História Little Memories •yoonseok• - Capítulo 8


Escrita por: ~

Visualizações 13
Palavras 294
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 8 - Yeodeol


23 de junho de 2010 – Sua primeira perda de controle.

Nesse ano eu estava prestes a entrar na faculdade. Hoseok entrou num curso aprendiz de arquitetura, eu nunca o vi tão focado em algo antes. Eu escolhi literatura, foi o curso que cativou meu coração e mudou meu modo de viver.

Meu ensino médio já havia terminado, e enquanto eu não recebia nenhuma resposta da K.U, eu trabalhava em um posto por meio período. Em um desses dias que Chanyeol e seu novo grupo resolveram abastecer justamente no posto onde eu trabalhava.

— Enche o tanque ai, Bro! — ele pediu, felizmente sem olhar pra mim. — eu abaixei meu boné o suficiente para não reconhecer meu rosto, já basta de humilhações. Não enchi nem metade do tanque e cobrei o dobro do estimado.

Naquela noite eu sai mais cedo, já que era um feriado e não era considerado ética ficar trabalhando até tarde da noite aqui.

Passei em um supermercado e comprei bolinhos de arroz. Não eram tão gostosos como os caseiros, mas davam pro gasto. Comprei o suficiente para todos e peguei um ônibus.

Nessa época eu tinha conseguido comprar meu primeiro celular, não era tão atual e tecnológico como os que tinham. Entretanto, eu conseguia falar normalmente com pessoas importantes.

Quando cheguei em casa, meus avós me receberam com beijinhos, o que sempre acontecia. Nós comemos felizes os bolinhos, contando as novidades do dia e assistindo os doramas que passavam no horário. Hoseok nunca havia chegado.

Eu nunca me acostumo com o novo horário dele. É tão tarde.

Algum tempo depois, ele chegou. Caminhava devagar e parecia acabado. Eu o segui até o quarto.

Esse não era o Hoseok.

Eu havia chegado a tempo de socorrer um Hoseok desmaiado no chão.


Notas Finais


Chama o samu xente


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...