1. Spirit Fanfics >
  2. Loading. >
  3. I n i c i a n d o . . .

História Loading. - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Primeiro capítulo, espero que gostem!

Capítulo 1 - I n i c i a n d o . . .


Fanfic / Fanfiction Loading. - Capítulo 1 - I n i c i a n d o . . .

Iniciando...
Hello World!
Preparando sistema... (Isso pode levar alguns minutos.)
Baixando todas as informações do software.
[cOrRuPTeD FiLE]
Preparando funcionamento das articulações.
Registrar nome: [       ]
-
 Charlie 
Nome registrado como: [Charlie]

Iniciando...

Quando percebi, finalmente havia abrido meus olhos. Parecia que havia acabado de acordar de um sono profundo, porém belo, assim que amanheceu. Ao meu redor estava fios, papéis e... uma pessoa... espera, uma pessoa? Quem é ele? Por que está me encarando? Fiz algo sem sentir nem saber? Talvez eu deva me apresentar mas... não sei bastante coisas sobre mim. Apenas meu modelo, minha altura, meu peso, e meu nome. Por sinal, é um nome bonito, mas quem me deu? Quem eu sou de verdade? Talvez ele saiba, ou talvez não. Melhor arriscar do que ficar calado.
- Desculpe mas quem é --
- Está finalmente funcionando! É um milagre eu ter consertado! Ah... foi tudo culpa minha porém consegui arrumar! Por favor, poderia informar a saúde do sistema?
- Saúde? Como eu vejo isso?
- Uh... você não sabe? Era pra saber.... e... espera tem algo errado. Vou ter que desligar de novo.
- Não! N-Não precisa, afinal, eu já estou funcionando após você ter... uh...-
Tentava me lembrar mas minha memória parecia estar com problemas. - me... calculado?
- Calculado? Eu disse consertado. Você deve estar com a memória corrompida. Vou ter que desligar de qualquer forma, te vejo depois! - Ele se abaixou.
- Espera!! - Já era.

Desligando.

Iniciando...
Hello World!
Preparando sistema... (Isso pode levar alguns minutos.)
Baixando todas as informações do Software.
[ nEW FILe: FEelLinGS]
Preparando funcionamento das articulações.
Registrar nome: [      ]

- Charlie
Nome registrado: [Charlie]

Iniciando...

Me lembro da minha vida anterior... eu era criança. Na primavera, o cheiro das flores me davam um arrepio gostoso, me deixando apaixonado por elas. Ficava horas e horas naquele sol morno e brilhante, ouvindo o vento bater nas folhas das árvores e suavizar meu rosto. O sol se punha deixando as estrelas aparecer, essa era minha parte favorita. Eu deitava no gramado enorme e olhava cada uma delas, cintilantes e dóceis. A Lua que iluminava pouco, ficava ali me encarando. Sem nem perceber, já estava dormindo, ali mesmo, no gramado junto com as flores.

Certo dia, de tarde, acordei numa casa - Velha e confortável - que havia ali perto. De longe sempre parecia abandonada, mas quando vi havia um menino, mais ou menos de minha idade, sentado em uma escrivaninha. Ele parecia estar preocupado ao escrever uma carta; mas sentia uma aura calma e adormecida vindo dele. Me levantei e, curioso, fui checá-lo. - Nathan Anderson - Era seu nome. Me lembro pouco dessa parte porém, o que me recordo é que ele sempre foi gentil e carinhoso comigo, mesmo tão quieto. Desde então, ficamos fazendo o que eu fazia, olhando o céu azulado e estrelado todas as noites. 

Eu gostava dele.

[ fILE dISCoveReD: LoVE]
- Vamos de novo, teste 7, apresente-se por favor.
- Meu nome é Charlie, irei te ajudar com problemas do cotidiano e serei sua nova companhia. 
- Muito bem Charlie, consegue se movimentar?
- Acho que sim... - Tentei dar um passo porém perdi o equilíbrio, fazendo cair nos braços do homem. 
- Ta tudo bem, vamos tentar até você conseguir. - Ele me ergueu de novo.
- Eu acho que os cabos na minha panturrilha estão atrapalhando. Acha melhor removê-los?
- Já está totalmente carregado e atualizado?
- Sim.
- Retire-os então.- Ele me soltou para que eu pudesse desconectar os cabos. Então assim fiz. - Vou tentar de novo.

