História Linguagem das Flores - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Fluffy, Hopega, Sobi, Sope, Yoonseok
Visualizações 32
Palavras 4.038
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Romance e Novela, Yaoi (Gay)

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


até que dessa vez não demorou muito!!

Capítulo 3 - Girassóis


Jimin não parava de encher o celular de Yoongi com mensagens sobre o tal namorado que ambos sabiam que ele não tinha desde que Taehyung tinha contado durante o almoço que tinha conhecido Hoseok. Yoongi explicou a situação para o amigo que simplesmente chamou o mais velho de burro por ter se metido em uma cilada que seria muito difícil de sair, mas Yoongi não pensava assim.

Sim, a decisão de falar que Hoseok era seu namorado havia sido precipitada, entretanto eles poderiam fingir por um tempo — até ele esquecer Taehyung completamente — e depois só falar que tinham terminado e cada um seguiria a vida. Simples e fácil e ninguém precisaria saber que o namoro era falso.

O café onde havia marcado com Hoseok ficava na esquina da rua do apartamento de Namjoon e, enquanto esperava seu "namorado" chegar, Yoongi começou a anotar em um papel as informações que já sabia sobre ele em um guardanapo:

1 - Trabalha em uma floricultura.

2 - Sorri bastante (mas não tem problema porque tem um sorriso bonito)

4 - Não é só o sorriso que é bonito. 

5 -  É prestativo e atencioso.

6 - Provavelmente um pouco inconsequente, já que aceitou de cara entrar na mentira junto comigo.

7 - É mais alto que eu.

— Parabéns Yoongi, nota zero. — murmurou para si mesmo, desbloqueando o celular para mandar outra mensagem para Hoseok. — Você não sabe literalmente nada de realmente importante sobre o próprio namorado.

Literalmente três segundos depois de mandar mensagem perguntando onde o mais novo estava, Yoongi se arrependeu — não havia se passado muito tempo do horário marcado e ele não queria importunar muito já que Hoseok o estava fazendo um favor. Resolveu então, enquanto esperava, pegar um café e comer alguma coisa porque sabia que assim que Namjoon visse Hoseok, só serviria a janta depois de descobrir a vida do coitado inteira.

Quando voltou para a mesa com seu cafe expresso — sem açúcar e com um pouco de chantili —, viu que tinha recebido uma mensagem de Hoseok.

Hoseok falso namo

HYUNGOIYUIA

ME PERDOA

SERIO EU PERDI A HORA ME ARRUMANDO

MAS TO INDO VO PEGAR O ONIBUS JA

TCHAU

Yoongi riu para si mesmo quando leu, achava Hoseok engraçadinho — de um jeito bom, claro. Respondeu o mais novo co uma risada e um "ok" e deu um gole do café. A verdade é que ele não achava Hoseok apenas engraçadinho: o garoto era lindo, isso era um fato, mas o que mais havia chamado atenção de Yoongi no pouco tempo de convívio que tiveram foi sua personalidade.

Ele nunca foi de ligar muito para aparência das pessoas, seu foco sempre foi a personalidade porque isso é o que realmente importa em alguém e a personalidade de Hoseok brilhava. Se comunicar com pessoas ou se sentir atraído em relação a querer conhecer elas não era algo comum para Yonogi, mas desde que tinha conhecido Hoseok ele se interessava mais pelo mais novo — e eles só tinham se visto duas vezes. O mais assustador de tudo para Yoongi era essa parte, já que uma coisa assim nunca tinha acontecido antes.

— Espero que não tenha cansado de me esperar. — falou uma voz vinda de sua frente. Yoongi levantou a cabeça de onde estava olhando para o café e deu de cara com um Hoseok sorrindo de orelha a orelha. Seu cabelo estava bagunçado de uma forma que incrivelmente não ficava feia e vestia uma camisa de botão azul clara junto com um par de tênis. Yoongi riu um pouco da combinação exótica, ele realmente gostava daquele garoto.

— Nem um pouco. — disse, indicando a cadeira do seu lado para que o mais novo sentasse e Hoseok nem hesitou antes de puxá-la e se acomodar. — Boa noite, Hoseok.

— Boa noite, Yoongi hyung! — Hoseok cumprimentou, ainda sorrindo. Rapidamente os olhos deles voaram para o guardanapo que Yoongi havia usado mais cedo para listar o que já conhecia do mais novo, ele parecia curioso. — O que é isso?

