História Limitless - Imagine Min Yoongi (Suga BTS) - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Imagine Min Yoongi, Imagine Suga Bts, Imagine Yoongi Bts
Visualizações 425
Palavras 630
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Primeiramente,desculpem a demora. Estava passando pelo famoso "Bloqueio criativo".
Segundamente,o ano tá acabando,as provas começando,trabalhos atrasados..
Fiquem com o capítulo. Boa leitura. Espero que gostem.

Capítulo 5 - Vultos


De manhã:

A porta de meu quarto foi aberta, revelando um garoto o qual eu conheci ontem e que já  tenho muita afinidade. 

O que tá acontecendo?

O que o Suga tá fazendo aqui?

- Oi, ____! - Disse ele me dando um beijo na testa.
- Oi, Suga. O que tá acontecendo? - Falo me sentando na cama, mas meu pé encosta na coberta e começa a latejar.
- Ainda dói? - Ele pergunta preocupado. Assenti - Desculpa mesmo por isso, minha madrasta quebrou um perfume e ficou com preguiça de limpar. Queria que isso tivesse acontecido com ela! - Bufou.
- Não fala assim... Mas, agora explica. Tá fazendo o que aqui em horário de aula? - Pergunto e o mesmo sorri danado.

- Vim cuidar de você.. Minha madrasta errou e você pagou pelo erro dela. Então, vim me redimir por ela... cuidando de você - Ele responde.
- Q-quer.. cuidar de.. m-mim? - Pergunto.
- Queria muito. Por isso, já liguei para a escola falando das nossas faltas. Depois os meninos vão nos passar o conteúdo. Seu pai deixou eu ficar aqui para te ajudar - Falou e sorriu. Sorri junto.
- Obrigada, Suguinha.. - O abracei - O que eu seria sem você?
- Na verdade, a pergunta é, o que EU seria sem você? - Falou e eu ri.

Suga se sentou na cama, com cuidado para não encostar em meu pé.

- Vou ver como está o curativo - Falou destapando meu pé.
- Só toma cuidado, tá latejando - Falo.
- Hora de trocar o curativo. Já volto - Saiu do quarto.

Alguns segundos depois, ele volta com um kit médico.
Ele troca meu curativo e me pega no colo. Dando um beijo na minha bochecha. Quando me dei conta, estávamos na sala.

- Suga, eu tô com sono - Digo e ele me põe no sofá.

O garoto me deita em seu peito e acaricia meu cabelo.

- Você está esgotada mesmo... - Ele diz erguendo o meu queixo e começando a acariciar meu rosto.

- Eu não dormi nem um pouco - Falei sentindo as lágrimas virem.

- Por quê? - Suga pergunta calmamente.

- Fiquei vendo coisas no meu quarto e aquele nome estava martelando na minha cabeça.

- Nunca mais te deixo jogar Ouija... - Murmurou e me abraçou.

- Vamos mudar de assunto? Meu pé tá doendo... - Digo.

- Pé estraga prazeres... - Suga fala e me afogo nas risadas, sempre existe um jeito de se afogar sem ser com água.


- Vamos ver um filme? - Pergunto.


- O que você quer ver? - Ele me questiona.


- Põe invocação do mal 2, tá naquele cestinho de CDs ali - Apontei para o cesto em cima da estante ao lado da TV.


- Ok - Suga vai lá, pega o CD e põe.

O filme começou. Mesmo tendo visto tantas vezes, ainda levo muitos sustos.

- Posso falar uma coisa? - Digo.
- Pois diga... - Suga fala com um sotaque engraçado.
- Quando machuquei meu pé, achei que um fantasma tivesse me amaldiçoado - Falei e ri. Logo Suga solta uma risada.
- O único fantasma que te assombra sou eu - Falou e passou o braço pelos meus ombros.
- Hahahah. Será Suguinha meu fantasminha camarada? - Falo. Ele assente e ri.

Logo minha visão parecia distorcer, eu via coisas, Vultos que pareciam correr desesperadamente. 

A garotinha apoiada na parede segurando um ursinho, me chamou a atenção. Ela tinha o mesmo tamanho da sombra que vi ao lado do meu armário.

Ela não parecia má, nem um pouco, apenas atormentada. Se perguntando se iria encontrar seus pais ou alguma ajuda. Querendo saber o que aconteceu. Se estava viva...


- Suga... - A menina olhou para mim com uma feição preocupada.


E tudo se apagou.


Notas Finais


Como podem ver, eu reescrevi o cap e mudei completamente o rumo da história. Espero que tenham gostado e Tchau com saaaaal!!
😍😍😘😘

(OBS: Eu corrigi e reescrevi todos os capítulos)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...