História Ligeiramente Grávidos - Huang ZiTao - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Huang Zitao "Z.Tao"
Personagens Chanyeol, Huang Zitao "Z.Tao", Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Personagens Originais, Xiumin
Tags Chanyeol, Exo, Gravidez, Huangzitao, Kyungsoo, Ligeiramente Grávidos, Park Chanyeol, Romance, Tao, Taozi, Zitao, Ztao
Visualizações 122
Palavras 2.295
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


VOLTEI CAMBADA!!!
Passei a tarde escrevendo para tentar esquecer o fato de que não vou pro show do Monsta X 💔💔
Quem mais tá sofrendo com isso?😢
MAS pelo menos tem capítulo saindo pra gente se iludir,não é mexmo??
MAS CALMA QUE OS HUMILHADOS AINDA SERÃO EXALTADOS,AMÉM?🌟❤
Aproveitem esse capítulo e Tchauzinho 💕

Capítulo 3 - Homem Instável


Fanfic / Fanfiction Ligeiramente Grávidos - Huang ZiTao - Capítulo 3 - Homem Instável

Estava terminando de colocar minhas roupas no closet do quarto de hóspedes quando me lembrei do bolo que assava no forno.

Fui até a cozinha sentindo o cheirinho bom que o bolo de mandioca espalhava pelo ar.Abri o forno e espetei o bolo com um garfo para ver se estava no ponto.

É meus caros,Taozi falou sério quando disse que faria o bolo para mim...

Ele saiu pela cidade atrás da bendita mandioca e do resto dos ingredientes que não eram encontrados facilmente aqui e depois de horas,achou uma mercearia brasileira que tinha de tudo.

O mesmo se encontrava no banho pois essa busca havia lhe cansado e eu disse que olharia o bolo para que ele tomasse seu banho.

-E então?-O grave de sua voz me assustou e pulei para trás com a mão no peito.-Desculpa.-Sorri com a mão na nuca.

-Aish,quase me mata.-Falei recuperando o fôlego.-O bolo já está pronto.

-Que ótimo,estou faminto e esse bolo cheira tão bem...-Fechou os olhos e acariciou a barriga.

-Senta aí que eu vou desenformar o bolo.-Falei abrindo a porta do forno.

-Mas nem pensar!Deixa que eu faço isso,não quero que se queime.-Falou me olhando e eu revirei os olhos.-Não revire os olhos,estou falando sério!Sabia que tudo que a mãe sente,o bebê também sente?

-Oh meu Deus,sério?!Tô chocada igual ovo de galinha.-Coloquei uma mão na boca e a outra na cintura.

-Eu detesto gente debochada,sabia?-Virei as costas e fiz uma bela munganga para ele.

-Problema seu...-Murmurei mas ele acabou ouvindo.

-O que disse?

-E-eu?Não disse nada,não.-Olhei pro teto.

-Sei...-Voltou sua atenção a forma da onde tentava tirar o bolo.-AI!-Deu um pulo e presumi que o bocó tinha se queimado.

-Ave,quando acho que me livrei de dois bobalhões,me aparece esse...-Murmurei indo até ele.

Peguei sua mão e a mesma tinha uma bolha devido a queimadura.

-Como conseguiu essa façanha?-Perguntei incrédula com a capacidade dele se queimar sendo que tinham luvas pra pegar coisas quentes em casa.

-É que eu esqueci de colocar as luvas.-Revirou os olhos novamente.-Será que dá pra parar com isso?

-Desculpe,é involuntário.-Dei de ombros.-E quanto a essa bolha,não é nada demais,uma pomada de queimadura resolve isso em dois tempos.-Falei analisando sua mão.

-Acho que eu tenho aqui.Pode pegar pra mim?É que eu preciso tirar a água dos joelhos urgente.-Falou rebolando e eu não contive uma risada.

-Tá bom,onde está?

-Dentro da caixa de primeiros-socorros encima da estante central do closet.

-Okay.-Falei processando suas instruções.

Gente chique é coisa de outro mundo,né? "Encima da estante central do closet",se brincar,tem até mapa.

Por causa da altura da estante,tive que me esticar e,com muito esforço,puxei a caixa com a ponta dos dedos e aparei nos braços.Olhei para o chão e havia uma foto virada para baixo,provavelmente teria caído quando puxei a caixa.

Me abaixei pegando a foto e virei vendo Taozi junto a uma moça muito bonita de cabelos curtos e negros.Eles sorriam abertamente e estavam em uma cabine de fotos dessas que tem nos filmes americanos.