Lembrando que tinha colocado na lista que o achava bonito e que achava seu sorriso bonito, Yoongi corou instantaneamente.

— Nada. — falou, tentando disfarçar.

Hoseok estreitou os olhos e encarou Yoongi, desconfiado, antes de esticar a mão para puxar o guardanapo de onde estava entretanto, Yoongi foi mais rápido, puxando o papel para si antes que Hoseok pudesse o alcançar.

— Hyung! — exclamou indignado, se esticando na direção do mais velho. — Se não tem nada nele então me deixa ver!

— Eu não! — disse Yoongi, afastando o guardanapo o máximo que podia. Foi então que Hoseok parou de se esticar, virando para olhar o mais velho com um sorrisinho engraçado no rosto. — O que você...

E foi então que Hoseok simplesmente se aproximou e começou a fazer cócegas em Yoongi para poder pegar o guardanapo. Yoongi arregalou os olhos e tentava se afastar ao máximo enquanto fazia de tudo para não rir muito alto, o coitado já estava vermelhinho quando Hoseok finalmente conseguiu pegar o papel de sua mão e parou de torturá-lo, se recostando de volta na cadeira e gargalhando com a situação em que havia deixado seu novo hyung.

— Então quer dizer que além de eu ser mais alto que você e ser prestativo e atencioso, você também me acha um inconsequente com um sorriso e outras coisas bonitas? — falou, sorrindo. Hoseok estava um pouco coradinho ao ler os elogios que Yoongi o havia feito achando que ele não leria, mas conseguiu disfarçar bem. — Muito interessante, hyung.

Yoongi o olhava emburrado, com os braços cruzados e um bico no rosto. Hoseok achou a cena muito fofinha e engraçada, especialmente porque ele sabia que o mais velho não estava realmente chateado.

— E é isso, esse é o fim do nosso relacionamento de dois dias. — disse Yoongi, ainda fazendo bico. — Estou terminando com você.

— Awn Yoongi hyung, não fique chateado. — Hoseok se inclinou de novo e apertou um pouco a bochecha esquerda de Yoongi com o indicador. Ele sempre foi uma pessoa que gostava muito de contato com os outros, já Yoongi não estava acostumado com esse tipo de aproximação com alguém que ele mal conhecia, por isso o gesto do mais novo o vez ficar mais vermelho ainda — mas dessa vez de vergonha.

— Eu só fiz essa lista para ver as coisas que já sabia de você! — tentou se explicar, se recompondo rapidamente. — O que não é muita coisa, como podemos ver. 

— Você pode me perguntar o que saber sobre mim agora. — disse Hoseok, dobrando o guardanapo e colocando-o no bolso. Ninguém nunca tinha dito coisas tão legais sobre si o conhecendo em tão pouco tempo e ele definitivamente iria guardar aquele papel. — Precisamos saber um pouco da vida um do outro para a relação poder ser mais convincente.

Yoongi parrou por dois segundos para pensar antes de falar:

— Eu quero saber tudo.

— Tudo é um pouco vago demais, hyung. — Hoseok falou sorrindo. Yoongi teve que se segurar para não sorrir também quando lembrou que a boca do mais novo simplesmente parecia um coração (um coração! Yoongi ainda não tinha superado).

— Tudo tipo nome completo, idade, onde nasceu, onde estuda, o que estuda, qual eu maior sonho na vida... — listou Yoongi, contando nos dedos cada pergunta e dando um gole no seu café logo em seguida.

— Muitas perguntas! Mas tudo bem, vamos lá. — suspirou o mais novo antes de voltar a falar. — Jung Hoseok, vinte e quatro anos, nasci em Gwangju, faço parte da Universidade Nacional de Artes mas minha especialidade é dança e meu sonho na vida é abrir o meu próprio estúdio algum dia.

Quando Hoseok parou de falar, Yoongi estava boquiaberto. Eles estudavam na mesma faculdade, como será que nunca tinham se visto pelo campus? O mais velho tinha certeza que não esqueceria se tivesse alguma vez na vida visto aquele sorriso brilhante e o cabelo vermelho que Hoseok tinha.

— Você dança e faz faculdade no mesmo lugar que eu? — disse. — Como eu nunca te vi antes?

— Você também estuda lá? Que legal, hyung! A gente pode dizer que se conheceu assim. — Hoseok estava animado. Havia gostado bastante de Yoongi e agora que sabia que os dois frequentavam a mesma faculdade poderia convidar o mais velho para almoçar consigo, com Jungkook e com Seokjin qualquer dia desses. — O que você faz?

