História Live And Let Die - Capítulo 74


Escrita por:

Postado
Categorias Guns N' Roses
Personagens Axl Rose, Dizzy Reed, Duff Mckagan, Izzy Stradlin, Slash, Steven Adler
Tags Alan, Amber, Axl, Duff, Emma, Izzy, Naomi, Slash, Steven
Visualizações 68
Palavras 1.884
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 74 - Mini-Slash


Fanfic / Fanfiction Live And Let Die - Capítulo 74 - Mini-Slash

10 de fevereiro – 1989

Tudo começou quando Naomi entrou em trabalho de parto e quem estava com ela? Duff e Steven...

— Ai meu Deus, ai meu Deus, aí meu Deus... — Naomi tentava respirar.

— Naomi, relaxa, respira. — Steven tentava acalma-la.

— EU TO RESPIRANDO, CARALHO! — Ela gritou e ele tomou um susto.

— Steven, temos que fazer alguma coisa! — Duff falava preocupado.

— Cadê o carro, vamos leva-la ao hospital! — Steven falou desesperado.

— Só se for com o carro do meu cu! Axl não tá aqui e Slash e Izzy sairam. Eles dois são os únicos com carro!

— Falando no Slash, cadê aquele filho da puta? — Steven perguntou irritado.

— AAAAAAAHHHH! — Naomi gritou de dor.

— Aaaaaaahhh. — Os meninos gritaram agoniados.

Com Slash e Izzy...

— Que saudades que eu estava de um puterio. — Slash falou encarando a morena que dançava a sua frente.

— As garotas não podem nem sonhar que estamos aqui às 10h da manhã. — Izzy falou tomando um gole de sua bebida.

— Eu nem ligo.

— Ah, claro que não. — Izzy revirou os olhos.

— A Naomi não se importa. — Ele deu de ombros. — Nossa, que mulher gostosa.

Com Naomi...

— CADÊ O SLASH? EU VOU MATAR AQUELE FILHO DA PUTAAAA... — Gritou por causa da contração.

— O que vamos fazer? — Duff perguntava.

— Duff, temos que fazer o parto! — Steven falou determinado.

— Você tá maluco? Deve ser horrível ver o bebê saindo da vagina de uma mulher.

— Eca! Tem razão!

— QUEREM CALAR A BOCA! — Naomi gritou.

Com Amber...

Ela havia acabado de chegar na Hell House e Axl chegou junto com ela. Os dois se encontraram na entrada e ficaram parados.

Eles não conversavam desde que Axl fez a cirurgia. Ele estava namorando sério com Stephanie e Amber resolveu se afastar.

Quando ele ia falar alguma coisa, eles escutaram gritos vindo de dentro da casa, os dois correram e encontraram Naomi sentada no sofá e Steven e Duff de frente para ela, perdidos.

— O que está acontecendo? — Amber perguntou assustada.

— EU ESTOU TENDO O BEBÊ E ESSES DOIS IMBECIS NÃO FAZEM NADA! E O FILHO DA PUTA DO MEU MARIDO SUMIU! — Naomi explicou gritando.

— Por que não a levaram para o hospital? — Axl perguntou se aproximando de Naomi.

— Nas costas? — Duff perguntou.

— Ligasse pra gente, girafa burra. — Amber falou.

— Viu, seu burro. — Steven falou dando uma cotovelada em Duff e o loiro o encarou com um olhar mortal.

— Me ajuda aqui um de vocês dois. — Axl falou ajudando Naomi a se levantar.

Axl e Steven foram levar Naomi para o carro, Amber e Duff foram pegar as coisas dela para ela ficar no hospital.

Eles foram na frente com Naomi no carro de Axl. Amber e Duff foram logo atrás.

— Fica calma Naomi, já vamos chegar. — Axl falava concentrado na estrada.

— CALA A BOCA! — Ela gritou do banco de trás.

A loira estava coberta de suor e estava com muita dor. Steven estava com muita pena dela.

— Naomi, segura com força a minha mão quando sentir muita dor. — Ele disse se inclinando para o bando de trás e ofereceu sua mão para a loira.

Ela pegou a mão dele e quando veio uma contração ela apertou a mão dele com força.

— AAAAAAAHHHHH... — Steven e Naomi gritaram de dor.

Axl não aguentou e começou a rir da cara de Steven.

Com Slash e Izzy...

— Eu queria ter ficado lá. — Slash falou revirando os olhos.

— Você é casado, seu lugar é em casa e não em um puteiro. — Izzy falou.

— Que seja! — Slash falou e se sentou no sofá. — Eca! — Levantou quando sentiu algo molhado.

