História LIMANTHA - Aprendendo a Conviver (Fanfic) - Capítulo 32


Escrita por:

Visualizações 334
Palavras 1.729
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, LGBT, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Muitas Emoções Virá Neste Inicio de Reta Final. Fiquem Ligados!

• Boa Leitura!

Capítulo 32 - Capítulo 31 - Planejando o Futuro


Samantha,




Quando me desperto, percebo que passamos um tempo abraçadas ali, e Lica já havia acordado também. Meu suor escorria pelo meu corpo e Lica contornava minhas costas com os dedos me fazendo cócegas e rir em seu pescoço, o que automaticamente lhe fazia rir junto.


- Você precisa de um banho.. - fala ela me fazendo afastar de seu pescoço e lhe fitar.


- Se você for junto, eu vou.. - beijei lhe os lábios e sorriu sem graça.


- É que aqui ta tão bom.. - disse manhosa e sorri abertamente.


- Sabe, tô achando que ficar aqui com você é melhor. - falo beijando seu queixo e mordiscando.


- Mas sabe, minha mãe pode chegar e nos pegar aqui, assim.. Já pensou dona Marta te pegar pelada deitada em minha cama e eu de roupa? Vai pensar que eu estou abusando de você.


- Ue, e não esta? - ela negou e falou.


- Não foi eu que sentei na cara de alguém e que queria que ela me chupasse.


- Nossa que calúnia! Eu não faria isso, jamais! - falo e arranco uma risada gostosa dela - eu te amo..


- Eu também te amo.. mas agora - disse se sentando na cama. - Vamos tomar banho.


- mas neném.. - ela se levanta e estica a mão para mim.


- Vamos. Eu não quero fazer um quadro seu pelada hoje. Tenho medo do titanic. Imagina, pintar você pelada, com essa carinha linda, e depois eu bater o carro e morrer.


- Aí, vira essa boca pra lá Lica! - disse ficando em pé rapidamente - jamais volte a falar essas coisas, ouviu?


- Sim, senhora.


...


- Sammy, posso te da banho? - pergunta e lhe fito por alguns segundos e depois entrego o sabonete. - vem cá. - ela me fez virar de costas e encosta seus seios em mim. Começou passar o sabonete em meios seios e beijar meu ombro.


- Não faz isso, Lica.. - pedi quando sinto suas mãos estimularem meios seios.


- Sammy.. - respondo com som nasal - voce quer casar comigo? - arregalei os olhos e me desvencilhei de seu corpo.


- Oi? - falo com dúvidas, pois acho que ouvi demais.


- Você quer casar comigo? - ela perguntou com tanta serenidade que senti meu corpo tremer. Movi minha boca algumas vezes mas não saia nada. - Eu estou falando sério, Sammy. Você quer casar comigo? - riu já nervosa e eu assenti.


- Sim. Eu quero casar com você. - sorri.


- Eu juro que quando eu tiver já um trabalho, eu vou comprar um apartamento pra nós morarmos. Nós três! - disse passando a mão com o sabonete em minha barriga com calma e fazendo espuma. - tenho certeza que se não for com você, não será com mais ninguém. - sorriu abertamente. - nem que isso demore alguns anos, Sammy. Mas eu pretendo casar com você.


- Eu amo você ..


Eu estava tão admirada com o fato da Lica está tão disposta assim de querer assumir tudo. Não é qualquer pessoa que trata de assumir tudo, ainda mais uma mulher. Nós somos jovens, e agora que ela completou 18 quase 19 anos, não era isso que ela planejava para a sua idade acredito. E muito menos por mim, eu me sinto mal por vê-la disposta a tudo por minha filha, e eu me sinto muito orgulhosa de saber que ela tem um coração tão lindo assim. Ela é realmente maravilhosa.


...


Após o banho resolvemos dormir um pouco, bom pelo menos ela dormiu, eu estava deitada a sua frente admirando seu rosto. Ela sem dúvidas era a pessoa mais linda que já vi na vida.


