História Listen To My Heart - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Namjin, Vhopekook, Yoonmin
Visualizações 8
Palavras 2.192
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Fluffy, Lemon, Luta, Romance e Novela, Suspense, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 6 - 06.


P.O.V PARK JIMIN

Assim que Yoongi saiu da sala eu guardei o meu material e fui fazer o mesmo, porém o professor me parou antes que eu conseguisse sair, Hoseok conseguiu chamar a atenção do professor e quando ele virou para ver o que tinha acontecido eu aproveitei a distração e sai correndo.

Peguei minha moto no estacionamento e fui atrás do Yoongi, fui impulsivo? Sim, mas eu sentia que eu precisava proteger ele. Dentro de mim alguma coisa dizia que ele precisava de ajuda e eu não iria ignorar isso.

Demorei uns 10 minutos para encontrar ele, quando vi alguém caído perto de uma árvore, estacionei a moto de qualquer jeito quase em cima da calçada.

- Yoongi?- Falei apoiando a cabeça dele na minha coxa.- Yoongi, por favor me responde.- Procurei ver se ele havia machucado a cabeça, mas aparentemente a grama protegeu aquela região. Meus olhos pararam no machucado que havia no braço dele.

- Park?- Ouvi a voz dele bem baixinha, ela falhava um pouco.

- Yoongi, eu preciso te levar para um hospital.

- N- não, p-por f-favor me leva pra casa.- Tentou ficar de olhos abertos, mas estava muito cansado pra isso.- Por favor só não me leva para um hospital.- Sua voz ficava cada vez mais fraca até que desmaiou denovo.

- Yoongi, acorda.- Falei batendo fraquinho na cara dele.- E-eu não sei onde você mora.-

Eu não podia perder mais tempo, peguei ele no colo, coloquei o capacete reserva nele e subi com ele na moto. Fiz seus braços me abraçarem e segurei firme com uma mão enquanto a outra eu usava para dirigir.

Cheguei no prédio e estacionei a moto, peguei o Yoongi com todo o cuidado que eu conseguia ter e levei para o apartamento, ele era muito leve para carregar e fiquei até surpreso porque mesmo com a mochila ainda dava pra carregar sem problema algum.

Entrei no apartamento e coloquei ele deitado na cama, tirei os sapatos dele com cuidado e medi a temperatura.

- 38.7, Yoongi se a sua febre não abaixar o que eu vou fazer?

Fui para a cozinha e preparei uma bacia com água e voltei para o quarto, coloquei o pano húmido na testa dele. Nunca cuidei de ninguém com febre só tinha visto isso em filmes, encarei Yoongi e notei que ele era muito magro, seus olhos haviam fundas olheiras e algumas cicatrizes na bochecha e no supercílio. Levantei a manga do moletom dele e vi a queimadura, estava horrível provavelmente ele nao havia cuidado direito, soltei um longo suspiro.

- O que está acontecendo com você?- umideci o pano mais uma vez antes de sair do lado dele. Fui para o banheiro e peguei o kit de primeiros socorros que tinha ali.

Mensagem on Grupo: Pirralhos e Jin

Tata: Jimin onde vc ta cara?

Você: Em casa cuidando do Yoongi

Jinki: quem é Yoongi, Jimin??????

Você: Hyung, tem remédios para infecção aqui?

Hope: no armário da cozinha o que fica do lado do fogão

Você: obg

Jinki: PARK JIMIN QUEM É YOONGI E OQ ESTA ACONTECENDO AÍ?

Você: depois eu explico tudo hyung

Mensagem of.

Fui ate a cozinha e peguei os remédios, não sei porque eles guardavam remédio na cozinha mas resolvi não questionar.

Retirei o moletom dele para checar se não havia mais machucados pelo corpo, ele usava uma blusa cinza de manga curta por baixo do moletom. E se a situação fosse outra eu teria achado ele a coisa mais linda do mundo deitado na minha cama daquela forma. Parei com os meus devaneios e comecei a cuidar da queimadura, limpei toda a área com algodão e passei um spray para queimaduras, coloquei uma gaze com pomada por cima e enfaixei. Haviam muitas cicatrizes ali e algumas nem estavam completamente cicatrizadas, vários hematomas pelo braço e algumas partes do pescoço tinham marcas pequenas roxas e provavelmente não foram feitas por alguma coisa boa. E cada vez que eu analisava mais o Yoongi, mais preocupado eu ficava.

"Será que eu acordo ele ou espero ele acordar para poder dar o remédio?" Pensei ao me sentar no espaço que havia do lado dele na cama e fiquei passando a mão no cabelo dele.

Trocava a toalha a cada 15 minutos e a febre dele custava a abaixar, comecei a pensar em todos os riscos que uma febre alta podia causar. Peguei a minha carteira no criado mudo e quando ia me levantar, senti ele segurar meu braço.

