Eu batia nele bem na cara.
Junzo: Hey você tá do meu lado.
Heiji: Foi mal.
(Harumi adentra para a sala de aula)
Harumi: ~ cumprimenta todos se curvando ~
Sayaka: Oh Harumi-chan! ~ acena ~
Junzo: "Hum ela estreou bem" ~ mostra uma expressão facial de safadeza vendo as perninhas dela ~
Haruhiro: Harumi-chan, senta aqui com nóis.
Harumi: Ah claro.
Sayaka: Não se misture com os lixos não ~ diz olhando pra Junzo ~
Junzo: Espero que pare de tomar muita coisa desnecessária.
Sayaka: Como beber sangue de babacão?
Junzo: Retardada mental.
Haruhiro: Melhor pararmos, antes que a prof.ª Tabata chegue.
Harumi: Acho bom
(Harumi sente-se um pouco desconfortável ao ver Junzo a olhando de cima pra baixo. Sayaka faz sinal de vômito depois de falar com Junzo. Haruhiro apenas senta ao lado de Harumi e puxa uns Jpop pra ela escutar. Nessa hora, a professora de língua japonesa, Tabata Tamiyo, aparece. Os alunos se levantam e dizem bom dia a ela, logo de seguida se sentam em suas carteiras)
Prof.ª Tabata: Bom dia alunos. Espero que tenham estudado, pois hoje será bem difícil pra vocês.
Haruhiro: Ah senhor tô morto ~ coça os olhos ~
Prof.ª Tabata: Algum problema, sr. Nakajima?
Haruhiro: Nada não... pode dar sua aula vai ~ ri de nervoso ~
Prof.ª Tabata: Hm tá bom então. Antes de começarmos, vejo que tem dois alunos novos aqui. A primeira é Sakamoto Harumi.
Harumi: ~ se levanta ~ - Presente.
Prof.ª Tabata: Seja bem vinda... você é de Quioto?
Harumi: Sou sim.
Prof.ª Tabata: Percebi pelo sotaque suave. Gostei.
Harumi: Muito obrigada.
Prof.ª Tabata: Pode se sentar. Enfim, o outro é um menino. Takahashi Renn.
Harumi: "Renn... não pode ser..."
(A garota se voa nos pensamentos e lembra do menino que tinha salvado-a de Junzo)
Prof.ª Tabata: Srta. Sakamoto, tudo bem?
Harumi: S-S-S-Sim.
Prof.ª Tabata: Hm, parece que ele não está aqui. Então, vamos começar com a aula.
(Prof.ª Tabata começa a dar sua aula)
Sayaka: Tá bem mesmo?
Harumi: S-S-S-Sim. 
*Yokohama National School - Sala do dir. Hashimoto*
(O diretor Hashimoto Noroshige estava em sua sala conversando pelo telefone enquanto fazia algumas anotações)
Dir. Hashimoto: Sim, sim. Só esperaremos sua presença bem aqui ~ a ligação é interrompida por outra ~ - Ah, desculpe Honoka, mas tenho outra ligação aqui. Tudo bem, mais tarde conversamos, obrigado.
(Noroshige atende a outra ligação)
Dir. Hashimoto: Escola Nacional de Yokohama, diretor Hashimoto Noroshige falando. 
Takahashi Urara (mãe de Renn): "Renn não está aparecendo nas aulas, né"
Dir. Hashimoto: ~ suspira ~ - Pior que não.
Urara: "Esse menino, achei que iria ser um ótimo aluno aí"
Dir. Hashimoto: Calma, Urara, logo isso acontecerá.
Urara: "Quando? Já basta o que ele tinha feito no passado, quero que isso não aconteça de novo".
Dir. Hashimoto: Ele disse que não foi culpa dele.
Urara: "Acredito muito, Noroshige".
Dir. Hashimoto: Tudo bem... ele vai tomar jeito, ele vai mesmo.
Urara: "Diz a ele que sinto saudades, muita".
Dir. Hashimoto: Irei, pode deixar.
Urara: "Tenha uma boa manhã".
Dir. Hashimoto: Você também ~ desliga ~
(Noroshige se ajeita em sua cadeira e olha para a vista de fora da escola pela janela)
Dir. Hashimoto: Esse Renn hein, precisa tomar jeito.
*Yokohama National School - Sala de aula*
(Algumas horas passavam, os alunos todos estavam bem cansados com toda a bendita explicação dela, mas mesmo assim, eles não podiam dormir. Dois dos alunos, incluindo Haruhiro, levaram uma canetada na testa por ela. O sinal tende a tocar, assim todos saem da sala de aula e vão para suas casas)