Dei outro passo e não tropecei, ele pareceu bem mais empolgado.
Eu reconheci o homem, se me lembro bem ele se chamava James Andrews, 21 anos, recém formado em robótica e tecnologia em geral. Sua aparência era simples porém delicada de seu próprio jeito. Cabelo meio bagunçado, óculos desgastados, pele lisa e bem cuidada, um moletom velho e confortável acompanhado de uma bermuda preta. Seu rosto parecia cansado, não dormia faz alguns dias. Sua aura era feliz, e suave. Ele tinha exatos 1,76 de altura, apenas 2 centímetros a mais do que eu. Espero poder agradá-lo enquanto posso. - O que quer fazer? - Ele me perguntou sorridente. - Seu sistema de alimentação já está pronto?
- Sim, por que?
- Estava pensando em tomar um café para comemorar sua volta. Você gosta de café?
- Nunca provei ou não me lembro do gosto.
- Está prestes a descobrir! 
- Mas... - Parei para pensar novamente. - Você não pode mais tomar café. Você não dorme a dias, precisa descansar.
- Ah? Verdade... já ia me descuidar de novo! - Sorriu gentilmente - Então só vou comer um bolinho.

Fomos até a cozinha, que parecia ter sido abandonada por alguns dias, já que a louça estava cheia e a geladeira vazia. Me sentei na mesa circular no centro do cômodo e aguardei-o para trazer as coisas. A flor que estava sob a mesa, estava morrendo sem água. Me levantei e fui pegar meio copo d'água, para revivê-la. James me olhou e se sentiu aliviado, já que estava ajudando-o.

Minutos se passaram até meu café ficar pronto e a mesa ficar preparada, o sol já estava se pondo, deixando um tom caloroso no ambiente. Ambos se sentamos e começamos a conversar, se alimentando ao mesmo tempo. Comecei a ficar curioso novamente - Então... por que você estava me consertando? - Ele ficou quieto tentando achar uma resposta, porém ficou um silêncio misterioso no ar.
- Bem... acho que você vai descobrir futuramente, assim como eu.
- Ahn?
- Só posso dizer isso. 
- Durante meu conserto, todas minhas memórias do passado foram excluídas, quero dizer... parcialmente excluídas. O que aconteceu antes disso?
- Boa pergunta! - se animou novamente -  Nós ficávamos discutindo ideias que sabíamos que nunca iriam acontecer, e mesmo assim tentávamos realizá-las! Ficava eu e você, horas e horas fazendo coisas que gostávamos de fazer. Deixa eu ver... um exemplo... Ah! Um dia você queria fazer um bolo meio a meio, então você fez uma parte e eu outra, no final, quando juntamos as duas partes, o bolo ficou totalmente desproporcional e as cores de cada lado não combinavam umas com as outras, mas o sabor estava muito bom! Nós éramos inseparáveis e nunca brigamos... com exceção de uma vez... - Ele ficou quieto. 
- Bem... tomara que eu consiga repetir isso mais uma vez!

Me levantei e fui explorar a casa.
A sala estava arrumada e quentinha, havia uma lareira acesa. Em cima dela, havia fotos de mim e dele e ele com outras pessoas. Havia uma foto específica meio escondida atrás das outras, que chamou minha atenção. Peguei ela para analisar e...
- O QUE??? - Dou um grito de susto
- O que aconteceu?! - Ele disse correndo para onde eu estava. 
- O-O que é... essa foto? - Nesse momento, eu estava muito envergonhado para poder falar direito. - O que acon... houve nesse dia?

Vou explicar o porquê eu estava tão surpreso e corado. A foto era uma polaroid, de mim e dele, se beijando. Meu sistema de realidade e emoção simulada não aguentou e teve que agir. Mas ao mesmo tempo que tive uma explosão de sentimentos confusos, também não deixei de ter a curiosidade. Então era assim que eu agia antes de "reviver"? E se ele... Não, não devo pensar em nada mais. Sou apenas um robô feito para aceitar ordens e agir como um ser humano. EppERa TEMn ALgO dE eRrrAdOo0!??!!!##$!!?
 [FiLE dISCoVEREd: sURpRIsED]


Notas Finais


Foi meio curto eu sei, mas o próximo vai ser maior!
O que será que o Charlie tava pensando em?
Será que ele vai descobrir o que aconteceu no passado?
m e m o r i a s . . .


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...