História Logo Você - Imagine Kim Taehyung - Capítulo 10


Escrita por: e Park_HoGi

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Ação, Bts, Guerras, Tiros
Visualizações 47
Palavras 2.046
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Festa, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oii meus amores... Aqui é a Tia Park... Tudo bem com vocês? Espero que sim!

Passei um tempo longe, as estou voltando aos poucos.

Sem mais enrrola, vamos para mais um cap.

Boa leitura!

Capítulo 10 - Capítulo IX


Fanfic / Fanfiction Logo Você - Imagine Kim Taehyung - Capítulo 10 - Capítulo IX

Nossa! O dia está lindo... Parece que hoje é meu dia de sorte. O céu está limpo, sem nenhum sinal de chuva... Acordei mais cedo, e com toda a certeza não vou me atrasar para a faculdade... E hoje a noite, tenho um festa para ir, depois de anos. Nem sei o que vou vestir. Então decido preparar tudo antes da hora, não quero ter dor de cabeça antes da festa.

(S/n): Esse aqui?- Pergunto-me olhando o vestido através do espelho.- Não... Ele é velho.- o coloco novamente no guarda-roupa.

Passo mais de meia hora revirando meu guarda-roupa, e nada de encontrar uma roupa decente.

(S/n): Aiiish!- Digo já perdendo a paciência.

Minha raiva passa ao escutar o celular apitando... Dizendo que tenho uma nova mensagem.

Mensagem On

Júlia: Oi queria... Dormiu bem?

(S/n): Você acha que eu não estaria depois de ter dormido a noite toda? Kkk'.

Júlia: Lhe conhecendo bem... Você está ótima depois da noite dormida. Rsrsrs'.

(S/n): Sabe... Eu não tenho nada para vestir na festa de hoje. :'(

Júlia: (s/n)... Acho que é o destino... Mas eu também não tenho roupa para ir a festa. Kkk'.

(S/n): Acho que vamos sofrer juntas... Kkk'.

Júlia: Que nada... O que acha de irmos para o shopping hoje a tarde?

(S/n): Você bebeu algumas? Como podemos, se temos que ir para a faculdade.

Júlia: Matamos aula. :D

(S/n): Você é louca ou o que? Eu não sei mais o que é matar aula desde a sexta série.

Júlia: É fácil... É só você desviar o caminho da universidade, e ir para o shopping.

(S/n): Você fala como se fosse normal... Se mamãe descobrir, ela não vai mais pagar a faculdade que eu tanto pedi a ela. :$

Júlia: Tenha fé... Ela não vai descobrir.

(S/n): Sempre que eu pensava em fazer algo como isso... Sempre dava errado... Sempre!

Júlia: Te encontro às 14 horas! Tchau!

(S/n): Não Júlia... Melhor não.

5 minutos depois

(S/n): Júlia? Você não vai visualizar minha mensagem? Então tudo bem. Tchau.

Mensagem Off


13:20

Omma: Já vai para a faculdade?- Ela pergunta calma, e eu paraliso.

- Até parece que ela sabe o que eu vou fazer... O que eu respondo?- Pergunto-me, respirando calmamente.

(S/n): Sim...- Quase que não sai.

Omma: Mais tão cedo assim?- Ela estreita os olhos.

(S/n): Sim... Júlia disse que tem que me contar algo, e eu estou muito curiosa para saber.- Engulo a seco.

Aproveito que ela não está abrindo a boca para falar, e apresso os passos até a porta.

Omma: Filha?- Eu sabia que ela já sabia.

(S/n): Sim?- Me viro delicada mente para olha-la.

Omma: Vamos jantar na casa do Taesuk.- Respiro aliviada.- Assim que você sair da faculdade, venha para casa. Pois o jantar vai ser às 20 horas.

(S/n): Às 20?- Pergunto já decepcionada.

Omma: Sim... Por quê?

(S/n): Mas eu tenho uma festa para ir.

Omma: (s/n) o que eu lhe disse quando você era mais nova?- Nossa ela repete isso toda vez quando vamos começar uma discussão.

(S/n): Que os assuntos de casa vem em primeiro lugar.- Digo cruzando os braços.

Omma: Venha para casa depois da faculdade.- Diz curta e grossa.

(S/n): Mas mãe eu...

Omma: Nada de mas...- Ela me interrompe.

Bufo e saio batendo a porta. Se eu sei que vou levar um carão quando chegar em casa por que bati a porta? Claro que eu sei! Mas eu me senti muito melhor depois que fiz isso.

Saio chutando as pedras que estavam em meu caminho. Sinto um pingo em meu rosto, e olho para o céu.

(S/n): Ah não...- Digo já prevendo o que vem por ai.- Basta eu ter pensamentos positivos?- Bufo com raiva.

Os pingos de chuva começam a aumentar, e eu corro em direção ao shopping. Ainda bem que eu já estava bem perto. Olho meu celular, e ainda são 13:50. Vou esperar Júlia na praça de alimentação. Vou até a escada rolante, e vou direto para a praça de alimentação.

