1. Spirit Fanfics >
  2. Liga Omega. >
  3. Crise de existência.

História Liga Omega. - Capítulo 10


Escrita por:


Capítulo 10 - Crise de existência.


O dia amanhece novamente para nossos heróis,Sango é a primeira a acordar,logo em seguida sua amada de cabelos coloridos Íris acorda ainda sonolenta. Sango olha para Iris sorrindo feliz por estar com sua amada,logo as duas se levantam e vão para a mesa do café onde já se encontrava Arthur,Alisse,Thok,Mariana e Whitney todos comendo felizes e em paz. Já se fazia quase 4 meses que estavam no Japão,várias coisas se resolveram e novas intrigas surgiram,mas hoje aparentava ser um dia de paz e tranquilidade.

-Hoje o dia está tão calmo isso chega a ser relaxante. Diz Arthur ao lado de sua amada borboletinha Alisse.

-Isso está maravilhoso,parece ser um dia em que nada vai dar errado não é ?.  Diz Thokani ao lado de Whitney que devorava um bolinho.

-Nunca na minha vida imaginei que estaria junto de Heróis como vocês. Diz Whitney com a boca toda suja de glacê do bolinho.

-Bom dia Sango e Iris. Dormiram bem amigas?. Diz Alisse tomando um gole de café as olhando.

-Estando junto da Sango eu sempre durmo bem. Diz Iris sorrindo gentilmente respondendo a pergunta de Alisse.

-Assim você me deixa sem jeito. Diz Sango com seu sotaque africano e um pouco vermelha.

-Vamos se sentem logo,venham comer hahaha.Diz Marianna sorrindo para elas.

Todos estão na mesa comendo,conversando e rindo,até que uma notícia na TV corta o clima.

-Hoje as 10:40 da manhã um incêndio repentino no prédio habitacional da Rua Yong deixa os cidadões abalados,o corpo de bombeiros está demorando para chegar e o risco do incêndio se alastrar é grande. Iremos noticiar tudo ao vivo até isso acabar,que Deus tenha pena das almas dos que não saírem de lá a tempo. Diz o repórter na TV e logo os heróis se olham.

-Vão logo,vocês têm trabalho a fazer hihihi.Diz Marianna sorrindo e logo os cinco heróis se aprontam e saem da casa.

Chegando lá,o incêndio parecia ter ficado maior,pessoas gritavam com medo. Não demora muito Sango e Thokani entram no prédio,Thok para no salão principal e começa a absorver todo o fogo do local e Sango,por ser resistente,começa a tentar salvar o maior número de pessoas. Assim que Thok consegue absorver boa parte das chamas Arthur entra para ajudar Sango e Alisse vai até o terraço para ajudar a descer aqueles que estavam presos lá em cima. Alisse levanta voo com suas asas negras de borboleta batendo ao vento e ajuda os bombeiros,que haviam chegado alguns minutos depois dos cinco herois,a descer as pessoas. Dentro do prédio a história já era um pouco diferente.

-Leoa,tente não derrubar nenhuma parede qualquer abalo na estrutura e tudo vai pro chão. Diz Arthur ao ver Sango carregando três pessoas,duas em baixo de seus braços e uma criança que estava se segurando em suas costas.

-Eu sei Thunder,não precisa me avisar. Diz Sango o olhando,logo chega Iris para ajudá-los.

-Vou fazer alguns escudos,vão rápido.A mesma fala projetando escudos de vibração sonora para protege-los de escombros que pudessem cair.

Após quase uma hora de resgate estão os cinco lá fora auxiliando os médicos e tentando acalmar as pessoas. Uma mulher,se aproxima de Sango e a olha bem.

-V-voce lembra minha pequena filha...Diz a mulher que aparentava já ter uns 45/50 anos.- Meu único arrependimento foi ter tentado vende-lá para sustentar meu vício em crack na época. A senhora continuava a falar e Sango a olha arqueado uma sobrancelha por debaixo de sua máscara.

-Bem deveria se arrepender mesmo,trocar uma pessoa apenas pra sustentar seu vício em drogas. A senhora deveria ser presa. Diz Sango com os olhos quase em chamas de raiva,até Iris se aproximar e acalmar a mesma apenas a tocando no ombro.-Voce me da nojo. Diz Sango se virando e indo embora,deixando o mulher lá.

Na casa de Marianna Sango joga sua máscara com força no chão e se senta de maneira raivosa no sofá.

-Calma meu amor. Iris se aproxima a abraçando e tentando acalma-lá.

-Aquela mulher me deu nos nervos. Sango cruza os braços e bufa. Sua pele parecia que estava começando a ferver com a raiva.

-Se acalma...Ficar nervosa não vai ajudar em nada. Diz Iris acariciando os cabelos castanhos e cacheados de Sango. Sango em fim respira fundo e vai se acalmando aos poucos.-Você acha que ela é a sua mãe?.Iris pergunta enquanto fazia cafuné em Sango Lara acalma-lá.