-Onde achou isso?-Tomou a foto de minha mão com certa brutalidade e me encarou pouco amigável.

-Desculpa,acho que caiu quando puxei a caixinha lá de cima.-Respondi sem graça.

-Não mexa nas minhas coisas sem permissão.-Respondeu ríspido.

Oxe!Endoidou de vez,foi?

-Mas eu não esta...-Me interrompeu tomando a caixa de minhas mãos.

-Não importa,saia.

Não esperei ele repetir e saí rapidamente do closet e desci as escadas.


Que homem instável,Deus é mais!


Terminei o quê ZiTao começou e fui matar meu desejo de comer aquele bolo.

Coloquei - o na mesa e comecei a saborear sem pressa.

O maior desceu as escadas com uma carranca que me deixou encafifada.Afinal,aquele aborrecimento todo foi só por quê eu vi uma foto dele com uma garota? Resolvi deixar pra lá,afinal,cada um com suas paranóias.

Ele se sentou a mesa de frente para mim e começou a comer seu bolo,ficamos em total silêncio.

Se ele não disse nada até agora,não serei eu a dizer...

-Me desculpa.

-Oi?-Perguntei confusa pois estava viajando na maionese.

-Me desculpa por ter sido rude com você,sei que não estava mexendo nas minhas coisas.

-Tudo bem,acontece.

-Isso é muito bom.-Falou com a boca cheia.-Como pude viver tanto tempo sem provar disso?Todos do mundo deveriam ter o prazer de saborear isso.-Falou colocando mais um grande pedaço na boca.

Sorri com seu jeito,parecia uma menino em um corpo de homem.



Acordei no meio da noite pois me sentia sufocada e precisava tomar um ar.

Coloquei um casaco e fui até a porta de vidro ao lado da entrada da casa e a abri sentindo o vento frio bater contra meu rosto e balançar meus cabelos.Sentei na escada que dava para a grama do jardim e fiquei olhando para as estrelas.

De agora em diante,seria uma nova vida,uma nova rotina e novos ambientes.

-O quê faz aqui fora uma hora dessa?

-AI MEU CORAÇÃO!-Gritei devido ao susto.-Você por algum acaso quer me matar?!

-Desculpe,é sempre sem querer.-Falou se sentando ao meu lado.-Mas então,o que faz aqui?

-Eu estava com um pouco de falta de ar,então vim para fora.

-Por quê não me avisou que estava passando mal?-Exclamou indignado e eu apenas revirei os olhos.-Por quê sempre revira os olhos?!-Se revoltou e eu ri internamente.

-Queria que eu lhe acordasse só para falar que estava com falta de ar sendo que você não poderia ajudar em nada?

-Nossa...Magoei.

-Desculpa,eu não quis parecer rude...Mas é que eu não queria te incomodar por besteira.

-S/n,você nunca me incomoda.-Me abraçou de lado e eu senti o calor do seu corpo.

-É...A-a-acho melhor entrarmos,está começando a esfriar mais.

Minha nossa senhora dos gagos,me ajude!

-Tudo bem,vamos entrar.Não quero que pegue um resfriado.-Levantamos juntos e entramos.

Parei  na cozinha para tomar água e logo senti minha bexiga avisar que precisava de alívio.

Fui para meu quarto e entrei no banheiro que tinha no mesmo.Aliviei minha bexiga e ao voltar para o quarto,encontrei Tao sentado na cama enquanto olhava a lua pela janela.

-Precisa de algo?-Me aproximei chamando sua atenção.

-Ah,não.Só vim desejar boa noite.-Se levantou logo e ficou a minha frente.-Então...Boa noite.-Coçou a nuca tímido.

-Boa noite,Taozi.-Falei rindo do seu jeito e ele saiu fechando a porta.

Fiquei um tempo parada no mesmo lugar pensando em como Tao não era nada parecido com o que eu achei que fosse.Diferente do que parece com aquela aparência de bad boy,ele tem um coração muito bom e é muito fofo quando fica tímido.

Levei um susto quando a porta do quarto se abriu bruscamente e ele entrou por ela.

-Deite-se,por favor.-Falou com a voz mansa.

-Okay.-Deitei e me cobri vendo ele se aproximar e sentar na beirada da cama.

-Sabe,quando eu era pequeno minha mãe sempre me dizia que quando uma mulher está grávida,ela volta a ser uma menina de quatro anos.-Falou e eu ri por ele ter dito algo aleatório.

-Por quê?-Perguntei o encarando.