...: Se você continuar assim toda vez que nos encontrarmos, você vai ficar roxa.- Escuto aquela mesma voz, e me arrepio... Mas é uma arrepio de queeu iria morrer se continuasse ali.

(S/n): Oh, desculpe por esbarrar em você.- Tento sair dali, mas sou impedida por ele.

Taehyung: Por quê está agindo como se não nos conhecêssemos?- Ele aperta meu braço.- Sabe... Até que gostei desse seu jeitinho de submissa.- Ele rir debochando.

(S/n): Pois não vá se acostumando.- Solto meu braço.

Decido sair dali bem rápido, e se possível me esconder dele pelo resto da minha vida. Enquanto estava me escondento pelas lojas dos shopping, sinto uma mão em meu ombro.

(S/n): Aaaa.- Dei um grito mínimo me virando.- Você me deu um susto.- Digo levando a minha mão até meu peito, sentindo meus batimentos descoordenados.

Júlia: Por quê está assustada?- Ela pergunta não entendendo.- E por quê parecia que você estava se escondendo?- Ela parece pensativa.

(S/n): Não é nada...- Respondo-lhe sem jeito.- O que acha de irmos olhar as lojas?- Tento mudar de assunto.

Júlia: Sim... Vamos!- Respiro aliviada por ela não me perguntar mais nada.

[...]

Entramos em quase todas as lojas do shopping, e nada de encontrar algo do meu gosto. Queria algo único... Algo que eu nunca tinha tido antes. Júlia diferente de mim, comprou cinco vestidos... Todos extravagantes.

Júlia: Continua olhando, que eu vou pagar esse vestido aqui.- Ela diz animada e eu afirmo com a cabeça.

Passo pelas roupas, e nada de encontrar o que tanto queria.

...: Que tal essa?- Foi posto o um conjunto de roupa na minha frente (foto do capítulo). E eu me viro lentamente.

Eu: Não obrigada!- Decidi não sentir medo dele... Algo que não está sendo fácil.

Taehyung: Você ficaria linda nessa roupa...- Ele diz sorrindo de lado.

Eu: Me poupe...- Reviro os olhos.

O pior é que a roupa que ele escolheu é maravilhosa.

Taehyung: Deixa seu pescoço bem à amostra...- Suas mãos vão em meus pescoço, o apertando... Tudo isso estava me deixando nervosa.

Júlia: (s/n)?- De longe escuto a voz de minha amiga.

Taehyung: Pense bem no que eu lhe disse...- Ele diz ao próximo ao ouvido.

Ele solta meu pescoço, e sai rapidamente, sumindo muito rápido da minha vista. O que ele é? Um ninja?

Júlia: (s/n) você já...- Ela para ao me ver paralizada.- O que aconteceu? Você viu um fantasma?- Ela me olha preocupada.



(S/n): Não foi nada...- Eu tento transparecer calma.- Apenas não comi antes de sair de casa.

Júlia: Então vamos comer já já...- Ela se levanta, mas algo a impediu de continuar os passos.- Que perfeito!- Ela diz abobalhada.- É seu?- Aponta para o conjunto. E eu nego com a cabeça.- Pois agora vai ser! Ele vai ficar perfeito no seu corpo.- Ela não se importa, e pega o conjunto levando até o caixa.- Quero pagar esse vestido aqui.- A atendende pega o vestido e passa para olhar quanto custa.

...: Desculpe... Mas ele já está pago.- Nós olhamos sem acreditar.- Aqui não diz quem pagou, mas diz para quem entregar.- Eu e minha amiga nos entre olhamos.- Diz... Para senhorita (s/n)(s/s).- Meu olho arregala automaticamente, como aquela peste sabe meu sobrenome?

Júlia: (s/n)... Será que você tem um adimirador secreto?- Ela pergunta empolgada.

(S/n): Está mais para assassino secreto...- Digo baixo.

Júlia: O que disse?- Ainda bem que não escutou.

(S/n): Não foi nada...- Sorrio sem graça.- Bom moça, não vamos ficar com ele.- Minha amiga abre a boca indignada, e antes que ela possa falar algo, eu arrasto ela para fora do shopping, indo direto para um lugar onde não exista Kim Taehyung.

[...]

(S/n): Oi...- Sorrio sem mostrar os dentes.

Yoongi: O que você faz aqui à essas horas?- Ele parece ter acordado agora.

(S/n): Aconteceu algo, e eu achei melhor vim para sua casa.- Eu digo entrando, pois ele dá espaço.- Você dorme só de cueca?- Digo olhando para seu corpo pálido.

Yoongi: Só em casos especiais...- Ele diz sem muita importância.

(S/n): Tipo?- Quero saber que casos especiais são esses.

...: Yoonie-ee...- Escuto uma voz feminina vindo do andar de cima.- Volta para a cama.- Olho para a escada, e tinha uma garota lá, vestida com um blusa do Yoongi.

(S/n): Mas o que é isso Yoongi?- Pergunto indignada.

Yoongi: (s/n)... Você não é tão inocente assim.- Ele sorri de lado.- Está bem na cara o que eu e ela fizemos.

