História L'informateur "Sorciére" - Capítulo 1


Escrita por:

Visualizações 579
Palavras 4.426
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Crossover, Festa, Ficção, Lemon, Shonen-Ai, Sobrenatural, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Cross-dresser, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


ERA PRA ESSA POHA TER SAÍDO NO HALLOWEEN, MAS COMO EU SOU LERDA, EU ATRASEI

MAS FOUDANCI É SÓ LER NO PRÓXIMO HALLOWEEN #RESOLVIDO

Enfim, vou deixar os avisos e vazar:

• Tem lemon.
• É Yoongi Bottom/Passivo/Uke/Pessoa que dá a raba, se não gosta, vaza que teu mimimi não vai me fazer mudar a posição que eu coloquei o Yoongi.
• Tem um pouco de feminização.
• Tem Crossdresser (no caso, um homem que se veste de mulher e/ou uma mulher que se veste de homem)
• Inspirado em Shadow Hunters, porém faz bastante tempo que eu li aquele livro, se eu errar algo releva pq eu não lembro de muita coisa :')

Boa Leitura~

Capítulo 1 - Capítulo Único


— É aqui, não é, NamJoon? — Perguntou SeokJin.


Ambos os caçadores estavam em frente a uma boate pintada em cores preto e roxo escuro com uma placa neon lilás escrita "Fun de l'érotisme¹". Era possível escutar um pouco do som que saía do edifício. A luxúria era quase sentida ali fora mesmo, com toda a certeza aquela boate era um lugar nem um pouco casto.


— É aqui, sim. — murmurou NamJoon.


— Certo, está com o passe-vip?


— Estou... Ah, Jin, não se deixe levar pela atmosfera do local! Viemos aqui coletar informações e não nos divertir!


— Você fala comigo como se eu fosse uma criança inconsequente sendo que eu sou mais velho que você!


Ambos riram, mas logo voltaram a ficar com suas expressões sérias. Se aproximaram da entrada que era guardada por um brutamontes mal encarado. Mostraram os passes e o segurança falou alguma coisa pelo fone antes de permitir a entrada dos dois.


Havia alguma música eletrônica tocando enquanto os corpos dançavam no centro da pista. Em um canto havia um bar com dois barmans atendendo os clientes e mais ao fundo havia uma escadaria que dava para o segundo andar.


NamJoon foi perguntando sobre o informante, quase não o encontraram, mas souberam que ele iria se apresentar no andar de cima. Ele trabalhava como stripper além de morar na boate por ser quase um dono dela. Era ele quem atraía os clientes, em sua maioria. Ele era a jóia do Fun de l'érotisme. Um garnet azul².


Os dois subiram para o segundo andar, havia um palco com uma barra de pole-dance e sofás em formato semi-circular de cor vermelha com uma mesa no centro. Se sentaram em um dos sofás e entregaram-lhes bebidas, mas não tomaram nenhum gole. Precisavam estar sóbrios para que nada acontecesse já que alí era frequentado por mundanos, vampiros, demônios e etc. Não seria muito bom lutar bêbado, não é?


— Como você acha que ele é, Jin?


— Hm... Não sei? Todas as histórias dos mundanos dizem que bruxas são feias! — deu uma risadinha. — Mas se ele trabalha como stripper, então ou ele é bonito ou ele usa alguma magia pra parecer ser muito lindo!


Passado alguns minutos, os lugares nos sofás começaram a ser ocupados e quando não entrou mais ninguém, NamJoon olhou em seu relógio de pulso, vendo que já eram onze e meia. Não faltava muito para a meia noite.


Um rapaz alto de cabelos ruivos e terno apareceu, segurando um microfone. Era provavelmente um apresentador ou até mesmo quem sabe o dono da boate.


— É ele? — perguntou Jin.


— Não, disseram-me que o informante era uma mulher... — franziu o cenho. — Ou semelhante à uma. Eu não lembro bem agora.


— Damas e cavalheiros, é com grande prazer recebê-los em minha tão querida boate! Para quem não me conhece, me chamo Jung Hoseok, o dono desta boate! — disse, confirmando as suspeitas de NamJoon sobre aquele cara ser o dono daquele local. — Espero que aproveitem o show de minhas meninas e meninos! E claro, a última apresentação será da minha jóia preciosa! A jóia da coroa do Fun De L'érotisme!


