1. Spirit Fanfics >
  2. Life Music (Now United) >
  3. Friendships in Doubt

História Life Music (Now United) - Capítulo 10


Escrita por:


Notas do Autor


Hi bubbles então, eu não demorei muito para postar o esse capítulo, embora estive muito ocupado nessas últimas semanas busquei escrever nos pequenos espaços do dia, no caso da noite pois eu só conseguia escrever a partir das 23:00.
Esse capítulo não foi feito com pressa até porquê eu o reescrevi três vezes para me sentir satisfeito, embora não esteja na meta de palavras que eu busco trazer para cada capítulo.
Outro motivo da demora foi a revisão a qual eu busquei fazer detalhadamente, mas caso aja algum erro ortográfico relevem.
Quero agradecer aos 30 leitores e ao crescimento que a história vem ganhando.
Por fim, gostaria de dizer que haverá notas finais então se possível leiam.
Bom espero que gostem do capítulo.

Capítulo 10 - Friendships in Doubt


(POV Any)

Acordei na manhã seguinte um pouco mais cedo que de costume, afinal eu não estava no Campus, fitei o teto por alguns instantes sem saber como reagiria ao ver Josh pela manhã, escutei baterem na porta me fazendo levantar da cama, ao abrir a porta encontrei uma mulher do outro lado segurando um cabide com roupas.

-Aqui está o seu uniforme, o senhor Josh pediu que lavássemos e passássemos. –Ela me entregou o cabide. –O café da manhã já está pronto. –Foi tudo o que disse antes de sair.

Me dirigi ao banheiro fazendo todas minhas higienes matinais e tomando um banho, ao terminar o banho fiquei me olhando no espelho, foi então que percebi a marca roxa no meu pescoço.

-Merda! –Reclamei, joguei meu cabelo por cima do ombro cobrindo a marca.

Peguei minhas coisas e desci até a sala de jantar onde Josh já se encontrava, me sentei em silêncio enquanto percebia ele olhar para mim, eu sentia vontade de soca-lo pelo que fez, mas não poderia o culpar afinal eu tive minha parcela de culpa.

Terminamos nosso café e fomo até a garagem.

-Quer escolher o carro novamente? –Perguntou o loiro. Apontei aleatoriamente para a BMW Série 8 preto.

Entramos no veículo e fizemos o percurso até o Campus eu mexia em meu celular para me descontrair.

-Você quer conversar? –Perguntou assim que parou em um sinal vermelho. –Any ela passou o braço por de trás do meu banco me fazendo olhar para ele.

-Sobre o que você quer conversar. –Guardei o celular. Ele apenas me olhou com uma das sobrancelhas levantadas. –Vamos deixar isso de lado Josh, não devíamos ter feito aquilo.

-Se não deveríamos ter feito aquilo porquê você não para de olhar para os meus lábios? –Ele possuía agora um olhar com duplo sentido. Tirei o cabelo da frente do pescoço para que ele pudesse ver a marca. –Nossa ficou um pouco grande. –Ele se ajeitou no banco e voltou a dirigir.

Chegamos ao Campus e assim que deixei o veículo senti os olhares de muito ali presentes caírem sobre mim, alguns meninos me olhavam com malicia e algumas meninas com repreensão, Josh parou ao meu lado e passou a mão pela minha cintura me fazendo andar ao seu lado.

-O que está fazendo? –Perguntei em um sussurro.

-Relaxa. –Disse sem tirar o sorriso de canto do rosto.

Chegando ao meu armário eu pensei que Josh seguiria seu caminho, mas foi o completo oposto ele ficou apoiado no armário ao lado.

-Pode ir para sua sala. –Disse fechando o armário.

-Sério nem um beijinho? –Questionou parando a minha frente.

-Tchau Joshua. –Andei em direção a minha sala e dessa vez ele não me seguiu.

Cheguei a sala de aula e a Professora Shimizu pediu que fossemos até o vestiário para trocar de roupa, e assim a turma fez indo meninos para um vestiário e meninas para o outro, troquei de roupa e segui até o gramado que a professora havia ordenado.

Hoje a aula seria prática, mas antes ela queria que fizéssemos exercícios, a aula embora cansativa foi bastante divertida, Heyoon estava na mesma aula que eu ficava receosa de ela perguntar qualquer coisa sobre o que eu fiz na casa de Josh a noite passada.

Voltamos para o vestiário para podermos tomar banho, eu já estava me sentindo nojenta devido ao suor, terminando fui até meu armário para pegar minhas roupas, Heyoon estava terminando de se vestir.

