1. Spirit Fanfics >
  2. Locked out of Heaven - Jikook imagine >
  3. Posso te ajudar - Especial Kim Taehyung e Jung Hoseok

História Locked out of Heaven - Jikook imagine - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Sim eu demorei eu sei, mas tenho motivos.
Bom, pra começar eu estava com um certo bloqueio de criatividade, quando comecei a ter ideias o spirit apagou o capítulo inteiro que eu demorei dias para pensar, e aí já viu né?
Eu fiquei super desmotivada e frustrada com tal acontecimento, mas bom pensei bem e não quero deixar mais uma história não terminada.
Vou me esforçar para fazer uma história boa e que não seja cansativa de ler, se puder contar com vocês leitores agradeceria.

Capítulo 4 - Posso te ajudar - Especial Kim Taehyung e Jung Hoseok


Fanfic / Fanfiction Locked out of Heaven - Jikook imagine - Capítulo 4 - Posso te ajudar - Especial Kim Taehyung e Jung Hoseok

Taehyung Pov's On


Uma semana se passou... Eu estava totalmente desmotivado a ir para escola, depois do dia que todos saímos juntos (incluindo Park Jimin que mesmo não fazendo parte do "grupo" havia ido conosco), Kook e o garoto loiro ficaram próximos. 

Estava deitado em minha cama olhando para meu teto até que meu celular começa a vibrar, olho o mesmo e vejo que Hoseok estava a me ligar, ignorei a ligação e desliguei meu celular. Levantei meu corpo e fiquei sentado na cama com o olhar fixado em minha janela, o vento invadia meu quarto pela mesma me deixando arrepiado, abracei minhas pernas enquanto olhava as cortinas balançarem. 

Park Jimin se aproximou de Jeon e nada os separava, quando eu ia falar com Jungkook ele sempre arranjava uma desculpa para ir falar com o mais baixo. 

"Confesso... Me incomoda."

A porta do quarto foi aberta com força me dando um tremendo susto, pude ver o rosto de Jung Hoseok que parecia irritado com algo. 

 Qual é Kim Taehyung? — Cruzou os braços — Te mandei milhões de mensagens, te liguei mil vezes! — Fiquei o observando, Hoseok não daria medo nem para um formiga — Você está me ouvindo? Kim Taehyung? Está a me ignorar? — Hoseok me balança.

— Para com isso cara... Não tem necessidade — Rio dele. 

— Finalmente me respondeu! — Revirou os olhos — Por que não está mais saindo conosco? O convidamos e você nos ignora completamente, poxa... Isso causa um certo desgosto! — Fico calado.

— Não sou obrigado a sair com vocês, saímos juntos a tanto tempo, por que não nos afastamos um pouco? — O mesmo me empurra. 

— Está ficando louco? Não fale esse tipo de coisa — Ele se aproxima de meu rosto, deixando-os praticamente colocados o que me fez recuar — Está com ciúmes né? 

— O que? Ciúmes? De que? — Fico bravo.

— Jungkook está tão próximo de Park Jimin, deve estar bravo porque não está mais recebendo a mesma atenção, estou certo? — Sorriu. 

— Não, está completamente errado Hoseok! — Cruzo os braços.

— Vamos... Se admitir posso te ajudar a superar — Ele me deita na cama ficando sobre meu corpo e se aproxima devagar de meu rosto, fechei meus olhos ao perceber que ele iria me beijar, ele se aproximou cada vez mais é mais... Até que... — Brincadeiras a parte — falou em meu ouvido e eu abri meus olhos sem entender nada — Vamos sair deste quarto — Sorriu, eu me levantei e fiquei o olhando bravo e envergonhado — Que foi Kim Taehyung está tão desesperado ao ponto de achar que iríamos nos beijar, assim? Tão do nada? — Bufei e sai do quarto.

— Não, não estava, vamos sair para onde? — Olhei para o mesmo.

— Nossa que fácil, achei que você demoraria mais para concordar! Bom, vamos ficar andando por ai, sei lá, ir ao cinema, um parque, uma loja de roupas, onde achar melhor. 

— Hum okay, vamos então — Peguei um casaco e a chave de casa. 

— Ueh, mas para onde? — Me olhou confuso. 

— Para qualquer lugar Hoseok. 

[...]


Ficamos andando pela cidade até acharmos uma lojinha de brinquedos e compramos ursos de pelúcia, Hoseok nomeou o Tigre que havia comprado de Tae eu achei fofo, acabei nomeando meu unicórnio de Hope só para ele não ficar triste e fazer drama. 

No final do dia fomos para um café onde tinha ovelhas, sim... Ovelhas, Hoseok ficou com medo de uma ovelha fofa não me lembro o porque, provavelmente não tinha motivo. 

— Obrigado pelo dia hobi e obrigado também por me tirar de meu quarto — Rio envergonhado.

— Não foi nada, aliás foi um prazer sair contigo! — Ele olhou em volta e eu percebi que já estava escuro, peguei meu celular para ver a hora e já eram dez horas "gastamos tanto tempo assim?" — Ei por que não fica em casa hoje?

— E incomodar você? Não, obrigado posso ir para casa — Sorriu e eu cruzei os braços.

— Não, não, está tarde — Abro a porta de casa e puxo o mesmo para dentro a trancando — Pronto, para de frescura. 

— Mas que?... Como você é insistente — Ele riu — Tudo bem, irei ficar sim — Ele deu um sorriso e eu retribui com o meu sorriso quadrado. 

Passamos a noite jogando vídeo game e comendo pizza, na hora de dormir não me importei em deixá-lo ficar na mesma cama que eu, somos amigos, não teria problema. 

Me sentei em minha cama e me cobri com a coberta, Hoseok estava no banho, mas não demorou muito para sair, emprestei algumas roupas para o mesmo. 

Antes dele entrar em meu quarto eu fiquei pensando no ocorrido de hoje cedo, eu pensei que ele iria me beijar, não estava ligando, eu ia deixá-lo fazer, não me parecia algo ruim... 

O mesmo entrou em meu quarto vestindo minhas roupas e logo afastei esses pensamentos sobre ele. 

— Tá tudo bem? — Me olhou preocupado pois eu o observava a cada passo.

— Uhum, está sim — Sorri e virei para o canto. 

Ele se deitou ao meu lado e eu não conseguia parar de pensar naquilo, fiquei pensando até muito tarde da madrugada, e pelo que parecia Hoseok também não conseguia dormir. 

Está sem sono? — Me virei para o mesmo. 

— Estou — Ele se virou para mim — Ei queria me desculpar sobre hoje de manhã, não é legal brincar com os sentimentos de alguém — Falou meio envergonhado.

— Também quero me desculpar — O mesmo me olha confuso — Me desculpa por ficar pensando naquilo. 

— Você ficou pensando? — Ele me olhou curioso.

— É mas não me entenda mal, talvez eu realmente esteja meio desesperado — Ele riu e colocou sua mão em meu rosto sorrindo, e se aproximou de mim. 

— Tudo bem.

[...]



Notas Finais


Então, meus amados foi isso, espero que tenham gostado, vou tentar fazer o próximo o mais rápido possível!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...