Ele explicou como as coisas funcionavam alí e assim que terminou, os strippers começaram a se apresentar. Alguns chegaram a ser atraentes para NamJoon e Jin, mas tentaram se concentrar em não pensar com a cabeça de baixo.


Um total de quatro garotas e quatro garotos se apresentaram. NamJoon era bissexual e Jin também, então foi um pouco difícil não ceder aos desejos da carne, mas no fim conseguiram. Como consequência, apenas uma semi-ereção despontava de suas calças.


Assim que o último stripper saiu do palco, as luzes se apagaram e um silêncio se formou. NamJoon começou a achar que aquilo poderia ser uma armadilha, mas logo se foi ouvido sons de passos. Lembrava ao barulho que uma mulher fazia ao andar com um de seus formosos sapatos de saltos.


Uma luz iluminou um único ponto no palco, bem onde se encontrava a barra.


Um rapaz (ou uma mulher) de cabelos curtos e azuis, lábios rosados e finos, porém muito atraentes para até mesmo sentir vontade em beijar aquela boca ou até mesmo fazer algo bem mais impuro e possuía pele branquinha que quase refletia a luz que havia em cima de sí. Usava um salto preto junto de meias 7/8 com cintas-ligas em ambas as pernas, um colã preto de mangas longas com um decote em V com fios se cruzando, além de um choker³ com alguns spikes³ e um enfeite que fazia a choker se parecer com uma coleira. Os olhos negros e felinos passearam por todo lugar, assim que a música sensual começou a tocar, se encontrando com os olhares de Jin e NamJoon, quase sentido um choque correr por seu corpo somente com aquela troca de olhares. Com os dois Kim's não foi diferente, não podiam negar que aqueles movimentos sutis e sensuais vindos daquele baixinho eram cativantes. NamJoon percebeu que era um menino quando ouviu um dos clientes dizer algo como: "é ele, o belo garnet azul".


Nunca que passaria pela cabeça que aquele jovem (ou talvez não tão jovem) seria mesmo um homem. As coxas e a bunda arrebitada diziam outra coisa assim como seu rosto afeminado e delicado.


— Até que ele é bonitinho. — murmurou Jin.


— É, me pergunto se o dinheiro que temos será o suficiente para conseguirmos conversar com ele.


— E se ele pensar que somos clientes?


— Apenas vamos falar a verdade.


O de cabelos pretos concordou e voltou a ver a apresentação de "Suga" o nome que ele usava para os clientes lhe chamassem assim.


A música não lhe era conhecida, mas chutava que o nome dela era "Sassy" já que era uma palavra muito repetida. NamJoon conseguia entender tudo naquela música já que era fluente em inglês. Aquilo só contribuía para perder o controle que estava segurando desde o início das apresentações. Para SeokJin também não estava sendo fácil, ver aquele garoto se empinando e simulando até mesmo o próprio ato naquela barra, e as facetas de prazer que ele fazia ao mesmo tempo que abria a boca como se estivesse gemendo prazerosamente? Aquele garoto era um pecado. Poderiam jurar que ele era a personificação da própria luxúria.


Mirror mirror on the wall

Haters wanna see me fall

But I'm a cover girl


Mirror mirror on the wall

Who's the precious one of all

I think that I am sassy

I know that I am


Mirror mirror on the wall

Sassy girl that's what I'm called

I think that I am sassy

I know that I am


Nunca uma apresentação pareceu passar tão devagar como aquela. Parecia que aquela demora toda era um tipo de teste de quem tinha mais sanidade e autocontrole.


Cada pessoa alí presente saiu para comprar uma noite com o que mais lhe havia agradado. Aquilo era quase como um leilão, quem oferecesse mais, ganhava o que queria.


Foi um pouco difícil os dois conseguirem Suga, mas por sorte, o dinheiro que tinham era o suficiente. Eles podiam até pedir para falar com ele em particular, mas Suga era exigente com relação a ajudar a clave. Ele pedia uma quantia exata de dinheiro, segundo ele, ser informante não é algo fácil visto que ele era... Um espião infiltrado no campo inimigo. Se o descobrissem, estaria morto.