- Por favor não me deixa sozinho-. Pediu ainda de olhos fechados

- Mas eu preciso sair para comprar remédio.

- Não me abandona por favor-. Soltei um suspiro e me deitei ao lado dele

- Não se preocupe, eu nunca mais vou te abandonar Yoongi.

Mensagem on: Hoseok (único que sempre tinha dinheiro com ele independente da situação).

Você: Hyung, amor da minha vida, razão de acordar todos os dias de manhã, anjo da guarda

Hope: o que você quer Jimin?

Você: Pode comprar remédio pra febre na farmacia? Eu te pago quando você chegar aqui

Hope: por que você mesmo nao vai?

Você: Não posso deixar ele sozinho, por favorzinho Hyung

Hope: ok Jimin (emoji amarelo olhando pra cima)

Mensagem of.

Faltavam alguns minutos para a aula terminar, aproveitei pra arrumar a bagunça que fiz no banheiro quando procurava a caixa de primeiros socorros. Terminei de arrumar tudo e ouvi a porta abrir, Seokjin não trabalhava de tarde na sexta então eu consegui ouvir a risada dele ecoando pela sala.

Ouvi eles me chamarem la da sala, dei uma última olhada no Yoongi que dormia igual um anjo e segui pelo corredor frio do apartamento.

- Então Park Jimin.- Seokjin se pronunciou primeiro fazendo com que todo mundo se calasse.- Poderia me explicar o que está acontecendo aqui?

- Um colega da minha classe passou mal e eu resolvi ajudar.- Falei coçando a nuca

- Você ajuda um colega chamando a ambulância, nao trazendo pra casa!

- Ele pediu pra não chamar... Hyung você pode dar uma olhada nele eu estou preocupado.- Ouvi Jin soltar um suspiro tentando não ficar com raiva, provavelmente ele vai falar comigo depois.

- Onde ele está?.- Andei ate meu quarto sendo seguido por ele e os curiosos.

Ele entrou e analisou Yoongi, de certa forma eu fiquei aliviado em ter Seokjin ali, já que antes de ser um chefe famoso e abrir seu restaurante ele cursou Enfermagem.

Vi ele desfazendo o curativo que ficava por cima da queimadura e me encarar assustado.

- Jimin você sabe como isso aconteceu?

- Ele não me disse nada, é muito feio?.- Perguntei me sentando do lado vazio da cama.

- Vou tentar fazer o máximo para que ele fique bem não se preocupe.

(...)

P.O.V Yoongi.

Acordei sentindo minha cabeça latejar, senti alguma coisa se mexer do meu lado na cama, demorou um pouco para a minha visão voltar ao normal. Notei que não estava no meu quarto, me assustei por estar sem moletom e com Park Jimin com sua mão entrelaçada na minha.

- Park?.- Minha garganta doia então minha voz saiu mais rouca e baixa do que o habitual.

- Hum? Ah, oi Yoongi.- Sorriu sem graça soltando a minha mão e se ajeitando na cama.

- Onde eu estou e o que aconteceu?.- Perguntei confuso me sentando na cama e tentando não parecer muito nervoso ou assustado.

- Você não se lembra?.- Neguei com a cabeça e encarei ele por um momento, ele usava uma blusa de manga curta branca e uma calça jeans rasgada nos joelhos.- Você desmaiou na rua...

- Que lugar é esse?.- O quarto era bonito porém muito bagunçado, cheio de caixas de papelão em um canto e algumas roupas no chão.

- Meu quarto... você precisa tomar isso aqui.- Falou me entregando uma cartela de remédios.- Sua febre já abaixou porém a queimadura no seu braço está quase inflamando... seria bom se você fosse no médico o mais rápido possível.

Notei que a maior parte do meu braço estava enfaixado ou com algum tipo de band-aid, olhei para Park assustado e me levantei rapido da cama. Talvez ainda não estivesse bom o suficiente para tal ato, minha visão ficou turva e eu tive que me sentar novamente.

- Calma Yoongi.- Falou rindo e tetando me ajudar, empurrei ele para que se distanciasse de mim e procurei meu moletom pelo quarto.

- Poderia me dizer onde meu moletom foi parar?

-Seokjin achou melhor lavar ele já que estava sujo.- Park se levantou e caminhou até o armário dele, retirando um moletom cinza.- Você pode usar esse se quiser.

- Eu preciso ir pra casa.- Falei vestindo o moletom, era estranho vestir alguma roupa que coubesse certinho no meu corpo.- Não conte pra ninguém sobre hoje é a única coisa que eu te peço.

Park me fitou por um tempo e eu senti as minha bochechas aquecerem, tentei sair do quarto mas o mesmo segurou meu braço, tentei disfarçar a careta de dor e encarar ele.

