1. Spirit Fanfics >
  2. Little Nightmares: O Colapso >
  3. O Colapso ( Parte 2 )

História Little Nightmares: O Colapso - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - O Colapso ( Parte 2 )


Fanfic / Fanfiction Little Nightmares: O Colapso - Capítulo 2 - O Colapso ( Parte 2 )


O Colapso ( Parte 2 )



Depois de fugirem do Motoqueiro demoniâco,
Mono e Angel tentavam recuperar as
forças na traseira de um caminhão
em movimento, tocando musica country!
Mono não sentia a adrenalina correr por 
seu corpo desde que perdeu seu instinto 
de sobrevivência, após a sufocante traição,
a garota á quem ele arriscou a vida e 
também salvou a da mesma, traiu ele e o deixou pra morrer!
Agora, ele foi salvo por outra garota, mas dessa vez
ele não sabe se pode confiar nela, ou em qualquer outra pessoa!
"O que ele estava pensando?" Pensou consigo mesmo,
tirar a máscara, se abrir, expor suas emoções, acreditar...Como foi ingênuo!

Angel-Ei...Ei....Ei...

A Linha de mals pensamentos do garoto foi interrompida
quando a voz da garota de cachecol vermelho chama por ele

Mono-Hum!?
Angel-O que você vai fazer agora, Mono?
Mono-...Eu acho que quando esse caminhão parar, eu vou embora!
Angel-Embora?...Pra onde?
Mono-Para algum lugar longe, bem longe daqui
Angel-Mas, você vai sozinho?
Mono-Sim...

Dizia tímidamente o garoto, retomando sa
incerteza e desconfiança em relação á falar com essa garota
Ela o salvou, salvou, mas assim como Six,
ele temia no fundo ser traído e dessa vez não conseguir escapar da morte

Angel-Vai ficar em perigo se for sozinho
Mono-Eu não me importo
Angel-Eu não quero ficar sozinha, a gente precisa fazer alguma agora
Mono-Eu vou fazer alguma coisa, mas sozinho

Por fim, o caminhão vira perto de uma estrada
esburacada, ele chaqualha um pouco e sem
querer acaba jogando as crianças para fora
da sua traseira, fazendo elas caírem no meio da rua
Eles tossem um pouco com o tanto de fumaça
que o veículo solta antes de deixa-los lá e agora
se vêem, numa área completamente desolada,
o céu escuro e duas escolhas de caminho

Angel-Pra onde vamos agora?
Mono-Só tem duas opções para a gente ir, um é seguir em frente e o outro voltar
Angel-Não podemos voltar, aquele cara com a moto barulhenta vai matar a gente
Mono-...Se tem uma coisa que eu aprendi é que sempre há uma terceira opção

Diz Mono apontando para a floresta densa que se seguia
virando a esquerda na estrada, ainda parecia a melhor
aposta deles, pois até então, os terrores das estradas
pareciam esperar calmamente para ter uma chance de......Mata-los!
Angel parece recuada em relação á essa opção,
mas quando percebe, Mono já adentra os arbustos

Angel-Oh, ei, espera...

Diz ela seguindo o garoto, ela tem medo de ficar
sozinha em qualquer lugar...

Angel-...Espera, espera por mim
Mono-Vai embora, vai pra casa!
Angel-Eu não posso...Você precisa me ajudar
Mono-Não, eu não preciso não
Angel-Mas se não me ajudar, nós dois podemos acabar encontrando um monstro muito pior
Mono-Não tô nem ai
Angel-Você é tão imaturo, cabeça de papel!

Mesmo diante de um cenário de terror
indescritível, os dois discutem feito duas
crianças, mas.....Bem, era isso que eles eram
Duas Crianças de 10 anos!
Mono estava ficando cansado das reclamações
de Angel e ele decidi bater o pé em relação á isso

Mono-Ah, chega!...Chega!...Chega!...Você é muito chata

Diz Mono quase gritando com a menina,
que o encara de forma trêmula antes
de começar á chorar, diminuindo ainda mais
a paciência do garoto

Mono-Ah, fala sério!
Angel-Iiiiiiiiiigggggggh......Buáááááá
Mono-Para e chorar, eu não quis dizer isso!