*Em frente a Yokohama National School*
(Os demais alunos estão fora da escola. Sayaka, Harumi & Haruhiro saem juntos)
Harumi: Onde vocês vão?
Haruhiro: Vou almoçar fora, querem vir comigo?
Sayaka: Eu passo dessa vez. Preciso ir pra casa, hoje que minha mãe chata não tá em casa, somente meu pai.
Harumi: Posso ir com você, Haruhiro?
Haruhiro: ~ cospe o iogurte ~
Sayaka: Isso foi um sim.
(Junzo esbarra nos três com Emiri)
Junzo: Credo, você irá almoçar com eles é isso?
Emiri: Fofa, melhor você vir com a gente. Eles comem como brutamontes ~ ri tapando a boca ~
Sayaka: Ih olha quem falando sem peito.
Emiri: Mas que deselegante.
Junzo: Harumi, vem com a gente.
Harumi: Do jeito que me trataste ontem, melhor não.
Emiri: Do que ela está falando?
Junzo: Não é nada demais. Vamos amor?
Emiri: Claro, Honey.
Junzo: Almoce então com os fracassados, será uma se andar com eles.
(Junzo sorri e se manda com Emiri)
Haruhiro: Faltava isso aqui pra encher os tapa nele.
(Matsushima Katsumi, repetente da escola, aparece com Hotaru)
Katsumi: Esses babaca são como trens desgovernados osh.
Sayaka: Claro que são. Não liga pra eles, não deve-se misturar com desleixados.
Harumi: Irei tentar o máximo.
Hotaru: Vão aonde?
Haruhiro: Iremos almoçar fora. Harumi, estes são Hotaru e a Katsumi.
Harumi: Prazer.
Katsumi: Vão comer é? Vamo, vem gordinho!
Hotaru: Oh se vamos.
Haruhiro: Pessoas... 
(Haruhiro tira Katsumi & Hotaru de perto delas)
Haruhiro: Deixem eu ter um momento solo a dois caramba.
Katsumi: Xii tá gamado nela é? Saphado.
Hotaru: Mas já assim? ~ come um pouco de chocolate ~
Haruhiro: Que apaixonado coisa nenhuma ~ faz barulho com a boca e coloca suas mãos em sua cintura própria ~ - Eu apaixonado? Que mentira.
Katsumi: Tá na cara meu jovem.
Hotaru: Vai nela, com força.
Haruhiro: Mas que... vocês dois hein.
Katsumi: Manda bala :v.
Hotaru: Agente vai otro dia.
Haruhiro: Obrigado, vocês são demais.
Katsumi: Tá me devendo ¥652.75 (aproximadamente uns R$20.00)
Hotaru: Deixa, vamo.
(Os dois saem)
Haruhiro: Não era nada demais. Eles irão outro dia.
Harumi: Ah sim. Então, eu Posso?
Haruhiro: Aham... vamos, vamos Harumi-chan.
Sayaka: Divirtam-se e limpe essa boca.
Harumi: ~ limpa a boca de Haruhiro ~
Haruhiro: O-O-Obrigado. Se cuide, Sayaka-chan.
Sayaka: Vou me cuidar é claro :v.
(Os três saem indo em direções opostas)
*Centro de Yokohama*
(Sayaka caminhava com sua guitarra em suas costas com os fones de ouvido. Durante a caminhada, ela toda sorridente, quando do nada muda de expressão quando percebe de que está sendo seguida por uns carinhas, só que um pouco mais velhos. Nisso, Sayaka pega e caminha mais rápido, mas, eles continuavam a seguir ela)
*Parque Yamashita*
(Sayaka corre o mais rápido possível tentando se distanciar deles todos, mas eles conseguiam a alcançar)
Sayaka: Ah Droga! ~ corre mais rápido ~
(De repente, ela tropeça e vê os carinhas com algumas coisas suspeitas em suas mãos)
Rinji: O que essa princesa faz aqui?
Sayaka: Cai fora rapaz!
Rinji: Mas é esquentada ~ estala os dedos ~
(Misao & Takuro seguram-na pelos braços)
Sayaka: Me larguem!
Rinji: Vamos fazer o seguinte, garotinha, você dá suas coisas e te deixaremos ir.
Sayaka: Não vou dar nada! Me larguem [email protected]#?! ~ tenta se soltar ~
Takuro: Ela não vai dar mesmo.
