1. Spirit Fanfics >
  2. Light in Dark. >
  3. Cherry Cake

História Light in Dark. - Capítulo 22


Escrita por:


Capítulo 22 - Cherry Cake


A casa da Gabi era bem bonita e agradável. Ficamos quase que a tarde toda conversando sobre assuntos diversos após ter terminado de fazer nossas redações em seu quarto.


Um pouco mais tarde, fomos para a cozinha onde Gabi fez pipoca e depois também comemos bolo.


- Eu amo cerejas! - Disse após comer a que estava em cima da minha fatia. - E esse bolo tá uma delícia. Não foi você quem fez, foi?


- Acha que sou tão ruim assim na cozinha?


Eu afirmei com a cabeça.


- Você é fofo. - Ela diz sorrindo, quase rindo.


- Não sou. Mas não foi você que fez, né?


- Não, espertinho. Foi minha mãe. Mas é bom você saber que eu faria até melhor que esse.


- Eu acredito em você. - Eu ri.


A campainha tocou, fazendo com que nossa conversa fosse silenciada imediatamente. Talvez fosse minha mãe me procurando por eu não ter chegado em casa após a escola mas logo descartei essa possibilidade porque eu mandei uma mensagem avisando ela de que eu viria para a casa da Gabi. De certa forma, fiquei surpreso porque eu ainda estava de castigo, mas minha mãe apenas respondeu com um emoji: 👍🏻. Ela era assim, talvez ela tenha se arrependido de ter brigado comigo. Sempre é assim.


- Você ta esperando visitas?


- Sim. E você também. - Gabi disse e se levantou.


- Como eu também? 


- É uma surpresa. Fica aqui me esperando. - Ela caminhou e abriu a porta da sala.


Segundos depois ela voltou com Mike e Sofia.


- Essa era a surpresa. - Concluiu Gabi com um sorriso no rosto.


Eu sorri ao ver Mike, parti logo para um abraço. Ele me abraçou bem forte, como se fizesse tempo que tivesse me visto.


- Oi, bebê. - Ele disse próximo ao meu ouvido.


- Oi. - Impulsivamente, ao ver os lábios dele, dei um selinho rápido em Mike. Ele sorriu depois disso.


- Awww! Que fofinhos! - Gabi comentou.


Me soltei do abraço e olhei a garota, provavelmente minhas bochechas estavam coradas. 


- Não fica com vergonha, Anthony. Eu vou subir com a Sofia pro meu quarto e vocês dois podem conversar aqui na sala. Ou se quiserem fazer algo a mais...


- Já entendemos, Gabi. - Eu lancei um sorriso forçado, torcendo para ela não terminar a frase.


Ela e Sofia riram e depois subiram as escadas em direção ao quarto de Gabi.


Fui com Mike até o sofá da sala. Nos sentamos bem pertinho um do outro.


- E então... - ele segurou minha mão. - Como você tá? 


- Bem.  E você? 


- Agora estou melhor. Senti sua falta.


- Eu senti sua falta também. Não te vi na escola hoje. Nem a Sofia.


- Ah... hoje nós ficamos em casa. Sofia tava com dor de cabeça, aí eu fiquei em casa com ela.


- Entendi. 


- Seu irmão comentou alguma coisa com seus pais sobre aquele dia na praia? 


- Graças a Deus, não. Eu pedi pra ele manter aquilo em segredo. Meu pai realmente não pode saber que eu vejo você ainda.


- Isso é uma droga, né? Mas eu não consigo ficar longe de você, eu já disse. 


- É uma droga. - entrelacei nossos dedos.


- Você tá lindo hoje. - Ele disse depois de alguns segundos em silêncio.


- Minha autoestima têm melhorado muito porque você fala isso sempre. - Soltei um leve riso.


- Mas é verdade. - ele também ri. 


- Obrigado. Mas eu acho você muito mais lindo. Um deus grego, pra ser exato. 


- Eu sei que sou. 


- Você é convencido, isso sim. - brinquei e fiz cócegas nele.


Mike riu e tentou se afastar. Eu aproveitei o momento e continuei com as cócegas porque ver ele rindo era muito bom, e a risada dele era gostosa de ouvir. Ele ria mais e mais. Depois de um tempo fazendo-o rir, ele me segurou com força e me deitou no sofá. 


Mike ficou em cima de mim.


- Chega! - ele segurou meus braços, ainda sorrindo.


Fiquei imobilizado, comecei a encarar seus olhos e seu sorriso. Ambos eram perfeitos. E, como já disse, hipnotizantes.


- Desistiu? - ele provoca.


- Sim, você é mais forte que eu. 


- Então eu venci. 


- É... você venceu. 


Estávamos sorrindo um para o outro.


Mike se aproximou devagar e juntou nossos lábios. Ele me soltou aos poucos e, agora, acariciava meu corpo. Coloquei minhas mãos em sua nuca e fiz um leve cafuné enquanto nos beijávamos. 


Eu queria pausar o tempo, só para continuar sentindo seus lábios nos meus. Era a melhor sensação do mundo, pelo menos para mim era. 


Mike terminou nosso beijo e me olhou nos olhos. 


- Mike, sabe o que acontece agora?


- Não. O que?


- Você perde e eu ganho de novo. - Eu o empurrei e comecei novamente a fazer cócegas. Mike se deitou ao meu lado e começou a rir. Em seguida, ele me abraçou, fazendo com que eu ficasse, novamente, imobilizado. 


- Ta bom! Eu desisto. - afirmei.


- Desiste mesmo?


- Na verdade, não. Seu abraço é gostoso e assim tá bom. Se você me soltar eu volto a fazer cócegas.


- Droga, perdi mesmo. 


Eu sorri. 


- Perdeu. - Continuei.


- THONY! MIKE! GENTE! - Ouvimos a voz da Gabi se aproximando.


Mike me soltou e nós nos levantamos rápido, achando que algo sério havia acontecido.


- Vamos no Parque de Diversões hoje a noite? - Gabi chegou na sala e nos olhou com entusiasmo. Sofia veio logo atrás.


- E a gente interrompeu os pombinhos. Eu avisei ela. - Disse Sofia nos olhando.


- Que susto! Achei que algo tinha acontecido! 


- Eu também. - Mike concordou.


- Aconteceu mesmo, decidi chamar vocês pra irem ao parque essa noite. - Gabi ainda estava animada. - Vai ser incrível! 


- Gabi, eu não posso ir. Esqueceu? De noite ainda... - Eu disse com tristeza. 


- Mas seus pais não precisam saber. - Ela sorri com maldade no olhar.


- Ta falando pra ele sair escondido de casa? - Mike questionou. 


- Sim.


- Bom... acho que dá pra fingir que dormi e sair pela janela. Mas mesmo assim, é muito arriscado.


- Ah Anthony! Qual é! Eles nem vão perceber. Se você não pode ir com o consentimento deles, vai sem. Vai ser legal, eu juro.


Pensei por alguns segundos. 


- É... tá bom. Eu vou.


- Isso! Mal posso esperar! - Ela comemora.


Sinceramente, nem eu. Pensei.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...