— O que foi? — Izzy perguntou confuso.

— O sofá ta molhando.

— O chão também. — Izzy disse apontando.

— Será que o Duff mijou aqui? — Slash perguntou e Izzy o encarou com tédio.

— A única pessoa dessa banda que mija em qualquer lugar é você.

Slash revirou os olhos e se deu conta de que não havia ninguém em casa.

— Cadê aquele povo? — Perguntou confuso.

— Devem ter saído.

— Muito estranho. — O moreno disse desconfiado e subiu as escadas.

Izzy ficou encarando aquela poça de água, achando estranho.

— IZZY, VAMOS EMBORA! — Slash desceu as escadas correndo. — TEMOS QUE IR PARA O HOSPITAL.

— Por quê? — Izzy ficou confuso.

— A NAOMI ESTÁ TENDO O BEBÊ. ISSO AI NÃO É MIJO! — Apontou para a poça.

— Como você sabe?

— A bolsa que ela arrumou para ficar no hospital sumiu! Só pode ser isso!

— Então vamos logo!

No hospital...

— CADÊ O SLAAAAASH? — Naomi perguntava gritando, apertando mão de Steven, que se segurava para não gritar.

— Calma, amiga, respira. — Amber falava. — Slash já está vindo!

Eles estavam no quarto do hospital esperando o médico atendê-la.

— Cadê o Slash? — Axl perguntou se aproximando do Duff.

— Eu não faço ideia. Ele saiu com o Izzy. — Duff respondeu.

— Bom dia, Crianças. — O médico chegou com um enorme sorriso.

— VAI SE FUDER! — Naomi gritou.

— A futura mamãe está com dor, não é?

— O QUÊ VOCÊ ACHA? — Ela gritou irritada.

— Bom, isso vai passar já, já. — Ele disse sorrindo. — Você é o pai? — Perguntou ao Steven.

— Eu não.

— O pai deve está vindo. — Amber falou.

— Cheguei! — Slash falou entrando no quarto correndo.

— ONDE VOCÊ ESTAVA SEU FILHO DA PUTA? — Naomi gritou irritada.

— Isso não importa. O que importa é que eu estou aqui. — Ele falou ficando ao lado dela.

— Os demais podem sair. — O médico falou.

Todos saíram e deixaram apenas Slash para ficar com a loira. Eles ficaram no corredor, em frente o quarto, esperando.

— Que loucura. — Amber falou e encarou Izzy. — Onde vocês estavam?

— Não sabíamos que ela ia ter o bebê. — Ele respondeu rápido.

— Eu sei, idiota, mas estou perguntando onde os dois imbecis estavam? — Ela perguntou novamente.

— Dando uma volta. — Coçou a cabeça.

— Uma volta? — Perguntou desconfiada.

— Oi gente. — Emma se aproximou com um sorriso. — O que estão fazendo aqui?

— A Naomi está parindo. — Axl falou se sentando em uma das cadeiras que havia ali e pegando um cigarro do bolso.

— Sério? — Emma perguntou surpresa. — Ela está em trabalho de parto?

— Sim. — Steven respondeu.

Axl colocou o cigarro na boca e pegou o isqueiro para acender.

— Não pode fumar aqui! — Amber falou tomando o cigarro da boca dele.

— Qual é! — O ruivo reclamou.

— Por que não me avisou? — Emma perguntou ficando ao lado de Izzy.

— Nem o Slash sabia. — Duff falou.

— Onde vocês estavam? — Emma perguntou desconfiada.

— Eles estavam no puteiro. — Amber jogou verde.

— Obrigado, Amber! — Izzy falou irônico, com raiva da loira.

— Em um puteiro? — Emma perguntou dando tapas nele.

— Aí, não precisa me bater. — Ele falou colocando a mão na frente pra se defender.

— Como você sabe? — Steven perguntou para Amber.

— Chutei. — Deu de ombros e se sentou ao lado do ruivo.

— Vocês deixaram a Naomi em casa sozinha? — Emma brigou com Izzy.

— Steven e Duff estavam com ela. — Izzy tentou se defender.

— Quando eu ia no puteiro a gente não brigava por isso. — Axl falou rindo, cutucando Amber.

A loira o encarou séria, de cima em baixo e virou a cara.

— Como eu ia saber que a Naomi ia parir hoje? — Izzy falou.

— Como estão as coisas aqui? — O médico perguntou saindo do quarto.

— Oi, Jason, como ela está? — Emma perguntou ao médico, ignorando Izzy.