Vaguei meus pensamentos sobre qual nome escolheria para minha filha, e cheguei a nenhuma conclusão. Eu queria um nome que me agradasse e também agradasse a Lica. Não podia ser qualquer nome, teria que ser o nome, e que trouxesse sentindo especial.


- Sammy, dorme... - sussurrou Lica de olhos fechados e eu sorri lhe fitando.


- Quem te garante que eu estou acordada? - pergunto e vejo abrir os olhos.


- E quem está falando comigo agora? - falou baixo e sorriu.


- Acho que é meu celular. - brinco e lhe dou um selinho.


- Porquê não dorme?


- Estava pensando em mil coisas... e uma dessas coisas seria o nome de nossa filha. Queria algo que envolvesse a gente. Como a Tina fez com o nosso nome. Limantha. - riu negando com a cabeça.


- Quer colocar o nome de nossa filha de limantha? Acho que ela vai sofrer bullying, soa estranho como nome. - fala ela intrigada.


- Aí, não né Lica. - eu revirei os olhos e ri. - O que você sugere?


- Hm.. não sei. Quer um nome que nos envolva? - assenti - Bom, não sei .. nossos nomes?.. - franziu o cenho. - Heloísa.. Samantha.. Samara..hm.. Limartine ...


- Limartine? Da onde tirou isso? - pergunto franzindo a testa.


- Sei la, acho que de Limantha e do seu sobrenome. Lambertine - gargalhou e eu acompanhei. 


- Idiota... - penso mais um pouco, e repenso outra vez. - Que tal, Heloíse. - sugiro.


- Achei legal, gostei. - assentiu - Heloíse.. e..hm.., deixa eu ver.. e.. Samara?


- Samara? 


- É Samara, como havia dito. Acho bonito. Assim se parece com o seu nome, que é Samantha. - fala objetiva e eu a encaro pensativa.


- Heloíse Samara.. - sussurro. - Heloíse Samara Lambertini Gutiérrez. - falo completo e a vejo sorrir.


- Nossa, que nome forte. - ela fala e eu sorri. - até arrepirei. - riu.


- Besta... tudo bem pra você? - pergunto insegura.


- Você gostou de Heloíse Samara? - pergunta de volta.


- Sim, eu gostei.


- Então, por mim tudo bem. Será o nome de nossa filha. - sorriu. - Heloíse Samara Lambertine Gutiérrez. Espero que não se arrependa. - disse me dando um selinho.


- Não vou. - Lica beijou minha testa e depois me beliscou. - Aí! - empurrei sua mão.


- Testuda! - sorriu.


- Testuta é sua.. - calei-me e ela semicerrou os olhos.


- Opa, como disse Lambertini? 


- nada.. - mordo meu lábio inferior.


- Sua Boba.. - beijou-me de novo a testa e lhe empurrei. - O quê foi bebê?


- Você é chata. 


- Ok então, eu vou ficar quieta e dormir. - fala fechando os olhos sorrindo.


- Ei, não. - cutuco seu rosto e ela me olha - Vai mesmo comprar um apartamento para nós morarmos sozinhas?


- Sim, Sammy. Eu tenho dinheiro no banco, o seu Edgar sempre deixa lá uma quantia pra mim, e também dona Marta me da um pouco. Então, tem alguma coisa que já da pra começar sabe? - assenti - Eu não quero passar o resto da vida com você aqui nesse quarto e transando no banheiro porque aqui no quarto, tem gente que não consegue ficar calada muito tempo. - Plaft! - Aí, mas não é verdade? - fala passando a mão no braço após minha tapa.


- Não exagera. - reviro os olhos. - mas, você tem razão. - suspiro - E você sabe que isso vai ter consequências né? Minha mãe é uma delas.


- Não podemos mais nos esconder a vida inteira, são quase dois anos assim. E agora tem a Heloíse, eu já assumi tudo, e quero acatar com a responsabilidade.