NamJoon e Jin estavam sentados esperando, já que o azulado foi se banhar, pois havia suado com sua performance no palco.


— Vocês são Kim SeokJin e Kim NamJoon? — perguntou Hoseok.


NamJoon e Jin até ficaram um pouco surpresos por ele ter se aproximado para falar com eles.


— Sim, senhor. — Jin foi educado, se reverenciando assim como NamJoon.


— Yoonie me pediu para levar vocês dois para seu quarto. Então me sigam, por favor.


— Sim, senhor!


O Jung os levou por entre os corredores dos quartos, era possível até ouvir alguns gemidos baixos vindos deles. O ruivo andou mais um pouco e bem mais afastado dos outros quartos havia uma porta de cor branca e maçaneta dourada.


— Só posso levá-los aqui, senhores! Por favor, com licença! — disse, abrindo um belo sorriso antes de ir embora.


Jin olhou para NamJoon antes de bater na porta. Ouviram um "entrem" abafado, vindo do lado de dentro. NamJoon adentrou o quarto, seguido de Jin e fecharam a porta em seguida.


Suga estava bem diferente de antes, na apresentação, mas não deixava de ser ousado. Usava um top e um tipo de short que ía até a cintura e que era tão curto que parecia uma calcinha, além de ser bem coladinho ao corpo do stripper. Por cima destes, havia um tipo de vestido transparente preto com detalhes também pretos. O "vestido" tinha mangas longas e era comprido. O azulado estava deitado na cama de forma relaxada, por tanto, não havia calçados em seus pés.


Jin e NamJoon sentiram um fisgar em seus membros com aquela imagem a sua frente, mas tentaram afastar tais pensamentos.


— Oh, vocês chegaram! — exclamou, se pondo sentado na cama. — Devo confessar que nunca estive com dois clientes ao mesmo tempo!


— Nós não somos clientes. — falou o loiro.


— Não? Se vocês não fossem clientes, não teriam me pagado para ter algumas horas comigo!


— Acontece que sabemos que você é um bruxo.


— Ah? Não faço a mínima ideia do que estão falando, então se vieram apenas para falar besteiras, peço que se retirem!


— Bruxas e bruxos são filhos de demônios com mundanos, além de serem imortais! — falou Jin, como uma forma de provar o que eram.


— Vocês devem estar bêbados, irei chamar os seguranças!


NamJoon suspirou e abaixou a gola de sua blusa, mostrando uma de suas runas.


— Agora você pode parar de fingir que não sabe de nada do mundo das sombras.


A expressão – falsa – apavorada de Suga se desfez, ficando sério.


— Ah, caçadores das sombras... Eu não esperava por uma visita hoje... O que aconteceu com Taehyung e Jimin?


— Foram resolver alguns problemas, então eu e o Jin viemos aqui para ver se sabia de algo.


— Hm... Entendo. Bem que eu sentia que as coisas não estavam muito boas ultimamente.


— Alguém está permitindo muitos demônios virem para esse mundo, você sabe quem é?


— Hm... — Ele os olhou de cima a baixo, parecendo ponderar sobre algo. — Eu tenho uma proposta para vocês, mas antes quero que sejam sinceros com minha pergunta.


— ... Diga. — disse o de cabelos pretos depois de trocar olhares receosos com NamJoon.


— O que acharam da minha roupa na minha apresentação? — perguntou, lambendo os lábios.


— ... Excitante...? — falou Jin, receoso.


— Bem atrevida... Do que você estava vestido? Hoje é halloween, que eu saiba, e todos os outros strippers estavam de fantasias.


— Eu? Eu estava vestido de bruxa, o que é uma ironia, pois eu realmente sou um bruxo. — deu algumas risadinhas maliciosas.


— Certo, então qual sua proposta?


O baixinho se jogou na cama, logo apoiando a cabeça em seu braço e olhando para eles com um sorrisinho de canto.


— Eu não faço sexo com clientes diferente dos outros, por isso muitos me querem. Acham que podem mudar minha opinião. — riu debochado. — Bom, vocês não são exatamente clientes. Então, sendo direto: eu quero que vocês dois me fodam.


