História Lights On - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Shawn Mendes
Tags Amor, Fama, Hot, Livros, Shawn Mendes, Show
Visualizações 101
Palavras 3.203
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Festa, Ficção Adolescente, Literatura Feminina
Avisos: Heterossexualidade, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Atrasada, mas eu vim!
mil coisas aconteceram hoje e eu atrasei em algumas horas.
capítulo cheio de detalhes, fiquem atentos e comentem a opinião de vcs.
bj bj bj bj

Capítulo 5 - Album and Noah


Fanfic / Fanfiction Lights On - Capítulo 5 - Album and Noah

Toronto, vinte e cinco de fevereiro de dois mil e dezoito.  

05:38h  

-Shawn vision&thought - 

 

Passei a noite acordando diversas vezes por lembrar da noite incrível ao lado de Mariana. Queria ter a certeza que foi real. E todas as vezes que acordei, me peguei observando ela dormir ao meu lado. Mesmo com pouco espaço para nossos corpos naquele sofá, ela estava ali sem reclamar. Agora me encontro em uma poltrona giratória, os cotovelos apoiados em minhas pernas e os punhos dando apoio para o queixo. Tudo para observa-la melhor. 

O lençol cobria seu corpo até os seios redondos, o cabelo escuro estava bagunçado e espalhado pelo sofá escuro, sua cabeça repousava em um braço e resto do corpo estava de lado no espaço. Uma cena que merecia ser gravada por um pintor. Peguei o celular dela e tirei uma foto por ali. Não ousaria guardar uma foto tão sexy sem a permissão dela. Não sou esse tipo de homem. 

Ao fundo da foto, a cidade ainda acesa e o céu em degradê, a lua já dava lugar ao sol iniciando mais um dia. Tinha combinado de usar o predio até ás seis e meia da manhã. Me arrependi no momento em que levantei e vi a cena. Sinto pena de acorda-la agora, mas os funcionários vão começar a chegar para arrumar tudo e dar  start em mais um dia de visitas turísticas.  

Me levantei e me desloquei em passos vagarosos até o espaço à frente. Pousei minha mão em seus cabelos, arrumei alguns fios passando-os para trás de seus ombros. Ela sentiu o toque e se mexeu um pouco, mas se quer abriu os olhos.  

-Babe. -minha voz saiu ainda mais rouca que o normal. - Mari, acorde. 

Ela resmungou e virou-se de costas. Acho engraçado, parece minha irmã quando não quer acordar para ir ao colégio durante as manhãs. 

-Mari, desculpa, mas temos que ir.  

-Você podia me acordar com beijos. - ela disse ainda de costas. Beijei o topo de sua cabeça e fui descendo até o pescoço. - assim é bem melhor. 

-sinto muito por ter que acordar você, mas temos que deixar o prédio. – ela me olhou- eu te explico melhor depois.  

Mariana se levantou, esticou os braço e o lençol caiu mostrando seus seios por inteiro. Estou viciado em olhar para eles, para todo o conjunto.  

Peguei minha blusa e a vesti, fui atrás de meu blazer preto vestindo-o logo em seguida. Segui até o banheiro para ver o estado do meu cabelo. Um horror.  

-SHAWN! – Mariana gritou- estou com fome, quero comer. Agora!  

- Não sabia que pela manhã você era tão simpática.- disse irônico.  

-Desculpa... Neném! -fui abraçado por trás, pude sentir seus cheiro entrando em minhas narinas.- Eu amei cada segundo de ontem. Obrigada por tudo, do fundo do meu coração, obrigada!  

- Você é muito doce, merece muito mais que isso. Tudo o que eu fiz foi para mostrar como me sinto perto de você- comecei dizendo- Eu não sei explicar o que passa aqui. Mas eu gosto, eu adoro! E quero poder sentir mais vezes. Quero poder ter você me inspirando sempre. Você permitiria minha presença ao seu lado?  

Ela riu. Ah! Essa risada.  

-Sim! Eu adoraria ter sua presença ao meu lado. E  mais que nunca agora, durante um delicioso café da manhã em qualquer cafeteria de Toronto.  

- Tentador! Mas antes a senhorita precisa vestir suas roupas. Ou pretendo ir assim mesmo? – apontei para o lençol em sua volta.  

