História Like it's the first time - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Capitão América, Deadpool, Demolidor (Daredevil), Doutor Estranho, Guardiões da Galáxia, Homem de Ferro (Iron Man), Homem-Aranha, Homem-Formiga, O Incrível Hulk, Os Vingadores (The Avengers), Thor, X-Men
Personagens Adam Warlock, Anthony "Tony" Stark, Bucky, Carol Danvers (Miss Marvel / Capitã Marvel), Clint Barton (Gavião Arqueiro), Dr. Bruce Banner (Hulk), Dr. Henry "Hank" McCoy (Fera), Erik Lehnsherr (Magneto), Feiticeira Escarlate (Wanda Maximoff), Gamora, Groot, Hope Pym, Howard Stark, James "Logan" Howlett (Wolverine), James Buchanan "Bucky" Barnes, James Rupert "Rhodey" Rhodes, Johann Schmidt (Caveira Vermelha), Laura Barton, Natasha Romanoff, Nick Fury, Ororo Monroe (Tempestade), Pantera Negra (T'Challa), Peggy Carter, Personagens Originais, Peter Parker (Homem-Aranha), Peter Quill (Senhor das Estrelas), Pietro Maximoff (Mercúrio), Professor Charles Xavier, Rocket Raccoon, Sam Wilson (Falcão), Scott Lang (Homem-Formiga), Scott Summers (Ciclope), Sharon Carter (Agente 13), Stephen Vincent Strange / Doutor Estranho, Steve Rogers, Visão, Wade Willson (Deadpool)
Tags Avengers, Bucknat, Capitãoamerica, Marvel, Natasharomanoff, Peggycarter, Romanogers, Steverogers, Viuvanegra
Visualizações 40
Palavras 1.288
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Demorei mas voltei, boa leitura

Capítulo 4 - Nice to meet you


Fanfic / Fanfiction Like it's the first time - Capítulo 4 - Nice to meet you

New York, 1947

- Steve me perdoa?- Na manhã seguinte depois da briga de Steve e Peggy, se sentindo culpada Peggy decide fazer um café da manhã de desculpas para seu marido. - Peggy eu que peço desculpas, eu que tive uma alucinação e te ignorei, me perdoa por favor.- Steve segura na mão de sua esposa dando um beijo carinhoso em seu dorso, Steve resolveu esquecer do episódio de ontem e focar apenas no que está na sua frente, sua esposa e seu filho.

- Okey estamos quites, vamos comer logo, estou morrendo de fome.- Peggy em um segundo começa a devorar tudo oque está na mesa, Steve rir com a grande apetite da agente, as comidas de Peggy eram as melhores, depois das de sua mãe Sarah, mesmo tendo experimentado as delícias do futuro ele não troca isso por nada.

- Então, oque vamos fazer hoje? Eu estou de folga e acredito que você também.- Peggy diz tomando um suco natural de laranja, Steve por incrível que pareça está de descanso depois de semanas cansativas de trabalho. - Sim, eu estou, você que escolhe oque vamos fazer hoje, então?- Peggy abre um sorriso como alguém que acabou de ter um plano infalível. - Nós vamos ao teatro, faz tempos que não vejo um espetáculo e tem uma peça interessante em cartaz.

- Então nós vamos ao teatro.- Steve diz admirando sua bela esposa como se fosse uma linda paisagem tropical, o teatro ia ser perfeito pra melhorar o humor de Peggy e ajudá-lo a esquecer que viu Natasha, depois do teatro, Rogers planeja levar Peggy para seu restaurante preferido, assim como no último encontro deles, onde o bebê foi feito horas depois. Essa noite ia ser perfeita e ninguém estragaria isso.

Talvez...

Texas, 2023

- Ai meu Deus!- Benner e Wanda estavam perplexos com oque está em sua frente, Wanda estava assustada pelo que fez e, no fundo, orgulhosa de si mesma por ter sucesso desafiando a morte e mostrando que ela é mais poderosa do que pensam. Já Benner, estava assustado igualmente a Wanda, porém um pingo de felicidade começava a surgir quanto mais ele raciocinava sobre a cena que estava em sua frente.

Natasha e Tony estão vivos!

- Onde estamos? Não era pra mim está morto? Não era pra você está morta?- Stark dizia confuso, para ele, a um segundo atrás ele estava morto, não lembra de nada mais além de sua morte. Benner ia explica-los oque estava acontecendo, porém é interrompido por Natasha. - Onde está o Clint e o Steve?- Natasha não queria saber como ela voltou, o porque e oque aconteceu com Thanos e seu exército, ela só queria ver seus melhores amigos de novo. - Natasha nós vamos explicar tudo, é...vamos sente-se, querem... água?- Benner não podia esconder que ainda estava surpreso que seus amigos estão vivos na sua frente. Wanda não conseguia falar nada, só observar e aos poucos aceitar que ela ressuscitou duas pessoas.