-Que marca é essa no seu pescoço? –Perguntou me fazendo gelar, eu esqueci que havia amarrado o cabelo.

-Alergia, eu comi alguma coisa ontem a noite que me causou alergia. –Disse a primeira coisa que me veio à mente.

Saimos do vestiário seguindo agora cada uma até sua próxima aula, sentia meu coração saltar sobre meu peito, cheguei a sala encontrando Noah e Sina conversando.

Pelo jeito até essa marca sumir eu vou ter que ser muito cautelosa e torcer para que o Josh não faça nenhuma piada sobre isso.

Uma semana e meia depois

(POV Josh)

Esses últimos dias tem sido cansativo, parece que os professores todos decidiram passar trabalhos no mesmo dia, fora os deveres de casa e atividades extras. Meu trabalho com Any vem se desenvolvendo como esperávamos, embora desde o que aconteceu na minha casa ela vem evitando ficar muito tempo sozinha comigo. O único que sabe sobre tudo o que aconteceu é o Noah, porém eu pedi para que ele não contasse nada a ninguém.

Eu continuo a provoca-la quando tenho a chance, porém de um modo diferente, sem usar segunda intenções.

Agora mesmo estávamos em uma das salas ensaiando o trabalho, o desempenho que ela mostrava era incrível.

-Podemos fazer uma pausa para tomar alguma coisa? –Perguntou e eu concordei.

Aproveitamos a pausa para discutir alguns pontos do trabalho.

-Você está amando ficar dançando comigo, não é? –Perguntou de forma irônica.

-Confessa que é você quem está adorando ficar entre os meus braços. –Retruquei com meu olhar despreocupado, ele corou levemente.

-Claro Beauchamp eu não vivo sem você. –Ela se apoiou na mesa.

-Eu sei. –Me inclinei tocando a ponta de seu nariz. –Vamos voltar para a sala para terminar o ensaio. –Pedi me levantando.

Voltamos a sala e continuamos o trabalho dando play na música, voltamos tudo do começo para fazer algumas correções, eu mostrava os movimentos para Any e depois pedia para ela repetir sempre ditando o ritmo.

Após mais uma hora estávamos terminando de ensaiar, estávamos no último refrão, em um dos movimentos senti as pernas de Any vacilarem após ela dar o giro, por sorte eu estava atrás dela e a segurei ante que ela caísse. Any apoiou as mãos em meus ombros enquanto eu segurava sua cintura.

-Obrigada. –Agradeceu ficando levemente vermelha.

-Você tinha razão, você não vive sem mim. –Percebi que Any engoliu em seco, ela fitava meus olhos.

Por movimento da mesma via Any subir suas mãos até minha nuca e em um movimento sincronizado puxamos nossos corpos um contra o outro assim selando nossos lábios, ela acariciava meus fios loiros enquanto eu apertava levemente sua cintura.

-Josh a gente não devia estar fazendo isso. –Disse baixinho ao fim do beijo.

-Por que? –Questionei sentindo um leve aperto no peito.

-Nós estamos nos dando tão bem como amigos, por que estragar tudo isso? –Disse saindo de meus braços.

Any saiu da sala e eu optei por não ir atrás dela, era perceptível a quão confusa ela está, peguei minhas coisas e sai da sala, estava passando pelo salão principal, por estar de cabeça baixa mexendo em meu celular acabei me esbarrando com alguém.

-Me desculpa. –Pedimos um ao outro em uníssono.

-Eu te conheço de algum lugar. –Comentou com a sobrancelha levantada me fazendo esboçar um sorriso amarelo. –Josh Beauchamp. –Ao contrário de qualquer outra garota ela não soltou um grito histérico. –Eu sou Savanaah Clark.

-Seu sobrenome não me é estranho. –Disse buscando lembrar onde havia ouvido pela última vez. –Seu pai é um dos sócios do meu pai.

-Isso mesmo senhor Beauchamp. –Ela mostrou um largo sorriso.

-Olha vamos evitar ficar me endeusando aqui eu gosto de ser mais um aluno. –Falei e ela assentiu.

-Então eu cheguei aqui hoje e gostaria de saber se você poderia me mostrar um pouco do Campus. –Pediu e eu concordei.

Comecei a mostrar o Campus, ao menos os lugares que eu poderia ir, lhe contava um pouco sobre o funcionamento da Universidade, ela me disse que já havia recebido seus horários e a chave de seu dormitório. Terminamos aquele pequeno tour chegando ao gramado central.

-Nossa esse lugar é incrível. –Era perceptível o brilho em seus olhos.

-Você vai se adaptar rapidamente aqui. –Disse fazendo um Hi-Five com ela.