Ambos arregalaram os olhos, ainda tentando digerir a proposta feita pelo bruxo. Não iriam negar que o achavam atraente, muito menos excitante. Já estavam tendo problemas ao tentarem se controlar para manter a cabeça sã e não atacar aquele corpo delicado e belo. Com o baixinho consentindo em deixar que o atacassem só piorava as coisas.


— O quê?! Nós nem sequer sabemos seu nome, idade ou de onde veio! — disse SeokJin.


— Não seja por isso! Me chamo Min Yoongi e sou de Daegu... Quanto à idade, isso não importa já que tenho toda a eternidade pela frente!


— Não podemos fazer isso, viemos apenas pegar informações!


— Ah? Tudo bem, então acho que vou ter que ajudar vocês a se soltarem! — disse, logo abrindo as pernas. — Eu vou dizer tudo o que sei apenas se vocês me foderem.


NamJoon e Jin se entreolharam. Estavam excitados, não ouviriam nada da boca do baixinho que não fosse sobre tal proposta. O que custava se enterrar com força nele?


— Ah? Bem, já que vocês não vem até mim, eu irei até vocês.


O Min se levantou, andando de maneira leve e trazendo um ar sensual consigo. Como se fosse um felino cercando sua presa. "A bruxa" se aproximou primeiro do de cabelos pretos, segurando em suas mãos e as levando até sua bunda, como uma forma de dizer que tinha permissão em fazer o que quisesse alí. Jin não hesitou em momento algum quando apertou a carne em suas mãos, arrancando um gemido manhoso do mais baixo que apertou seus ombros. Aquele gemido animou tanto Jin como NamJoon.


— Ei, o que está esperando, Namie? Você pode me tocar também. — disse.


O Kim mais novo não esperou um segundo chamado e já foi para trás de Yoongi. Segurando a cintura fininha demais para um homem se dizer másculo.


Mas quem disse que estavam reclamando disso?


Jin passou a dar beijos no pescoço de Yoongi, as vezes até chegando a morder com força, o que arrancava gemidos doloridos do pálido. Já NamJoon, este esfregava com afinco sua ereção na bunda do Min, querendo se enterrar naquele buraquinho fundo e forte.


— V-Vamos para a cama? — perguntou trêmulo ao que se empinava mais e mais para o loiro.


Gemeu alto quando um tapa forte foi deixado em sua bunda, quase a deixando vermelha pela força se não fosse o vestido que usava junto do short.


— Sabe eu sou um pouco desastrado e sempre acabo quebrando coisas, mas dessa vez... — se aproximou da orelha do azulado. — Jin vai me ajudar a te destruir.


O pálido gemeu deleitoso, só de imaginar aqueles dois fazendo coisas impuras consigo, já fazia seu corpo ficar quente.


O Kim mais velho pegou o corpo menor e o jogou na cama com certa brutalidade. Ele sabia que Min Yoongi não queria algo fofo. A "bruxa" queria sexo forte e selvagem, então seria isso que os dois caçadores dariam.


Já era até possível notar o certo volume no short curtíssimo de Yoongi. Jin o virou de costas abrindo o vestido transparente e passando a beijar a pele que foi exposta.


— E-Ei, SeokJinnie... Vá com calma! Ahn! — gemeu quando o moreno estapeou sua bunda.


— Você queria sexo, então não reclame do meu jeito de fazer as coisas!


Jin começou a tirar a roupa de Yoongi, este que ajudou o outro do jeito que podia. NamJoon observava tudo de longe quando resolveu entrar naquela brincadeira adulta.


O moreno percebendo a aproximação do loiro, deu espaço para que este fizesse o que bem quisesse com o de cabelos azuis. O Min ergueu seu tronco pelos seu cotovelos, olhando para NamJoon por cima dos ombros, curioso para saber o que o mesmo faria.


— Jin, trate de tirar a roupa dele. — falou autoritário.


Yoongi não ía negar, estava gostando de ser subjugado dessa forma.


NamJoon se sentou com as costas apoiadas na cabeceira enquanto SeokJin virou Yoongi novamente na cama, dessa vez o deixando de barriga para cima.


