1. Spirit Fanfics >
  2. Like a Little Baby - Tom Riddle >
  3. Segundo

História Like a Little Baby - Tom Riddle - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Boa noite meus filhotinhos 💚

Boa leitura e não se esqueçam de comentar para fazer essa simples autora feliz 💚

Capítulo 2 - Segundo


- Quero fazer amorzinho com você, daddy - Hope responde manhosa contra os lábios do homem - eu tive que me tocar ontem porque você não estava aqui...daddy malvado - a morena murmura com um bico nos lábios, Riddle beija os dois lados do rosto de Hope ao acariciar a garota.

- Seu daddy está aqui agora, baby...daddy não vai mais deixar você, em nenhuma noite, minha senhora - Riddle sussurra ao olhar nos olhos de Hope, que não desfazia o contato visual...eles se amavam, se amavam mais do que qualquer coisa.

- Você promete? - Hope questiona ao beijar o pescoço branquinho do homem, que acariciava os cabelos sedosos dela.

- Prometo, Hope...sabe que se eu não for fiel a minha senhora, eu não serei digno da minha famiglia...e você é tudo para mim, baby - ele cita o código de honra da Família Riddle, onde dizia que se o don não for fiel à sua senhora, ele não servirá para honrar a família.

- Você sabe que não somos casados, Tom...não é como se o código fosse aplicado à nossa relação - Hope tenta explicar, mas, ele a vira na cama, com uma feição séria no rosto.

- Nunca mais repita algo assim, você é a minha senhora, o código é para quem se ama, e eu sou louco por você Hope Potter - Riddle beija os lábios de Hope em completa dominância, ele queria a mostrar o quanto seu corpo amava ela, o quanto Tom Riddle era rendido por ela.

Os lábios dos dois se encontravam com violência, ambos necessitados por sentirem o que esperaram por um dia para terem de volta...um ao outro.

Hope o deixa distribuir selares e sucções pela extensão do seu pescoço, enquanto a mesma levava sua mão para os cabelos dele arranhando a nuca de Tom, que arrepia com o toque de sua companheira.

- Daddy - a morena suspirava ao tentar retirar a camisa social dele, do qual o homem sorri contra a pele agora vermelha de Hope, deslizando sua língua por onde ele havia deixado suas marcas de amor.

Riddle levanta seu tronco, deixando a garota abrir botão por botão, revelando seu peitoral escultural com suas tatuagens espalhadas por ele, Hope sobe suas mãos pela pele macia do homem até chegar no pescoço dele e ela o puxar para que ele se abaixasse novamente e ela sorri para o homem, que devolve o sorriso, beijando os lábios da mulher.

Tom desloca seus dedos para debaixo da camisa dele em que Hope usava, subindo suas mãos para os seios fartos da morena, os apertando com cuidado e deslizando as digitais de seus dedões sobre os mamilos eriçados dela, Tom sorri novamente para ela antes de puxar os dois lados da camisa em lados opostos, assim fazendo os três botões que tampava a mesma, voarem pelo quarto.

- Amor - Hope chama a atenção do homem que deixa um sorriso de canto ao ver os seios fartos de aréolas quase inexistentes avermelhadas dela...linda, céus como era linda.

- Deliciosa - Tom encarava a sua mulher com total devoção, ele a amava tanto, que ele não reclamaria caso ele ficasse dias à observando.

Hope passa suas mãos sobre seus seios, os segurando enquanto Tom acompanhava os movimentos dela com os olhos, a desejando e a assistindo como se a mesma fosse algo inédito e imperdível de se ver.

- Venha provar, amor - Hope o chama enquanto o encarava com um brilho inocente em seus olhos, Riddle se perguntava como sua mulher conseguia ser daquela forma, ele gostava de sexo forte e bruto, mas, sua garota era angelical e meiga, ele de certa forma aprendera com ela a valorizar o ato de fazer amor, era diferente...diferente de tudo o que ele já teve em sua vida.

Riddle se abaixa sobre ela, a encarando nos olhos ao morder o lábio inferior da morena e seguir seu rosto até os dois montes da garota, onde seus lábios selam o vão entre os seios, se voltando para os mamilos rijos.

Riddle abocanha o seio direito da morena, sugando e succionando a pele macia e delicada dalí, sua língua rodeava o mamilo avermelhado, Hope se sentia molhar cada vez mais, ele a mordia e a lambia, ela amava a junção da dor com o prazer que ele a proporcionava, nunca era dor demais, era sempre um sufocante e inebriante prazer.

O homem brincava com o outro seio da morena, desgrudando sua boca de um biquinho inchado, babado e vermelho, para o outro onde ele estimulava com os dedos.

Hope suspirava e se sentia molhar cada vez mais em sua coxas, ela queria tanto se roçar para que aliviasse a sensação angustiante de uma excitação, ela queria tudo...tudo de Riddle.

- Aí...amor - ela suspira acariciando os cabelos dele, como quem nina um bebê em seu colo.

Riddle desce seus beijos pela barriga da garota, beijos molhados e longos, que faziam os hormônios de Hope irem à loucura.

- Uh...daddy - ela gemia fechando suas pernas, as fazendo roçar uma na outra.

- Que baby devassa...qual é a nossa regra? - ele a questiona com um sorriso contra o tecido da saia da morena.

- E-Eu...não posso ter prazer sem você quando você está presente - Hope ainda mantinha suas pernas juntas, roçando sua coxa uma na outra.

- Exato...qual a punição para isso? - ele a questiona ao retirar seu cinto de sua calça, fazendo uma espécie de algemas com o mesmo...era tão rápido...ele era experiente naquilo...punir.

- D-daddy - Hope tinha um bico em seus lábios - eu não posso...não poderei ver - ela responde chorosa.

- Ver o que? - ele a prende com o cinto na cabeceira da cama.

- Ver você...hm...me fodendo com a boca - Hope o responde vendo ele pegar uma gravata em seu closet.

- Isso baby...você só vai sentir - ele a venda com a gravata preta.

- Daddy...por favor - ela o pede manhosa.

- O que quer, baby? - ele a questiona ao pegar exatamente o que ele sabia que ela iria pedir.

- Eu quero aquilo - ela pede baixinho.

- Aquilo o que? - ele insiste ao se posicionar na frente dela.

- Quero que me puna com o brinquedinho vermelho, daddy, por favor, me puna com o chicote vermelhinho - ela pede baixinho com suas bochechas coradas e com sua intimidade piscando enquanto se lubrificava.


Notas Finais


Beijos da tia Nicole e até o próximo capítulo meus filhotinhos 💚💚


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...