-E essa pulseira? –Perguntou reparando na pulseira em meu pulso.

-Não é nada de especial. –Senti cutucarem meu ombro e ao olhar um forte incomodo se formou em meu rosto.

(POV Bailey)

Estava terminando de me arrumar afinal Joalin me enviou uma mensagem dizendo que sairia com o pessoal e perguntou se eu estava afim, eu estava sentido a mesma um pouco estranha Joalin hora quer ficar comigo, hora ela se distancia. Bom depois eu converso com ela sobre isso.

Terminei de me arrumar e fui até o corredor que liga os alojamentos encontrei a loira apoiada na parede mexendo em seu celular.

-Finalmente o príncipe chegou levou quanto tempo no cabelo dessa vez? –Perguntou colocando o aparelho no bolso.

-Nem vem, eu estava dormindo quando você me enviou a mensagem então a culpa é sua do meu atraso, por não ter me falado antes. –Joalin cruzou os braços e me mostrou a língua enquanto eu a abraçava de lado.

Começamos a andar cortando caminho pelo gramado central sentado em uma das mesas eu pude ver Josh ele conversava com uma menina desconhecida.

-Esse garoto não presta mesmo olha só, já está dando em cima de outra garota. –Comentei ainda encarando os dois.

-Deixa de pegar no pé do Josh. –Ela me deu uma cotovelada no ombro.

Continuei a reparar nos dois até que Josh mexeu seu pulso revelando algo que para mim era familiar, me soltei dos braços de Joalin e segui em direção as dois, conforme eu me aproximava eu podia reconhecer aquele aro de prata com o pingente de “J”.

Coloquei minha mão sobre o ombro do loiro e antes que ele pudesse virar para me ver lhe dei um soco no rosto. Josh cambaleou um pouco para trás, mas logo se recompôs ele partiu para cima de mim, porém eu consegui me abaixar e leva-lo para o chão, antes que eu pudesse ficar por cima ele chutou meu peito seguido de um soco em meu rosto. Voltei para cima dele acertando seu rosto novamente, senti alguém segurar meu braço, entretanto eu empurrei essa pessoa sem ao menos saber quem era, Josh acertou mais um soco na lateral do meu corpo e antes que eu pudesse fazer algo senti braço ser puxado e um braço me puxar para trás com força o suficiente para me fazer cair de bunda no chão.

(POV Sina)

Estávamos Sofya, Noah, Shivani e eu na cafeteria esperando Joalin e Bailey chegarem, as duas garotas estavam conversando sobre algo aleatório enquanto Noah estava deitado sobre a mesa. Eu ficava acariciando seus cabelos e com a outra mão eu mexia em meu celular.

-Está conversando com quem? –Perguntou o de fios castanhos.

-Joalin, ela disse está esperando o Bailey terminar de se arrumar. –Respondi ainda digitando. –Pediu para irmos para o estacionamento. –Ouvi ele reclamar baixinho.

Saímos do local e fomos até o estacionamento Shivani pulou nas costas de Noah fazendo com que ele a levasse de cavalinho, quando a indiana desceu Sofya pediu para subir nas costas do mesmo. Eu ria da cena ainda mais quando eu pude ler seus lábios dele pedindo ajuda.

-Eu vou atrás dela para apressar os dois. –Disse entrando na Universidade.

-Já que estamos aqui vamos todo mundo. –Sugeriu Noah colocando Sofya no chão

Passamos pelo salão principal e chegando ao gramado fiquei pasma ao ver Josh e Bailey se socando, corri até os dois, foi então que Joalin que até pouco estava apenas vendo os dois brigarem tentou tirar Bailey de cima de Josh, mas o mesmo a empurrou com força fazendo-a cair.

Segurei o braço de Bailey e antes que ele pudesse fazer algo o puxei para trás deixando sentado no chão. Sofya ajudou Joalin a se levantar eu pude ver seus olhos marejados.

Josh até pensou em ir para cima de Bailey novamente, entretanto Noah o segurou eu fiquei entre os dois fitando-os intercaladamente.

-Agora chega! –Falei friamente.

-Mas o que está acontecendo aqui? –Olhei para o lado encontrando o vice-diretor parado de braços cruzados. –Vocês quatro na minha sala.

Embora não tivesse nada a ver com o que acabou de acontecer segui sua ordem, olhei por cima do ombro encarando Sofya e Joalin, a menor apenas acenou para mim.

Entramos na sala do vice-diretor nos sentando cada um em uma cadeira, Josh e Bailey ficaram nas extremidades.

-Então, quem quer começar? –Perguntou apoiando os cotovelos sobre a mesa.

