1. Spirit Fanfics >
  2. Living in Hell - DARYL DIXON (1) >
  3. 16. Silêncio

História Living in Hell - DARYL DIXON (1) - Capítulo 18


Escrita por:


Notas do Autor


Desculpem qualquer erro.

Capítulo 18 - 16. Silêncio


Fanfic / Fanfiction Living in Hell - DARYL DIXON (1) - Capítulo 18 - 16. Silêncio

━ ϟ M e l i n d a G r i m e s ˚.*ೃ

Olhei para a bebê abaixo de mim, que mordia as orelhas do urso de pelúcia e me olhava atentamente. Susan parecia entender a gravidade da situação, e permaneceu em silêncio.

Mas, não sei até onde a pequena iria conseguir ficar daquela maneira.

(...)

Longos minutos já haviam passado, mas ainda era possível ver os corpos passarem por ali. Susie ainda estava quieta, não fez nenhum barulho para chamar atenção, e isso me deixava menos tensa.

Pelo vão do encosto do banco, eu observava os zumbis passarem por ali. Meu coração estava acelerado e, ao mesmo tempo, apertado, pois queria saber se os outros também estavam bem.

Voltei a me abaixar e olhei para a bebê, que me lançou um sorriso banguela e esticou os braços, pedindo um pouco de atenção. Passei a mão pelo seu rosto, dando um curto sorriso, mas voltando a ficar séria.

Fica quietinha meu anjo, só mais um pouquinho. - sussurrei, enquanto balançava o ursinho para ela e olhava pela janela.

O movimento de errantes foi se diminuindo aos poucos. Quando os últimos passaram por ali, fui me levantando aos poucos. Olhei pelo vidro da frente do carro, vendo a horda já na frente das longas fileiras de carros.

Antes que pensasse em abrir a porta, a mesma se abriu. Coloquei a mão em Susan, a protegendo, e puxei a minha arma. Mirei no rosto da pessoa, que me olhou um pouco assustada.

一 Que susto, Daryl! - digo, travando a arma e a colocando de volta no coldre.

一 Foi mal. - ele diz, um pouco arrependido. 一 Você e o pacote estão bem? - franzi o cenho, começando a rir em seguida.

一 O nome dela é Susan, caçador. - digo, pegando a garotinha e a bolsa, saindo do carro. 一 E sim, nós estamos bem. - respondo, sorrindo e vendo o homem esboçar um sorriso no rosto.

一 Tudo bem, vamos até os outros. - Daryl diz, passando na minha frente. Balancei a cabeça, ainda rindo, e segui o homem.

Assim que nos aproximamos dos outros, meu irmão e Adele vieram correndo na minha direção.

一 Você está bem? - Rick perguntou e eu assenti.

一 Onde estão Sophia e Phillipe? E o Matthew? - perguntei, notando a ausência dos mesmos ali.

一 Um dos errantes foi para cima de Sophia, que correu assustada, e Phillipe foi atrás dela. Matthew foi atrás dos dois. - Adele responde, suspirando e abaixando a cabeça.

一 Logo eles vão voltar, não se preocupe. - digo, colocando a mão em seu ombro.

(...)

Rick, Daryl e Glenn haviam voltado para a floresta com Matthew. O Carter, quando retornou, disse que havia deixado as crianças escondidas, mas elas não estavam mais no lugar. Agora, os outros foram ajudar a procurar.

Me sentei no chão, ao lado de Julie e Carl, que jogavam um jogo de cartas que acharam em um dos carros. Susan estava no trailer, dormindo na cama do lugar.

一 Acha que eles vão ficar bem? - Carl me pergunta, continuando a partida do jogo.

一 Vão sim querido, não se preocupe. - digo, brincando com meus próprios dedos.

一 Phillipe é meu melhor amigo. - Julie diz, atraindo minha atenção. 一 Nos conhecemos bem no começo. - ela diz, um pouco tristonha. 一 Não posso perder ele.

一 Não vai, Ju. - digo, passando a mão em seus cabelos, já que estava ao seu lado. 一 Acho que podemos ter alguma notícia deles agora. - me levanto, quando vejo os homens voltando da mata.

Junto com os mais novos, me aproximei da grade de proteção, bem no momento que meu irmão e os outros apareceram ali. Eles estavam sozinhos, e com as expressões tensas no rosto.

一 Nenhum sinal deles? - Shane pergunta.

一 Não. - Rick responde em um suspiro, trocando o peso do corpo para a outra perna. 一 Eles saíram do esconderijo, por algum motivo.

一 Os dois tentaram voltar. - Daryl diz, dando sequência a fala do meu irmão. 一 Seguiram certo até um ponto da floresta. Depois, os rastros se misturaram com os dos zumbis, sendo impossível de decifrar.