Sayaka: Claro que não!
Rinji: ~ afobando mais, ele passa um corte de leve no rosto de Sayaka ~
Sayaka: Ugh... desgraçado...
Rinji: Vai fazer o que eu pedi?!
Sayaka: "Deveria ter ido almoçar com eles... que vida miserável...".
Misao: parece que não vai dar, tem que ser de outro jeito.
Rinji: Claro...
(Quando está prestes a afrontar mais de Sayaka, Renn surge do nada correndo e chuta o carinha Rinji)
Rinji: ~ cai ~
Renn: ~ soca Misao & Takuro ~
(Sayaka cai no chão de joelhos e com um pequeno corte no rosto)
Renn: ~ fica atrás dela ~
Misao: Anata wa watashitachi to jōdan o itte imasu?! (Você tá de brincadeira com a gente?!)
Renn: Sai ~ diz pra Sayaka ~
Sayaka: t-t-tá...
Rinji: Cai fora...!
(Renn chuta o carinha mais uma vez)
Rinji: Ugh. O que estão fazendo parados, peguem ele!
*Luta*
(Um deles decide ir atacar Renn, mas o estudante logo esquiva e dá um soco. Renn mostra toda sua força bruta e com voracidade pra cima dos carinhas no qual estavam seguindo Sayaka. Ele desvia e pulava por cima deles de um jeito surpreendente de tirar o fôlego. Takuro dá uma tacada de taco de beisebol nas costas do menino, mas Renn se vira e o joga para dentro da fonte de água. Sayaka apenas olhava aquilo tudo atrás do banco)
Sayaka: Caraca, num é que é bom de briga esse menino gente?
Ieyasu: ~ vai para trás, mas vê Sayaka ~ - Tá aí né?
Sayaka: Oh droga.
(Renn vê que Ieyasu está chegando perto dela, assim ele soca dois carinhas e vai em direção a ele dando um movimento chocante. Ele sobe no banco e se joga nele derrubando-o fortemente no chão)
Sayaka: '0'.
Renn: Melhor parar.
Ieyasu: Não me diga o que faze ~ dá uns golpe de faquinha ~
Renn: ~ segura a mão do bichinho ~
Ieyasu: Agh... bakayarou!!
(Renn finaliza dando um golpe de braço no pescoço do guri Ieyasu. Todos eles estão estirados no chão)
*Depois da luta*
(Sayaka sai onde estava escondida e vai até ele)
Sayaka: '0' eu tô... caraca.
Renn: ~ bate as mãos pra tirar a poeirinha delas ~
Sayaka: Mano, você uau.
Renn: Mas é uma tapada.
Sayaka: Que?
(Renn vai em direção a ela)
Sayaka: Oh num me mata não! ~ se protege ~
(Renn coloca sua mão no queixo de Sayaka e vê o corte pequeno em sua bochecha. Ele apenas limpa o rostinho dela e coloca um curativo)
Sayaka: Ué... achei que ia me bater.
Renn: Eu? Te bater?
Sayaka: Você deu uma de Bruce Lee com esses caras, uns golpe de Power Ranger mal acabado e pah... você é de que planeta?!
Renn: Do planeta dos curiosos demais ~ empurra a testa dela ~
Sayaka: Hey assim não cara.
Renn: Hum.
Sayaka: Espere aí!
Renn: O que foi?
Sayaka: Você é esse tal de Takahashi Renn? 
Renn: Sou... você ser quem?
Sayaka: Ishibashi Sayaka, é nóis. Mas assim, nunca te vi na escola.
Renn: E você nem irá me ver.
Sayaka: Nossa... mais um grosso na escola que nem o Junzo?
Renn: Junzo? Aquele riquinho escroto?
Sayaka: Você me entende muito~ bem. Mas não deveria ter me protegido, eu sei me defender.
Renn: Então por que apanhou deles?
Sayaka: Porque eu estava sem... ah você me ganhou, eu não sei nenhum golpe.
Renn: Vá estudar, é melhor.
Sayaka: E você me apareça na escola algum dia.
Renn: Isso aí é com o tempo, obrigado.
Sayaka: Mas... obrigada por me salvar dessa, te devo uma.
Renn: ~ apenas olha ela de cima a baixo ~ - Que seja.
Sayaka: ~ fecha a cara ~ - Fútil!
Renn: Melhor ir embora, podem acordar em instantes.
Sayaka: Nossa.
Renn: ~ apenas balança a cabeça e se retira ~
Sayaka: Eu hein nem vou ficar aqui dá até medo caraca. Oh, espere aí!
