História Little things - jensoo - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Blackpink
Personagens Jennie, Jisoo, Lisa, Personagens Originais, Rosé
Tags Chaelisa, Jensoo
Visualizações 77
Palavras 916
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), LGBT, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 4 - Four - it's gonna be okay


Rosé e Jisoo estavam na cozinha da casa de Jennie.

"então você vai fazer trabalho com ela daqui a pouco…" - Rosé finalizou finalmente entendendo a história.

"sim, exatamente." - Jisoo disse descontente. - "isso é uma tortura, rosé, sério." 

"nunca vou entender o motivo de vocês se odiarem tanto."

"eu não a odeio, ela me odeia. ela começou tudo isso, então eu apenas retribuo. você sabe que não sou de odiar ninguém." - Jisoo falou sincera.

"eu acredito em você." - sorriu. - "eu acho que está na hora de você ir, eu vou pra minha casa agora."

"tem certeza? eu acho que tá meio tarde."

"eu irei ficar bem, senhorita Jisoo." - falou saindo. - "boa sorte com a Jennie."

"obrigada. quando chegar em casa mande mensagem." - sorriu, e subiu pro quarto de Jennie. - "daí me forças, pai."

Jisoo bateu na porta, e Jennie apenas a mandou entrar.

"pensei que não iria vir." - Jennie falou assim que Jisoo pisou o pé dentro do quarto.

"desculpe, estava ocupada." - revirou os olhos. - "vamos logo resolver isso?"

"sim, pode sentar." - apontou pra cama, e Jisoo sentou.

"então, eu pensei em…" - começaram a debater o que fazer no trabalho.

~*~

Rosé estava indo pra casa, até que escutou a buzina de um carro. a princípio obviamente estranhou, e ficou com medo. até o carro se aproximar.

"você fica fofa quando está com medo." - lisa riu logo depois de levantar o vidro do carro.

"nossa, eu realmente fiquei assustada." - a loira colocou a mão no peito.

"entra aí, vou te dar uma carona." - sorriu e Rosé entrou. - "de onde você vinha? se não for muito invasivo perguntar, claro."

"relaxa. eu estava vindo lá da Jennie, estava conversando com Jisoo, elas estão fazendo um trabalho juntas agora, aquele que eu te falei mais cedo."

"ah, lembro da Jennie ter comentado comigo." - sorriu.

"e você, de onde vem?"

"da minha casa mesmo." - riu.

"então a pergunta deveria ser qual era o seu destino." - Rosé sorriu.

"te encontrar era meu destino." - disse brincando, e Rosé gargalhou.

Elas chegaram na casa de Rosé.

"quer entrar e beber alguma coisa? água, suco?" 

"eu vou aceitar uma água." - Lisa desceu do carro junto com Rosé, e elas entraram na casa da loira.

"não repare na bagunça." - Rosé sorriu tímida e Lisa sorriu também.

"de boa. você mora sozinha?"

"pode se dizer que sim, meus pais quase nunca param em casa."

"ah, isso também acontece comigo. apenas abandonada, hein."

"pelo menos alguém me entende." - fez uma carinha fofa e Lisa riu da fofura dela. - você quer assistir algum filme comigo? sei lá." 

"oh, claro." - Lisa viu ali uma oportunidade de tirar sua maior dúvida sobre Rosé.

~*~

Jennie e Jisoo tinham acabado de resolver tudo relacionado ao trabalho, era só entrar ao professor no dia correto.

"e é isto." - Jisoo levantou da cama. - "finalizamos."

"não foi tão terrível como eu pensei que seria, admito." - Jennie riu, e Jisoo revirou os olhos.

"você tem uma imagem muito errada sobre mim, eu não quero ser sua inimiga." - deixou os ombros caírem.

"olha, eu acho que…" - ia falar, mas seu celular tocou. - "licença." - falou atendendo o celular.

Jisoo estava andando pelo enorme quarto de Jennie. era assustador a forma que Jennie era rica, e tinha absolutamente qualquer coisa que o dinheiro pudesse comprar.

Jennie desligou o telefone, mas nada falou, apenas observava Jisoo que estava encantada com seu quarto, e por fim sorriu.

Mas do nada, Jisoo escorreu e caiu por cima do braço.

"AI AI AI, MEU BRAÇO." - ela gritava desesperada.

"calma." - Jennie correu até ela, e tentou ajudar.

"tá doendo muito." - choramingou.

Jennie a pegou no colo e levou até o carro.

"iremos ao hospital agora, ok? por favor, fique quieta, vai ficar tudo bem." - Jennie disse carinhosa limpando algumas lágrimas que caiam no rosto de Jisoo. e assim, elas foram até o hospital.

~*~

Lisa e Rosé assistiam o filme atentas, na verdade, apenas Rosé estava atenta. Lisa a olhava criando coragem pra perguntar algo.

"ei Rosé…" - Lisa a chamou.

"oi, pode falar." - virou sorrindo.

"eu sei que isso é uma pergunta estranha, mas…" - quando Lisa ia perguntar, Rosé simplesmente a beijou.

Lisa no início ficou totalmente em choque, mas logo começou a tentar retribuir o beijo que no começo era totalmente desastrado. 

Quando elas finalizaram o beijo, Lisa tinha um sorriso no rosto, e Rosé estava nervosa.

"e-eu, eu… desculpa." - o coração dela batia tão rápido que ela mal conseguia respirar.

"ei, relaxa."

"é que eu pensei que você poderia ser hétero, e eu também não sei muito bem o que eu sou. estou confusa." - Rosé admitiu.

"ei, pode ficar calma. eu não sou hétero. e você não precisa de pressionar assim, você vai se descobrir e um dia terá certeza do que você quer." - Lisa segurou delicadamente a mão de Rosé.

"eu posso te beijar de novo? eu gostei." - Rosé disse tímida, e Lisa gargalhou.

"claro que sim, venha cá." - colocou a mão na nuca dela, e a puxou pra mais um beijo.

no fim, elas finalizaram a noite assistindo o filme, e de mãos dadas.


Notas Finais


volteeeei, sabadou


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...