História Linha do Tempo - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Novos Titãs (Teen Titans)
Personagens Asa Noturna, Ciborgue, Donna Troy (Troia), Estelar, Garth (Aqualad / Tempest), Mutano, Personagens Originais, Ravena, Roy Harper (Arsenal), Terra
Tags Abelha, Amor, Aqualad, Asa Noturna, Dick, Dick Grayson, Garfield Logan, Início, Jinx, Jovens Titãs, Kori, Koriand'r, Kory, Mutano, Novos Titãs, Rachel Roth, Ravena, Ricardito, Richard, Robin, Romance, Rose Wilson, Roy Harper, Terra, Titas, Victor Stone
Visualizações 52
Palavras 1.711
Terminada Não
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oii, desculpem a demora, acabei viciando em uns animes e perdi a noção do tempo kkk

Espero que gostem do capítulo :3

Capítulo 3 - Laboratório


Dick

Acordo percebendo a casa em completo silêncio, como sempre. Tomei um banho e depois vesti o uniforme da escola, penteei meu cabelo para trás como sempre faço e coloquei meus óculos. Organizei o material para a aula, inclusive um trabalho de química que demorei uma tarde inteira para fazê-lo. Peguei minha mochila e desci para o local onde fazíamos as refeições, deixei a mochila num canto e sentei-se a mesa vendo Bruce já tomar seu café da manhã.

-Bom dia. – ditei baixo

-Bom dia. – ele nem se quer me olhou.

Tomei um pouco do suco de laranja e comi duas torradas. Olhei as horas no relógio que havia numa parede e percebi que já precisava ir para a escola. Levantei da mesa e segui para a escola a pé, visto que ficava perto e Bruce provavelmente estaria ocupado com alguma coisa.

Ao chegar ao prédio passo pelo meio dos alunos e nem se quer sou notado, como sempre acontece. Sim, eu sou uma das pessoas que não faz falta para os alunos, apenas alguns dos professores perguntam quando eu falto na aula – coisa que acontece raramente.

Me dirigi ate a minha sala de aula e entrei vendo que já haviam alguns alunos. Três líderes de torcida juntamente com um jogador do time e algumas pessoas comuns conversando animadamente. Mas ao passar novamente meus olhos pela sala pude ver a garota com a qual me esbarrei ontem num dos corredores. Ela estava sozinha e prestava atenção num livro qualquer. Sorri fraco ao ver a menina ruiva tão concentrada, ela era realmente muito bonita mesmo. Lembrei-me dos seus olhos ao encontro dos meus, era um verde realmente incrível... Eu diria até de outro mundo.

Ontem acabei ficando tão transtornado com o acontecido que nem pude fazer nada, vi todas aquelas pessoas olhando para nós e não consegui nem ao menos pedir desculpas, espero que não tenha parecido ser grosso. Bem, mas agora seria uma boa oportunidade para fazer isso e quem sabe até conversar um pouco com ela. Pensei em me aproximar, mas assim que levantei para fazer isso vejo Roy Harper se aproximar dela e então desisti.

Roy Harper é o aluno mais popular e segundo as meninas seria também o mais bonito. E é claro que ele procuraria falar com aquela menina... Sim, isso era óbvio.

Vejo-o sorrir e falar com a ruiva, mas infelizmente não consegui ouvir muito bem por cauda da distância. Suspirei derrotado e voltei a sentar em meu lugar. Em seguida a sala foi preenchida pelos alunos e vejo a diretora entrar acompanhada de dois professores: Diana Prince e Lauren Justine.

-Bom dia turma. – sua postura era séria, assim como nas outras vezes. - Hoje nos não teremos aula. – vejo alguns alunos sorrindo contentes - Porque vamos a uma excursão num laboratório. Quero que se dirijam para o estacionamento da escola, lá tem dois ônibus esperando por vocês. Em cada ônibus uma das professoras convidadas irá para fazer a contagem de alunos e se certificar que estão todos bem. Eu não poderei ir por causa de uns problemas na escola, mas espero que se divirtam e possam compreender os assuntos tratados pelos cientistas lá. Obrigada. – sorriu fraco, vejo seus olhos correrem até a menina ruiva, ela a olhou por alguns instantes e depois se retirou da sala.  