(Sayaka pega suas coisas caídas no chão e se manda bem rápido como um vento indo de atrás dele. A menina ficou beeem surpresa com as porradarias que Renn deus nos carinhas ao ter salvado ela)
*Mansão dos Hanazawa - Quintal*
(Junzo & Emiri estão se divertindo na piscina juntos)
Junzo: ~ erguendo-na sob as águas ~
Emiri: Está bem refrescante, aqui.
Junzo: Com você é mais ainda.
Emiri: Lindão!
Junzo: Amanhã a gente vai se divertir mais, eu prometo.
Emiri: Oh se vamos ~ ri de um jeito malicioso ~
Junzo: Claro que sim.
(As duas beldades se beijam, mas o clima é cortado quando a mãe poderosa de Junzo aparece - Hanazawa Atsuko)
Junzo: ~ se desgruda de Emiri ~
Emiri: Junzo-senpai... oh fxxk.
Atsuko: ~ tira os óculos ~ - Junzo, o que está fazendo?
Junzo: Okasan?! (Okasan - mãe)
Atsuko: Emiri, se mande da piscina agora mesmo.
Junzo: Mãe, como chegou aqui?
Emiri: ~ sai da piscina ~
Atsuko: Saia agora daí... vamos conversar.
Junzo: ~ revira os olhos ~
*Mansão dos Hanazawa - Sala de estar*
(De roupão, Junzo estava quase perdendo a cabeça com sua mãe metendo a bela brecha no garotinho)
Atsuko: Enquanto eu estava viajando fora você tava aí se divertindo sem fazer porra nenhuma né?
Junzo: Veio só pra encher meu saco? ~ se levanta ~
Atsuko: Não ouse falar neste tom comigo, mocinho.
Junzo: O que veio fazer aqui?
Atsuko: Ainda diz isso pra sua mãe? Junzo, você está indo bem mal na escola, recebi mensagem da minha secretária no qual bateu um papinho com o Nogoreshi, acredita? Menino, você tem que parar de ficar aí dando uma de loucão e ser um homem exemplar. Pare com estas firulas todas e faça a bendita de entrar no negócio da família, entendeu?
Junzo: Negócio da família ~ repete várias vezes ~ - Chega! Já cansei disso! Você cuida disso, deixa eu ter minha vida tá?
Atsuko: Como pegar e trazer sua namoradinha aqui? Era só que me faltava.
Junzo: Deixa ela fora disso.
(Emiri aparece toda vestida e pegando sua bolsa)
Emiri: Eu vou indo nessa, até amanhã, Junzo.
Junzo: Até... ~ mãe empurra o filho ~
Atsuko: Chega de beijinho. Suma daqui, vai, rala peito.
Emiri: Hontōni zan'nendesu (sinto muito por isso).
Junzo: ~ morde o lábio de bravinho ~
(Emiri sai de cena)
Atsuko: Tá de castigo.
Junzo: Espere aí, eu tenho 17...
Atsuko: Dane-se a idade, me respeite! Sou sua mãe! Ande logo!
(Junzo vai pro quarto)
*Noite - Em frente a casa próxima de Sayaka*
(Renn & Sayaka caminham juntos. Sayaka mantinha-se distancia, pois devido aquela cena da porradaria, deu até um medo nela)
Sayaka: Então... você veio de onde?
Renn: Por que tá me seguindo?
Sayaka: Oras, não posso fazer amizade contigo não?
Renn: ~ caminha com as mãos no bolso ~
Sayaka: Cadê suas coisas? Onde mora? Mora por aqui?
Renn: Já disseram que pergunta demais?
Sayaka: Desculpa, mas é que... depois daquilo lá, uau.
Renn: Pode parar?
Sayaka: Tá.
Renn: Sou de Nagoia. Só isso.
Sayaka: Mas, nunca apareceu na escola. Você mata aula?
Renn: Isso é da sua conta?
Sayaka: Ah qual é? Vamos nos conhecer, pare de ser travadão. Parece até uma amiga minha eu hein.
Renn: Ela é mais inteligente de que você.
Sayaka: Que abusado ~ finge que irá dar um soco nele ~
Renn: É aqui que mora?
Sayaka: Sim, bem aquela casinha ali.
Renn: Hm.
Sayaka: Valeu, te devo uma.
Renn: Não me deve nada. Só nunca mais se meta nisso e sempre ande com o pessoal.
Sayaka: Meus amigos moram lá pra PQP quase.
Renn: Bom pra eles.