- Justo. - ela saiu do banheiro para procurar suas roupas.  

Terminei de arrumar meu cabelo e ajeitar minha camisa. Peguei meu celular no bolso da calça e tirei uma foto para por no Instagram. Respondi as mensagens que havia recebido e enfim saí do pequeno cômodo com o aparelho em mãos.  

-Sabe? Eu não gosto mais desse vestido. -ouvi Mariana reclamar- olha o que aconteceu- ela segurava o zíper quebrado na mão- E agora? Eu saio pelada?  

-acho que você não quer fazer isso... – comentei – Mas posso tentar dar um jeito de esconder seu corpo.  

- Como?  

-Temos duas opções. – ela me ouvia atenta – Ou você usa essa tecido egípcio – joguei o lençol amarrotado por cima de seu corpo, e ela reclamou – Ou você usa o meu blazer com muito cuidado.  

- fico com a segunda opção, mesmo achando a primeira mais bonita. – ela zombou de meu blazer- agora vamos, estou realmente com fome.  

Segurei sua mão gelada e seguimos até a porta com todos os pertences, os mais importantes, como o violão seriam trazidos depois por alguém da minha equipe. Enquanto entravamos no elevador ouvi Mariana cantarolar a música que havia feito para ela. Sorri por pensar que, mesmo ouvindo uma única vez, já havia fixado em sua mente. Não aguentei e comecei a cantar junto. Seus olhos estavam grudados na parede de vidro, ela observava a rua ficando cada vez mais próxima de nós. Eu tinha olhos apenas para ela.  

No saguão da CN Tower encontrei um segurança e o motorista que contratei ontem.  

-Bom dia, senhor. -o segurança disse- Temos alguns homens aí fora. Fizemos de tudo para liberar o espaço, mas ninguém saiu. Eles sabem que está aqui. -Mariana estava assustada- aconselho que saiam rapidamente.  

- Ei! -segurei as duas mãos de Mari e encarei seus olhos assustada- Confia em mim? -ela concordou- Vai dar tudo certo. Vamos andar rápido até o carro e entrar sem parará para nada. Okay?  

-Sim.  

Pedi para Isaac trazer o carro até a portaria principal e deixar a porta de trás aberta. O segurança ficou responsável por levar Mariana até o carro. Eu sairia depois dela sem escolta.  

O carro chegou e a porta foi aberta, Mariana saiu junto ao segurança. Várias fotos foram tiradas e ela tentava esconder o rosto com as mãos. Me sinto triste por ter que submete-la à essas coisas. Mas infelizmente é uma consequência da minha profissão.  

Ela conseguiu entrar no carro, meu segurança fechou a porta para que não tirassem mais fotos dela. E só então eu saí do saguão, evitei olhar para as câmeras. Ouvi perguntas como “hey, Shawn quem é a menina?” “qual o nome da acompanhante?” “ela é sua namorada?” apenas ignorei cada uma delas e,  segui até a porta do carro. Sentei ao lado de Mariana e procurei sua mão. O motorista arrancou com o carro logo após meu segurança entrar no banco da frente.  

- ainda está com fome? Ou prefere ir para casa? -perguntei com medo da resposta- podemos ir para casa se quiser, eu vou entender...  

-Shawn, eu estou bem! – suas mãos foram espalmadas em meu rosto- eu já imaginava que poderia conferir isso. Já me convenci que é um preço para estar ao seu lado.  

-Sinto muito. Não era para acontecer, eu cuidei de tudo. Mas eles sempre conseguem.  

-Relaxa, vamos comer. Meu estômago está roncando.  

No fundo eu sabia que ela não estava bem com a situação, nenhuma pessoa normal sabe lidar com as câmeras e perguntas abusivas dos paparazzi. Isso requer tempo e muita paciência. Nem sempre é fácil, para falar a verdade é muito chato no início. E ela ainda não está acostumada. Espero que algum dia ela consiga se acostumar com isso. E espero também que não sejam tão críticos com ela ao meu lado. Algo aqui dentro diz que ainda iremos passar por muitas dificuldades, mas acima de tudo, serei feliz com ela, é o que eu quero desde o início. Não, não estou sendo precipitado.  

