1. Spirit Fanfics >
  2. Linda paixão (Um romance sasosaku) >
  3. O reencontro (II)

História Linda paixão (Um romance sasosaku) - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


Capitulo novo e quentinho. Boa leitura.😙😙

Capítulo 5 - O reencontro (II)


Fanfic / Fanfiction Linda paixão (Um romance sasosaku) - Capítulo 5 - O reencontro (II)

Sa-Sasori?

Quando eu me pego olhando para o rosto daquele garoto, percebo que é com este rosto que eu tenho recentemente sonhado, são estes cabelos que tem invadido as cenas e pintado a tela em branco do meu coração de um tom vermelho sangue, são estes olhos que me pego admirando até dentro de meus sonhos. Mas algo esta diferente, sua expressão de surpresa e desgosto estampada em sua face, é como se uma lamina de gelo tivesse me perfurado no fundo de minha alma. Ele se afasta, ainda com aquela expressão de desconforto, me pergunta.

-Oque você disse?

-Do que foi que ela te chamou?

Eu olho para ele confusa, e para Deidara que esta logo do lado, mas em meio a cena, eu fico sem resposta para aquelas perguntas.

-Ah, é... acho que confundi você com outra pessoa. Mas afinal, como sabe meu nome?

-Bem, é que eu vi uma garota estranha sentada no meu lugar e pedi informação para o Deidara, ele quem me contou. É, será que você pode me deixar passar?

Fico um tanto desconcertada com a situação, e me levanto devagar dando espaço para ele poder passar para o assento à meu lado. Quando ele finalmente se acomoda, eu volto a me sentar, e o professor entra na sala, oque faz todos se sentarem em seus lugares e pararem com as conversas paralelas. Eu ainda estou sem entender, e envergonhada, mas evito olhar para ele. Sinto meu rosto queimando juntamente com todo meu corpo.

(-Será que ele não lembra sobre mim? Que já nos encontramos antes? Até porque até eu mesma havia esquecido sobre ele, então deve ser isso. Mas mesmo assim, porque ele ficou tão surpreso por eu chamar ele pelo nome. Esse não é o nome real dele? Bem, de qualquer forma, é ele, tenho certeza que é. O garota que me ajudou na estação, que foi tão gentil...)

-Senhorita Haruno?

Meus pensamentos são inundados por uma voz que aparenta estar se alterando.

-Oi, oque?

(Risos da sala inteira)

-Eu pedi para que me dissesse qual a raiz quadrada de PI.

-Ah, só isso?

(-Opa, acho que disse isso alto de mais.)

- Ah, já que você se dá tão bem com o assunto, porque não vem até a lousa, e explique para seus colegas.

(-Droga!)

Me levanto lentamente, e sigo até a lousa, onde o professor me entrega um pincel. Olho pra ele e tenho certeza que estou fazendo uma cara de pânico, por que nem ele esconde de dar uma meia risada e se afastar. Começo a desenrolar uma conta na lousa, enquanto falo sobre minhas teorias de maneira objetiva.

-O valor da raiz quadrada de pi, que vale 3,14, é igual a 1,77.

O valor de pi é um valor que é dado pela razão entre o perímetro de uma circunferência e seu diâmetro, dessa forma é uma constante, dentro da geometria considera-se pi como sendo aproximadamente 3,14 , considerando o seguinte símbolo:

π = 3,14

A raiz quadrada de um número Y é dada por um número X que elevado ao quadrado será igual ao número Y , dessa forma para o 3,14 tem-se que:

√3,14 = 1,77

Pois:

1,77² = 3,14

Dessa maneira chega-se ao resultado de que o valor de pi é de 1,77.

Embora isso seja bem fácil de responder, eu entrego o pincel para o professor que ri um pouco encabulado e parece satisfeito, quando me viro para voltar pro meu lugar, vejo uma reação de surpresa no rosto dos meus colegas, e mais burburinho entre as garotas da classe.

(-Ótimo, agora fiz minha fama de nerd da classe)

Tento parecer neutra enquanto ando de volto para meu lugar, e acabo buscando pelo rosto do ruivo, que esta me fitando, mas assim que nossos olhares se encontram percebo o mesmo virando o rosto que passa a olhar a paisagem do lado de fora da janela. No momento em que meus olhos encontraram os dele, senti meu estomago revirar, mas assim que ele desviou o olhar, oque eu senti foi uma profunda tristeza, então apenas abaixei a cabeça, e chegando a meu lugar me sentei, e continuei de cabeça baixa rabiscando alguma coisa em meu caderno por alguns minutos.