O Kim tirou o top do corpo de Yoongi que ajudou, levantando seus braços para que a roupa passasse. Retirada a peça de roupa, NamJoon e Jin puderam contemplar a visão dos botõezinhos rosados e eriçados do Min.


— Tão lindo... — murmurou o moreno. — Você jogou algum feitiço sobre nós, bruxa? Não é possível alguém ser assim tão lindo como você.


O de cabelos azuis sorriu, uma mistura de um sorriso malicioso e sapeca, virando a cabeça para um lado e deixando o pescoço branquinho exposto. Os dois caçadores quase rosnaram em desejo com a forma entregue que o Min estava. Se perguntavam como alguém conseguia ser assim tão lindo, adorável e fodível.


Jin levou sua mão até o zíper que ficava no lado direito da cintura de Yoongi, o descendo com cuidado para não prender e quando foi descido por completo o Kim mais velho foi abaixando aquele short curtíssimo que dava uma bela visão para as coxas bonitas do Min. Se com apenas a visão dos mamilos rosinhas foram o suficiente para fazer a boca dos Kim's salivarem, a visão da calcinha de renda preta cobrindo muito mal a ereção do bruxo fez os membros pulsarem dolorosamente.


— Puta que pariu, Min Yoongi! — o primeiro palavrão daquela noite saiu da boca de NamJoon.


Jin puxou Yoongi para seu colo, fazendo com que a bunda do azulado ficasse bem em cima de seu volume. O Min não perdeu tempo em começar a rebolar no colo do mais alto sentindo um forte aperto na sua cintura e um forte tapa em suas nádegas. O moreno passou a deixar beijos pela tez pálida descendo do pescoço para a clavícula até chegar nos botões rosadinhos que a muito tempo SeokJin encarava. Lambeu lentamente, depois chupando e prendendo com os dentes enquanto judiava do outro com seus dedos. O menor segurava-se nos ombros de Jin e os apertava como uma forma de descontar o prazer que sentia. Seus gemidos eram baixos, porém ótimos de se ouvir. Era como se Yoongi sentisse medo de alguém ouvir o que estavam fazendo. O Kim mais velho levou suas mãos até as bandas macias do bruxo por dentro da calcinha transparente e apertando a carne alí presente com força. O Min gemeu manhoso próximo do ouvido de Jin, este que parou de brincar com os mamilos do azulado e passou marcar os pescoço branquinho e sem mancha alguma. O moreno levou um dedo indicador até a entrada de Yoongi tocando o local sem penetrar o que fazia o menor se empinar.


NamJoon que apenas observava tudo aquilo levou suas mãos a acariciar seu membro ainda coberto pela calça e cueca que usava. Ver o Min tão entregue daquele jeito era a visão mais excitante que já vira.


— Ahn... Anda logo, SeokJinnie... — murmurou manhoso enquanto rebolava sobre os dedos do de cabelos pretos, este que se divertia com a forma ansiosa que Min estava para ser fodido por eles. — Me arromba, Jinnie!


O apelido que deixou os lábios do bruxo até era fofo, mas naquele momento nunca pareceu tão excitante.


— A paciência é uma virtude, bebê. — disse antes de deixar um beijo na testa do azulado.


O Kim tirou as mãos do bruxo e o afastou de si. NamJoon que observava tudo não perdeu tempo em fazer o Min deitar sobre suas pernas. A bunda branquinha coberta pela calcinha estava a sua disposição para apertar, bater e judiar o quanto quisesse. NamJoon pôs dois dedos no elástico da calcinha e afastou um pouco para depois soltar, fazendo com que batesse na pele do pálido. Min gemeu dolorido de forma baixa com a ardência que sentiu em seu quadril. O Kim mais novo voltou com seus dedos no elástico e repetiu o mesmo processo mais quatro vezes fazendo aquela região ficar vermelha antes de descer a calcinha e deixar as nádegas macias e avantajadas à vista.


A mão do caçador foi até uma das bandas e passou a acariciar o local antes de apertar com força e implantar um tapa forte, tirando gemidos do submisso. Fez aquele mesmo processo até ambas as nádegas estarem pintadas de vermelho por seus tapas fortes. Por sua bunda estar dolorida e vermelha, um simples aperto fazia o Min gemer da forma mais manhosa o possível. Ele estava sensível naquela região tão atraente.