Ouvi um barulho vindo da barriga da Mari. Comecei a rir da cara que ela fez. 

-Eu disse que estava com fome. Você me cansou ontem. -Essa última parte ela sussurrou. 

-Issac, para alguma lanchonete, o mais rápido que puder.  

... 

6:45h 

Quase nada abre cedo aqui no centro, o único lugar que achamos foi uma pequena lanchonete temática, ela fica em uma esquina e funciona vinte e quatro horas. Sentamos em uma mesa ao fundo do salão, fiquei de frente para a porta. Achei o ambiente bem legal, cheio de luzes neon e muita cor. As mesas eram de madeira clara e os bancos vermelhos.  

Fiz um pedido reforçado: panquecas e waffles com calda, frutas, café forte e um suco de laranja. Estamos esperando o pedido e não aguento mais a jovem à minha frente falando que está com fome. 

-Meu deus! Já vai chegar! -falei- onde mora a paciência ?  

-Não sei, Shawn! Eu não costumo acordar às cinco da manhã. Eu não costumo esperar para comer. -Ela falava com o rosto colado à mesa- É só abrir a geladeira e pegar alguma coisa. -seu pensamento me fez rir.  

-Você é engraçada. -peguei meu celular no bolso- mas espera mais cinco minutos. Eu prometo que vai chegar!  

-Eu esperei anos para você aparecer, cinco minutos não é nada. - ela disse baixo, o rosto ainda estava colado à mesa.  

-O que? Repete, por favor. 

-Não foi nada, é a fome afetando meu pensamento.  

-Tudo bem, eu já ouvi. E gostei. -ela levantou o rosto- sim! Gostei. 

-Oh! Não seja chato.  

Recebi uma mensagem do meu pai, um link de alguma notícia. Abaixo uma frase " não sabia que você gostava de livro ��"  

Ao abrir a tal mensagem o leitor se deparava com uma foto minha. Corri a página inteira sem nem me importar em ler o texto. E lá no fim estava o que eu temia. A foto de hoje. E nitidamente o rosto dela exposto, mesmo com a tentativa de não mostrar. Voltei para a matéria. 

"E mais uma vez nosso astro teen, Shawn Mendes, foi visto acompanhado. Desta vez o possível casal estava saindo do ponto turístico CN Tower por volta das 06:00 da manhã de hoje. Fontes seguras afirmam que Shawn passou a noite com a menina no local. E essas roupas elegantes? Não, eles não saíram de um evento. Os pombinhos estavam sozinhos no local. 

O que você pensa sobre? Será um casal de verdade? Estamos torcendo para que seja." 

 

Mensagem de Dad cool 

-não sabia que você gostava de livro �� [06:55] 

-Como assim? [07:01] 

-Conheço essa menina, ela trabalha em uma livraria aqui perto de casa. [07:03] 

Parece boa moça, gostei! [07:03] 

 

-ainda não é oficial, mas em pouco tempo vai ser. [07:05} 

 

-Shawn! -olhei para ela- Estou te chamando há muito tempo.  

-Desculpe! É que... estava resolvendo uma coisa séria. 

-tudo bem... só queria uma foto com você. - ela estava envergonhada, fofa. 

-Mas é claro que eu quero uma foto. Vem! 

Ela prontamente se levantou e veio ao meu encontro, se sentou ao meu lado e tiramos uma foto no meu celular. 

-Era com o meu! 

-Eu também quero uma, meu anjo. 

-Ah... está bem, eu deixo você ter uma foto minha.  

Tiramos várias fotos, não me controlei no dedo. Tirei umas cem fotos, capturei todos os momentos dela, inclusive quando ela disse " é para tirar uma foto direito, né?!" 

Nosso pedido chegou e a atendente nos olhou, como quem diz "não vai pegar seu pedido, não?" Apontei para a mesa e ali ela colocou todos os itens. Sorri e agradeci. Mariana continuou do meu lado e começou a comer as panquecas. Aproveitei para registrar esse momento também, e quanto mais ela reclamava eu tirava mais fotos engraçadas.  

Comecei a comer também, se esperar mais não haverá mais nada aqui.  

... 

