1. Spirit Fanfics >
  2. Live by your side >
  3. Origamis

História Live by your side - Capítulo 2


Escrita por: cadeladealvitz

Notas do Autor


Olá meus amores
Mil perdões pelo sumiço, mas irei lhes explicar.
Estava em época de prova e tive que me ausentar um pouco do fandom, fazia tempo que não lia e nem escrevia absolutamente nada.
Mas felizmente, as provas já acabaram e agora, eu voltei pra vocês.
Pra compensar a demora, aqui vai uma coisa que eu venho fanficando desde antes da série quando em uma entrevista, Itziar revelou que Raquel ia fazer origamis. Juro pra vocês que naquela cena em que o Sérgio aparece fazendo um tsuru, eu achava que a Raquel iria aparecer e iam mostrar ela fazendo, mas não foi dessa vez.
Pensando nisso, hoje vou fanficar sobre os origamis.
Peço que me perdoem e agora chega de falar, boa leitura ❤

LEIAM AS NOTAS FINAIS

Capítulo 2 - Origamis


Fanfic / Fanfiction Live by your side - Capítulo 2 - Origamis

A mente de Sérgio não para.

Já é noite em Palawan, Raquel se encontra dormindo serenamente ao seu lado na cama e a única coisa que ele faz é a observar. Observar como ela fica ainda mais linda em contraste com a luz da lua e como parece uma tela de um pintor famoso, uma tela que somente ele pode olhar o tempo inteiro.

Ela dorme mas ele, simplesmente não consegue. Sempre que fecha os olhos, algo relacionado ao assalto ou até mesmo a Raquel lhe vem a mente e ele desperta. Não sabe ao certo o porque esses pensamentos ainda insistem em rodear sua cabeça, mas já sabia que isso aconteceria.

Portanto Sérgio sai do quarto em passos lentos mas antes, olha pra trás e a observa dormir mais uma vez antes de fechar a porta atrás de si.

Caminha pelos corredores da casa e vai direto para a sala, mais especificamente numa pequena instante nela localizada. Pega os diversos papéis vermelhos nas mãos e se senta ali mesmo no chão.

Por um momento, Sérgio parece afastar os pensamentos e foca no ato de fazer origamis. Parece tão insignificante ao ver de outras pessoas mas para ele, é quase uma terapia.

E ali passa um bom tempo antes de ouvir passos atrás de si e ligeiramente se virar para ver quem é, encontrando uma Raquel com cara de sono, ele sorri.

-Ei, a quanto tempo está aí?- a voz dela é calma e Sérgio gosta de ouvi-la falando.

-Não sei…você precisa de algo?- ele pergunta enquanto observa Raquel se sentar ao seu lado no chão.

-Não, só acordei e senti sua falta comigo- Sérgio sorri terno, sabe que é bobagem mas não evita ficar feliz com uma simples frase- o que está fazendo?- ela pergunta olhando pra sua mão que tem um papel vermelho perfeitamente dobrado em forma de um pássaro.

-Origami- ele responde e entrega o objeto finalizado para Raquel. Ela não entende muito bem e, mesmo com a pouca luz, Sérgio a vê comprimir os lábios e arquear a sobrancelha.

-Sempre vejo vários desses espalhados pela casa e tenho curiosidade. Quero fazer um.

Sérgio então a encara surpreso, não esperando tal resposta mas ao mesmo tempo, animado. Seu olhar cruza com o de Raquel e ela então sorri, colocando uma mecha de cabelo atrás da orelha.

-Hm…tudo bem. Você tem certeza? Isso exige muita paciência e…- Raquel o interrompe.

-Sérgio, está dizendo que eu sou impaciente?- Raquel o encara boquiaberta comprimindo um riso. Sérgio por sua vez ajeita os óculos no nariz e ali, Raquel vê uma pequena vitória em seu nervosismo.

-Bem…claro que não…é só que…

-Eu quero aprender- ela solta simplesmente e pega um papel vermelho na mão. Agora é a vez de Sérgio ficar boquiaberto.

