História Like an idiot for my sister - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Red Velvet
Personagens Irene, Joy, Seulgi, Wendy, Yeri
Tags Borene, Seuldy, Seulrene, Wenseul
Visualizações 115
Palavras 1.591
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Festa, Hentai, LGBT, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Seven years old.


 

— Por que ficou calada? — Balançou a amiga que pareceu voltar ao mundo real depois de alguns segundos.

 

— Pensando na vida... — A voz de Seulgi saiu até meio rouca devido ao tempo que ficou calada.

 

— A sua vida se chama Joohyun? – Seulglhe deu um empurrão fazendo a cair de leve para o lado rindo, a menor sabe sobre a queda que Seulgi tem em sua irmã então usa isso para irrita-la muitas das vezes.

 

— Não... e eu gostaria que não falasse sobre isso aqui na escola, fazendo um grande de um favor – Se tem uma coisa que Seulgi tem medo, essa coisa é a escola saber sobre sua sexualidade, mesmo morando na Califórnia o risco de ser descriminada por sua orientação sexual é muito grande. 

 

— Tudo bem, também não quero que descubram sobre mim! – Sussurou no ouvido da amiga que observava os olhares sobre elas após Luda se aproximar, o problema era que para todos naquela escola, Seulgi sempre tera uma grande cara de "sapatão" então isso fazia com que todos já desconfiassem. — Acho a Jessica com muita cara de antipatia, mesmo parada... como ela consegue? 

 

— Que Jessica? 

 

— Jung, aquela do cabelo castanho, também coreana! – Explicou Lee e Seulgi pareceu não lembrar do rosto da garota e logo passar a olhar pelo pátio para ver se a encontrava.

 

— Ah, sei a irmã da namorada da Taeyeon? – Perguntou e desta vez que começou a pensar foi Luda. 

 

— A Taeyeon tem namorada? 

 

— Sim, a Tiffany, quantas vezes eu já falei dela para você? 

 

— Na verdade você só falou uma vez, que foi depois que Wendy te levou pa- 

 

— Não. Fala. Esse. Nome. – Fez uma pausa dramática a cada palavra que dizia, o ódio que sentia por Seungwan era muito forte, pois a virgindade era algo muito importante para a mais velha e quando Wendy transou com ela e depois foi embora, fez com que Seulgi a odiasse com todas suas forças. — Eu quero aquela baleia com rosto bonito bem longe de mim! 

 

— Sério? Baleia? Não tinha apelido de ranço melhor? – Perguntou Luda indignada com a criatividade da mais velha. — Whatever, tenho uma péssima notícia para você... Seulgi? Seulgi!– Começou a dizer porém Seulgi não lhe dava ouvidos ficou murmurando palavras de ódio contra Seungwan. 

 

— Aquela... aquela ruiva falsa, tenho vontade de a enfiar em um poço e depois deixa-la apodrecer lá dentro e depo- – Parou de falar ao perceber uma cabeleira loira andando tranquilamente na companhia de Chaeyoung, sua irmã. 

 

— Tarde demais... – Sussurrou Luda com a mão sobre o rosto. Sabia que a amiga não iria fazer nada, porém teria que escutar a mesma reclamar sobre isso o dia todo. 

 

— Quando ela voltou? Por que não me falou? 

 

— Ah, francamente, Seulgi eu fiquei aqui, duas horas tentando falar sobre isso! – Dramatizou a loirinha furiosa com a mais velha, já que realmente tinha razão. — Ela voltou hoje, junto com a irmã mais nova... 

 

— Isso eu vi... mas o por que? 

 

— Não sei, pergunta pra ela...

 

— Minha paz acabou a partir de hoje. – Choramingou vendo Son andar tranquilamente na companhia de sua irmã. 

 

— Bear, tenho que ir, a Eunseo mandou mensagem e é para encontra-la agora... tchau. – Luda se levantou sem cerimônia e começou a caminha em direção a porta de saída do colégio.

 

— Então tá... sempre soube que ela preferia a Eunseo... – Falou sozinha e minutos depois ouviu o sinal tocar e todos os alunos voltarem para suas salas, porém Seulgi continuou sentada no chão, mesmo sabendo o risco de levar uma advertência por não estar em sala. 

 

— A mocinha vai ficar sentada no chão até a hora de ir embora? – Escutou a voz baixa e calma de Irene preencher o local vazio, então olhou em sua direção e percebeu que a mesma estava sozinha para sua sorte e poderia conversar com a mais velha como antes da morena começar a namorar. 

 

— Não estou muito afim... – Diz rindo fraco e Irene se senta em seu lado junto à mochila cor de rosa, típico da mais velha.

 

— Por que? 

 

— Eu preciso de um tempo para mim... preciso pensar um pouco na vida... 

 

— Vida ou Wendy? – Perguntou sorrindo ao ver que sua irmã fechou a cara e cruzou os braços, a maior diversão de Bae era irritar Seulgi, pois era muito fofo e ela sempre levara a serio. 