08:00h 

Durante o caminho de volta para casa, resolvi mostrar a foto para Mariana, ela disse que já imaginava que o rosto iria aparecer, disse também que não liga mais para isso e agora ela pode postar nossas fotos tranquilamente. Fiquei aliviado por ela pensar assim.  

Mas quando eu percebi os comentários negativos chegando e a notícia indo além do horizonte da internet e chegando aos programas de tv, toda a preocupação voltou. 

Quando cheguei em frente ao prédio dela pedi calma e dei um beijo longo nos lábios. Não pude descer pois os paparazzi já estava ali fotografando tudo. Disse que ligaria mais tarde para ver como estavam as coisas. E então ela foi, desceu do carro em passos ligeiros e entrou porta a dentro ignorando todas as câmeras. O carro segui para minha casa.  

Olhei nossas fotos no rolo de câmera e sorria por cada foto tremida ali presente. No meio de todas havia uma em perfeito estado. O momento capturado voltou a minha mente. Na foto eu e ela ligados por um olhar cheio de sentimentos confusos. Formamos um belo casal. 

Resolvi postar a foto no feed do Instagram, sem efeitos e sem correções. Coloquei como legenda: "Palavras ditas pelo olhar. Não aceito ser criticado por meus sentimentos. Ela me inspira a escrever músicas para vocês. Respeito e amor entre amigos"  

Em alguns minutos a foto atingiu quinhentas mil curtidas e os comentários eram positivos na maioria.  

 

-Mariana vision&thought - 

 

Maravilhosa. Esse é o melhor adjetivo para a noite que tive, obviamente ignorando os contra. Durante todo o trajeto do elevador eu pensei nos nossos beijos. Ignorei todos os fatores ruins. Eles não vão ser importantes no futuro e não vu me deixar livrar. A única coisa que preciso agora é dormir.  

Abri a porta do meu apartamento e o Sr. Hard veio pedir carinho, peguei a bolinha de pelos em meus braços e o carreguei até o quarto comigo. Deitei ele em minha cama e tirei o blazer de Shawn pendurando em um cabide logo depois. Troquei o vestido por um blusão. Me juntei ao bichano em minha cama e liguei a tv. Uma reprise do programa da Ellen passava na tela. Assisti até adormecer. 

... 

15:00h 

Acordei graças ao celular tocando na sala. Fui obrigada a levantar para atender. Do outro lado minha mãe gritava exigindo uma explicação sobre a matéria que passava no jornal.  voltei para o quarto 

-Calma, estou colocando no canal - apertei o botão do controle, digitei o número do canal- espera.  

-"me explica isso!"- a foto de shawn passava pela tela- "como você me passa a noite com um cara que você mal conhece, Mariana do céu!" 

-caralho! - sentei na cama- eu não acredito que ele postou.  

-"entendemos que ele passou por uma fase complicada, a ex dele agora está noiva. Ele provavelmente não quer um relacionamento sério, a menina é bem bonitinha –Bonitinha? Isso é pior que ser xingada- deixaremos as águas rolar." 

-mãe, eu vou contar o que aconteceu. Senta aí.  

Contei tudo...quase tudo, para minha mãe. Ela falou milhares de coisa, mas me apoiou. Pedi para ela reservar um dia na agenda para cuidar de mim. Eu preciso de uma atenção de mãe.  

Abri o Instagram e curti a foto de Shawn. Não deixei comentário. É melhor assim, aproveitarei meus dias de não fama até o último minuto.  

Liguei para Megan, marcamos de sair hoje à noite. Qualquer programa de amiga. Amo sair com ela, pois sempre volto com história para contar. E espero que hoje seja igual a sempre.  

Levantei para tomar um banho e tirar a cara de sono de meu rosto amassado. Entrei no banheiro com uma muda de roupa em mãos. Abri o box e liguei o chuveiro. Me despi, a roupa usada eu joguei no cesto de roupas sujas. Senti a água bater em meu corpo e relaxei ali. Passei a esponja fofa pelo corpo, quando cheguei ao pescoço senti uma dorzinha. Ignorei. Terminei meu banho lavando o cabelo. Me enrolei na toalha branca e fui até o espelho para analisar o pescoço. Olha só... um belo chupão. Com eu não percebi antes? 

