História Lives And Deaths - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 2
Palavras 1.503
Terminada Não
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 9 - 9-Deuses... (1S)




      Depois que ele passou alguns minutos me explicando, eu fico assustado com tudo que ele me conta...

    Revelações:


Existe mais de uma versão da realidade, ou seja, várias Terra's, vários sistemas solares, várias Via Láctea's, vários universos diferentes coexistindo entre si, nunca se encontrando, mas, uma ação mínima pode alterar o destino de um ou até criar um novo...


Criaturas sobrenaturais existem em diferentes eras e realidades, o sobrenatural nunca foi fruto de uma invenção humana...


Os deuses existem. De todas as religiões possíveis, desde a religião cristã até a religião grega, budista, islãmica, enfim, todas. Só existe uma entidade capaz de mandar e superar todos eles, que é a versão que reúne todos eles em um só. Os humanos e todas as raças costumam chamar de "universo", mas os deuses existentes sabem da existência dele e como ele se manifesta. Só existe uma versão dele para todos os universos existentes, sendo a supremacia suprema, incapaz de ser superada e/ou derrotada...


Deslocação no espaço e tempo, pode ser realizada, mas exige um controle muito grande da parte do usuário...


Do mesmo jeito, deslocação entre realidades pode ser feita, mas exige um esforço muito grande, forçando a pessoa que fez isso a passar um tempo na "dimensão"/realidade em que ele foi parar...


Alterar a realidade é uma coisa possível, mas dependendo do que foi alterado. Como apagar alguém da existência por exemplo, isso já pode criar um paradoxo devido as memórias das pessoas que conviveram com o sujeito apagado...


Há vários deuses por aí, a maioria, morreu ou tiveram seus poderes tomados ou eles mesmo deram eles... Existem alguns deuses reencarnados, como a Moon, que é a reencarnação de Zuriel, a Deusa da Vida.


Se existem deuses, também existem anjos, demônios, e criaturas mitológicas, dos mais variados tipos...


Existem mais mistérios sobre o universo, mas isso você (Luke) irá descobrir em meio as minhas lembranças...


...

Nesse momento, ele também conta um pouco da sua história, fazendo uma reconstituição de tudo por meio de ilusões. Aparece um pouco sobre o que ele andou fazendo nos últimos milênios e tals...

...

    ...levo alguns minutos para processar aquilo tudo.

    -Então... Quer dizer que... V-você é um deus ou coisa assim?

      -Sim, mas um deus com "d" minúsculo, se é que você me entende...

      -Ah claro, isso muda muita coisa...

      Fico andando de um lado pro outro, não estava conseguindo pensar direito.

      -Luke, fica calmo... - Moon fala, olhando para mim enquanto ando de um lado pro outro.

      -Calmo..?! - olho pra ela. -Como eu vou ficar calmo?! Aliás, como eu posso ficar calmo?! Ele acabou de me dizer que coisas sobrenaturais e mitológicas existem, além de que a teoria de diversas realidades coexistindo entre si é verdade... Você já pensou nas possibilidades? Quem me garante que agora que sei disso possa continuar vivendo a minha vida "normal" do mesmo jeito, sendo que qualquer coisa que eu faça pode mudar o rumo da minha vida de um jeito irreversível... Como eu posso ficar calmo sabendo disso?! - falo, aparentando estar muito nervoso, com uma dificuldade enorme para respirar.

      -Wow garoto, não fala com ela assim... - Halphas fala tocando meu ombro. -...ela não tem culpa de você não conseguir manter seus pensamentos em ordem.

      -Tá tudo bem... -Moon fala olhando pra mim, quando Halphas e eu olhamos pra ela. -...eu já me acostumei com esse lado dele. então não tem problema.

      Halphas olha para ela depois olha para mim, então larga meu ombro, andando até Ária e se ajoelhando na sua frente.

      -Há mais coisas que você precisa saber antes de... - ele começa a curar Ária, tocando no braço dela. -...de você assumir meu cargo.

      -Você não tá pensando em me deixar responsável por tudo que você mantém em ordem... Aliás, eu nem sei o que você faz...

      -Eu regulo tudo de bom e tudo de mal no universo, sou o mais forte dentre os deuses e também, um dos únicos que não pode morrer sem deixar rastros do meu poder...

      -Ah claro, você me tranquilizou muito tá, de novo... - falo sendo sarcástico.

      -Os deuses não podem reencarnar? - Moon faz uma pergunta, ainda ajudando a Ária a ficar sentada no chão.

      Halphas olha fixamente pra ela, como se estivesse analisando cada feição do rosto dela, memorizando.

      -Sim, eles podem... - ele solta um sorriso fraco, logo ficando de pé, pois já havia terminado de curar a Ária. -...mas, quando um deus reencarna, ele perde seus poderes, podendo ser permanente ou não...