— Ela está bem, o bebê é muito saudável. Podem entrar. — O médico falou abrindo a porta. — Vou deixar você no comando por aqui agora. — Ele disse para Emma.

— Obrigada. — Ela falou e o Jason saiu.

Todos ficaram na porta do quarto, encarando Naomi e Slash. Ela estava segurando o bebê e Slash estava ao seu lado, encarando o filho.

— Ele é lindo. — Naomi falou sorrindo, encarando Slash.

— Ele é sim. — Slash falou sorrindo.

Todos se aproximaram para ver o bebê, menos Amber, ela ficou da porta apenas observando.

— Cara, ele parece com o Slash. — Duff falou. — Só que bonito.

— Cala a boca. — Slash falou revirando os olhos.

Ele tinha uma pele moreninha e o pouco cabelo que tinha era preto e lisinho.

— Para, Duff. — Naomi falou rindo e encarou os dois loiros ao seu lado. — Desculpa ter gritado com vocês.

— Relaxa, loira. Tá tudo bem. — Duff falou sorrindo.

— É, não liga pra isso. — Steven deu de ombros e sorriu pra ela.

— Duff tem razão. — Izzy falou. — Parece mesmo o Slash, só que bonito.

— Para, amor. — Emma riu. — Ele é tão fofinho, da vontade de apertar as bochechas.

— Quem diria, hein, Slash fez algo útil na vida. — Axl falou rindo.

— Cala a boca, Axl. — Slash falou.

Eles ficaram encima de Naomi e do bebê, todos querendo apertar o pequeno Paul, pois era a coisa mais fofa que eles já haviam visto.

— Ei... — Naomi falou com Amber, pois percebeu que a amiga estava distante. — Não quer ver seu futuro afilhado?

Amber se aproximou deles e observou Paul, era o neném mais lindo que ela havia visto.

— Ele é lindo. — Sorriu para a amiga.

— É sim. — Naomi disse encarando o bebê. — Vamos aproveitar ele mais um pouquinho antes dele ir para o berçário. — Falou com Slash.

Todos saíram do quarto e ficaram observando o casal da porta.

— Quer segurar? — Naomi perguntou a Slash.

— E se eu deixar cair? — Ele perguntou com medo.

— Deixa de ser medroso. — Ela falou rindo.

Naomi entregou Paul a Slash e o moreno abriu um grande sorriso ao pegar seu filho nos braços.

— Eu acho que vou chorar. — Duff falou.

— Quem diria, Slash sendo pai. — Steven comentou.

Izzy estava ao lado de Emma e ela estava encarando o casal com um sorriso.

— Eu quero ter um filho com você. — Izzy disse a encarando.

— Sério? — Ela perguntou o encarando.

— Se você quiser, é claro. — Ele falou e ela abriu um grande sorriso.

— É claro que eu quero. — Ela disse dando um selinho nele. — Dois. Um menino e uma menina.

— Quantos você quiser. — Ele sorriu.

Axl encarava Slash e Naomi e ele ficou pensando se ele e Amber estariam como eles, se caso ela estivesse esperando um filho dele. Observando aquela cena, ele sentiu um aperto no peito, pois ele queria está sentindo o que seu amigo estava sentindo.

O ruivo encarando a loira ao seu lado e ela não tirava os olhos dos amigos. Ele ia falar algo com ela, mas Amber saiu, ele a observou até ela sumir de sua vista.

[...]

Amber estava em pé, em frente ao berçário, observando os bebês recém-nascidos que estavam ali. Era um mais bonito do que o outro, ela estava se sentindo mal, mas não conseguia tirar os olhos deles.

Axl apareceu e se aproximou dela. A loira não se importou com sua presença. Ele ficou por trás dela, bem próximo, observando os bebês junto com ela.

— São tão lindos, não é? — Ele perguntou e ela não disse nada. — Às vezes eu queria que as coisas tivessem sido diferentes. Olhando para Slash e Naomi... — Ele deu um pequeno sorriso. — Queria que você estivesse grávida. — Amber sentiu um aperto enorme no coração. — Eu largaria tudo pra ter um filho com você.

Amber sentiu seus olhos encherem de lágrimas, mas Axl não percebeu. A loira respirou fundo e saiu dali, sem dizer uma única palavra.

Axl ficou irritado com a atitude dela e depois revirou os olhos.

— Não sei porque eu ainda tento. — Ele disse encarando a loira se afastar dele, indo em direção a saída.

Ele decidiu desistir dela de uma vez e continuar com a Stephanie, pois pra ele valeria mais a pena do que insistir em uma pessoa que não o queria mais.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...