-Talvez...Se for ela,o que eu faço? Estava tudo tão perfeito... Diz Sango se deitando com a cabeça apoiada nas coxas de Iris.

-Deveria tentar falar com ela. Isso foi a 20 anos atrás,agora você tem 28 anos,não pode deixar seu passado te deixar assim. Diz Iris enquanto fazia o cafuné.-Na minha opinião você deveria ir no hospital amanhã é ver como aquela mulher está é se certificar de que ela É a sua mãe. Sango muda a posição que estava e olha para Iris.

-Você está certa. Farei isso amanhã bem cedo. Sango sorri e ouve Arthur chamar pelas duas.

-Venham temos que treinar a Whitney. Ele diz as olhando.

Se passa a o dia e no dia seguinte Sango estava com seu uniforme de heroína e foi até o hospital onde as vítimas do acidente do incêndio estavam. Ao chegar lá é recebida com aplausos e admiração,ela se aproxima do balcão de atendimento e mostra uma foto dela falando com aquela senhora,pois a sua discussão havia sido noticiada.

- Com licença...Eu procuro por esta mulher. Diz Sango olhando pra baixo e a recepcionista olha para cima,pois Sango tinha quase 2 metros de altura.

- Ela está no segundo andar,quarto 7 na ala norte...Poderia...Tirar uma foto comigo? Minha filha é sua fã. Pergunta a moça sem jeito. Sango concorda em tirar a foto e segue para o segundo andar. Chegando lá ela bate na porta do quarto que lhe foi dito e uma voz diz.

-Pode entrar. Sango entra e olha para a mulher. Ela estava deitada em sua cama de hospital,lendo um livro e assim que vê Sango fecha o livro e retira os óculos.-Ah é você...Senhorita Vrunlike certo?. A mesma pergunta.

-Agora é Leoa...Vim te pedir desculpas pelo que disse ontem...Fui insensível e cabeça quente. Diz Sango se aproximando e se sentando em uma poltrona ao lado da mulher.

-Você não tem que se desculpar. Você nao falou nada mais do que a verdade...Minha pequena Sango. Sango arregala os olhos ao ouvir seu nome.

-Como você?...Sango fica incrédula com a situação.

-Uma mãe sabe reconhecer seu próprio filho. Você cresceu tanto Sango...Me arrependo todos os dias por ter tentado te usar como moeda de troca...Depois do que aconteceu na África eu e seu pai nos divorciamos e foi aí que eu comecei a tentar parar com o vício. A mulher diz de cabeça baixa.- Mas estou orgulhosa de você,se tornou uma mulher linda e uma heroína maravilhosa. Quando te vi na TV naquela entrevista eu pensei em ir falar com você,mas fiquei com medo de qual seria sua reação. Ela diz chorando e Sango a abraça.

-Eu te perdoo mãe...Mas a dor que eu sinto vai muito além de apenas sentimental...Mas agora que sei que você se arrependeu,vou tentar melhorar isso. Diz Sango abraçando forte a Mulher.

- Minha pequena esquentadinha hihihi. A mulher ri abraçando Sango de volta.

Os dias se passam,Sango ia todos os dias visitar a mãe quando ela saiu do hospital,chegou a apresentar Iris e o pessoal. Sango parecia feliz e cheia de vida. 

Em uma noite a mulher estava andando na rua quando dois caras a param.

-O chefe quer falar com você. Diz o primeiro homem.

-Diga ao Takemaru que não temos nada para conversar. Disse a mulher batendo o ombro no primeiro cara e passando pelo meio dos dois.

-Calma aí sua ex viciada de merda. Se o chefe quer falar com você então ele VAI falar com você. Seja por bem ou por mal. O outro homem segura a Mulher pelo ombro e é surpreendido pela mulher bater o pé no chão e um pedaço de concreto atravecar o braço do mesmo,que cai de joelhos segurando o braço.

- Eu já disse,eu e ele não temos nada o que conversar. Ela diz olhando para o outro com um dedo levantado e ao seu lado uma formação de estaca feita com vários pedaços de concreto.- Diga a ele que não vou mais fazer esse trabalhinho sujo para ele. Sango é uma boa garota e certamente não vai acatar as ordens de Takemaru. Ela diz voltando a andar.

No esconderijo da Yakusa o capanga que ainda estava inteiro conta tudo o que aconteceu.

-Aquela vadia de merda. Ela irá pagar por essa traição. Diz Takemaru batendo a mão,com o punho fechado,na mesa.

-Chefe o que vamos fazer ?. Pergunta um dos capangas.

-Vamos fazer uma visitinha a Sango e seus amigos. Ele diz sorrindo.

