História Linha Tênue (Fillie) - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Stranger Things
Personagens Dustin Henderson, Eleven (Onze), Lucas Sinclair, Mike Wheeler, Will Byers
Tags Fillie, Romance, Stranger Things
Visualizações 460
Palavras 2.146
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá gente, bom feriado a todos!
Eu demorei MUITO para escrever esse capítulo, ele ficou maior do que eu imaginava, então espero que não fique cansativo pra voces!
To terminando de escrevê-lo exatamente as 4:45 da manhã, então espero sinceramente que tenha ficado bom!
Continuem me dizendo o que vocês acharam!
Xoxo

Capítulo 5 - Ten seconds


Fanfic / Fanfiction Linha Tênue (Fillie) - Capítulo 5 - Ten seconds

Millie ouviu alguém chama-la a distância, mas estava se sentindo tão cansada depois de dois dias passando a madrugada acordada que nem abriu os olhos, aconchegando-se ainda mais nas cobertas. Ouviu novamente seu nome ser chamado. A cama estava aquecida com o calor do seu corpo, dificultando ainda mais que seus olhos obedecessem aos comandos celebrais de acordar. Até que, repentinamente, sentiu seu corpo sendo chacoalhado.

- Acorde, Millie! – reconheceu a voz da sua melhor amiga.

 Abriu os olhos, ainda sem conseguir raciocinar direito.

Já era dia. O sol, como de costume em Los Angeles, estava brilhando muito forte iluminando todo o ambiente.

O quarto em que ela havia dormido estava uma bagunça total: penas por toda parte, algumas latas de refrigerante jogadas no chão. Ela estava ferrada, tinha certeza disso.

Sentou-se a beira da cama ainda sonolenta, e ouviu os ossos do seu corpo estralarem quando se espreguiçou.

- Bom dia, bitch! –  Sorriu. – Noah já foi?

- Quando acordei, o saco de dormi dele já estava vazio... ele deve ter ido embora muito cedo e não quis nos acordar. Hoje o dia vai ser longo. – falou enquanto mexia em seu celular.

De fato, seria. O dia mais esperado por ela e por mais um bocado de gente. Depois de meses de gravações e um árduo trabalho em equipe, a nova temporada finalmente iria ser lançada. Hoje será a pré-estreia, onde todo o elenco se reunirá com a imprensa para conceder algumas entrevistas, tirar fotos e assistir ao primeiro episódio juntos. Em seguida haveria uma reunião para confraternizarem juntos o final de mais um trabalho.

- Uau! Já estamos nos trendings topics mundial no twitter! – a ruiva olhava maravilhada pra o celular. – Nossos fãs são incríveis mesmo!

Millie sorriu e concordou com a cabeça. Não havia como não concordar com aquilo, os seus fãs eram os melhores que existiam. O amor, a dedicação e a paixão que aquelas pessoas dedicavam a ela, era o que a motivava. Inspirar as pessoas a serem algo melhor por conta do seu trabalho e receber todo aquele carinho. Não havia palavras para descrever como ela amava cada um deles.

Pegou seu celular, ajeitando-se na cama. Abriu o iMessege, respondendo algumas mensagens enviadas.

Em seguida, agradeceu em seu twitter o apoio dos fãs pela movimentação e divulgação de mais uma temporada. Rolou o feed do aplicativo olhando alguns twitters, muitos deles prints dos vídeos que Schnapp havia postado dela na noite passada.

Vou mata-lo. – Anotou mentalmente os tapas que daria no amigo mais tarde.

- Está nervosa para hoje? – a menina rubra indagou acentuando a última palavra propositalmente.

- Um pouco – respondeu mordendo os lábios inferiores. Referindo-se ao que disse que faria aquele dia.

- Que horas o pessoal vem te buscar? Eu tenho que participar de um encontro de fãs que ganharam uma promoção daqui há algumas horas e só depois disso irei me arrumar. – Sadie falou.

- Ainda de manhã. Tenho que fazer a última prova da roupa de hoje. – Deu de ombros levantando. – Falando nisso, como vai ser a sua? – Perguntou antes de entrar no banheiro. –  Escolhi uma coisa mais casual, já que a after-party de fato será só amanhã, hoje vão ser só aquelas formalidades e o jantar com o pessoal – falou num tom de voz mais alto para a amiga conseguir ouvir, abrindo a torneira e lavando o seu rosto.

- Eu também não irei tão arrumada.

- Bem – Millie disse saindo do cômodo em que estava. – Eu tenho até um pouco de medo das suas “roupas casuais”. – Disse fazendo movimento com os dedos simbolizando aspas. – Mas minha preocupação maior não é essa hoje. –Olhou apreensiva. – Estou feliz e ansiosa, e também com medo. Uma mistura de sentimentos.

Sentiu os braços da amiga envolvendo-a.

- Coragem.

- Coragem – repetiu.

___________________________________________________________________________________

- Você está linda demais, princesa! – Robert, seu figurinista favorito, disse sorrindo e olhando de ponta a ponta procurando algum detalhe a ser ajustado.

Virou-se para o espelho e encarou o seu próprio reflexo.