Sayaka: Que? 
Renn: Brincadeira. 
Sayaka: Até mais cara.
Renn: Eu tenho nome.
Sayaka: Ah sim, Renn.
Renn: S-Saya.
Sayaka: Faltou o "ka".
Renn: Tanto faz.
Sayaka: Esse homem... então tá né.
(Ambos se distanciam. Por incrível que pareça, Sayaka vai para sua casinha no qual fica em frente na de Renn e de Harumi)
*Casa dos Ishibashi*
(Sayaka entra em casa e vê seu pai sentado vento TV)
Sayaka: Daí pai, como tá?
Ishibashi Junnosuke (pai de Sayaka): Eu estou bem... ~ vê o curativo no rosto da menina ~ o que houve com você?
Sayaka: Não foi nada, nada mesmo.
Junnosuke: Se meteu em briga? Menina...
Sayaka: Calma. Antes de ti dar um piti, saiba de que me protegeram é claro.
Junnosuke: Quem? Quem é esse menino?
Sayaka: Ah começou.
Junnosuke: Sabe que não pode sair com qualquer um ~ coça o cabelo ~
Sayaka: Relaxa, eu não irei namorar ninguém, sério.
Junnosuke: Será? Eu imagino.
Sayaka: Mas assim... eu não quero que... você sabe.
Junnosuke: Eu entendo ~ abraça a filha ~ - Sua mãe estará sempre com nós. 
Sayaka: Sinto saudade dela.
Junnosuke: Eu também, mas temos que ir pra frente. Né?
Sayaka: Sim, temos mesmo.
Junnosuke: Já jantou?
Sayaka: Nope.
Junnosuke: Sabia, por isso que está tão sequinha. Vai comer, vai.
Sayaka: Fez o que?
Junnosuke: Seu prato predileto.
Sayaka: Obrigada!!
Junnosuke: ~ ri e pega suas coisas em cima da mesa ~ 
Sayaka: Vai trampar agora?
Junnosuke: Tenho que fazer plantão, o esquadrão precisa de mim.
Sayaka: Tá bom. Até mais e boa sorte.
Junnosuke: Ganbatte! ~ dá tchau e sai de casa trancando a porta ~
*Casa dos Sakamoto - Quarto de Harumi*
(Harumi tinha de fazer os deveres de casa e logo pegou seu notebook. Não tinha nada de interessante no que estava vendo, mas é isso)
Harumi: Que angustia minha ah.
(Quando está prestes a puxar a cortina pra fechar, ela vê Renn pela janela somente de toalha)
Harumi: "Oh meu Deus... que... homão...".
*Casa de Renn - Quarto dele*
(Renn seca seu cabelo com a outra toalha e vê as ligações de seu celular. A maioria delas era de sua namorada e de sua mãe. Ele apenas bunfa e joga seu celular na cama)
Renn: Até quando irão parar de encher o saco? ~ quando ia remover a toalha, percebe que estava sendo observado ~
(Renn se vira)
*Casa dos Sakamoto - Quarto de Harumi*
(Harumi fecha a cortina bem rápido e tende a rir)
Harumi: Uau... calma, calma, é seu primeiro dia de aula e não comece assim. Mas... meu Deus, uau.
(Harumi pega e se deita na cama. Do mesmo jeito, ela não parava de rir do que tinha visto)
*Dia seguinte - Yokohama National School - Corredores*
(Hotaru caminhava com comida em suas mãos)
Hotaru: Hoje tem minha saladinha marota...
(Heiji aparece e abaixa as calças do menino)
Heiji: Quero se abaixar, free willy!
Hotaru: Yah, mas esse Heiji... ugh.
(Hotaru se abaixa e levanta as calças)
*Yokohama National School - Sala de música*
(Harumi passa perto da sala de música. Ela dá passos para trás e acaba adentrando para a salinha)
Harumi: Uau... que lindo ~ maravilhada pelo que tinha visto ~ - Uma distração pelo menos.
(Harumi vai pra perto do piano)
Harumi: ~ puxa seu caderno de dentro da mochila e põe em cima do instrumento de teclas ~
(Harumi começa a tocar o piano e também soltando sua voz harmônica)
Harumi: ♪ Durou pelo vento frio por um longo tempo
Na ponta do espinho mais longo, uma flor bonita floresce
Se eu pudesse proteger esse amor aparentemente indiferente
Mesmo que dói e dores, vou segurá-lo.

