História Living in the apocalypse - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bottom!taehyung, Got7, Mensão Namjin, Mensão Yoonmin, Monsta X, Taekook, Top!jungkook, Vkook
Visualizações 53
Palavras 979
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Científica, Fluffy, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Bissexualidade, Cross-dresser, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


As imagem dos capítulos, as vezes, não terão NADA aver com os capítulos.

E chegou o momento tão esperado (por vários ninguens), o encontro Taekook!

Boa leitura ;)

Capítulo 3 - Que roupa é essa?!


Fanfic / Fanfiction Living in the apocalypse - Capítulo 3 - Que roupa é essa?!

Capítulo Três - Que roupa é essa?!

Pov Jeon

Eu e os meninos resolvemos sair para explorar o lugar - mesmo todos se cagando de medo - eu até tentei não sentir, mas assim que eu dei uma olhada para fora do terraço, faltou apenas gritar.


Assim que arrumamos tudo entramos no prédio, que parecia ter sofrido um ataquede raiva de alguma pessoa, porque meu Deus! Estava todo destruido. 

- Quem vai sair primeiro? - HyungWon se pronunciou. - Eu não vou primeiro nem a pau!

- Nem eu! - Todos, com exceção de ChangKyun, responderam. 

- Por que estão olhando pra mim? Vocês savem que eu também sou cagão, e muito!

- Porque é um dos mais novos, tem mais disposição. E porque você não falou nada.

- Isso é injusto! Eu sou um dos mais novos não quer dizer que eu sou obrigado a ir! O HyunWoo hyung é forte, o Hoseok também! E temos um policial bem novinho, ele sabe sobreviver melhor que todos aqui! - Disse indignado.

- Ei! Não me coloque no meio, não tenho nada aver com isso. - Me afastei um pouco.

- Vocês são um bando de medrosos. - Afimou KiHyun - Até o JooHeon está querendo ir no sou lugar chang! quer saber? Agora quem vai sou eu, porque minhas pernas estão doendo de ficar parado olhando vocês idiotas descutindo besteiras, enquando há bicho comedores de carne humana lá fora! - Terminou de dizer logo seguindo até a porta, abrindo dando-me uma visão de um lugar vazio - entre aspas, pois logo a frente avia uma grade com varios daquelas coisas. - Viu? Não tem nada.

- É porque vocês nunca viram filme de zumbis, eles podem nos transformar em zumbis também! E eu sou novo de mais para morrer.

- para com suas paranóias ChangKyun! - Pronunciou-se MinHyuk.

- Para você de falar com ele assim Lee! Ele não te fez nada, pelo contrário, ele te salvou de um desses bichos te morder. Lembra disso? - KiHyun prosferiu com raiva - Não ligue para ele chang, eu acredito em você. Bem pouco, mas acredito!

- Uhum tá! 

- Desculpa ChangKyun. - Disse arrependido.

-Tudo bem.

Nós continuamos andando por um bom tempo até passarmos pela grade - num lugar sem zumbis. - Após sairmos, andamos mais um pouco até HyunWoo e HyungWon reclamarem de fome. Paramos em um pequeno mercado procurarmos comida, até ouvirmos sons semelhantes de tiros.

- Pro chão todos, rápido! - Todos me obedeceram. - Se juntem.

Todos ficara no são, e não se levantaram até os barulhos sessarem. 

- Me solta, sou nojento! - Minutos depois conseguimos ouvir gritos, que pareciam ser masculino. 

- Vamos para debaixo da mesa, eles não conseguiram nos ver. - Sussurei, observando novamente todos me obedeserem. - Sem fazer barulho, se não sobra para nós.

- P-para, Por favor? Não faça isso! Eu não sou uma garota!

- É o que então, gracinha? - as vozes pareciam ficar mais próximas, merda

- U-um garoto, para! Me solte agora!

- Se não o que, travesti?

- E-eu não sou uma travesti! - ouvi um baque de algo sendo chocado com a parede. - A-ah.

- Doeu? Se não, vai doer já já. 

- S-socorro! - tentou gritar - Para por favor.

Olhei para todos e vi suas afeições de medo e raiva misturados. 

- A gente tem que ajudar ele! - sussurou Jimin, que nada dizia até agora. - Eu acho que conheço essa voz.

- Não tem como 'tá louco? Não temos balas suficientes para um tiroteio. - Sussurrei.

- Eu não falei nada de tiroteiro! - Sussurou como resposta.

- E como pretende ajuda-lo? Desmaiando magicamente o cara? Acorda Jimin. - Me ajeitei no lugar.

- Você policial! Mas não parece, não quer salvar vidas, apenas a sua própria! - Indagou raivoso.

- Eu quero sim salvar vidas! Mas se eu tentar me meter, corre o risco de todos nós morrermos! 

- E ele morre se não o ajudar! 

- Grr - reclamei - Alguém tem balas aí? Eu só tenho - Olho o pente - Digamos que o suficiente para um só. Estaremos ferrados se aparecer mais.

- Tentem não fazer nenhum barulho! 

Me levantei cauteloso, dei uma olhada em volta e percebi ter um cara com uma garota?! Não, ele disse ser um garoto.

Ele percebou minha presença e se espantou, mas logo o "acalmei"

- Não irei machuca-lo - Mexi minha boca, porém não emiti som algum. - Irei ajuda-lo.

- Nossa como você é gostoso! Imagina sem roupa. 

- M-me solta seu nojento! Para, para, para! - Tentou o afastar, falando logo em seguida falando.

Arrumei minha postura ao perceber ser somente eu, os meninos, o garoto de saia e o outro homem. Apontei minha arma para ele.

Limpei minha garganta, atraindo a atenção do homem - Olha o que temos aqui! Um policial, veio salvar a patria? Veio tarde de mais, o mundo já morreu.

- Cala a boca e solta o garoto, deixe-o vir até mim. - Não moveu nem um músculo - Ou quer que eu estore seus miolos? Ou o que restou deles.

- Poxa policial! O senhor está estragando meu prazer. Qual é? Vem curtir junto.

- Eu mandei soltar o garoto! - Engrossei mais minha voz, fazendo-a ficar assustadora. - Não me faça atirar em você. 

- Tabom, tabom. Mesmo não tando afim, vai garoto. - Pegou o braço dele e o jogou para mim.

Virou-se fingindo ir embora, logo virando novamente em minha direção,fui mais rápido e atirei em sua cabeça, o matando.

- Q-quem é você? - Perguntou com medo.

- Não precisa ficar com medo. Meu nome é JungKook, sou policial. - Estiquei minha mão para um aperto, que não foi negado - E você? Quem é? 

- TaeHyung. Como me achou? - Perguntou respirando fundo.

- Eu e meus amigos estávamos aqui, quando ouvimos sons de tiros. E aí você e aquele cara entraram, e meu amigo me pediu para ajudar.

- Ah, e cade seu amigos?

Apontei para onde eles estavam, logo vendo-os sair.

- Tae?

- Jimin?


Notas Finais


Cabou! Espero que tenho gostado.

Tchau, beijo de lua mores.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...