— Sim, a gente pode falar isso. Eu faço música. — ao ouvir isso os olhos de Hoseok brilharam instantaneamente.

— Sério? Isso é muito legal! — exclamou. — Eu pensei em fazer música também mas apesar de gostar de produzir algumas coisas, dançar é a minha paixão.

— Meus pais queriam que eu fosse advogado, mas minha paixão é música... — disse Yoongi. — Respondendo ao resto das perguntas, meu nome todo é Min Yoongi, tenho vinte e cinco anos e meu sonho de vida é conseguir viver bem vendendo minhas músicas e fazendo o que gosto.

— Aposto que você vai conseguir. — Hoseok sorriu para o mais velho e Yoongi sorriu de volta. Ele havia começado a perceber que era um pouco difícil não sorrir junto quando esse garoto sorria para você.

O telefone de Yoongi — que há muito havia sido esquecido no canto da mesa — começou a tocar, interrompendo o momento dos dois. Yoongi quebrou o contato visual que estava fazendo com o mais novo para poder ver quem era.

— É Jimin. — disse antes de atender, só então olhando a hora. — Meu Deus, já são sete e quinze. Deve ser por isso que ele está me ligando.

Enquanto Yoongi avisava a Jimin que ele e Hoseok já estavam a caminho, Hoseok tirou o próprio celular do bolso para poder checar como estava. Não ia mentir: estava um pouco nervoso para esse jantar. Apesar de ser muito bom em fazer novos amigos, ele era um péssimo mentiroso e teria que passar a noite inteira mentindo para os amigos de Yoongi.

— A gente pode terminar de inventar uma história convincente sobre como ficamos juntos no caminho. — sugeriu Hoseok depois que o mais velho encerrou a ligação.

— Sim, é uma boa ideia. O prédio do Namjoon fica no final dessa rua. — informou, levantando da mesa logo em seguida e pegando o copo de café para jogar no lixo. Hoseok o seguia de perto e Yoongi pôde sentir seu cheiro. — Você está cheiroso.

— Ah, obrigado. — falou o mais novo meio sem graça, dessa vez Yoongi viu quando Hoseok corou de vergonha e achou fofinho. — Meu amigo praticamente borrifou o frasco todo em mim antes que eu saísse correndo pela porta.

— É bom o perfume. — disse. — Eu gostei.

Com isso, Hoseok sorriu de uma forma que duas pequenas covinhas apareceram em suas bochechas, fazendo com que Yoongi tivesse que se segurar para não tocar nelas.

"Meu namorado falso é simplesmente a pessoa mais adorável do universo.", pensou, enquanto passava pela porta do café que o mais novo segurava aberta para ele. "Acabou para mim."


***

Quando chegaram na casa de Namjoon, eles já tinham tudo planejado: falariam que tinham se conhecido por acaso quando Yoongi teve que voltar na faculdade para pegar algo que havia esquecido e coincidentemente encontrou Hoseok na mesma sala, se preparando para a própria aula. Depois eles tinham descoberto que Hoseok trabalhava do lado da cafeteria onde o próprio Yoongi trabalhava e que desde então se viam frequentemente, mas nenhum dos dois tinha contado para os amigos ainda porque queriam que a relação estivesse mais desenvolvida para poderem fazer isso.

Hoseok respirou fundo, parado ao lado de Yoongi em frente a porta de madeira que dava para o apartamento. Dava para ouvir as vozes vindas de dentro, risadas e uma música tocando ao fundo e Hoseok passou a mão nos cabelos, rezando para que eles estivessem no lugar.

— Se você não quiser fazer isso, tudo bem. — disse Yoongi, percebendo o quanto o mais novo estava nervoso. — A gente dá meia volta agora e eu ligo com uma desculpa qualquer.

Hoseok balançou a cabeça negativamente e esfregou as mãos — que estavam suadas — na calça.

— Não hyung, está tudo bem. — falou e então estendeu a mão direita para Yoongi. — Eu disse que te ajudaria, não vou amarelar agora.

Yoongi sorriu e aceitou a mão que o havia sido oferecida. Seus dedos se encaixaram facilmente no espaço dos dedos de Hoseok e ele a apertou gentilmente, como um silencioso "obrigado". O mais novo se preparou para bater na porta mas Yoongi o impediu.