Essa flor se parece com você e eu estou chamando de amor
Mesmo após o tempo, eu colocarei todos vocês em mim
Sinto muito sua falta, porque sinto sua falta
Estou tentando segurar você, mesmo que não consiga

Será que os espinhos me feriram quando me encontrar com você?
Não importa o quanto você me empurre
Se você está feliz comigo
Se há cicatrizes e arrependimentos de toda a dor
Não estou com medo porque isso já é mais do que suficiente para mim ♪

(Haruhiro adentra para a sala de música no qual tinha esquecido sua mochila. Ele perde o foco de sua procura quando se depara com Harumi soltando seu humilde e estrondosa voz angelical bem suave)

Haruhiro: "Caramba, ela é demais" ~ maravilhado no que estava vendo ~.

Harumi: ♪Ao invés dos longos tempos de ter medo de se machucar
No caso de meu eu imutável parecer mais triste
Se eu posso te ver naquele lugar cheio de lágrimas
Eu vou segurar esse coração frio, eu não vou deixar ir

Não importa o que eu faça, não posso; O que devo fazer?
Estou tentando segurar você, mesmo que não consiga

Será que os espinhos me feriram quando me encontrar com você?
Não importa o quanto você me empurre
Se você está feliz comigo
Se há cicatrizes e arrependimentos de toda a dor
Não estou com medo porque isso já é mais do que suficiente para mim

Se eu puder protegê-lo
Não importa o que vem a dor
Nos tempos que nos permitem conhecer
Então, o precioso que você não vai lutar ou sofrer
Eu não posso terminar isso, então eu o engulo