Quando eu senti um movimento em meu braço, e um papel deslizando até topar no meu caderno. Meu coração palpita, eu apanho a papel e o abro. Está escrito apenas..

-Oi

Olho para o lado na direção do ruivo e vejo que ele continua fitando a paisagem do lado de fora. Fico um pouco incerta se foi ele mesmo. Olho para os alunos sentados atrás de nós, mas eles parecem bem concentrado em seus exercícios. Então, vejo ele batucar um dos dedos emcima da mesa duas vezes, como se pedisse a resposta. Respondo.

-Oi

E uma conversa entre bilhetes surge

-Tudo bem com você?

-Sim, esta tudo bem. Porque?

-Nossa que fria.

-Diga logo oque você quer.

-Nada, só estava preocupado se você estava mesmo bem.

-Ué, como assim? Eu pareço mal?

-Não é isso. Só pensei por um momento que você fosse tropeçar em algo e cair.

Ele me manda e em seguida manda outro

-Se isso acontecesse iria ser muito deselegante, e eu teria que ir te salvar.

Sinto meu rosto queimar de vergonha. E bato minha cabeça na mesa. Pessimo hora pra eu lembrar que vim com meus piores trapos pra aula hoje. Ele manda outro.

-Então você lembrou de mim tão imediatamente?

Estou bastante envergonhada, mas, por não se estabelecer um contato visual ou ao menos palavras, me sinto confortável para continuar a conversa.

-Como eu me esqueceria do meu salvador?

Ele da um suspiro de risos quando lê. Então eu mando outro

-Pelo visto você que não lembrou de mim de imediato.

-Eu não disse isso. Apenas fiquei surpreso por ser você, e por você lembrar de mim. Sabe de longe você não parecia você, a primeira vez que te vi você parecia uma princesa. Hoje você parece a plebéia.

(-Droga, porque eu escolhi vir com estas roupas largas, e porque justo hj prendi meu cabelo com esse coque horrível?)

Bato minha cabeça na mesa mais uma vez e me xingo por dentro. E então o respondo.

-Como eu poderia imaginar que acabaria estudando na mesma classe que você. É uma chance em 30 mil.

Ele ri mais uma vez.

-Pois é, eu acabei pensando o mesmo.

Manda outro.

-Não costumo dizer meu nome por aqui, todos a minha volta me chamam pelo sobrenome, ou apenas Danna (Mestre). Então se puder se enquadrar a um destes termos eu agradeceria.

Ah, então foi por isso que ele pareceu irritado quando eu disse o nome dele em voz alta.

-Eu não vou te chamar de mestre!

-Então use meu sobrenome.

-Vai ter que refrescar minha memória.

-Engraçadinha, Akasuna. Me chame de Akasuna por favor.

Isso é um tanto estranho, mas é formal, quer dizer eu não tenho tanta intimidade para chama-lo pelo primeiro nome mesmo.

-Certo.

Mando outro

-Sasori no Danna.

Algumas horas depois, e depois de varias piadinhas sobre como o chamei, o sinal toca, e todos saem rapidamente. Eu acabo demorando um pouco para por minhas coisas na mochila, e sem querer bloqueio a passagem de Sasori, depois que todos da sala saem, ele se senta relaxado e fica me observando guardar meu material. Eu percebo que há alguém me observando e quando olho pra ele, dou um pulinho de susto e acabo corando.

-Me – me desculpe, eu acabei bloqueando a saída sem perceber. Eu não estou acostumada com esse método de assentos, então, penso que não tem problema.

Ele começa a sorrir, mas logo cobre a boca com sua mão, e então fica sério.

-Sem problem. Você já conheceu os clubes da escola?

Balanço a cabeça em afirmação enquanto dou espaço pra ele passar. Já em pé a meu lado ele diz.

-É uma pena, parece que alguém passou na minha frente. Queria ter sido eu a te apresentar o lugar...

Não vou mentir que ouvir tais palavras vindo dele me deixaram paralisada e sem fala.

E sai andando sem mais nem menos em direção a saída. Quando ele esta quase saindo eu tomo coragem e digo.

-Até agora eu só conheço os clubes e o refeitório.

Ele para já na porta, olha para mim com o rosto extremamente sem expressão e diz.

-Vem, vamos dar um passeio!

...continua


Notas Finais


Bem gente, é isso. O tao esperado encontro acontece. Mas nao para por aí, ainda vao acontecer poucas e boas na historia desses dois.. aguardem... obg por tudo e bejoss.. até a proxima.😍😚😚😚


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...