— Espera! — disse, fazendo um sinal para que parasse. Hoseok o olhou confuso enquanto ele colocava a mão livre dentro do casaco para tirar de lá o que havia guardado para trazer para Hoseok desde que saíra da floricultura mais cedo. — Está meio amassada por ter ficado no meu bolso o tempo todo, mas o que importa é a intensão.

— O girassol! — Hoseok pegou a flor que Yoongi o havia estendido. Seu sorriso era enorme e Yoongi sorriu também porque não pôde evitar. — A "flor do sol". Muito obrigado, eu deveria ter desconfiado quando você comprou hoje mais cedo.

— Flor do sol. — murmurou Yoongi. — Combina direitinho com você.

O sorriso de Hoseok ficou ainda maior — se é que isso era possível — ao ouvir o que o seu hyung havia dito e suas bochechas coraram levemente. Adorável.

— Posso tocaragora? — perguntou, segurando o girassol na mão que não segurava a de Yoongi e o mais velho concordou, respirando fundo quando Hoseok se inclinou e bateu na porta.

Não se passou nem cinco segundos antes que Jimin aparecesse na porta, seguido por Namjoon e Taehyung.

— Finalmente! Estava cogitando a ideia de chamar a polícia para saber onde você havia se metido, hyung — falou, encarando Yoongi e se afastando da entrada para que ele pudesse entrar no apartamento.

— Então esse é o tal Hoseok? — Namjoon se adiantou e estendeu uma mão para Hoseok poder apertar. Hoseok por sua vez, abriu o sorriso de tirar o fôlego que Yoongi estava começando a se acostumar (na verdade não estava não) e soltou a mão do hyung para poder apertar a mão de Namjoon. — É um prazer te conhecer, Hoseok.

— Eu mesmo. Muito bom finalmente te conhecer pessoalmente, Namjoon. — disse. No caminho Yoongi tinha feito questão de mostrar fotos de Jimin e Namjoon, para que nenhuma confusão fosse feita com os nomes na hora que chegassem.

— Eu sou o Jimin. — ficando ao lado de Namjoon, Jimin abriu seu maior sorriso também, recebendo um aceno de cabeça de Hoseok. — Essa flor foi o Yoongi hyung quem te deu? Porque se sim, parabéns. Conheço ele faz anos e mesmo assim ele nunca me deu nem um bom dia. Também é um prazer te conhecer, Hoseok.

Hoseok riu com o último comentário de Jimin e Yoongi protestou, indignado. Quase que inconscientemente, Hoseok esticou o braço procurando pela mão do mais velho de volta e Yoongi ficou mais do que satisfeito em entrelaçar os dedos do mais novo com os dele novamente, especialmente porque Taehyung havia se aproximado dos dois para cumprimentá-los e Yoongi precisava de algum tipo de apoio.

— Oi Yoongi hyung, oi de novo Hoseok. — falou Taehyung, sorrindo educadamente. — Ontem não tivemos a chance de nos conhecer direito, mas aposto que você se lembra de mim. Sou o Taehyung.

Hoseok sorriu de volta, acenando com a cabeça mais uma vez para não ter que soltar a mão de Yoongi. Ele havia percebido que o hyung estava um pouco mais nervoso com aquela apresentação específica então preferiu não deixá-lo.

— Oi de novo, Taehyung. Sim, eu me lembro de você. — com o canto do olho, Hoseok pôde notar o sorriso de Jimin vacilando um pouco. Ele sabia que o mais novo sabia que a relação entre ele e Yoongi era falsa — Yoongi o havia contado — e o climão do momento era quase palpável, menos pelo pobre do Namjoon, que seguia sem saber de toda a confusão que estava acontecendo bem em sua frente. Hoseok então decidiu fazer o que sabia fazer de melhor para tirar a si mesmo e Yoongi dessa situação: quebrar o gelo sendo espontâneo. — Então, vamos comer? Eu estou passando mal de fome, Yoongi hyung demorou tanto para ir me buscar que achei que fosse morrer.

Namjoon e Jimin riram do comentário, Jimin aproveitando para falar que também estava com fome e que eles juntos poderiam matar o Yoongi por ter demorado tanto. Yoongi também esboçou um sorriso e apertou a mão de Hoseok mais uma vez para agradece-lo por tê-lo tirado daquela situação desconfortável enquanto eles andavam para a sala de jantar, com Taehyung andando um pouco na frente.