Assim que se cansou de apenas marcar aquela bundinha linda, o Kim mais novo pôs o bruxo de quatro, o deixando bem empinadinho. Yoongi gemeu manhoso ao sentir os dedos longos do Kim circulando sua entradinha louquinha para ser destruída e preenchida pelo pau daqueles dois caçadores.


— Você está se contraindo tanto, bebê, você quer um pau te fodendo bem gostoso, não é? — pressionou um dedo no cuzinho do de cabelos azuis, mas logo afastou quando ele iria se empurrar contra seu dedo. Gemeu descontente.


— Ahn... Eu quero...! Me fode logo com seus dedos, Nammie! — falou manhoso, segurando o lençol por entre seus dedos com força.


— Só isso, neném? — perguntou enfiando logo dois dedos de uma vez.


— Ah... Quero algo maior, caçador! — gemeu deleitoso ao ter sua próstata acariciada pelos dedos longos do Kim loiro.


— O quê exatamente? Seja específico ou não irei saber o que você quer, bebê! — NamJoon estocou seus dedos com força contra a próstata do Min, sentindo um aperto contra eles. Yoongi havia se contraído de forma tão gostosa, mal conseguia esperar a hora em que iria se enfiar naquele aperto gostoso que o bruxo fazia.


— Ahn... — gemeu um pouco alto com as estocadas. — Seu pau, Nammie! O seu e o do Jinnie indo bem fundo e forte!


NamJoon riu maliciosamente e Yoongi apenas continuou gemendo enquanto sua próstata era tocada pelos dedos de forma prazerosa. Sentiu mais dois dedos cutucarem sua entrada já preenchida pelos dedos do Kim mais novo e curioso do jeito que era, olhou por cima de seu ombro e viu SeokJin junto de NamJoon, ambos lado a lado. Sua boca se abriu em um gemido alto quando mais dois dedos o penetraram começando a se mexer sem nem mesmo esperar o Min se acostumar. Os pequenos gemidinhos de dor logo foram substituídos por gemidos de prazer, o rosto de Yoongi se encontrava contra o colchão enquanto suas duas mãos seguravam o pulso dos dois Kim fazendo eles o foderem com seus dedos bem do jeitinho que ele queria. Quando estava próximo de gozar, ambos afastaram as mãos do azulado e retiraram seus dedos do interior acolhedor do Min.


Yoongi iria começar a reclamar por estarem demorando a lhe darem o que queria quando sentiu uma pincelada do membro de SeokJin. Ele não havia tirado suas roupas, apenas havia aberto um pouco sua blusa e havia tirado seu membro pulsante de dentro da calça.


— Onde tem camisinhas? — perguntou baixo próximo do ouvido do submisso com suas mãos passeando por sua cintura e quadril.


— N-Na gaveta... A primeira da cômoda. — murmurou trêmulo.


— Ah, e lubrificante? Você tem algum?


— No mesmo lugar... Ah! — gemeu com o tapa que recebeu em uma de suas nádegas já antes maltratadas por NamJoon.


— Que vadia você é, bebê.


— Eu sou uma boa vadia, Jinnie? — perguntou olhando Jin com falsa inocência.


— Sim, você é.


Em uma só estocada, o Kim mais velho entrou já utilizando a camisinha lubrificada com o lubrificante que recebeu de NamJoon.


— Céus, você é tão safadinho, Yoonie! Olhe só como você me recebe tão bem!


Com uma rebolada do submisso, Jin passou a estocar o Min. Começou de forma devagar para não machucá-lo, pois ainda sim se preocupava com o bem estar dos outros. Com o tempo as estocadas iam se tornando cada vez mais fortes e frenéticas, mas ainda assim não eram brutas. O de cabelos azuis gemia baixinho, mas as vezes sua voz se sobressaltava ou então lhe escapava um gritinho de prazer. Yoongi estava amando o sexo de SeokJin. Sentia que iria gozar a qualquer momento, então se empinou mais para dar mais liberdade ao moreno. Como pensou, não demorou muito e gozou no lençol, deixando um gemido alto e manhoso escapar.


— Ah... Não me aperte assim, bebê... Eu não quero gozar agora! — falou Jin, sentindo o aperto gostoso do submisso.