- Desculpa.- Soltou meu braço quando notou que estava segurando em cima de um dos cortes.- Você não pode ficar pra jantar? É que você ficou muito tempo desacor...-

- JANTAR? Park que horas são?.- Perguntei assustado.

- Calma, são apenas 19:00 horas.- Falou sorrindo nervoso.

- Park eu realmente preciso ir pra casa.- Eu nem podia imaginar o que iria acontecer comigo quando eu chegasse em casa aquela hora se meu pai tivesse percebido que eu não cheguei em casa no horário normal.

- Yoongi eu preciso conversar com você, eu preciso saber o que está acontecendo com você. Você tem um monte de machucado pelo corpo-. Park se aproximava cada vez mais, me deixando nervoso.

- Park, quando eu confiar em você eu juro que eu te conto tudo mas por favor por enquanto me deixe ir para casa.

- Eu te levo.- Se apressou em pegar um casaco de couro no armário e as chaves, anotou algum número em um papel e guardou no bolso-. Vamos?

Saímos do quarto e eu dei de cara com um cara alto de cabelos esverdeados.

- Vai sair Jimin?-. Sua voz era rouca e ele cheirava a cigarro barato.

- Vou levar o Yoongi em casa Nam-. Fiz uma pequena referência antes de ser arrastado pelo Park até a porta.

Eu estava com pressa porém não conseguia acompanhar ele, talvez pela falta de atividade física já que eu sempre matei a aula de educação física. Quando chegamos no estacionamento eu ja estava praticamente sem ar, sentia meus cabelos grudados na testa húmidos pelo suor e minha perna doia. Anotei mentalmente que deveria pelo menos me alongar antes de fazer qualquer tipo de exercício físico.

- Eu não fazia ideia de que você tinha um carro-. Falei ofegante.

- Carro?-. Tentou segurar a risada, senti um arrepio na espinha quando vi ele caminhando até a área onde ficavam as motos e bicicletas.

Park subiu em uma moto preta que era alta o suficiente para que ele tivesse dificuldades em encostar no chão.

- Você so pode estar brincando comigo-. Eu nao fazia ideia da marca da moto mas só de olhar eu já sabia que não iria querer subir nela com Park Jimin dirigindo.

- Vamos Yoongi você nao tem escolha-. Falou sorrindo enquanto colocava o capacete, andei ate ele sentindo toda a minha coragem se esvaziando. Ele me entregou o capacete e eu fiz impulso para subir.

- Por favor não acelere-. Coloquei as mãos ao redor da cintura dele e tentei não parecer tão nervoso, odiava motos e bicicletas me deixavam zonzo. Em geral eu odiava esse tipo de veículo.

- Segura firme Yoongi e não se preocupe serei cuidadoso-. Falo rindo, por que eu sentia que essa frase tinha dois sentidos?

De início estava tudo sob controle, velocidade estava ok para mim. Até a gente passar do primeiro sinal, parecia que o Park havia sido possuído por algum tipo de demonio da adrenalina já que acelerou a moto e foi entre os carros. Meu coração só faltava sair pela boca e um filme da minha vida se passava pela a minha cabeça, eu me perguntava onde foi que eu errei e por que estava naquela situação.

Até que senti o vento frio esgueirando-se por de baixo das mangas do moletom, fazendo meu braço se arrepiar. Abri meus olhos pela primeira vez depois do aceleramento.

- Até que é bonito-. Falei baixinho encostando a minha cabeça nas costas de Park.

A lua brilhava no céu e as estrelas decoravam aquele espaço imenso, as luzes da cidade tentavam competir com as do céu e ao meu ver, estavam perdendo miseravelmente.

Expliquei para Park onde morava e apesar dele se perder um pouco pelas ruas conseguiu chegar na minha casa sem bater em nenhum poste ou atropelar alguma velhinha descuidada.

O frio na barriga que havia sumido enquanto eu andava na moto com Park havia voltado e eu já sentia minhas pernas tremerem.

- Toma-. Entregou um bilhete, deu um breve aceno e acelerou a moto me deixando com um enorme ponto interrogação na cara, guardei o bilhete no bolso e entrei em casa, tirei meus sapatos e coloquei em um canto tentando não fazer nenhum barulho.

Olhei para os corredores e a casa estava vazia naquela parte, nem notei que estava prendendo a respiração até entrar no meu quarto e fechar a porta.

- Yoongi...-. Ouvi uma voz grossa soar atrás de mim, senti meu corpo todo arrepiar e minhas pernas perderem as forças por alguns segundos.


Notas Finais


Desculpa qualquer erro no ptkkkk enfim eu to fazendo o meu melhor pra n ficar confuso ou algo do tipo :v
Acho q ate no final da fic vai tudo ficar melhor (inclusive o português) n desistam de mim sz


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...