***

— Então, Hoseok. — começou Namjoon quando eles já estavam na mesa, cada um com seu prato de macarrão perfeitamente posicionado em frente a si. — Como vocês conseguiram simplesmente esconder esse relacionamento de todo mundo? Tipo, como vocês se conheceram e como diabos você conseguiu conquistar o coração de pedra desse ai?

Ele falou "desse ai" apontando para Yoongi, que revirou os olhos e falou que Namjoon era muito previsível com os insultos. Hoseok riu e bebeu um pouco da sua cerveja antes de falar o que ele e o mais velho haviam combinado. 

— Então vocês dois nunca ficam juntos na faculdade? Nunca tinha visto nem o Yoongi hyung conversando com você antes... — Taehyung comentou quando Hoseok havia parado de falar. O mais novo resolveu encher casualmente a boca de macarrão para ganhar um pouco de tempo para pensar em uma resposta, mas Yoongi foi mais rápido.

— Na verdade, não. Como não queríamos que nossos amigos descobrissem, a gente só ficava junto na faculdade quando nenhum de vocês ou dos amigos dele tinham aula. — falou o mais velho naturalmente, como se estivesse acostumado a mentir sua vida inteira. — A gente sempre se via mais fora da faculdade.

— E como o Jimin não sabia? — perguntou Namjoon, também intrigado. — Eu ainda estou achando essa coisa muito mal contada, aposto que o Jimin sabia mas você não quer falar só para eu não ficar chateado.

— Eu não sabia! Juro. — disse Jimin, indignado. — O hyung estava saindo mais ultimamente mesmo, mas ele nunca me disse para onde, sempre inventava desculpas.

— Ele ia para o meu apartamento. — Hoseok falou para dar mais veracidade ao que estavam contando. 

— E vocês estão juntos há quanto tempo? — Taehyung perguntou mais uma vez, se inclinando para encarar Hoseok. — Ontem você me contou que se conheciam há muito tempo mas não falou há quanto tempo estavam juntos.

— A gente se conhece há muito tempo sim. — falou Hoseok. Ele não estava gostando muito do tom desconfiado de Taehyung. — Faz quase uns seis meses, acho. Mas o namoro mesmo tem pouco tempo, só uns dois meses.

— Dois meses! — Namjoon exclamou. — Como conseguiram esconder por tanto tempo? Me sinto burro.

— Eu sou discreto, você sabe. — Yoongi disse, buscando a mão de Hoseok por debaixo da mesa. Ele havia percebido como Taehyung estava fazendo perguntas e não parava de encarar o falso namorado o jantar inteiro com olhos semicerrados. Hoseok apertou a mão do mais velho assim que a encontrou e continuou bebericando sua cerveja normalmente, como se o peso do olhar de Taehyung não o abalasse nem um pouco.

— Olha, eu acho que deveríamos parar de fazer perguntas chatas sobre o relacionamento chato desses dois, — começou Jimin, provavelmente por também ter percebido o clima tenso que estava rolando entre Taehyung e Hoseok. — e começar a perguntar sobre a vida do Hoseok, afinal ele é a pessoa nova aqui.

— Ótima ideia. — disse Yoongi. — Assim posso me gabar pelo dançarino incrível que tenho como namorado.
Hoseok teve que segurar o riso — ambos sabiam que Yoongi nunca tinha visto Hoseok dançar um passo sequer na vida, mas o esforço e a intensão era o que realmente contava. O mais novo logo descobriu que Jimin também gostava de dançar, fazendo com que os dois se dessem bem rapidamente.

Por sorte — ou azar, como era o caso de Namjoon e Yoongi —, Namjoon tinha um videogame de dança e um espaço enorme na sala que eles poderiam usar para fazer uma competição de dança. Hoseok acreditava que nunca havia rido tanto na vida quanto riu naquela noite ao ver Yoongi e Namjoon — os dois piores dançarinos do mundo — competindo um contra o outro.

— Hoseok entenda, eu não consigo fazer isso! — algumas horas favia se passado e Yoongi choramingava pela milésima vez que o falso namorado tentava o ensinar um passo que ele julgava simples.

— Mas hyung, esse passo é muito fácil! — exclamou, exasperado. — Só precisa se soltar e rebolar um pouco, vamos!

— Eu já disse que não consigo! — o mais velho continuou reclamando e se esquivando toda vez que Hoseok tentava se aproximar para mexer em sua cintura para "mostrar o quanto era fácil".

