História Little Spy Pequena Espiã Suga (Ou Outro) - Capítulo 2


Escrita por:

Visualizações 113
Palavras 787
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Ficção, Ficção Adolescente, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Drogas, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Adeus


Fanfic / Fanfiction Little Spy Pequena Espiã Suga (Ou Outro) - Capítulo 2 - Adeus

Me - NÃÃAAAOO!! _ acordei gritando e chorando... Foi só um pesadelo... de novo.


Meus pais eram um dos melhores espiões da Interpol e foram mortos pelo maior chefe de traficantes da Ásia na minha frente quando eu tinha 03 ano de idade, felizmente os outros agentes conseguiram chegar antes que eu tivesse o mesmo destino deles mas essa cena ainda faz com que eu tenha pesadelos até hoje mas sem conseguir ver o rosto do assassino que conseguiu fugir, para a minha infelicidade. 


Esfreguei os olhos e percebi que tinha alguém me encarando... Taehyung, ele estava parado na porta do meu quarto me olhando.


Th - Denovo?


Me - É... gritei muito? _ perguntei reparando que meu cabelo e minha blusa estavam molhadas de tanto suor.


Th - Não tanto quanto da outra vez _ ele falou com um sorriso brincalhão. 


Me - Você sempre diz isso.


Th - Eu sei. Vá se aprontar pro café da manhã _ ele saiu e fechou a porta.


Meus pais eram muito amigos de outro casal de agentes que resolveram me adotar, eles já tinham um filho com a mesma idade que eu chamado Kim Taehyung. Nós já eramos amigos antes mas nos tornamos bem mais próximos porque meus pesadelos sempre me deixavam muito assustada e ele sempre conseguia me acalmar.


Esperei a coragem aparecer e então levantei da cama e fiz minhas higienes matinais. Depois fui tomar café.


Desci as escadas correndo, cheguei na cozinha e comecei a preparar um sanduíche com quase tudo que tinha na mesa, Tae e nossos pais já estavam comendo.


"Mãe" - Não foi assim que te educamos Meredith _ ela disse com um sorriso e fingindo um olhar de reprovação.


Me - Desculpe senhora Kim  _ falei e fiz uma carinha de anjinho enquanto levantava e dava um beijo na bochecha de todos da mesa _ Bom dia!!


Todos-Meredith - Bom dia!


Ficamos conversando sobre várias coisas e eu ganhei várias broncas por falar e rir muito alto até terminarmos.


"Pai" - Hoje será nosso último dia na agência de Nova York,  precisamos ir _ ele falou enquanto se levantava e ia em direção à porta _ vocês dois vem também, parem de comer!


Th Me - Sim _ falamos enquanto nos levantamos e seguimos ele até o carro


Passei o percurso inteiro até a agência em silêncio olhando para a janela *Dá pra acreditar que eu vou embora daqui? O lugar que fui criada?*


Acabamos de chegar na agência e eu já estava quase chorando por ter que ir embora.


Quando eu e Tae tínhamos só 06 anos fomos embora de Seul e fomos morar em Nova York, agora depois de quase 11 anos nós vamos voltar para Seul.


Entramos e somos recebidos por um monte de agentes querendo se despedir *A gente só vai no final da tarde cambada, não agora!*. Depois que eles pararam com a melação eu e Tae fomos para sala de treino treinar (n/a: nãaaaooo vocês foram comer.). 


Eu e Tae estudamos na agência e em uma escola normal para convivermos com pessoas normais mas fomos treinados desde pequenos para o caso de que alguém nos atacasse soubéssemos nos defender mas nos destacamos muito e começamos a fazer missões com 12 anos.


Entramos e Tae começou a gritar que nem um retardado e socar um saco-de-pancadas, enquanto eu fazia uma dança estranha de torcida *A gente tem problema, porque eu não sinto vergonha disso?*. Do nada a gente escutou risos atrás de nós.


?? - Vocês fazem isso até hoje e até hoje eu não entendo o porque.


Me virei e vi que era Jimin e Jay então só fiz uma careta engraçada.


Park Jimin  e seu irmão mais velho Park Jay Boom (ele prefere ser chamado de Jay Park) são filhos de outro casal de agentes, eles também treinam desde pequenos e frequentam uma escola normal. Eles moram em Nova York desde que nasceram mas seus pais são coreanos.


Jm - Oi Gêmeos _ Jimin falou.


Eu e Tae ganhamos esse apelido dos agentes pois somos "irmãos", temos a mesma idade e nossa personalidade é parecida (nós dois somos retardados).


Th - Oi Jimin _ Tae se aproximou de mim e colocou a mão no meu ombro. 


Jp - Oi Meri, tá bonita ein, resolveu se fantasiar de lixo? _ ele riu.


Me - Ah _ falei dando um giro _ homenagem a você, gostou?


Ele me encarou furioso e eu fiz uma cara de inocente e abri um grande sorriso.


Th - Ãann... vamos treinar?


Jm - Vamos...


Começamos a nós aquecer.


Jay Park é meu ex-namorado, nós terminamos porque ele me traiu com minha melhor amiga da escola. Eu sabia que ele sempre foi um cafajeste mas eu amo me iludir e fazer papel de trouxa, desde então nós nos tratamos com grosserias e nossos irmãos ficam tentando impedir que a gente se mate.





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...