Voltei para o quarto enrolada na toalha. Peguei meu celular e tirei uma foto. Shawn mandou mensagem no mesmo intante. 

Mensagem de Shawn 

-Adivinha onde estou [15:43] 

Foto [15:43] 

-Marcado em meu pescoço [15:43] 

Foto [15:44] 

-wow! Bela marca!  

Mas só para você saber estou em  

estúdio gravando um álbum inteiro  

depois dessa noite com você [15:45] 

 

-Aposto que só tem sucesso! [15:45] 

Quero meu nome como título do cd [15:46] 

-oh! Boa ideia! [15:46] 

Comenta nossa foto!!!!! [15:46] 

-não mendigue likes, meu anjo[15:48] 

Meu celular começou a tocar outra vez. Era Shawn.  

-"tenho novidade!" 

-Você sempre tem, já me acostumei.  

-"vamos gravar juntos. Um clipe" 

-você é louco. - coloquei no viva-voz- eu não vou fazer isso. 

-"Não é agora"- ele fez uma pausa- daqui a alguns meses, depois que o álbum for lançado." 

-você realmente fez um álbum de ontem para hoje? - comecei a vestir minhas roupas- é quase impossível. 

Shawn fez uma pausa do outro lado. Pude ouvir sua respiração.  

-"Estou gravando Lights on, a sua música. Eu quero que ela entre no álbum futuramente, mas a ideia do clipe é verdade. Vai ser legal. Até lá a gente já vai estar mais ciente de nossos sentimentos "  

-Posso pensar. Agora vai terminar minha música.  

-"beijos, sweet" 

Me despedi e finalizei a ligação. Continuei a vestir minha peça de roupa e me direcionei a cozinha para preparar alguma coisa. Resolvi fazer um bolo de chocolate, só de imaginar lembro da minha infancia em Saskatoon. Toda tarde minha avó cozinhava essas delícias para mim. Bolos, tortas e o famoso pão de milho.  

Separei todo o material necessário para o bolo, ovos, manteiga, farinha, leite e tudo mais. Joguei as medidas na batedeira e liguei o aparelho. Deixei bater bem até ficar com bolhas na massa. Enchi a assadeira e levei para o forno quente.  

Enquanto esperava os trinta e cinco minutos do bolo, abri o e-mail da faculdade, precisava saber minha nota. Esses momentos são tensos todas as vezes. E confesso não estar acreditando muito em notas boas agora.  

Não gabaritei, mas estava livre dessa matéria horrível que é o Direito Processual Penal. Ufa! 

Fuxiquei minhas redes socias, comentei a foto de Shawn com corações amarelos e dei uma olhada nos comentários e, até que não havia uma chuva de palavrões. Apenas alguns até onde eu li. Não vou me estressar.  

Postei a foto com ele também. Sem legendas e com efeito preto e branco. Não marquei o user dele.  

... 

19:55h 

Sim, meu bolo ficou pronto e não, eu não esqueci de desligar o forno. Ele ficou muito bom na verdade. Meu celular não para de apitar com notificações do Instagram. Fãs me atacando e outras dizendo que apoiam o relacionamento. Porém ainda não existe um relacionamento.  

Me arrumei para sair com Megan, vamos para um bar aqui pertinho. Meu traje de gala é uma blusa branca e um jeans preto, meus tênis old school e uma jaqueta jeans. Uso um perfume adocicado para deixar qualquer um apaixonado e o cabelo solto sem muita arrumação.  

-Carteira, celular, dinheiro, na carteira e bateria no celular. Okay! Tudo certo. - conferi os itens citados. 

Tranquei a porta e sai de casa para chamar o elevador. Entrei e avisei Meg que estava saindo de casa. Quando o elevador chegou ao térreo e abriu as portas e saí dele, passei pela portaria e dei um esbarrão em alguém.  

Ao olhar para a pessoa, desejei nunca ter visto. Era Noah, meu ex namorado. Ele continua igual, mais velho, porém igual a última vez que o vi. Ele mantinha um sorriso nos lábios.  

-Pensei que nunca mais iria te ver novamente. Passei muito tempo procurando por você e, finalmente achei. -ele disse. 


Notas Finais


uuuuh esses dois vão passar por um turbilhão de coisas hihihihi


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...