(S/n): Por quê está agindo assim?- Sinto minha garganta embargar.- Eu achei que gostava de mim.

Yoongi:E eu gosto...- Ele cruza os braços.- Mas sabe (s/n)... Eu sou homem e tenho minhas necessitades.- Eu já sinto o choro descer, e eu odeio me sentir fraca na frente de homens.- Já que você não cede, outras fazer o que você não faz.- Ele olha para a garota que está na escada.

(S/n): Eu achei qye você fosse diferente.- Digo negando com a cabeça, e saio da sua casa em passos longos e pesados.

Yoongi: Para onde você vai?- Ele grita.- Por quê não fica mais um pouco?- Não aguento, e deixo minhas lágrimas descerem.

Saio correndo para bem longe de tudo... Eu achava que precisava ficar longe de Kim Taehyung... Mas agora tenho que ficar longe de Min Yoongi.

[...]

Depois de sair da casa de Yoongi, peguei um táxi, e vim para o lugar onde venho quando preciso pensar. Já faz algumas horas que estou olhando para as águas do rio Han, me perguntando... Por quê eu? A única coisa que quis desde nova, era ser normal como todas as pessoas. Desperto do meu transe com o toque do celular.

Ligação On

(S/n): Oi mãe?- Digo desanimada.

Omma: Onde você está? Já era para você estar em casa... Você já deveria estar em casa à 45 minutos atrás.- Sua voz transparece raiva.

(S/n): Só estava precisando de um tempo sozinha.- Digo com a voz embargada.

Omma: Filha... Você está bem?- Ela perguntou com preocupação.

(S/n): Sim omma...- Limpo as poucas lágrimas que caíram.- Já estou voltando para casa. Tchau.

Ligação Off

Coloco o celular no bolso, e pego um táxi para voltar para minha casa. Chego em casa bem rápido, e vou direto para o banheiro tomar um banho refrescante. Mamãe não perguntou nada... Apenas viu como eu estava, e entedeu que eu não queria falar com ninguém. Saio do banheiro,depois de 30 minutos debaixo do chuveiro. Pego qualquer roupa do guarda-roupa.

Omma: Já está pronta?- Afirmo com a cabeça.- Deixa eu petear seu cabelo.- Ela pega a escova de minhas mãos, e começa a pentear.- Você sabe que pode falar qualquer coisa comigo... Não sabe?- Eu afirmo com a cabeça.- Quer falar?

(S/n): Acho melhor não...- Digo baixando a cabeça.

Omma: Pronto! Está linda!- Ela diz para mudar de assunto.

[...]

Já são 19:30 e eu estava terminando de me arrumar para ir para aquele jantar chato. Mamãe foi na frente com Taesuk, e deixou o carro comigo para que eu vá depois.

Escuto a campainha tocar, e desço para ver quem é. Abro a porta, e não vejo ninguém... Mas vejo uma caixa no chão, e lá estava escrito..."Para (s/n)(s/s)". Estreitei os olhos, mas logo dei ombros, pegando a caixa, e colocando em cima do sofá. Desato o laço, e abro a caixa, ficando boquiaberta.

(S/n): OMO!- Digo surpresa ao ver a roupa da loja.

Olho para o conjunto de roupa, e fico minutos olhando para ele. E derrepente tive uma ideia. Eu não vou nesse jantar, e vou esquecer o Yoongi... E não quero nem saber... Eu vou nessa festa, e vou encher a cara!

Me levanto e indo rapidamente indo para meu quarto... Em menos de 10 minutos, e me vesti, e ajeitei meu cabelo. Me olho no espelho, e nossa, como estou linda! Minha autoestima voltou a mil com esse conjunto. Antes de sair, decido deixar um bilhete, ara que mamãe não se preocupe.

"Omma... Desta vez, sou eu quem não posso ir a esse jantar... Não estou me sentindo bem, e preciso esvaziar a mente. Não se preocupe, vou chegar cedo em casa."

Já feito e deixado o bilhete grudado na geladeira. Vou até o carro de minha mãe, e sigo diretamente para a casa da Júlia.

(S/n): Vamos rápido, estamos atrasadas.- Eu começo a buzinar.

Júlia: Só falta meu salto.- Ela vem com eles em mão.

Júlia entra no carro, e dentro dele coloca seus saltos. Dou partida no carro, e uando percebo, já estavamos na festa. Estaciono o carro, e logo depois descemos do carro, e entramos na casa da amiga da Júlia. E não é me achando, as estão todos nos olhando.

[...]

Já se passaram algumas horas que eu havia chegado, e eu já estou louca de bebida. Eu bebi tudo que vi. Agora estou na pista de dança, apenas tentando me mexer no ritmo, quando sinto uma mão em minha cintura, e me viro para ver quem é.

(S/n): Você?- Pergunto revirando os olhos.


Notas Finais


Iai meus amores, o que vocês acharam? Gostaram? Espero que sim.

Deixem a opiniões de vocês, pois isso nos incentiva muito a continuar escrevendo. Adoro ler e responder comentários.

Sigam o meu perfil e o da Kayla: @Park_Hogi @J-kayla

Annyeong!👋


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...