— Consegue sim! Todo mundo consegue. — Hoseok não desistiria fácil de fazer Yoongi fazer pelo menos aquele movimento certo. — Tira esse biquinho do rosto e para de ser rabugento, é só tentar rebolar! Não quero ser obrigado a partir para as cócegas...

Yoongi abriu a boca em um perfeito "o".

— Você não faria isso.

— Ah, eu faria sim. — disse Hoseok com um sorriso travesso.

E então, cinco minutos depois, os dois estavam jogados no sofá, Yoongi morrendo de tanto rir — mas não era risada de alegria, era de desespero — e Hoseok gargalhando. Enquanto os dois estavam imersos no próprio mundinho, Jimin encarava boquiaberto em um canto da sala.

— Eu nunca vi o hyung ter esse tipo de conexão com ninguém. — sussurrou Namjoon em seu ouvido depois que Taehyung havia saído do seu lado para buscar mais uma cerveja na cozinha.

— Eu também não. — respondeu Jimin, ainda meio chocado.

— Fico feliz que ele tenha achado alguém que o faça bem. Yoongi estava sozinho fazia muito tempo.

— É...


***

 

Pouco tempo depois, todos os cinco já estavam exaustos de tanto dançar e rir e Yoongi achou que era a hora perfeita de ir embora. Como Hoseok já havia sussurrado em seu ouvido mais cedo que estava cansado e que quando ele quisesse ir era só avisar, em menos de dez minutos os dois já estavam prontos para partir.

— Obrigado pelo jantar, Namjoon. — falou Yoongi, quando estava na porta.

— Obrigado a você por ter vindo e trazido o Hoseok! — exclamou Namjoon, exibindo um de seus famosos sorrisos. As suas covinhas estavam aparecendo, indicando que ele estava genuinamente feliz.

— Foi um prazer de verdade te conhecer, Namjoon. Todos vocês, na verdade. — Hoseok começou, também sorrindo. — Eu me diverti muito hoje.

— Me diverti bastante também. Estou até pensando em trocar o Yoongi por você. — comentou Namjoon, roubando mais uma gargalhada de Hoseok.

— Agora que todo mundo já sabe sobre o namoro de vocês, vai lá em casa qualquer dia para a gente conversar sobre dança e falar mal do Yoongi hyung. — disse Jimin, que havia decidido ficar um pouco mais.

— Opa, pode deixar! — respondeu Hoseok e ganhou de Yoongi um tapa no braço por ter concordado em falar mal dele junto com o mais novo.

Antes deles descerem a escada, Taehyung apenas acenou para os dois e murmurou um tchau. Yoongi sentiu que ele ainda estava desconfiado e não pudia culpá-lo, acho que se estivesse no lugar dele também acharia a situação toda muito estranha.

Hoseok mexia em seu girassol enquanto eles andavam pela rua do prédio de Namjoon, a caminho da rua principal, e Yoongi o observava. Ele era muito divertido e gentil e amoroso e simpático. Em algum momento naquela noite, o mais velho decidira que queria mantê-lo perto de si mesmo quando aquela confusão toda acabasse.

— Me diverti hoje. — falou Hoseok, quebrando o silêncio.

— Eu também. Obrigado mais uma vez. — respondeu Yoongi, brincando com o zíper do casaco que usava. — Por tudo.

O mais novo o encarou, sorrindo. O maldito sorriso.

— Não precisa agradecer, hyung.

E eles continuaram nessa de caminhar em silêncio — que, surpreendentemente não era nem um pouco constrangedor — até chegarem no ponto de ônibus.

— Você quer que eu te leve em casa? — perguntou Yoongi, quando o ônibus de Hoseok chegou.

— Não precisa, Yoongi! Sério. — respondeu, enquanto ficava de pé. — Você já fez o bastante por mim hoje.

— Tudo bem, então. — Yoongi não queria admitir nem para si mesmo, mas ele não queria dizer tchau ainda.

— Bom, é isso. A gente se fala amanhã? — perguntou Hoseok, meio incerto. Ele não queria incomodar.

— Claro. — o mais velho sorriu e Hoseok começou a subir no ônibus. — Aliás, me manda uma mensagem quando chegar em casa, ok?

— Ok! — exclamou Hoseok já sentado, sorrindo de novo.

O maldito sorriso.


Notas Finais


eh isto obrigada por ler, aceito críticas construtivas e mimos rs qualquer coisa porem me chamar no twitter @sopeilysm ou por aqui mesmo etc boa noite até a próxima


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...