História Livro de one-shots: Macro verso - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias The Gray Garden
Personagens Alela Grora, Arbus, Ater, Chelan, Dialo, Etihw, Froze, Greif, Kcalb, Lowrie, Macarona, Personagens Originais, Rawberry Preserves, Wodahs, Yosafire
Tags Macro-verso, One-shots
Visualizações 16
Palavras 1.521
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Hentai, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá pessoal! Desculpem a demora, eu estava tentando meu máximo, mas ainda é meio complicado hahah... Mas olha só, eu consegui! Espero que gostem, perdoem qualquer erro, tenham paciência com sua autora inexperiente por favorzinho.

Capítulo 4 - GroraXWhodas- Parte 2


Fanfic / Fanfiction Livro de one-shots: Macro verso - Capítulo 4 - GroraXWhodas- Parte 2

 O casal de anjos agora estava caído sobre a cama. Um silêncio de tensão se espalhava sobre o ar, onde se era audível apenas duas respirações pesadas que ficavam cada vez mais ansiosas a espera de qualquer tipo de reação, que na visão de Grora demorou séculos para vir. Mas ela veio, e foi a mais simples possível, uma mudança no foco do olhar do anjo que agora estava abaixo dela. "O que ele está olhando?" era o pensamento que se sobrepunha na mente de garota, até que como num clique ela se lembrou de um detalhe que no calor do momento fora esquecido. Ela ainda estava apenas de lingerie, algo que não havia passado despercebido por Whodas, que também não tinha ignorado o fato daquela posição lhe dar uma visão ainda melhor dela. A garota de cabelos negros sentiu seu sangue subir e seu rosto corar enquanto encarava ele cada vez mais nervosa e ofegante com um pouco de medo de pensar o que poderia estar passando na cabeça do anjo que só a encarava sem nem ao menos mudar de expressão. Até que outra coisa veio, dessa vez um movimento, e ela não pode conter um baixo e fraco gemido ao sentir que as mãos do maior agora estavam em sua coxa, subindo elas lentamente em direção a sua calcinha. Após o choque do momento ao voltar a encará-lo percebeu que ele agora a olhava com um olhar profundo, como um predador encarando uma presa recém-capturada. Nesse momento como se houvesse quebrado um transe Grora começou a se desesperar, totalmente amedrontada com o que viria a seguir, e num impulso passou a se debater tentando tirar as mãos dele de seu corpo enquanto começava a reclamar e brigar com o anjo.

- H-HEY SEU C-CABEÇA DE ANJO P-PERVERTIDO ME SOLTA! O QUE P-PENSA QUE ESTÁ FAZENDO!?

A resposta do maior foi apenas um sussurro contrariado enquanto suspirava e parava suas mãos a apenas poucos centímetros da região íntima da anjinha.

- Grora, agora chega de jogos. Me diga de verdade, você me quer ou não? -pergunta o anjo de maneira bruta, de certa maneira impaciente. Mas esta pose se desmanchou ao perceber claramente no olhar da menor o desejo que ela sentia, mas ela parecia travada. Whodas sorriu maliciosamente e num movimento rápido ele inverteu as posições, agora ficando por cima da garota enquanto segurava delicadamente seus pulsos acima de sua cabeça, e começou a se abaixar lentamente até a altura do pescoço dela.

-Eu já sei sua resposta hehe, mas quero ouvir de seus lábios. -sussurra ele com sua voz lenta e rouca, porém calma e aveludada, a tornando ainda mais sexy, enquanto depositava um suave beijo no pescoço de Grora.

A pequena anjinha tremeu na base, ela se sentia quente, seu corpo implorava por mais do toque dele. Tudo nela parecia pedir isso, menos sua boca. Sua voz estava agora entalada na garganta e sua mente continuava na árdua luta entre medo e desejo. Ela não esperava que isso viesse tão rápido, mas era isso. Era agora ou nunca.

- E-eu quero... - sussurrou a garota com sua voz trêmula de vergonha. Nunca havia se imaginado numa situação assim, ela sentia vontade de cavar um buraco e enfiar uma cabeça. Ela teria mesmo que pedir isso? Maldito momento que resolverá reclamar.

- Uhmmm quer o que? -a expressão do anjo maior agora era brincalhona e provocativa, ele queria fazê-la implorar por aquilo, seria sua punição.

- E-EU QUERO QUE ME FODA LOGO! -grita a anjinha levemente desesperada, agora estava mais que claro que ela queria isso, e não seria nada justo ele a torturar assim depois de ter tomada iniciativa.

- Huhuhu será mesmo que eu deveria? - pergunta Whodas soltando os pulsos da garota e agora descendo ficando com a cabeça na altura de suas coxas, nas quais ele distribuiu várias beijos e algumas mordidas fracas, subindo cada vez mais até sua região íntima.