Estava usando um vestido branco, estilo tubinho todo rendado que ia até o meio de suas coxas. A cor contrastava com o bronzeado de sua pele, e o modelo favorecia suas pernas. Calçava um modelo lita shoes, da marca californiana Jeffrey Campbell: uma bota ankle boot preta, de cano curtinho, abaixo do tornozelo, com meia pata e salto grosso de madeira.

Os cabelos estavam soltos e ondulados, recaindo sob seus ombros. A maquiagem, como de costume, era leve. Os olhos estavam sombreados com um toque de preto e marrom, mas nada exagerado, e a boca corada de rosa nude.

Finalizou o look com uma jaqueta de couro da mesma cor dos sapatos. Ela amava misturar uma peça extremamente feminina com toques rústicos.

Gostou do resultado que viu. Era simples, estiloso e confortável.

- Obrigada por sempre operar esses milagres, Rob. – abraçou de forma carinhosa.

- Só destaco a sua beleza – ele falou fazendo alguns ajustes no vestido. – Perfeita! 

___________________________________________________________________________________

POV MILLIE

Dava para ouvir os gritos dos fãs de dentro do carro. Meu coração estava acelerado, a ansiedade me corroía.

Eram exatamente 20:00 horas.

Eu, como boa britânica, prezo pela pontualidade. Provavelmente, como de costume, serei a primeira a chegar.

O carro parou em frente a um corredor repleto de pessoas eufóricas. Muitos seguranças tentando manter o local apaziguado.

Desço do automóvel, sendo atingida por centenas de flashs. Muitas pessoas gritam pelo meu nome. Aceno sorridente para todas elas.

Sigo para o local central, pousando para algumas fotos e logo em seguida dirijo-me para o local da coletiva.

Aos poucos, um a um dos meus companheiros e colegas vão chegando animadamente, para começarmos a responder as perguntas da imprensa. Terminando assim, horas depois.

 

 

Entrei no elevador do espaço locado para a reunião com todos da equipe. Sinto borboletas no estômago e meu coração palpitava em um ritmo acelerado. Caleb tagarelava alguma coisa sobre a coletiva, e Sadie interagia animadamente. O elevador chega no último andar e as portas se abrem.  Sinto minhas pernas cambalearem.

- Terra chamando Millie – Cal estrala os dedos em frente ao meu rosto, tirando-me do meu transe.

- Am.. Oi, Cal.. desculpa. O que você perguntou mesmo? – respondo ainda no piloto automático.

- Você está no mundo da lua hoje, tampinha. Aconteceu alguma coisa? – pergunta preocupado.

- Nada, Cal. Apenas ansiosa para a reação de todos com o nosso trabalho. – Menti.

- Então, amanhã qual vai ser o horário da entrevista na rádio?

- Am.. não tenho certeza.. Acho que as 10. Mas creio que seremos lembrados pelos assessores mais tarde.

Meus olhos procuravam uma única pessoa.

O local estava mais cheio do que eu imaginava, o barulho das conversas estava alto demais, e eu não conseguia achar o Finn, o que estava me deixando extremamente frustrada.

E se ele não viesse?

 

- Alguém viu o Finn? – Perguntei ao encontrar Noah e Gaten que conversavam num canto.

- Acho ainda não chegou. Lembro de ele ter dito que traria uns amigos. – Matarazzo respondeu. – Você está gata pra caralho viu? – disse levantando a sobrancelha e fazendo uma careta sedutora muito engraçada – Me liga se tiver disponível, xuxu!

- O senhor está um pitelzinho também, um perigo as novinhas. Nos encontramos no final da festa, meu bem? – falei brincando, abraçando-o. Grata pelo amigo ter quebrado um pouco a tensão.

Alguns minutos passaram, mas para mim pareciam horas. A cada instante eu olhava para a entrada na esperança de vê-lo chegar.

- Não é mesmo, Millie? – Cal novamente me faz uma pergunta que eu não estava prestando atenção.

- Claro que sim. – Respondi tentando parecer interessada.

- Até que fim, Bro! – Cal olha para a direção que eu, há segundos atrás encarava, levantando a mão. – FINN! ESTAMOS AQUI! – ela fala alto. E meu coração congela.

Vejo um pequeno grupo se aproximando, Finn não estava sozinho. De um lado, ele vinha tagarelando com o Jack Dylan, seu engraçadinho e tarado melhor amigo. Logo atrás, outros integrantes do cast de It: Jaden, Wyatt e Jeremy vinham conversando entre si. E um pouco mais atrás, Sophia Lillis entretida com Iris Apatow.

Eu já havia conhecido Sophia há alguns anos atrás, mas infelizmente foram poucas as vezes que nos encontramos, mas ela era uma criatura extremamente adorável, e eu sentia por não ter tanta aproximação dela, pois tenho certeza que seria uma pessoa que eu adoraria ter como amiga. Ela estava usando um conjunto de saia e cropped na cor lavanda, os sapatos altos na cor bege, deixando tudo em um ar totalmente angelical e feminino.