- Eu não quero que você tenha toda a responsabilidade, eu jamais quis isso, e não quero.


- Não é como se você quisesse, eu quero. - sorriu - Eu vou assumir tudo assim que o apartamento estiver em minhas mãos.


- Ei, espera. Você já comprou? - pergunto confusa.


- Não Sammy. - franziu o cenho - Na verdade eu só andei olhando alguns - fala e se senta na cama procurando algo. - achei. - pegou o celular.


- É serio isso? - pergunto ao vê-la deitar novamente.


- Sim Sammy, olha aqui - me mostrou a tela do celular, e olhei com atenção. O apartamento era lindo. - eu pretendo comprar esse...tem mais fotos.


- Vai me levar lá? - lhe fito e ela me encara sorrindo.


- Claro, se quiser ir agora pode ir. - se sentou na cama. - quer ir? - pergunta ela e eu não sei o que responder, estou sem ação. Eu apenas assenti. - Então, vamos lá. - ela olha pro celular novamente e o leva até o ouvido, segundos depois. - Hey, eu queria ver aquele apartamento que você me falou.. isso.. minha namorada quer ver, será que podemos ver agora.. ótimo.. chegamos aí em breve.. thau. - e o desliga. - Pronto! Vamos?


- Vou me arrumar.


(...)


Já no carro, ela dirigia pela cidade em um bairro que era próximo ao mar. Ao pararmos em frente ao prédio, um rapaz acenou e se aproximou do carro.


- E aí, MB! - Lica fala empolgada. MB? Eu já ouvi.. Ah, então esse é o amigo dela.. Bom, pelo menos ele sabe sobre nós. - Podemos subir?


- Sim! Chega aí.. - fala ele.


...


Ao subirmos de mãos dadas ao 7 andar, o corretor nos mostrou o apartamento, e me apaixonei. Ele era lindo, espaçoso, tinha três quartos, tinha uma varanda com portas de vidro. Estava maravilhada com aquilo, e tinha certeza que era caro, muito caro pra a Lica comprar aquilo sozinha.


E não posso esquecer da área de lazer no térreo, com piscina, e quadras de esportes.


- Então Lica, vai fechar o negócio? - pergunta o tal MB com papéis em mãos. Lica olha pro papel e sorri. Ela vira o rosto pra mim e fala.


- Sammy.. - assenti. - assina. - disse me entregando os papéis e caneta. Eu franzi o cenho e neguei com a cabeça.


- Lica, isso é muito caro! Como é que você vai pagar isso? E porque eu tenho que assinar?


- Porque você é a mãe de Heloíse, e esse apartamento sera todo dela caso aconteça algo comigo. - ao falar aquilo eu arregalei os olhos e olhei incrédula pensando.


Ou eu pirei de vez, ou foi a Lica que ganhou na loteria e não tô sabendo...




• *XxXxXx*


Então quer dizer que o namoro de Lica e Samantha continuam firme e forte? Hm.. é o que veremos lindas... Isso não vai ficar assim...


XX: Alô.


X: Hey, lembra de mim... nos conhecemos naquela festa..


XX: Ah sim, lembro. Deseja algo?


X: Bom, vou precisar da sua ajuda para algo que talvez lhe interesse...


XX: Então, pode dizer ..


X: Prefiro falar pessoalmente.


XX: Ok, onde posso encontrar você?



(...)



- Ótimo, que eu não me arrependa disso, não quero que aconteça nada com elas. Ok?


- Pode deixar. Tudo no seu devido tempo... - sorri.










Notas Finais


Eu só queria uma mesada da Lica na minha vida..kkkkkk..

Awn' meus nenens vão ter a pequena Heloíse! É Muito amor !!!

Ps: QUERO SABER QUEM SÃO ELES E O QUE TANTO FALAM DOS MEUS NENÊNS ??? VOU COMETER UM CRIME !!!

E VOCÊ? JÁ SABE QUEM SÃO?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...