História Livin' Lavish. (Imagine Lucas) - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Neo Culture Technology (NCT)
Personagens Jungwoo, Lucas, Mark, Personagens Originais, Taeyong, Winwin
Tags Imagine Lucas, Nct Imagine, Shoujo, Yukhei
Visualizações 169
Palavras 2.033
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá e bem vindos a mais uma novel 💕 A maioria de vocês deve me conhecer pela fanfic Soulmate e pelas várias one shots de NCT que eu escrevi/escrevo!

Esse aqui é o meu segundo projeto de longfic e eu espero que vocês gostem do resultado e do rumo que a história vai tomar, foi tudo feito com muito carinho 💞

Enfim, sintam-se à vontade 💕

Capítulo 1 - Cafés e Vestidos.


Fanfic / Fanfiction Livin' Lavish. (Imagine Lucas) - Capítulo 1 - Cafés e Vestidos.

Desde que se entendia por gente, você sempre teve a impressão que todo mundo te odiava. Era estranho o jeito que as pessoas te tratavam e falavam com você, como se você fosse um incômodo, uma aberração. Talvez por isso, você acabou desenvolvendo um senso de individualidade grande demais. A principal coisa pela qual você se preocupava era sí mesma e isso acabou afetando a maneira que você se relacionava com outras pessoas, sendo assim, sua vida nunca foi rodeada por grandes amigos. Seus pais sempre estiveram cientes da sua situação, mas nunca pareceram se importar. Eles te colocaram pra fazer uma tal terapia, mas depois de uma semana você parou de ir e eles nem sequer notaram, os dois eram ocupados demais.

De todo jeito, isso não era tão ruim quanto parecia, você gostava de passar o tempo sozinha em casa, assistindo filmes, aprendendo coisas novas e dedicando seu tempo para o que você mais amava: A moda. Seu interesse surgiu quando você começou a assistir documentários sobre grandes designers e estilistas. Você ficava mesmerizada com toda a criatividade e delicadeza que alta costura envolvia e era seu sonho fazer parte disso algum dia, então você começou a estudar e se dedicou para entrar em uma boa universidade. Agora já fazia cerca de um ano que você tinha sido aceita aonde você queria estudar e sua vida estava sendo muito satisfatória.

"Bom dia, S/N..." Disse seu amigo, ainda sonolento. "Ficou acordada a noite toda de novo?"

Esse era Mark Lee, o único amigo que você já teve. A história de vocês começou bem cedo, quando tinha apenas cinco anos. Os pais dele trabalhavam na mansão da sua família e moravam nos aposentos dos funcionários junto com o filho. Certo dia, Mark te viu brincando sozinha e perguntou se poderia participar, na época você ainda não era como hoje em dia, então deixou que o garoto se juntasse a você. Depois disso, os dois se tornaram praticamente inseparáveis, até que anos depois, os pais dele pediram demissão e o garoto se mudou para o outro lado da cidade. Inicialmente isso foi choque muito grande, mas vocês dois continuaram a manter contato mesmo assim. Quando souberam que passaram na mesma faculdade, você e Mark decidiram alugar um apartamento juntos.

"S/N?" Ele se aproximou e tocou na sua cabeça. Você quase tomou um susto. "Cê tá me ouvindo?"

"Ah foi mal!" Você lutava pra manter os olhos abertos. "Passei a noite em claro tentando terminar essa roupa." Você apontou para o manequim ao lado da maquina de costura, que exibia um vestido preto casual com alguns detalhes em vermelho.

"S/N, você ainda tem muito tempo pra entregar esses vestidos, pra que virar a noite à toa?" O garoto perguntou indignado.

"Eu sei, eu sei, mas é que eu tenho medo de não conseguir fazer a tempo e me dar mal..." Você tentava se aconchegar na mesa de costura, mas acabou batendo o braço em uma agulha solta. "Ai..." Você resmungou.

"Como é que você vai conseguir ir pra aula desse jeito?" Ele foi até a cozinha e pegou os primeiros ingredientes pra começar a preparar um café da manhã.

"Pera, que horas são?" Você perguntou.

"Hum, seis e meia? Ou mais, não tenho certeza." Ele respondeu tranquilamente, enquanto você começava a se desesperar.

"Meu Deus! Meu Deus! Meu Deus!" Você se levantou e começou a arrumara bagunça da mesa e guardar suas coisas para a faculdade. "Mark, faz um café pra mim!" Você ordenou.

"Mas você nem gosta de café."

"Só que eu não vou conseguir ficar acordada!" Você andava que nem uma destrambelhada pela casa, as vezes esbarrando em alguma coisa pelo caminho.