Não posso dizer adeus pelo precioso você ♪ 

(Após ter terminado de cantar, Harumi fecha os teclados do piano)
Haruhiro: Uau... 
(Quando ouve uma voz atrás de si, Harumi se grita ao ver que Haruhiro estava lá o tempo todo escutando-na. O grito fez com que Haruhiro caísse para o chão de bunda)
Haruhiro: Ah meu Deus!
Harumi: O que faz aqui?!
Haruhiro: Ué eu estudo aqui.
Harumi: Meu Deus, preciso ir.
Haruhiro: Hey espere.
Harumi: ~ para ~ - "Ele vai me matar, céus".
Haruhiro: ~ vai para perto de Harumi ~ - Você canta muito bem, eu amei. Não sabia que cantava.
Harumi: Bom... é que eu canto um pouquinho sabe?
Haruhiro: Um pouquinho? Sore de asonde wa ikenai! (Não brinque com isso).
Harumi: Não tenho facilidade pra isso.
Haruhiro: Tem sim, e eu respeito muito.
Harumi: Respeita? Meu pai não gosta muito disso.
Haruhiro: Ah todo mundo tem suas proibições. 
Harumi: Eu sei ~ se senta ~ - Só canto para me distrair um pouco. Me adaptar com pessoas novas e escola nova dá nisso, entende?
Haruhiro: Sei que está sendo bem hard pra ti, mas estamos aqui pra te ajudar. Nós lhe ajudaremos com isso tudo, eu prometo mesmo. Juramento de mindinho oh ~ estica seu mindinho ~
Harumi: Anata wa hijou ni kawaidesuga, kyoufu o ataemasu... (Você é muito fofo, mas dá medo ...)
Haruhiro: Não mordo não ~ imita Junzo ~
Harumi: Ele sim dá medo.
Haruhiro: Mas enfim é isso. Irei te ajudar e será uma pessoa mais segura, garanto a você.
Harumi: Eu agradeço...?
Haruhiro: Haruhiro, mas pode me chamar de HaHi ou Haru ou até mesmo de Hiro~.
Harumi: Haru-senpai.
Haruhiro: Isso aí.
(Harumi pega suas coisas)
Haruhiro: Oh. Não pode ir assim.
Harumi: Por que não?
Haruhiro: Acho que... encontrei uma solução pra ti.
Harumi: ...?
*1h depois - Yokohama National School - Sala de música*
(Emburrada, Sayaka apenas ajeitava as cordinhas de sua guitarra favorita)
Sayaka: Cadê o baka do Haruhiro?! Mas que porre.
(Haruhiro adentra para a sala de música)
Sayaka: Você demorou muito sabia?
Haruhiro: EU posso ter demorado, mas eu encontrei uma Kaiketsusaku (solução) para os nossos problemas!
Sayaka: Kaiketsusaku? Como assim?
Haruhiro: Eis que esta prova está bem aqui.
Sayaka: Onde?
Haruhiro: Deixe-me dar uma de homem misterioso, menina.
Sayaka: Como quiser.
Haruhiro: Pode vir, venha.
Harumi: Não, ela vai me matar
Haruhiro: Vai nada, vem.
(Haruhiro pega na mão de Harumi e faz ela adentrar pra sala de música)
Sayaka: Harumi? O que faz aqui?
Harumi: O-O-Oi Sayaka-chan.
Haruhiro: Não trave vai, se solte.
Sayaka: Que ela faz aqui?
Haruhiro: Bom...
Harumi: Era melhor nem ter vindo mesmo... 
(Quando está prestes a sair, Haruhiro a segura e coloca-a sentada no banquinho do piano)
Haruhiro: Você tinha que escutar ela cantando, ela é demais.
Harumi: Sou nada.
Haruhiro: Solta uma palhinha vai.
Harumi: Tudo bem... ~ ajeita a voz e vai pra perto do piano ~  ♪ Será que os espinhos me feriram quando me encontrar com você?
Não importa o quanto você me empurre
Se você está feliz comigo
Se há cicatrizes e arrependimentos de toda a dor
Não estou com medo porque isso já é mais do que suficiente para mim

