1. Spirit Fanfics >
  2. Living Memories >
  3. Video VI - Future

História Living Memories - Capítulo 11


Escrita por:


Capítulo 11 - Video VI - Future


Quando o vídeo começou, WangJi apareceu dormindo tranquilamente com uma garotinha deitada ao seu lado. Ela já havia aparecido em outras gravações, era filha de Yixuan, um dos amigos dele.

—Acho que me apaixono mais a cada dia. – A voz de Wei Ying fez-se presente quase em um sussurro enquanto ele se aproximava dos dois para gravá-los. – Yixuan disse para eles não entrarem no quarto dele e da Miranda e olha onde os dois estão. Acho que estou sendo babá de duas crianças e não de uma só. 

A garotinha se remexeu na cama e olhou para Wei Ying como se estivesse perguntando o que ele estava fazendo, depois olhou para WangJi ainda dormindo e sorriu cúmplice. 

—No três. – Wei Ying sussurrou, recebendo um aceno positivo em resposta enquanto colocava a câmera sobre a cômoda. Checou se os três apareceriam na imagem e começou a contagem. – Um... Dois... Três! 

Os dois atacaram WangJi, que mal teve tempo de se recuperar do susto antes de ter uma crise de risos por causa das cócegas. Era uma cena comum de se ver em filmes, mas exalava bem mais naturalidade.

—Para... Socorro... – WangJi pediu entre risos, enquanto tentava afastar as mãos dos dois. 

—Adoro quando tenho cúmplices. – Wei Ying sorriu, erguendo uma das mãos para a garotinha bater.

—Você me traiu! – WangJi acusou a menina, que apenas negou com a cabeça enquanto fazia a maior cara de inocente que uma criança poderia ter. 

—Não traí. – Contrariou, o abraçando. 

—Acho que o Yixuan está ensinando ela a atuar. – WangJi comentou com um sorriso enorme no rosto. 

—Ele ensinou bem. – Wei Ying riu, se levantando da cama. – A propósito, quem deu permissão para vocês entrarem aqui? 

Os dois se soltaram lentamente e a pequena olhou rapidamente para ele antes de se dirigir a WangJi. 

—Estamos encrencados? 

—Não se nós arrumarmos a cama antes dos seus pais chegarem. 

—Eu arrumo. – Pulou da cama e ficou olhando WangJi como se esperasse que ele fizesse o mesmo. – Então... Vocês bem que podiam fazer panqueca, não é? 

Wei Ying e WangJi trocaram olhares e depois olharam para trás como se ela não estivesse falando com eles. 

—Vocês não sabem fazer panquecas. – Constatou, parecendo segurar o riso. – Tudo bem, eu faço e vocês arrumam a cama. 

—A-Ling, você tem sete anos, acha mesmo que vamos te deixar sozinha na cozinha? – Perguntou WangJi.

—Cansei, vou ver o que tem na geladeira. 

A-Ling saiu sem esperar uma resposta, deixando os dois sozinhos.

—Ela passa de criança para adolescente em um piscar de olhos. – Wei Ying comentou, começando a arrumar a cama. – E tem só sete anos! 

—Ela tem o temperamento igualzinho o da mãe. – WangJi deu de ombros indo ajudá-lo. 

Após terminarem, Wei Ying reparou em um porta retrato em um criado mudo com a foto de A-Ling com seus pais. 

—O que foi? – WangJi perguntou, o abraçando por trás. 

—Quantos anos ele tinha quando a A-Ling nasceu? 

—Acho que 17. 

—Se descuidou?

—Hm. Estava bêbado. – Wei Ying franziu o cenho. – Difícil pensar isso dele, não é? Mas Yixuan nem sempre foi tão responsável. Ter a A-Ling e se casar com a Miranda mudou muito o comportamento dele. 

—Filhos mudam as pessoas para melhor. 

—Hm.

Wei Ying se virou para ele, rodeando os braços em volta de seu pescoço. 

—Você quer ter filhos? Adotar, sei lá.

—Vai depender se você também vai querer, porque não é uma decisão só minha. – WangJi sempre ganhava um beijo ou um sorriso apaixonado quando insinuava que queria ter um futuro com ele, dessa vez ganhou os dois. – Você quer? 

—Quando terminarmos a Universidade e nos estabelecermos, por que não? 

—Menino ou menina? 

A expressão de Wei Ying parecia pensativa, mas ainda assim sorridente. 

—Ambos? 

—Hum... Vamos precisar de um lugar grande. 

—Casa ou apartamento? 

—Morei em apartamento minha vida inteira, então... 

—Eu também.

Aquela era uma situação bonita de presenciar, os dois planejando um futuro juntos sem que somente a vontade de um prevalecesse e suas expressões enquanto faziam isso deixando claro para quem quisesse ver o quanto eles se amavam. 

—Estamos mesmo fazendo isso? Planejando nosso futuro? – Wei Ying perguntou com um sorriso bobo no rosto. – Você realmente vê um futuro comigo? 

Como resposta WangJi o beijou.

—Nunca achei que fosse possível amar alguém desse jeito, mas aqui está você, roubando meu coração de novo e de novo a cada dia. – Ergueu uma das mãos para acariciar o rosto do outro, seus olhos deixavam transparecer que cada palavra que saía de sua boca era a mais pura verdade. – Wei Ying, eu não consigo enxergar meu futuro sem você nele. 

—Por que tão perfeito? – Wei Ying correu os dedos pelos cabelos dele, enquanto seu sorriso estava tão grande que mal cabia no rosto.

—Porque você merece a melhor versão de mim. 

Se beijaram novamente e enrolaram no quarto mais algum tempo, antes de...

—AS PANQUECAS ESTÃO PRONTAS! 

—As panque... – Wei Ying arregalou os olhos antes de sair correndo. – A-LING!




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...