-ESSE LOUCO ME SOCOU DE REPENTE! –Josh se exaltou encarando Bailey.

-EU NÃO TERIA FEITO ISSO SE VOCÊ NÃO TIVESSE PEGO A PULSEIRA DA JOALIN. –Bailey acabou batendo na mesa.

-Vocês dois já chega desse comportamento. –Disse o mais velho fazendo com que ambos se sentassem. –Josh devolva seja lá o que você tenha pegou.

-Mas eu não peguei nada. –Disse o loiro perplexo.

-Olha eu tenho nada a ver com isso, mas o Josh não pegou nada de ninguém. –Noah veio a se manifestar.

-Então como você explica essa pulseira no seu pulso? –Questionou Bailey encarando ambos.

-Eu encontrei ela no chão do corredor e como eu não encontrei o dono fiquei com ela, mas se esse é o problema. –Ele retirou a pulseira e estendeu até Bailey, mas antes que ele pudesse pegar eu fui mais rápida.

-Eu queria poder dizer que terminarmos por aqui, mas vocês não pensam mesmo que irão sair impunes. –O homem a nossa frente se levantou. –Os quatro irão ajudar na biblioteca durante a tarde e a noite ajudarão no preparo e serviço do jantar durante uma semana.

-Nós quatro, mas foram eles que estavam brigando. –Noah e eu reclamamos.

-Vocês serão minhas testemunhas, como eu vi que foram os dois quem apaziguaram a briga. –Ele ajeitou o terno. –Agora podem ir.

-Eu vou matar o Josh. –Noah reclamou em um sussurro.

-Se você quiser eu te ajudo. –Disse fazendo-o rir nasalado.

Fui até meu quarto encontrei Joalin deitada em sua cama com a cabeça no colo de Sofya que fazia carinho em seus cabelos.

-Então como foi lá? –Perguntou a menor.

-Eu nunca mais me intrometo em assuntos relacionados ao Bailey. –Me sentei na ponta da cama, retirei meus tênis e fiquei de pernas cruzadas. –Por causa dele Noah e eu fomos punidos. –Sofya ficou chocada. –Você está bem? –Joalin apenas acenou com a cabeça.

-Qual foi a punição? –Voltou a perguntar.

-Nós quatro vamos ter que trabalhar na biblioteca e no refeitório durante uma semana. –Estralei meu pescoço.

-E você descobriu o motivo daquela briga aleatória? –Joalin que até pouco tempo estava quita indagou.

-Eu ia te fazer essa pergunta quando vi tudo acontecendo, mas foi por causa disso. –Retirei a peça de prata do meu bolso.

-Minha pulseira! –Ela se levantou pegando-a de minha mão. –Como ela foi motivo da briga.

-Então, parece que no dia em que você a perdeu o Josh acabou encontrando ela e quando vocês estavam passando pelo gramado o Bailey viu e achou que ele tinha pego. –Respondi fazendo ela suspirar.

-O que foi? –Sofya apoiou a cabeça no ombro de Joalin.

-O Bailey, essa é a primeira vez que ele faz algo do tipo e eu não sei. –Ela fez uma pequena pausa e deu uma leva fungada pelo nariz. –Eu pensei que estava começando a descobrir o que sinto de verdade por ele e ele me apronta isso.

-E o que você está pensando em fazer? –Segurei suas mãos.

 

-Bem ou o Bailey muda seu comportamento ou nossa amizade acabou, eu não vou deixar de falar com o Josh só porquê ele não gosta dele. –Disse decidida. –Agora eu queria dizer algo, amiga você tem uma força incrível.

-Pois é você conseguiu tirar o Bailey de cima do Josh sem dificuldades. –Completou Sofya.

-Bem quando se cresce com dois irmãos mais velhos é preciso aprender alguns truques. –Meu comentário fez com que ambas caíssem na gargalhada.

Passamos a tarde em meio a gargalhadas, fazer Joalin ocupar a mente com outra coisa no momento faria bem para ela antes de tomar qualquer decisão.


Notas Finais


Bom aqui estou.
Gostaria de perguntar algo a vocês e se possível sabem de suas opiniões.
Life Music não é minha única fanfic Now United, muito pelo contrário eu tenho várias já planejadas.
O que eu gostaria saber de vocês é se mais para frente vocês gostariam que eu postasse uma delas junto com Life Music.
A fanfic que eu planejo trazer assim como Life Music tem o objetivo de focar em todos no grupos, mas está trará um foco mais aprofundado em Noart.
Então gostaria de saber a opinião de vocês e dependendo do que disserem eu posso trazer a fanfic mais rápido.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...