Mono tinha que fazer a menina ficar quieta,
pois se o choro continuasse alto daquele
jeito, podería acabar atraindo alguma
coisa muito perigosa na floresta

Mono-Escuta, eu não quis falar isso....Eu tava brincando, eu tava nervoso, garota, você tá me ouvindo?

Mesmo com as doces palavras, a menina parecia não
desistir de ficar enchendo a cara de catarro escorrendo
pelo nariz e se misturando com as suas lágrimas
Ela era bem diferente da Six que na maíoria das vezes era quieta!

Mono-Ah...Ah.....Tá bom, tá bom...Eu fico com você!
Angel-Ugh...Ugh...Sério mesmo?
Mono-Sim, agora para de chorar ou podemos acabar ficando encrencados

Depois disso, os dois se encontram ao redor
de uma fogueira que costumava na maíoria 
das vezes, produzir uma luz capaz de afastar
os monstros e sanguessugas de perto deles,
devería ser seguro para passar a noite, pelo menos, por enquanto!
Mono ficava lutando contra o sono enquanto 
a menina dormia tranquilamente ao lado dele

Mono-Hum.....Hum..

Mono mesmo sendo "durão" estava travando
uma batalha que ele sabia que iría perder 
uma hora ou outra, então ele arrasta uma
pedra e usa o casaco como travesseiro,
se rendendo ao sono de uma vez...
Mas ao som de qualquer movimento,
ele com certeza estária pronto para o combate!
...
...
...
Durante seu sono, Mono começou á ter um 
sonho em relação a estática da televisão
O zumbido que sempre chamava sua atenção
sempre que ele ficava frente-a-frente com
uma televisão, ele estava ciente sobre os seus poderes
Ele então começa á ter uma visão muito estranha
dele caindo no meio daquele monte de carnes
e olhos, e enquanto andava, se depara com uma
cadeira....No qual ele se senta!
Depois disso, ele é teleportado para uma sala pequena,
onde ele começa á envelhecer, se transformando naquele homem magro 
que vivia perseguindo ele e Six toda hora!
Então, de repente, as televisões começam á explodir
em cacos de vidro intensamente...
Um grande olho encara o garoto dormindo...

???-ONDE ESTÁ VOCÊ?

...
...
...

Mono-Han!....

O garoto acorda respirando ofegantemente,
ele olha ao redor, mas então, percebe que
não passava de um sonho.....Ou melhor dizendo, um pesadelo!
Ele olha aos arredores, vendo o sol passar
pelas copas das árvores, parece que 
está tudo ali, inclusive Angel estava dormindo tranquilamente ali
O garoto enxuga os olhos por debaixo da máscara
e veste o casaco novamente, ele acha um pequeno
rio de onde ele retira um pouco de água e bebe
Não era água limpa garantida, mas por enquanto
era o que ele poderia ter...
Depois disso, ele avista perto de algumas
árvores, umas frutas penduradas nelas...
Parece que o dia de sorte dele finalmente chegou,
Mono usa sua habilidade de bater nas coisas
com outras coisas, derrubando algumas frutas com um galho
Angel por fim desperta...
Quando ela olha para o lado, ela vê o garoto
comendo frutas, pilhas de frutas

Angel-Uau, você pegou isso tudo?
Mono-Uhum

Disse o garoto de boca cheia

Angel-Parece delicioso, deixa eu pegar um pouco
Mono-Se quer comida, arranje você mesma...

Disse Mono ainda incomodado pelos
recentes eventos, mas ao ver a garota
fazendo beicinho, prestes á dar um outro show

Mono-E brincadeira, pode comer...Coma a vontade!

Angel se senta de frente para ele então
e começa á comer de forma gulosa

Mono-Não come tão rápido, ou pode se engasgar com as sementes
Angel-Ah, obrigada...
Mono-Só coma!

Depois de terminarem sua refeição improvisada,
as crianças seguiam andando pelo mato denso,
quietas até o momento, até que Angel decide
querer quebrar o gelo e conversar com Mono

Angel-....Por que você tava caindo?
Mono-O que!?
Angel-Por que você tava caindo?...Na televisão, você estava caindo
Mono-..........Eu só estava caindo.....