Oh meu Deus... - Carol sussurra e começa a chorar, logo sendo abraçada por Lori.

一 O que faremos? - perguntei, para ninguém em específico.

一 Não dá para sair a procura deles hoje. - Rick diz. 一 A noite já está chegando, o que vai nos atrapalhar a andar pela floresta. Amanhã bem cedo faremos uma busca pela redondeza. - ele completa e todos assentiram.

Abracei Julie e Carl pelos ombros, enquanto ouvíamos meu irmão explicar como nos dividiria nos carros, e também sobre mais detalhes da busca de amanhã.

Suspirei fundo, e desejei que Sophia e Phillipe estivessem bem. Não poderíamos, e nem conseguiríamos, viver com a perda deles.

(...)

A noite finalmente havia chegado. Todos já estavam dormindo, espalhados em alguns carros e também no trailer. Eu fiquei com a vigia, e era a única acordada por esse motivo.

Estava em cima do trailer, sentada em um cadeira de praia e com um rifle nas mãos, enquanto olhava distraidamente a lua cheia no céu. O barulho de alguns grilos, a luz fraca de um lampião, e a brisa gelada eram minha única companhia.

一 Noite calma, não acha? - ouvi uma voz atrás de mim e, sem olhar para a pessoa, sorri.

一 Silêncio. Acho que ainda vamos conviver muito com ele nos dias de hoje. - digo, olhando de lado para o homem.

Shane soltou um risada fraca, enquanto se sentava ao meu lado. Olhei para ele, que estava sentado direto na lataria do trailer, antes de voltar a olhar para a lua.

一 Nós ainda não conversamos direito, desde o CCD. - olhei de lado para Shane, esperando que continuasse. 一 Como você conseguiu? - ele perguntou, me fazendo suspirar.

一 Não sei. - respondi, encolhendo os ombros. 一 Quando saí do hospital, me deparando com a pilha de mortos no pátio, fui direto para casa. Me apavorei ao ver tudo vazio, sem sinal de nenhum de vocês. - olhei para baixo. 一 Um homem, Morgan, me ajudou. Ele me explicou sobre o que estava acontecendo, e também falou sobre o centro de refugiados em Atlanta. Eu fui para lá, mas não tinha nada. Foi onde encontrei o lugar em que Adele estava. - completei, me virando para Shane.

Achei que tinha te perdido. - ele diz em um sussurro, com a cabeça baixa e me olhando de lado. 一 Eu tentei seu pulso, pensei que estava morta... não devia ter te deixado lá. - o homem completa, desviando o olhar para frente.

一 Ei, não foi sua culpa. - digo sincera. 一 Você tinha todos os motivos para acreditar que eu estava morta. Mas, agora, eu estou aqui, e pretendo não ir embora tão cedo. - falo com humor, sorrindo, e arrancando uma risada do homem.

一 Rick sofreu sem você. - Shane diz, depois de um curto silêncio. 一 Mas, por causa de Carl, ele se manteve forte.

一 Não consigo imaginar o que vocês passaram. - digo baixo, mexendo na alça do rifle. 一 Agora sabem que estou ao lado de vocês, não é? - pergunto, olhando para Shane. Ele sorriu sacana e me olhou.

一 Poderia ficar ao meu lado igual os velhos tempos, em? - comecei a rir, tentando não fazer tanto barulho.

一 Seu jeito de me fazer rir é esse mesmo? - Shane assentiu e eu balancei a cabeça, ainda rindo. 一 Você não presta.

一 Nem um pouco. - ele debocha, se levantando. 一 Acho melhor deixar a tenente Grimes continuar com sua vigia. - o homem diz, me fazendo sorrir. 一 Boa noite. - Shane bagunça meus cabelos, antes de se afastar.

一 Boa noite, Walsh. - digo, e fico vendo ele descer a escada do trailer.

Quando o homem desaparece das minhas vistas, eu acabo deixando um sorriso no rosto. Essa nossa relação de irmãos, mesmo com as brincadeiras sobre o passado, me deixava feliz.

Aquilo não poderia mudar nunca. Eu não queria que mudasse.


Notas Finais


A Melinda daqui uns capítulos vendo que o Shane mudou, e descobrindo as merdas que ele fez: 🤡🤡🤡🤡🤡

Mas, mesmo assim, eu contínuo, por um 1%, shippando eles 🤡

E sobre o Phillipe e a Sophia: NÃO FAÇAM TEORIAS ANTES DA HORA!!!!!!!

É isso.

Até o próximo capítulo! ❤

Fiquem à salvo. 🧟‍♀️🧟‍♂️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...