"Okay então..." Ele disse, indo fazer o café.

Depois de toda a sua correria, você ficou pronta na hora certa e tomou o café que Mark tinha feito, não era tão ruim quanto parecia (ou você só estava desorientada demais pra sentir o gosto certo). Você não se atrasou para a aula, mas foi bem estressante tentar controlar o seu sono e pra piorar, você ainda tinha que resolver algumas coisas do seu trabalho em dupla.

"Mina, eu terminei um dos meus vestidos essa noite e provavelmente vou terminar o outro hoje à tarde. Como estão os seus?" Você perguntou, se aproximando da mesa da garota, que tinha algumas amigas ao redor.

"É... Até agora eu só fiz os croquis." Ela falou.

"Como assim? O trabalho é daqui a uma semana, como você não começou?" Você perguntou, bem irritada com a irresponsabilidade dela.

"Calma aí, garota! Não precisa ficar irritadinha! Eu vou fazer o trabalho!" Ela debochou e a loira ao lado dela deixou uma risada escapar.

"Tudo bem, mas lembra que você tem DOIS vestidos pra fazer, muito material pra comprar e ainda temos que entregar um relatório do processo e EU ia fazer o relatório, mas como é que eu posso escrever se você ainda nem começou a sua parte?" Você deu um sermão e a garota começou a te ignorar. "Eu espero que você comece a fazer isso hoje, porque a minha nota também está em jogo!" Você terminou e saiu de perto.

"Nossa cuidado, senão a senhora responsável vai por você de castigo!" Você ouviu uma delas dizer de longe, seguida por muitas risadas.

O resto da manhã tinha sido monótona e exaustante. Quando a aula acabou, você já tinha seus materiais arrumados para ir embora, mas a coordenadora entrou na sala e disse que tinha um aviso, então você esperou.

"Boa tarde! Alguns de vocês já devem estar sabendo que a Livin' Lavish está procurando estudantes de moda da nossa faculdade para seu novo programa de estágios! Livin' Lavish é uma das maiores revistas de moda do país e seria uma ótima oportunidade para vocês iniciarem a carreira! Quem se interessar, pode fazer o cadastro através do site da universidade ou na página de estágios da revista!"

Isso era bem interessante... Você amava a Livin' Lavish! Era uma das revistas que você mais comprava. Uma oportunidade de emprego nela seria incrível. Assim que chegou em casa, você abriu o notebook e acessou o site para o cadastro, lá você só precisava escrever algumas informações necessárias, mas seu currículo e portfólio deveriam ser entregue em mãos na própria empresa. Nada que você não pudesse fazer.

No dia seguinte, depois que a aula acabou, você pegou um ônibus direto para a empresa. Ao chegar lá, você ficou mermerizada com a beleza do lugar. O prédio era enorme e incrivelmente decorado. As paredes eram cheias de pinturas, grafitagens e frases temas da empresa; os móveis eram coloridos, mas tinham um design bem limpo e aconchegante, oa lustres eram singelos, mas davam um toque especial para a iluminação. Tudo de maneira moderna.

Você entregou suas coisas rapidamentes e teve uma breve conversa com o funcionário que a atendeu. Ele te fez algumas perguntas, como se fosse uma pequena entrevista de emprego e você o respondeu da maneira mais sincera possível. No fim, ele agradeceu e você se despediu.

Andando pelos corredores da empresa, um sentimento de satisfação parecia emanar em você.

"Coisas boas estão vindo!" Você disse para sí mesma, de olhos fechados, mas assim que abriu, você se deparou com uma poça de café bem na sua frente.

"Desculpa!" Um garoto dizia para uma funcionária que segurava uma bandeja vazia. Ele tinha esbarrado nela no caminho e você nem percebeu. "E-Eu vou limpar eu-" Ele olhou ao redor procurando uma saída para aquilo, até que parou sobre você. "Já sei!"

Ele começou a andar em sua direção e você ficou estatuada, estranhando essa situação. Porque que ele estava olhando para você? O que esse garoto queria? Você já estava com o punho fechado pra bater nele, caso se aproximasse. Ele já estava centímetros de distância de você, quando ele desviou e continuou andando naturalmente. Você olhou pra trás e viu que ele foi falar com uma faxineira, pedindo algo pra limpar a sujeira. No fim, ele nem estava te olhando, ainda bem.

Você suspirou e passou pelo corredor tranquilamente. Você já tinha feito tudo o que precisava, agora era só ir pra casa e esperar o resultado.

Coisas boas estavam vindo, você sabia disso.

@kangminamina: Quando é que essa puxa saco vai parar de me irritar sobre o trabalho?????,,,, Que saco! Nunca mais eu faço dupla com ela!