Dizia ele, obviamente escondendo informação

Angel-E por que você tava caindo?...Onde esteve antes disso?
Mono-Eu não quero falar sobre isso
Angel-Tá bom, então não fala
Mono-Ótimo...
Angel-Ótimo!

Os dois continuavam andando, até que eles
se depararam com uma coisa peculiar,
havia uma algodão doce no chão 

Angel-Algodão doce, eu amo isso...
Mono-Você não vai comer aquilo ali do chão, vai?
Angel-Eca, não que nojo!
Mono-Vamos andando então...

Os dois conseguem chegar até uma tenda colorida
onde havia um esqueleto de gente morta lá
dentro e ainda estava usando uma roupa de atendente
Eles passam debaixo de uma cancela e vão em direção
á uma pequena cabana, onde dentro havia um monte de coisa

Mono-Podemos descansar um pouco por aqui...
Angel-Ainda bem, porque eu preciso fazer xixi

Mono então sai de dentro da cabana, 
dando privacidade para a garota
fazer as suas necessidades básicas
Enquanto a aguardava, Mono deu uma
volta pelo lugar e acabou entrando dentro
da cabana do homem morto, e lá dentro
ele achou uma televisão desligada
Por curiosidade, ele subiu em
cima de uma roletinha de ingressos
e ligou a televisão
Ela começa á soltar um zumbído, o
garoto encara aquilo, até que ele
se depara com vários canais passando
vários desenhos animados que ele gostava de assistir
Mas então, um dos personagens do desenho
olha para Mono com uma expressão nervosa 
e começa repetir a mesma frase de novo, e de novo!

???-Você estragou!Você estragou!Você estragou!Você estragou!Você estragou!
Mono-...O que!?
???-Você estragou!Você estragou!Você estragou!Você estragou!Você estragou!
Mono-Eu estraguei?

De repente, a televisão começa á zunir de forma incessante
e o garoto começa á rever os eventos de seu período na
cidade Pálida, e eles aconteceram mais de uma vez, como se fosse um looping
Angel sai de dentro da cabana após ter conseguido
se aliviar, então, ela vê Mono tendo uma crise
em frente a televisão e ela corre para ajuda-lo

Angel-Mono!...O que tá acontecendo

Então ela vê a tômada que mantém
a televisão ligada e ela puxa imediatamente
Desligando o vinculo que o garoto tinha com a transmissão
Mono cai no meio da roleta de ingressos que
amortecem a queda dele

Angel-Mono!...Mono!....Você está bem?
Mono-Eu quebrei!
Angel-A Rodinha?....Tenho certeza que ele não vai ficar bravo com isso
Mono-Não, você quebrou
Angel-Eu não fiz nada
Mono-Não, você quebrou...Você quebrou o ciclo
Angel-Que ciclo?
Mono-Estava acontecendo, de novo e de novo.......Você quebrou quando me salvou!
Angel-Não estou entendendo!
Mono-Antes de conhecer você, eu encontrei uma coisa, uma coisa muito perigosa e grande, parecia um monstro......Ou pior, o rei dos monstros!
Angel-Mono, você tá me dando medo
Mono-Ele distorcia tudo, mas ele precisava de um protetor, sim...Eu era esse protetor, eu nem sei por quanto tempo, ou se tem um tempo, quando eu me livrei do outro eu........Ele transformou ela na sau protêtora!

Diz Mono, se lembrando de Six em sua versão monstruosa!

Mono-Então, quando eu cortei a conexão entre eles.....Eu ia me tornar o protetor,  porque isso aconteceu já, um milhão de vezes!....................................Até que você me salvou!

Diz Mono olhando para Angel que cora

Mono-Você quebrou o ciclo, obrigado!
Angel-Ah, de nada!
Mono-...
Angel-E o que vamos fazer agora?
Mono-Eu não sei, mas vamos prosseguir.....A partir de agora, eu não vou sair de perto de você

Angel ficava feliz em ouvir isso!
...
...
...
...
...
...

Continua...




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...