Essa ação fez novamente os pensamentos de Grora oscilarem, ela não sabia mais o que dizer e nem como pedir, mas ela do fundo do coração queria aquilo, e com seu desespero aumentando e a tensão do momento ela acabou por não suportar e explodiu em lágrimas e soluços. O anjo, percebendo isso, subiu para encarar o rosto dela com toda ternura que tinha, e como num pedido de desculpas silencioso se aproximou de seu rosto e lambeu levemente as lágrimas que escorriam de sua bochecha direita e num movimento rápido desceu suas mãos até a calcinha dela e já abaixando começou a masturbá-la lentamente. Já a garota, ao sentir o toque dele ali, deixou um gemido baixo e trêmulo escapar enquanto se contorcia com o prazer.

Essa reação fez apenas Whodas sorrir, a anjinha parecia tão apetitosa agora com essa postura indefesa. Num movimento calmo e silencioso este levou sua mão livre até a região dos seios dela, e após rapidamente levantar seu sutiã, passou a massagear o peito dela de maneira leve, com medo de a machucar, e as vezes parando para circular seus mamilos com a ponta de seus dedos. Essas ações vindas do maior fizeram o corpo dela esquentar ao ponto dela se sentir em chamas! Seus pensamentos estavam frenéticos e desordenados enquanto seu corpo apenas respondia ao toque do maior da melhor maneira possível, ficando cada vez mais tenso pelo prazer. Mais e mais gemidos baixos e abafados vinham dela, apesar de mais nenhuma ação significativa, sua mente apenas não conseguia formular alguma frase convicta e que fizesse sentido, e seu corpo nem ao menos seguia seus comandos. Enquanto o maior aumentada mais e mais a velocidade na qual movia os dedos, ela sentia seu corpo cada vez mais quente e respondendo ainda menos a qualquer comando, ela já tinha espasmos fortes e uma leve tremedeira quando sentiu seu corpo começar a tensionar, era como se vários nós se formassem em suas costas enquanto ela se contorcia cada vez mais se sentindo perto de seu clímax. E este veio não muito tempo depois, quando com um gemido bem arrastado ela pressionou suas costas contra o colchão sentindo que a força colocada nisto assim poderia afundar ele naquele local.

Logo após ela gozar e o garoto de cabelos acinzentados retirar os dedos, agora melados, daquele local ele parou para encará-la novamente. A garota encarava ele ofegante ainda com o corpo trêmulo claramente confusa, o que lhe dava uma aparência realmente fofa, e isso excitava ainda mais o anjo que estava acima dela.

Num movimento silencioso, porém com certa urgência, Whodas baixou suas calças retirando seu membro, já aparentemente animado, e delicadamente o posicionou na entrada da garota, logo dirigindo seu olhar a ela, como um pedido de permissão. Esse logo foi respondido com um resmungo manhoso vindo dela, que logo começou a mover seu quadril esfregando sua entrada, já bem molhada nele. Isso fez um sorriso malicioso surgir nos lábios do garoto de cabelos acinzentados, que num movimento rápido meteu seu membro dentro da anjinha com toda a força que dispunha naquele momento. A sua resposta veio rápido, com um grito de dor, algumas lágrimas e um pouco de sangue vindos dela, diante disso o anjo puxou ela para um beijo carinhoso, tentando tornar aquilo um pouco mais suportável e acalmá-la, enquanto se movia lentamente dentro dela. Grora retribuiu o beijo dele e sorriu de leve com a demonstração de preocupação, então aquele cabeça de anjo não era apenas um pervertido sádico, hum? Enquanto ela se concentrava nisso q dor estava diminuindo cada vez mais e uma nova sensação surgia novamente, prazer. Mas mais intenso que da última vez, ela sentia seu corpo quente e bem mais trêmulo, e ela já não mais conseguia conter seus gemidos, o que se tornou evidente quando ela quebrou o beijo deixando escapar um longo e prazeroso gemido, mas que rapidamente foi abafado por uma das mãos do maior para se assegurar que ninguém ouviria e nem tentaria ir interrompê-los, ele também estava se segurando ao máximo para não gemer e deixava apenas alguns grunhidos baixos escaparem, mas estes foram aumentando gradativamente enquanto ele estava indo cada vez mais rápido nela. Os dois já sentiam seus corpos tensos e perto de seus ápices, e isso já estava se refletindo em suas ações, o anjo maior já estava metendo com toda sua força na menor que agora também movia seu quadril rebolando nele já babando de prazer. E esse momento não demorou muito para vir, com ele metendo uma última vez gozando bem fundo no interior dela, que também chegará a seu clímax apertando o lençol da cama o mais forte possível. Mas, tão rápido quanto veio, este momento logo terminou, e o casal logo caiu na cama totalmente casados e ofegantes. Os dois se alinharam o mais perto um do outro que puderam, querendo sentir ao máximo o calor que o outro emanava, e depois de alguns sussurros baixos e cansados do que deveriam ser um "eu te amo" eles adormeceram profundamente.

 Incrivelmente, mesmo depois disso, Whodas continuava com vários hematomas pelo corpo causados por situações inusitadas com a anjinha. Amor destrutivo.


Notas Finais


Obrigada por lerem! Não prometo postar com mais frequência pessoal, me desculpem, mas prometo continuar me esforçando, tudo bem?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...