Se eu puder protegê-lo
Não importa o que vem a dor
Nos tempos que nos permitem conhecer
Então, o precioso que você não vai lutar ou sofrer
Eu não posso terminar isso, então eu o engulo

Não posso dizer adeus pelo precioso você ♪ 

(Sayaka apenas fica de boquiaberta ao ter visto ela cantar e soltar essa voz angelical e suave)
Harumi: Eu sou ruim mesmo, nem pra canto eu sirvo.
Sayaka: Ah deixa de ser fraca vai. Enfim, você canta bem
Harumi: Pessoalmente sou muito desleixada.
Haruhiro: Esse é o problema das mulheres. Sempre ficam se julgando e se ofendendo com míseros detalhes.
Sayaka: Que se dane, idiota. Olha os machismos tá?
Haruhiro: Foi mal aí.
Harumi: Mas qual o motivo de quererem minha voz? Irão me matar?!
Sayaka: Claro que não. Oia os medo. Mas é que, você cantando, será bem legal pra gente.
Haruhiro: Digamos que queremos que você, eu e a Sayaka-chan formemos um trio maravilhoso.
Harumi: Isso tá bem suspeito saindo de sua boca.
Sayaka: Tudo é suspeito saindo da boca dele. Mas, resumindo, queremos que entre pra nossa banda é claro.
Haruhiro: Isso aí.
Harumi: Banda? Mesmo? Sei não.
Sayaka: Ah Harumi, deixa de ser cagona vai. 
Haruhiro: Oia os modo.
Harumi: Ela tem razão, sou cagona mesmo.
Sayaka: Não com essas palavras, mas Harumi, queremos que cante pra gente. Olha, eu também canto, assim como o Haruhiro.
Haruhiro: Canto nada.
Harumi: Você canta?
Sayaka: Ele não canta mesmo, mas só queria lhe dar um up astral sabe?
Haruhiro: Hey que grosseria.
Harumi: ~ segura o riso ~
Sayaka: Oh li tá gostando das chacotas que dou a ele.
Haruhiro: Sore wa kuurude wa nakatta (Não foi nada legal).
Harumi: Mas... como isso acontecerá?
Sayaka: Digamos que todas as... as... sextas, a gente irá ensaiar. Iremos praticar as minhas canções que compus desde que iniciei essa parada e quero muito que dê certo. Contigo com nós, será um sucesso imenso e forte, eu estou falando mesmo.
Haruhiro: Vai adorar, ela tem razão.
Harumi: ~ apenas olha para os dois com dúvida tomando em sua mente ~
Sayaka: Harumi, entre pra nossa bandinha foda vai!! ~ implora ~.
Haruhiro: Topa participar? ~ mostra os dentes em um belo sorriso ~
Harumi: Aceito então ~ faz beicinho ~
Sayaka: Então tá formando - Eu, você e o Haruhiro juntos ensaiando sempre.
Haruhiro: Vamos fazer sucesso!
Harumi: Até que... ter um trio, não é tão ruim assim.
(Sayaka, Haruhiro & Harumi estendem as mãos pondo-as em cima uma das outras. Logo após isso, eles levantam bem alto e gritam)
Sayaka: Agora sim sacoisa vai desandar.
Haruhiro: Vai mesmo, um trio desses ninguém irá nos segurar.
Harumi: Estou rindo de nervosa ~ medo da empolgação dos dois ~
Fim do episódio 02


Notas Finais


Elenco secundário:
● Shohei Miura como Kagurazaka Heiji
● Mai Kuraki como Kayanagi Emiri
● Teppei Koike como Nagatomo Hotaru
● Nanako Matsushima como Sakamoto Nadeshiko
● Ken Watanabe como Dir. Hashimoto Nogorishe
● Mio Imada como Matsushima Katsumi
● Tomomi Nishimura como Hanazawa Atsuko
● Kento Handa como Ishibashi Junnosuke
● Arimura Kasumi como Tabata Tamiyo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...