Assim como ela pediu fizemos, fui até o tal estacionamento e guiado pela professora Lauren entrei num dos ônibus. As poltronas a frente da que sentei estavam vazias, mas logo foram ocupadas por um garoto loiro com a pele pálida e um dos jogadores de basquete moreno alto, e as da frente foram por Roy e a menina nova da minha sala. Porém Roy ficou lá por pouco tempo e a ruiva começou a conversar com os outros dois meninos. 

Eu me perdia em meus pensamentos olhando pela janela do ônibus. Logo o motorista entrou e seguimos até o laboratório.

Ao chegar a professora Lauren e os alunos – incluindo eu – ficaram esperando por os outros que vinham atrás. Quando a professora Diana chegou finalmente entramos no enorme prédio. Logo na recepção duas cientistas nos receberam.

-Bom dia turma, eu me chamo Pamela Isley, podem me chamar de Dr. Pamela, é como me chamam aqui no meu local de trabalho. – ela era ruiva e dos olhos verdes, assim como a menina da minha turma, porém era mais velha. – E essa é minha companheira de trabalho – o do seu lado era loira e tinha os olhos azuis – Harleen. – a mesma sorriu breve, parecia ser um pouco mais nova. – Enfim, vamos entrar. – enquanto elas falavam sobre o laboratório eu mal prestava atenção, estava interessado nas diversas coisas ali presentes.

-Além de botânica, nos também usamos alguns animais para nossos experimentos.  Mas fiquem calmos, não fazemos maldade alguma com eles. – a loira riu fraco

Passamos por uma parte onde havia alguns animais, pude vê-los apenas das jaulas.

Kory

 

-Olá Kory, como vai? – vejo o ruivo se aproximar

-Estou bem Roy, e você? – sorri o vendo fazer o mesmo

-Me sinto melhor agora com você aqui – ri fraco- Falaram que hoje não terá aula, pelo menos eu ouvi boatos. – explica

-Que pena. – suspirei

-Pena nada, isso é uma maravilha. Não sei para onde querem nos levar, mas se for fora da escola para mim já está bom... E dependendo da professora posso até sair sem que percebam.

-Espero que seja divertido. – sorri

Minutos depois a diretora entrou na sala com duas professoras – uma era a que deu aula ontem. E ela explicou que iríamos a uma excursão num laboratório, isso parecia interessante. Mas a própria diretora não poderia ir visto que tinha umas coisas para resolver.

Depois fomos até o ônibus contratado para irmos até o local. Roy sentou-se do meu lado, e atrás de mim haviam dois meninos bem animados enquanto conversam, e mais atrás estava o garôo com quem me esbarrei ontem.

-Então, qual seu nome aluna nova? – um loirinho perguntou o que estava sentado atrás d mim

-Kory Anders. – virei para respondê-lo – E você, como se chama?

-Garfield Logan, e esse aqui é o Victor Stone.  – apresenta seu amigo que acenou para mim

-Oi Victor. – sorri

-Oi, eu te vi ontem na aula. – diz calmamente – Você tem belos olhos, gosto do tom verde.

-Os meus são verdes também. – Garfield diz

-Mas os dela são mais bonitos. – explica e eu ri vendo o outro se emburrar

-Já chega – Roy diz num tom de brincadeira – Eu vou ali, já volto. – ele levanta saindo do ônibus

-Parece que ele foi ficar com a namorada. – Victor fala olhando pela janela

-Achei que a namorada dele fosse a Kory. – Logan diz

-E-Eu? – arregalei os olhos

-É porque ele parece interessado em você. – o loiro completa

-Estou falando dela Logan – diz Victor apontando a loira, era a menina da minha sala. Kitten, algo assim.

-Ah sim, o relacionamento lâmpada deles está aceso. - Garfield ri

-Relacionamento lâmpada? – fiquei sem entender

-Sim, é que parece com uma lâmpada, acende e desliga varias vezes, tipo... Eles voltam e terminam varias vezes. Não parece sério o namoro deles.