-Porque meninas de quatro anos gostam de comer besteiras e gostam ainda mais de serem colocadas para dormir,estou certo?-Apertou minhas bochechas e me cobriu com as cobertas quentinhas.

-Está...-Sorri minimamente.

-Então pronto,fecha os olhinhos e vamos dormir.-Falou me fazendo rir.

-Canta para mim,Taozi.

-Aí você já está querendo demais,boa noite.-Beijou minha testa e saiu fechando a porta.


Acordei e,diferente do habitual,o sol não estava batendo na minha cara.Tao fez o lindo favor do colocar cortinas blackout nas duas janelas do quarto portanto,meu quarto ficou parecendo uma caverna de tão escuro.Para mim,estava ótimo daquele jeito pois sempre gostei de ficar deitada no escuro refletindo e imaginando coisas que talvez nunca aconteçam.

Inclusive,eu me imaginava descobrindo uma gravidez depois de passar a noite com um cara porém nunca achei que realmente fosse acontecer MAS aqui estamos nós.

Juro que não foi planejado!

Ouvi minha barriga roncar avisando que meu monstrinho interior também havia despertado e estava faminto.

Fui até o banheiro e fiz minhas higienes e me dirigi para a cozinha.

-Tao?-Perguntei e não tive nenhuma resposta.-Taozi?

Desisti de chamar por ele,talvez ainda estivesse dormindo e estivesse cansado demais para me ouvir.

Fui até a geladeira em busca de alguma coisa para saciar minha fome e na porta da mesma,tinha um post-it.

"Fui até a feira comprar coisas para o almoço.Tem bolo de chocolate no forno,espero que tenha ficado bom pois eu mesmo fiz.

Tenha um lindo dia,beijos do Taozi♡"

Sorri toda boba quando terminei de ler o bilhetinho,Tao realmente conseguia se superar no quesito fofura.

Fui até o forno como ele orientou e tirei de lá uma travessa que continha pedaços de bolo já cortados.


ZiTao e suas neuras...


Estava terminando meu café da manhã quando Tao entrou pela porta cheio daquelas sacolas ecológicas e com o rosto vermelho molhado de suor.Ele estava ofegante então só jogou as sacolas no chão e desabou junto.

-Meu Deus,o quê te aconteceu criatura?-Me levantei indo até ele e me agachando ao seu lado.

-Eu...-Respirou.-Eu...-Parou outra vez.

-Fala logo!-Fiquei agoniada vendo sua situação.

-Eu fui para a feira sem o carro porque aos finais de semana eu gosto de caminhar,né?Aí eu estava voltando da feira tranquilamente quando o pitbull da dona Xang pulou o muro e veio para cima de mim tentando pegar minha sacola de carne...-Parou de contar pois eu já me encontrava deitada no chão de tanto rir.

-Ai...Desculpa,pode continuar.É que eu imaginei a cena e não me aguentei.

-Aí quando eu estava chegando aqui em casa,ele ia me alcançando então eu corri como se fosse um maratonista profissional.

-Que fase,hein?-Falei me levantando e indo pegar uma água para o coitado estirado no chão.-Toma.-Estendi o copo com água gelada.

-Muito obrigada.-Bebeu todo o conteúdo do copo e estendeu para mim.-Mais um pouco,por favor.


Estávamos na mesa almoçando quando o celular de Tao começou a tocar e ele ignorou porém,voltou a tocar de novo e ele resolveu atender.

-Já volto.-Falou e foi até o jardim para atender a ligação.

Minutos depois ele voltou visivelmente irritado e atônito.

-Eu vou precisar dar uma saída rápida,tudo bem?

-Tudo sim,pode ir.-Sorri minimamente para lhe dar incentivo.


Já eram 17h e Tao ainda não tinha chegado.Eu estava meio que entediada mas também não estava nem um pouco afim de sair de casa para ir a algum lugar.

Tudo que me restou foi ficar deitada no sofá olhando pro teto e viajando na maionese.

Fiquei assim por uns trinta minutos até a campainha tocar e me arrancar do universo louco da minha mente.

Praticamente me arrastei até a porta e pela parte de vidro da mesma,vi uma mulher muito parecida com a da foto só que tinha os cabelos quase na cintura.

-Olá,no que posso ajudar?-Tentei soar o mais simpática possível mesmo diante do olhar de nojo que ela me lançou.

Ela nada respondeu e apenas me empurrou na parede e adentrou a casa com o nariz empinado como se fosse a dona de tudo.

-Educação mandou lembrança,miga!-Sussurrei batendo a porta.

-Onde está Taozi?-Perguntou olhando ao redor.