Você leu aquele tweet incrédula. Da última vez que você falou com a Kang Mina, ela tinha te dito que iria começar os vestidos na terça, mas foi só abrir o instagram que você se deparou com vários stories dela saindo com as amigas em plena terça à tarde. E pra piorar ela ainda estava reclamando de você no twitter. Você estava enfurecida, quase explodindo de raiva.

"Okay! Se é isso que você quer, é isso que você terá!" Você falou para a tela do computador, em seguida começou a desenhar mais dois croquis de vestidos para o trabalho que você decidiu fazer sem Mina.

Com o poder do ódio, você pegou alguns tecidos que tinha sobrando em casa e conseguiu fazer dois vestidos em dois dias. Você sabia que a garota não ia fazer a parte dela e se prejudicar não estava em seus planos. Pra sua surpresa, os novos vestidos tinham até ficado mais bonitos que os anteriores. Isso era ótimo. Agora só faltava o relatório do processo.

Finalmente era o dia da entrega do trabalho. Você entrou na sala de aula satisfeitissima com seus quatro vestidos e Mina foi até você.

"S/N, você não vai acreditar!" Eu estava indo terminar os meus vestidos e minha máquina de costura parou de funcionar do nada e eu tive que levar pro conserto, então eu não consegui terminar meus vestidos..." Ela falou, segurando dois vestidos incompletos no braço. Que desculpa idiota.

"Bem, isso não é problema meu, afinal eu estou com meus quatro vestidos prontos bem aqui!" Você mostrou as roupas estendidas na mesa. Mina franziu a testa e abriu a boca, mas não conseguia dizer nada.

"O que foi?" Você perguntou. "Sua língua quebrou junto com a máquina de costura?"

"C-Como assim?" Ela perguntou.

"Ah eu não te contei? Eu decidi me expulsar do nosso grupo e fiz meu próprio trabalho sozinha!" Você sorriu. "Isso é bom, né? Afinal, um dia desses você tweetou que não queria mais fazer dupla comigo. Os dois lados saíram ganhando!" Você falou e pôde perceber que ela estava começando a suar de nervoso. Você virou de costas e foi procurar manequins para exibir suas obras.

Seu trabalho levou um lindo dez, enquanto Mina não pode nem mesmo entregar o dela, pois estava incompleto. Por um momento você se sentiu meio arrependida de ter feito isso, mas depois lembrou que isso tudo era culpa dela.

Você se encontrou com Mark na saída do campus para voltar pra casa e contou tudo pra ele. Ele não sabia exatamente o que achar disso, mas questionou algumas de suas ações.

"O que eu quero dizer é que você deveria ao menos ter dito antes que-" Ele dizia, quando foi interrompido por um grito.

"S/N!" Mina gritava, andando até você segurando uma folha. "OLHA O QUE VOCÊ FEZ!" Ela segurou o papel na frente dela, mostrando a nota pelo trabalho ela. "POR SUA CAUSA EU POSSO REPETIR NESSA MATÉRIA!"

"E daí?" Você perguntou, puxando o braço do seu amigo e deixando Mina sozinha com todo mundo olhando pra ela.

Você entrou no seu apartamento, jogou sua mochila no sofá e se deitou no chão.

"Sinceramente, eu não quero fazer mais nada hoje!" Você falou, fechando os olhos.

"Digo o mesmo. Acho que vou dormir..." Você ouviu Mark dizer, antes dele ir pro quarto.

"Sonhe comigo!" Você cantarolou e Mark soltou um "ATA!" irônico.

Você rolou pelo tapete da sala e pegou seu celular pra ver se tinha algo para você. Havia a penas um e-mail. Você abriu para ler e tomou um susto.

Parabéns! Você foi uma das estudantes de Design de Moda selecionadas para o novo programa de estágio da revista LIVIN' LAVISH™!

O seu expediente começa nessa segunda-feira. Compareça no horário pontualmente para seu primeiro dia.

Obrigado por escolher a LIVIN' LAVISH™ como o primeiro passo da sua carreira!

"Segunda-feira?" Você perguntou para sí mesma. "Mas segunda-feira é hoje... SEGUNDA-FEIRA É HOJE!" Você se levantou num pulo e começou a se arrumar.

Ok, talvez as isso não estivesse começando do jeito você imaginou, mas coisas boas estavam vindo sim!


Notas Finais


Esse primeiro capítulo foi mais uma introdução sobre a vida da nossa protagonista. Aqui eu falo sobre sua personalidade, sua família, seus sonhos, amigos e inimigos.

Eai, o que acharam? E o que esperam pros próximos capítulos?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...