      -Então, por que isso não se aplica pra você também?

      -Bom, porque por ser o deus mais poderoso em questão de poderes, meu poder é infinito, e mesmo que eu venha a morrer algum dia, meu poder deixará rastros e entrará em alguém aleatório.

      -Por isso você disse que eu sou seu "herdeiro"?! Para evitar que quem pegue seus poderes acabe sendo um psicopata homicida ou alguém com distorções na sua visão de justiça?

      Ele parecia impressionado de certa forma vendo meu raciocínio.

      -Sim, exatamente isso. Por isso, eu escolhi você, Luke.

      -Por que... Por que dentre 7 bilhões de pessoas no mundo você escolheu logo um jovem com uma mente transtornada como eu?!

      -Porque... - ele põe a mão sobre meu ombro, me olhando nos olhos, logo depois tirando o capuz, revelando ser quem ele era. -...porque você é uma pessoa boa, mesmo tendo problemas mentais e sociais...

      -Sociais?

      -Sim, venho te observando a um tempo. Mas essa não é a questão. A questão aqui é... Que mesmo com seus problemas, você não mudou quem você é. E isso, é a razão principal por eu ter te escolhido.

      -Principal? Então tem mais de um motivo?

      -Seu raciocínio é impressionante, mas sim. Tem mais de um motivo.

      -Quais são?

      -Você um dia ficará sabendo, não é a hora ainda.

      Ária consegue ficar de pé, então ele olha para Moon e para Ária que estavam atrás de nós, então ele solta meu ombro e olha para nós três.

      -Bom, já que você já sabe de um monte de coisa sobre o que eu sei e o que faço, imagino que já seja hora...

      -De que? Cafézinho das cinco?

      Ele estende a mão para mim, então eu logo entendo para que era. Meio indeciso, aos poucos ergo minha mão para segurar a dele, mas quando faltava pouco, uma luz saindo do céu cai sobre ele.

      -O que? - ele fala olhando pra onde vinha a luz, como se estivesse conversando com alguém. -Mas isso não é necessário, eu posso... Ok, entendi...

      Ele obedece, não sabia a quem, mas obedece. Pelo que parecia e pelo que deu para constatar, aquela luz era da entidade que ele havia falado mais cedo.

      -O que foi? - Moon pergunta, se aproximando de onde eu e ele estávamos.

      -Ele me deu uma ordem... - ele fala meio pensativo e sério.

      -Que ordem? não pera, ele quem?

      -A entidade suprema, ou como vocês humanos costumam chamar, o "universo".

      -O que ele disse? - Ária pergunta, parando perto da gente também.

      Ele fica calado por um minuto.

      -Me desculpa Luke...

      -Desculpa pelo que?

      -Sabe, não é nada pessoal, mas se Ele mandou, eu tenho que obedecer. - ele fala se aproximando de mim.

      -O que tu vai fazer?

      Quando ele chega perto de mim, sinto como se meu corpo estivesse ficando mais leve e minha visão mais opaca, então logo caio de joelhos no chão. Olho pra ele antes de apagar de vez, sendo que a ultima coisa que vi antes de apagar de vez, foram os seus olhos vermelhos brilhando como se tivessem bioluminescência.

...

      Acordo numa espécie de casa abandonada, então depois de recobrar os sentidos completamente, fico de pé, então ando pela casa, tentando saber onde eu tava. Enquanto andava, encontro umas coisas pela casa, como mochila, uma garrafa pet de água e só, e é pra ser feliz. Depois de pegar a mochila e guardar a garrafa dentro da mesma e verificar a mochila e a casa para ver se tinha alguma coisa importante, saio da casa depois que eu tinha achado uma porta.

      Lá fora, percebo que estava em meio a uma floresta, e pelo que parecia, longe da civilização. Tentando me manter calmo, começo a andar para ver se encontro algo ou alguém.

...

      Em um outro lugar, Moon estava amarrada a uma cadeira enquanto Ária a vigiava.

      -Por que você tá fazendo isso? - Moon pergunta, tentando se soltar.

      -Para que você não se envolva e acabe atrapalhando ele... Não é nada pessoal, mas quando vocês dois estão juntos, ele não consegue demonstrar todo seu potencial.

      -Ah fala sério Ária, você só ta fazendo isso porquê me culpa pelo que aconteceu ao Luke naquela noite e pelo fato de você ter perdido suas asas. Admita logo!

      -Sim, talvez seja por isso também, agora não adianta discutir comigo. Só o que podemos fazer é observar sem interferir...

      Moon para de falar, mas continua tentando se soltar, enquanto Ária fazia um Orbe e logo começa a me vigiar usando ele.

(Continua...)



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...