- Eu aceito um Whisky se tiver, como vocês nos trouxeram de volta?- Tony perguntou se sentando no sofá do bunker em uma tranquilidade que irritava Natasha. - Então Tony, foi a Wanda que os trouxe de volta e eu não faço ideia como ela conseguiu, sua filha e Pepper estavam sentindo falta de você e...a Natasha também faz falta a todos nós, sem vocês não somos completos!

- Hm, entendi, VOCÊS ESTÃO LOUCOS?- a reação de Natasha deixa todos confusos, inclusive Tony que estava aceitando bem ressuscitar. Para Natasha, parte da jornada é o fim e morrer não foi um problema pra ela. Natasha morreu pela sua família e estava tranquila com isso, seu sacrifício foi em vão após a atitude egoísta de Bruce e Wanda, era oque Romanoff pensava. - Romanoff, isso foi realmente uma loucura, mas olha! Estamos de volta para seguirmos nossa vida, agora você pode ficar com o Doutor Hulk ou o picolé.- se as palavras de Tony foram para tranquilizar Natasha, ele falhou, um silêncio constrangedor tomou conta da sala, principalmente entre Natasha e Bruce. Natasha não quer mais nada de Benner além da amizade, já Bruce ainda tinha esperanças, ele nunca tinha percebido que poderia acontecer algo entre Natasha e Steve, prefere acreditar que Stark estava apenas brincando.

- Aí Tony, esquece...vamos voltar, preciso falar com o Steve e com o Clint!- Wanda e Bruce trocam olhares, os dois não sabiam como dizer que o líder dos vingadores está velho? Natasha logo viu que tinha algo errado nessa história, porém ela achou melhor esperar os dois se pronunciarem. Wanda engole o seco e diz:

- O Steve mudou, ele está bem diferente!- Natasha com a testa franzida questiona oque aconteceu, Wanda lê a sua mente e prossegue antes da ruiva perguntar. - Ele voltou pra sua época e...ele está velho!

- Oi?

New York, 1947

Após o teatro, Steve leva Peggy ao seu restaurante italiano preferido. - Aí eu não acredito que você me trouxe aqui, eu estava com desejo enorme de uma lasanha bolonhesa com muito queijo. - Peggy diz com o cardápio em suas mãos planejando pedir tudo que tinha na lista. - Você é adorável Peggy!- Steve acaricia as costas da mão de Peggy, ambos compartilhavam sorrisos genuínos um para o outro. Steve explodia de felicidade só de imaginar que daqui a alguns meses eles estariam completos como família, ele descubrirá se ganharia uma menina ou um menininho, isso não importa pra Steve, ele ama esse bebê de qualquer jeito.

- Obrigado Steve, eu te amo!- Peggy beija as mãos de Steve. O garçom atende a mesa dos dois, Peggy faminta e cheia de desejo pede um prato de lasanha bolonhesa, Steve prefere macarrão ao molho branco. - Steve eu estava pensando em nomes pra nossa filha.- Esperando seus pratos, Steve e Peggy conversam sobre o nome de seu bebê, Peggy jura que será uma menina, de acordo com ela é "sentido de mãe", já Steve não se importa com isso contanto que venha com saúde. - Você está com tanta certeza que é menina. Me diz meu amor qual nome você pensou?

- Sarah...o nome de sua mãe, oque acha?- Não existia palavras que mostrasse o tamanho do amor de Steve por Peggy, sua gentileza faz ele se apaixonar cada vez mais, ele sempre sonhou em dar o nome de sua falecida mãe para sua filha, se tivesse uma, mas nunca imaginou que Peggy aceitaria. - Eu adorei, eu te amo muito Peggy!

- Eu também te amo Steve! Mas antes preciso ir no banheiro. - Peggy se levanta e antes de ir em direção ao banheiro ela dá um selinho em Steve, com a gravidez, as idas de Peggy ao banheiro aumentaram. Peggy já no banheiro vomitou todo seu lanche da tarde, para ela essa é a pior coisa de estar grávida.

- A gravidez é difícil né?- uma mulher loira que retocava sua maquiagem puxou assunto com Peggy, ela era muito atraente e tinha uma beleza pura, natural podemos dizer. "Uma mulher dessas nunca pode chegar perto de Steve." Pensava Peggy imaginando o tanto de efeito uma mulher dessas pode causar em um homem.

- Meu marido quer muito ter filhos, pena que não posso dar a ele. - a linda mulher tentava conversar com Peggy, mas a agente não falava nada. Peggy não é mal educada, ela não tem muita confiança de falar assim com qualquer um, mas ela não via algo de errado na mulher, ela estava apenas sendo simpática. Peggy responde a mulher finalmente - Eu sinto muito...Me chamo Peggy Carter!- Peggy estende a mão para cumprimentar a moça. Com um belo sorriso de canto, a loira responde:

- Prazer Peggy...me chamo Nathalie Smith!


Notas Finais


Será que teremos reencontro romanogers? Não, eu acho que não hehehehehe


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...