-Bem, então vamos lá- ele também torna a pegar um papel vermelho na mão- antes de tudo você precisa saber que a arte de fazer origami ou tsurus, que são esses passarinhos- ele aponta para a mão de Raquel- é muito tradicional da cultura japonesa e…bem- ele ajeita os óculos novamente no nariz- pra mim, eles são uma terapia. Fazer origami me traz calma e paz.

Raquel o encara atenta enquanto ele explica mais sobre os origamis. Ali, ela já sabe que já não fala mais com o Sérgio e sim, com o Professor e em partes, gosta dele.

-Agora vou te ensinar a fazer um- ele mostra o papel vermelho que está na sua mão para Raquel- você vai dobrar aqui…

Raquel tenta acompanhar e ao final, falha completamente. Tenta uma…duas…três vezes, até que por fim desiste.

-Chega! Eu realmente não sei como você consegue se acalmar com isso Sérgio. Veja, eu não consegui fazer um sequer e ainda por cima me tirou toda a paciência.

Sérgio a encara e não evita de gargalhar. Raquel o encara e da um leve tapa em seu braço.

-De que você está rindo?- ela finge estar brava mas falha, sorrindo logo em seguida.

-Raquel- Sérgio ainda segura o riso e volta a encarar- está tudo bem sim? Você só precisa ter um pouco mais de calma- a mão de Sérgio toca a de Raquel e ela estremece com o contato- veja…não precisa ter pressa- Sérgio guia Raquel em seus passos e ela finalmente consegue fazer um tsuru.

-Eu consegui!- ela sorri largo e deixa um beijo na bochecha de Sérgio que automaticamente cora- eu consegui, fiz um origami!

Um sorriso terno brota nos lábios de Sérgio que observa Raquel sorrir e gargalhar pulando como uma criança que acabou de ganhar doce do pai, com o origami na mão.

Sérgio não sabe mas em momentos como esse, deseja que o tempo pare e quer desesperadamente agarrar Raquel e não solta-la nunca mais porque, é desse jeito que quer ve-la sempre, sorrindo e completamente feliz.

Ela então se vira para ele ainda sorrindo, seus olhares se encontrando. Encara os olhos dele por trás da lente dos óculos e caminha até ele se sentando em seu colo, dessa vez pegando uma folha branca nas mãos.

Sérgio não entende mas acompanha os passos de Raquel e ao final, ela lhe entrega o papel branco dobrado na forma de um barco.

-Eu também sei fazer artes com papel senhor Marquina- ela sorri e ele acompanha.

Sérgio nada diz, apenas cobre os seus lábios com os dela num beijo cheio de paixão. As línguas em contato e as mãos passeando pelo corpo de ambos.

Em momentos como esse, a paz toma conta do ambiente. Antes mesmo de Raquel dizer algo, Sérgio a pega no colo e caminha com ela em direção ao quarto, entre carinhos e gargalhadas.

Agora mesmo é que Sérgio não consegue dormir, se deixa perder nas curvas de Raquel e no cheiro embriagante de seu corpo.

Finalmente sua mente se permite desligar e ele apenas a ama, com todo o seu ser, desejando infinitamente que o tempo congele, só para ama-la como realmente se deve, e o faz com maestria até ve-la chegar ao ápice.

   Se deita ao seu lado e pega o origami que ela lhe deu nas mãos antes de deixar sua mente trabalhar novamente, dessa vez, trabalhar na imagem de Raquel e seu barquinho.


Notas Finais


E aí, ficou bom ou estou enferrujada??
Por favor me deem um feedback ok? A opinião de vocês é muito importante
Quanto as atualizações, sempre que tiver tempo, estarei postando. Não desistam de mim, vos amo❤
Queria agradecer aos comentários do último capítulo, vocês são maravilhosos❤
Obrigada por lerem😍❤
Me sigam no twitter: @pocnabad
Comentem e bjinhos 😘❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...