Dia seguinte de tarde estavam Sango,Iris,Thokani,Whitney,Alisse,Arthur,Marianna e a mãe de Sango que se chamava Lila. Estavam todos juntos tomando um café da tarde delicioso até que derrepente se ouve uma explosão,todos se abaixam e de dentro da fumaça sai um homem bem vestido,japonês,com uma cicatriz enorme que ia da testa até o lábio superior,ele sai arrumando o palito e olhando todos ali.

- Uma festinha do chá e nem me convidaram?. Ele diz de maneira sarcástica.- Olá Lila que bom que está aqui. Assim posso matar você com mais facilidade. Ele olha para Sango.

-Quem é você?. Sango pergunta encarando o mesmo.

- Eu? Bem...Eu sou o seu pai sua merdinha. Ele diz de maneira provocatória.

-Meu pai?...Sango o olha e depois olha para Lila.-Por que quer matar a mamãe?. Sango pergunta o olhando.

- Por que ela é uma vadia quebradora de acordos. Sango olha para Lila que tentava nao encarar a filha nos olhos.- O que foi? ela não te contou?. Entao eu conto,era pra essa vaca te manipular e te levar até a mim,em troca eu iria pagar o vício dela até que ela morresse de overdose.

Sango olha para Lila que começava a chorar.

-Me desculpa filha...No começo era um plano só pra sustentar meu vício em Crack que estava voltando...Até que eu comecei a falar com você é conhecer seus amigos...Entao eu sai do esquema dele...Me recuso a deixar que ele te use como uma arma. Lila diz desabando em lágrimas e Sango decide falar.

-Se você está arrependida do que fez pra mim já basta. Sango diz passando o polegar no rosto da mãe para enxugar uma lágrima. Você não vai encostar um dedo na minha mãe!. Ela diz encarando o pai.

-Então que morram todos eu não ligo. Ele diz estalando os dedos e logo os capangas dele começam a atirar em todos. Nossos heróis logo se protegem virando a mesa para se protegerem.

-E agora?. Pergunta Thokani olhando todos ali.

-Os poderes dele são de poder controlar o fogo...Mas ele é péssimo  em luta corpo a corpo. Nunca ganhou uma luta se quer sem usar seus poderes. Lila diz tentando ajudar.

- Eu vou lá e luto contra ele,sou a mais resistente contra fogo aqui. Diz Sango e antes que alguém pudesse comtrariar ela,ela pula por cima da mesa correndo em direção ao Takemaru. Takemaru lança bolas de fogo em direção a Sango,que são repelidas pela mesma sem sofrer dano algum,logo Sango pega o pai pela cintura o arrastando pra fora da casa dando a chance para que os outros pudessem revidar os tiros. 

Lá fora Sango arrastava Takemaru pelo gramado e o joga com toda a força em uma fonte de mármore,ele é jogado com tanta foça que o marmore se quebra.

-Você está forte isso eu Adimito. Ele diz tentando se levantar. - Se junta a mim filha e dominamos o Japão juntos!. 

- Eu nuncá vou me aliar a você...Não importa o que aconteça,você não é meu pai e sim meu inimigo. Os olhos de Sango começam a sair fumaça e seu corpo todo parecia estar com a temperatura aumentando,Sango bate a mão no chão e um jato de lava sai da terra. A lava parecia que tinha vida própria ao começar a cercar Sango como se estivesse a protegendo.-Se você algum dia chegar perto da minha mãe de novo ou perto de um dos meus amigos,eu vou queimar você ao ponto de não sobrar nem cinzas. Ela diz pisando firme o que faz o chao tremer um pouco. Logo todos os capangas de Takemaru também tinham perdido e estavam desmaiado. Logo Marianna havia ligado para a polícia que rapidamente chega ao local,prendem Takemaru e sua gangue,mas não antes de Takemaru fazer um discurso.

-A cadeia não vai me segurar por muito tempo Sango e quando eu sair de lá eu vou dar um jeito de matar todos vocês!. Ele gritava enquanto era jogado no camburão. 

Se passam dois dias desde o ocorrido estavam todos,incluindo Lila, tomando café da manhã quando alguém bate na porta.

- Eu atendo. Diz Marianna sorrindo e indo até a porta,logo haviam vários agentes uniformizados com roupas militares e em seus ombros haviam faixas com um olho egípcio estampado,eles cercam todo mundo e uma mulher morena e de cabelos cacheados platinados entra.

-Meu nome é Sand,sou a diretora chefe da agência Orus. A mesma diz se apresentando.-Arthur O Thunder Wolf,Alisse A Black Wing,Iris A Sonoria,Sango A Leoa,Thokani O Kiji e Whitney A futura Phantom. Vim pessoalmente chama-los para fazerem parte da nossa equipe de Heróis.

FIM.


Notas Finais


Olá meus lindos e lindas. Entao essa capítulo é muito especial,pois ele é o fechamento do primeiro arco da História dos nossos Heróis,espero que tenham gostado. Um abraço a todos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...