-Ele teve de sair para resolver algumas coisas mas já deve estar voltando.

-Ah.-Se sentou no sofá.-É quem é você?-Perguntou com desdém.

-Eu?Eu não sou ninguém...Agora,licença que eu preciso dobrar umas roupas.-Nem esperei alguma resposta e fui para o meu quarto encostando a porta.

Vocês devem estar pensando em como eu posso ser tão covarde assim porém,pensem comigo:que diferença faria eu falar que sou mãe de um filho dele se nós nem estamos juntos de verdade?Sem contar que isso poderia trazer problemas a ele e isso não é o que eu quero.

Mas já aviso de antemão que se ela continuar me olhando daquele jeito ou ficar jogando piadinhas...A cobra vai fumar...

Desculpe,é que as vezes o espírito do barraco baixa em mim!

Fiquei um tempo vasculhando um dos cabideiros e ordenando minhas roupas por cor só para distrair a mente e não precisar ir até a sala para ficar olhando pra cara de sapo daquela garota.

-TAOZI!-Gritou tão alto que ouvi mesmo estando dentro do closet.

Apaguei a luz e saí do cubículo encostando na porta do quarto tentando ouvir algo que fosse de meu interesse.

-Mey Lin?-Pareceu surpreso com a visita.

-Eu mesma,meu amor.-Falou em chinês com um tom nojento.

-Como entrou aqui?-Perguntou também em chinês mas com um tom ríspido.

-A empregada me deixou entrar.


Péssimo dia para entender chinês...


-Ah se eu te pego sozinha...-Sussurrei soltando fogo pelas ventas.

-Mey Lin,ela não é minha empregada...Ela é...

-Ela é o quê?!-Gritou com a voz ainda mais fina do que o normal.


Ah mas eu que não vou ficar aqui...


Saí do quarto como se nada estivesse acontecendo e fui até a geladeira em busca de água fingindo estar com sede.

Tomei um gole e virei vendo que os dois me encaravam,principalmente ZiTao,que se encontrava branco como papel.

-E então?-Perguntou sacudindo as mãos na frente do rosto do maior o tirando do transe.

-Ela é...Minha namorada!Isso!


Como é a história aí?!


-Olha só o quê eu trouxe para o bebê,meu amor.-Veio até mim e me entregou uma caixa de presente verde.

Abri a caixa e lá tinha um álbum para colocar fotos de infância.


AAAAAAA TCHI LINDO!


-É muito lindo,Taozi.Obrigada.-Falei admirando o presente.

-Que história é essa,Taozi?Um bebê?!Como isso aconteceu?E a gente?-Bombardiou histérica.

-Não devia ter se dado ao trabalho de vir aqui,Mey. Você conseguiu destruir tudo o quê tínhamos.-Deu uma pausa massageando as têmporas.-Aliás,como andam as coisas com o Luhan?-Perguntou sorrindo de lado.

-Nós...Terminamos.-Falou com a voz trêmula enquanto tinha a cabeça baixa.

-Que pena.-Falou com...desdém?-Agora,se não tiver mais nada para dizer,peço que vá embora.-Falou com a voz mansa.

-Não fala assim,Taozi.-Falou se aproximando dele com os olhos marejados.-Eu te amo.


Mas gente...Isso aqui tá melhor que novela mexicana!


-ME AMA?!-Elevou a voz e quase tive um treco com o susto.-Devia ter pensado nisso antes de abrir as pernas pro meu melhor amigo!Agora sai,Mey Lin.Me dá nojo olhar para a sua cara.-Tentou a levar até a porta mas a mesma endureceu no lugar.

ZiTao respirou fundo tentando controlar a respiração e ela aproveitou a sua distração pegando uma faca que se encontrava no suporte encima da ilha de mármore e veio para cima de mim tentando me golpear.Eu fui para trás com o braço na frente do ventre tentando protegê - lo enquanto Tao tentava contê -la mas acabou sendo golpeado no ombro e desabou gemendo de dor.

-Tao!-Gritei em desespero ao vê-lo no chão desacordado e sangrando abundantemente.

Em um momento de descuido,tropecei em um jarro e caí com tudo no chão então ela montou em cima de mim.Pensei que aquele fosse meu fim,porém,ela foi arrancada de cima de mim por um Tao furioso.

 Assim que ela saiu de cima de mim e teve a faca tomada de sua mão,senti minha visão ficar turva e desmaiei.


Notas Finais


Espero que tenham gostado e aproveitado gente❤
Até a próxima e beijinho na testa💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...