Se retirou da cavidade anal do Min este que gemeu em reprovação. Ele queria bem mais que apenas isso. Como se tivesse lido os pensamentos do de cabelos azuis, NamJoon se aproximou do corpinho marcado em vários tons e o virou, deitando-o de barriga para cima e o preenchendo com seu membro em uma estocada só. Yoongi gritou já setindo seu corpo mole pelo orgasmo subindo e descendo com as fortes estocadas de NamJoon. Este também tinha vestido uma camisinha e continuava com suas roupas de cima e sua calça aberta com o membro entrando e saindo da entrada já abusada por Jin. Yoongi gemia bastante, pois seu interior estava totalmente sensível com qualquer toque alí e para sí, aquilo era prazeroso demais. Havia amado o sexo bruto de NamJoon. Quando seu membro havia voltado a ficar duro, o loiro puxou Yoongi para seu colo se apoiando na cabeceira da cama. Yoongi começou a quicar de forma afoita as vezes rebolava gostosamente como a vadia sedenta por pau que era naquele momento. Teve seus movimentos parados por NamJoon que segurou sua cintura e desceu as mãos para as nádegas macias abrindo as para dar a visão perfeita dela engolindo seu pau com maestria. Fez o menor empinar deixando apenas a cabecinha em seu interior que fazia questão de apertar seu falo teso. Yoongi se arrepiou quando sentiu o aperto em uma de suas nádegas ficar forte e um outro membro cutucar sua entrada judiada e abusada pelas estocadas brutas de NamJoon. A cabecinha do pau de SeokJin entrou com um pouco de dificuldades e o mesmo quase delirou com o quão apertado Yoongi estava, mas logo isso mudaria, pois o submisso seria alargado pelos dois falos que tanto desejava em sí. NamJoon havia tirado as mãos de Yoongi como uma forma de dizer que o Min deveria descer no ritmo dele. Este que não hesitou em descer com tudo, sem paciência alguma para esperar se acostumar com a dor de estar tão cheio. Lágrimas desceram por seu rosto delicado e bonito, estas que foram secadas por NamJoon e ambas as bochechas foram beijadas pelos dois Kim's.


— Você devia tomar mais cuidado, neném, assim irá doer. — falou Jin.


— Que doa então.


Mal esperou muito e já descia e subia no colo dos dois, tendo o pescoço maltratado por ambos os dominantes e ter seu corpo apalpado pelas mãos de cada um. Seus gemidos prazerosos saíam altos bem mais que antes e segurava a blusa de NamJoon com afinco, como uma forma de descontar todo o prazer que sentia.


— N-Nammie, Jinnie! E-Eu estou quase lá! — falou manhoso.


— Então goza, bebê, goza pra nós dois. — sussurrou Jin antes de morder a orelha de Yoongi.


Após algumas estocadas Yoongi se desfez, sujando a roupa de NamJoon e gemendo da forma mais manhosa o possível. Sentiu que ambos os Kim também gozaram ao sentir seu aperto ao redor dos membros rígidos e eles se mantenram dentro de sí apenas sentido aquele aperto gostoso de sua entrada alargada. Ambos se retiraram e jogaram as camisinhas fora e colocaram os membros para dentro da calça de novo. NamJoon retirou sua camisa, pois Yoongi pediu para alguém lavá-las enquanto conversavam. O azulado estava nu na cama, balançando as pernas de forma infantil enquanto as mãos apoiavam a cabeça.


— Agora pode contar tudo o que sabe?


Yoongi sorriu sapeca antes de começar a falar. Seria estranho dizer que ele queria foder com aqueles dois mais vezes?


Notas Finais


Fun De L'érotisme¹: significa "diversão do erotismo" em francês.
Garnet Azul²: É uma pedra de coloração azul que vale R$ 5,3 milhões por quilate. (Um quilate: 200 g [imagine uma caixinha de creme de leite])
Choker³: aqueles colares que parecem "coleiras".
Spikes³: aqueles espinhos que tem em algumas roupas, acessórios e etc.

Agradecimentos:

Obrigado, Ley, Sook e Farofa! Sem vcs essa fic só ía sair no natal kkkkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...