 

— Vida, Joohyun, vida! – Negou novamente que não pensara na ex-namorada, mas no fundo estava um pouco abalada por Wendy ter voltado e nem ao menos ter ido lhe dizer o porque foi embora sem dar satisfações. Seulgi realmente amava Wendy, foi seu primeiro relacionamento sério, tinha dado seu melhor para que fosse tudo perfeito, entretanto Seungwan não a levava a sério e acabou quebrando totalmente o coração da mais velha. — Okay, pode ser que eu esteja pensando um pouco na Son, mas também sobre a minha situação em casa.. – Disse diminuindo o tom de voz ao começar a falar do seu real problema. — As vezes... eu tenho medo de... chegar em casa e acabar discutindo novamente com a mamãe e ela me colocar para fora, ela mudou muito e não duvido do que ela possa fazer! 

 

— Kang! Ela não irá fazer uma barbaridade dessas... acredite em mim! – Falou a irmã mais velha tentando tranquilizar Seulgi segurando sua mão, o que a deixou ainda mais nervosa, sem demonstrar mas estava tento um mini-ataque-cardíaco. 

 

— Eu nem sei o que ela capaz de fazer... eu a decepcionei, com o que eu sou... isso dói Joohyunnie. 

 

— Se ela te mandar embora nós vamos junto!

 

— Nós? 

 

— Sim, nós, eu e a Yeri, porque se a mamãe for esse real monstro que você diz, não deixarei Yeri com ela! – Falou fazendo carinho em sua mão e sorrindo ao explicar, o que alimentava os sentimentos de Seulgi pela morena e a deixava com aquela pontinha de esperança, de que um dia elas poderia ser um casal perfeito, bem melhor do que Bogum e Bae. 

 

 

 

[...]

 

 

 

 

        Seulgi e seus inseparáveis fones de ouvido esperavam a irmã mais nova sair da escola, pois Kang era encarregada de levá-la embora e como Irene a deixara sozinha para ir a casa do namorado, seus fones lhe fazia o favor de não deixá-la com tédio. 

A menor saia um pouquinho depois dela, já que o seu período é integral para facilitar a vida dos pais que trabalham o dia todo. 

Assim que vira que todos os pais entravam para buscar seus filhos nas salas, Seulgi fez o mesmo, desencostando da parede e tirando um dos fones de ouvido e seguindo até a sala de sua irmã, e ao chegar lá Yeri estava na companhia de uma garotinha menor que ela e por incrível que pareça não estava com Joy, a mais velha estava do outro lado da sala, junto a um garoto, supôs que as duas crianças estivessem brigadas. 

 

— Tchau, Saeron! – Yeri rapidamente se despediu da pequena e foi correndo em direção a irmã que abriu os braços pronta para recebê-la, como em um filme americano, como diria Irene. — Tchau Mss'Jisoo! – Abanou a mão se despedindo da professora que um pouco a frente de Seulgi a observando da cabeça aos pés. — Seulgi, não acha minha professora bonita? – Perguntou em uma incrível inocência e mesmo assim a irmã mais velha ficou envergonhada com vontade de abrir um buraco e enfiar a própria cabeça no chão. — Vocês são bonitas, e pessoas devem ficar juntas! 

 

Jisoo arregalou os olhos e riu junto a Seulgi que queria a todo custo tirar a pequena dali antes que acabasse soltando mais coisas constrangedoras.

 

— Desculpa Mss'Kim, Yeri tem mania de ficar dizendo coisas sem sentidos assim... é... normal.

 

— Mas, eonnie, ela também te acha bonita! – Normalmente Yeri olhou para a professora que fingiu não ter nada haver com aquilo, se despedindo dos outros alunos. 

 

— Vamos antes que você acabe falando mais alguma besteira! – Ao colocar a menor no chão e observar a mesma fuzilar Joy, Seulgi concluiu que elas haviam brigado já que Yeri e Park nunca se desgrudavam e muito menos deixavam de se despedir. — Quer me contar alguma coisa?

 

— Não! 

 

— Hum... então está bem... 

 

— Sooyoung é uma idiota... você sabia que ela beijou o Sungjae na minha frente? E quand... – Seulgi só queria mesmo era deixar a irmã desabafar para tirar todo o estresse antes de chegar em casa, já que todos teriam que enfrentar outro bem pior, chamado SrªKang e esse não teriam como fugir. Seulgi colocou um dos fones e já começando a pensar em como iria jantar sem olhar para a cara de sua mãe. — ... então eu fui e beijei Saeron... 

 

— Espera... você o que? 

 

— Foi só um selinho! 

 

— Yeri você só tem sete anos! 

 

— Eu sei, mas sabe, eu gosto muito da Saeron. 

 

— Yeri, vou repetir... para você entender okay? – Parou de andar e se agachou em frente a menor que escutava atentamente as palavras da irmã — Você. Só. Tem. Sete. Anos! 

 

— Eonnie! Eu gosto dela! 

 

— E eu gosto de paz dentro de casa, se a mamãe souber vai cair encima de mim!

 

Querendo ou não, Seulgi se sentia culpada, já que Yeri passava o tempo todo com ela e acabara achando normal ficar com mulheres, o que não é errado e nem anormal, porém sua mãe acha e se Yeri com sua inocência em algum momento dizer isso a SrªKang, definitivamente seria motivo o suficiente para manda-lá embora, pois acharia a irmã mais velha influência para a caçula. 

 

— Eonnie... aquela é a Wendy? – Yeri perguntou apontando para a frente da casa da família Bae onde Son estava sentada, provavelmente ou claramente esperando por Kang. 

 

 

 

 

 

 

 

— Era só o que me faltava...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...