Iris Apatow e eu na verdade nunca nos demos bem. Não que tenhamos discutido ou nos desentendido, longe disso, mas nós duas sabíamos que não gostávamos uma da outra. Ela é a garota que foi beijada pelo Finn em um clipe, e aquilo me matava, principalmente porque ela é extremamente linda. Loira, olhos claros, corpo invejável e extremamente sexy. E naquele momento cada centímetro do seu belo corpo estava marcado num vestido vinho, valorizando as suas curvas. Ela estava mais linda do que nunca.

Droga!

Senti minha coragem indo embora. Minhas mãos começaram a suar e fui invadida com uma vontade de sair dali o mais rápido possível. Dou um passo pra trás, pronta para fugir. Mas como se lendo meus pensamentos, sinto as mãos de Sadie nos meus ombros, que cochicha:

- 10 segundos de coragem.

O grupo chega até onde estamos, e todos se cumprimentam animadamente. Finn é o último a vim até mim.

- Oi, Millster. – chamando-me pelo meu velho apelido. – Você estava ótima hoje. – falou dando um beijo na minha testa.

Eu estava respirando com dificuldade. Será que tem como ter um infarto aos 17 anos?

- Ér.. obri..gada, Fini. – gaguejei, falando também o velho apelido dele. – Você também não foi nada mal. – sorri sem graça.

E ele me devolveu um sorriso lindo. Havia algo alí. Ele estava.. diferente. Mais feliz do que o normal.

10 segundos de coragem.

10 segundos de coragem

10 segundos de coragem

- Hey, Fini! – chamei-o e ele se aproximou novamente. – Preciso falar uma coisa ainda hoje, pode ser? – falei nervosa.

- Aconteceu alguma coisa? – ele franzio o cenho preocupado.

- Não! – falei acalmando-o. – Só preciso te dizer uma coisa muito importante pra mim.

Fomos interrompidos por Jack, que veio na minha direção fazendo uma cara sem vergonha.

- E aí, “BobBrown”. – Disse meu nome rapidamente propositalmente, como se fosse uma palavra só.- Quanto tempo, ein – me olhou da cabeça aos pés e posteriormente me cumprimentando com um beijo na bochecha.

- Oi, Jack. Muito tempo mesmo– falei sem graça.

- Opa, atrapalhei alguma coisa aqui? – levantou as mãos em redenção.

- Não, imagina. Só estava cumprimentando o Finni. – Falei desviando o olhar para meu garoto. - Mais tarde a gente conversa, pode ser?

E ele balançou a cabeça em concordância.

Sai andando apressadamente. Conseguia ouvir o barulho que meus sapatos estavam fazendo no chão. Eu precisava de ar, se não, sentia que ia desmaiar.

Cheguei até uma varanda e respirei profundamente aquele ar puro, tentando me acalmar. Repeti o processo mais três vezes.

Inspira, expira.      Inspira, expira.     Inspira, respira.

E aos poucos fui me acalmando.

Passei mentalmente toda a conversa que teria com ele.

Voltei para o salão decidida que era a hora. Meus olhos novamente procuravam um garoto com estrelas no rosto. Os dois grupos, que agora era um só grande grupo, encontrava-se no mesmo lugar que estava, mas ele não.

- Viu onde o Finn foi, Jeremy? – perguntei simpática.

- Eu o vi indo naquela direção alí, Millie – levantando a mão apontando a direção.

- Muito obrigada. – respondi sorridente.

Segui pelo caminho indicado, um corredor longo,meio escuro, com placas indicando que era o caminho a sala reservada aos fumantes, e estranhei.

Aos poucos, o barulho das conversas ia diminuindo.

Ótimo, vou conversar com ele num lugar mais calmo. – pensei.

Aproximei-me e vi que a porta estava entre aberta, já estava pronta para entrar quando ouvi que duas pessoa estavam conversando.

- ... ah cara, é sério isso? – Reconheceu a voz do Jack.

- É sim, cara. – Finn respondeu.

- Mas falando sério agora. A Brown está bonita pra porra. – dei um sorrisinho leve, era bom saber isso- Vocês está afim dela, cara? Porque alí no salão...

- CLARO QUE NÃO! Nunca rolou nada entre a gente além de amizade. Tudo foi contracenado, e técnico. Além do mais, a Millie é muito criança, ela até que é bonita, mas eu prefiro garotas mais maduras, tipo a Iris, ou a própria Sadie. Não tem nem como eu pensar nela desse jeito, cara. – soltou uma risada.- Isso é totalmente e completamente impossível.

- Realmente, mano. Você já viu como ela se veste? Nem parece que tem 17 anos. A mina é estranha. – Jack falou em tom de zombaria.

- Pois é.. – concordou Finn. – Nunca, cara. Nem pensa mais nisso. Eu e Millie.

 

 

 

A lágrima que pesava sob meu olho, caiu.

 


Notas Finais


Não me matem, por favor! HAHAHA
E aí? o que acharam? QUERO OPINIÕES!!!

ps a título de curiosidade: nos eua eles não usam muito whatsapp, mas sim o iMesseger, por isso, pra ficar mais parecido com a realidade, coloquei assim na fic!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...