-Nem mesmo é serio, Kitten fica com vários caras e Roy sai com muitas garotas.

-S-Sério isso sobre o Roy?- pergunto sem acreditar – Ele não parece esse tipo de cara.

-Pois é aí que você se engana minha cara amiga. – Victor fala e o outro concorda, eu fiquei apenas observando ele conversar com a loira lá fora

(...)

As duas cientistas explicavam sobre o laboratório e eu não pude deixar de perceber como tudo era bem organizado e parecia uma seria empresa. E também eles trabalhavam principalmente com botânica, o que é incrível.

-Ei, vamos ali? Vi algo bem legal. – Garfield fala baixopara mim e Victor

-Não sei não, melhor ficarmos aqui perto da turma. – Stone alerta

-É rápidão, só quero ver uma coisa.  –ele diz

-Ok. Vamos, mas rápido porque não quero me meter em encrenca. – explica – Você vem Kory?

-Sim, vou. – segui os mesmos até uma sala na qual não entramos. Lá ficavam vários animais em jaulas, alguns até pareciam doentes.

-Pensei que não maltratassem os animais. – Victor diz olhando as condições dos mesmos

-Aqui diz que a área é restrita apenas para funcionários. – olhei um cartaz na parede

-Claro, eles jamais mostrariam a parte pobre da empresa. – o moreno diz

-Isso não deveria existir, será que ninguém vê isso? – olhei alguns recipientes cheios de liquido em cima de uma mesa

-Cuidado Kory, não sabemos para que servem... Podem ser até mesmo veneno; - diz me fazendo colocar o vidro com o liquido verde na mesa de novo

-Tem razão, mas Garfield, por que quis vir nesse lugar? – pergunto vendo o mesmo olhar atentamente uma jaula

-Queria ver isso. – diz quando nos aproximamos do lugar, tinha um macaco lá dentro, e era verde.

-Eu nunca tinha visto um macaco verde antes... – Victor arregalou os olhos

-C-Como pode isso? – pergunto sem entender

-Não sei, mas é legal. – anime parecia agitado lá dentro

-O DNA dele deve ter sido modificado, o que aquelas loucas estavam pensando heim? – o moreno diz ainda assustado

-Deixem de coisa, deve ser um tipo raro... É fofo. - Garfield coloca a mão dentro da jaula tentando alcançar o animal – Vem cá macaquinho.

-Logan, cuidado, não sabemos o que esse bicho tem;. – o amigo alerta

-Cuidado o que? Ele é tranquilo. – diz rindo quando o maço encosta-se a sua mão. Ele brinca com o animal até o mesmo ficar irritado. – Fica calmo amiguinho. – o macaco sem dó mordeu o dedo de Garfield – Chato. – diz sentindo a dor. Ele tirou a mão da jaula e olhamos seu dedo, estava sangrando.

-Olha aí, está vendo o que acontece quando se é teimoso? - Victor fala preocupado

-Para Stone, está parecendo minha mãe falando assim... – revirou os olhos

-Está doendo Garfield? – pergunto o vendo ficar um pouco tonto

-Um pouco... Mas eu estou ficando com dor de cabeça, meio tonto. – diz encostando nuama parede

-Vamos sair daqui e procurar ajuda. – Victor fala

-Eu vou ficar bem galera, é so que ele mordeu um pouco forte.

-Não sabemos se foi só isso Logan, vem.  –segurou o braço do amigo e saímos rapidamente da sala

-Galera... Acho que vou desmaiar. – diz e em seguida cai soltando-se dos braços de Victor que fica desesperado


Notas Finais


Bem, escrevi meio depressa porque tenho muitas coisas para fazer ainda hj, por isso não corrigi os erros, mas se tiverem me avisem.
Perdoem tbm minha visão distorcida das verdadeiras histórias dos quadrinhos kk
É que estou tentando criar o início de outra maneira ;-;

Estou sempre aberta a sugestões, se quiserem me dar fiquem a vontade ^^

A outra fanfic para quem acompanha, será atualizada logo.

É isso, e até o próximo. Bjs :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...