História Loirinho tentação - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias The Seven Deadly Sins (Nanatsu no Taizai)
Personagens Arthur Pendragon, Ban, Diane, Elaine, Elizabeth Liones, Escanor, Gowther, Hawk, Jericho, King, Liz, Meliodas, Merlin, Personagens Originais
Tags Ban×king, Elizabeth×liz, Meliart, Meliodas×arthur, Nanatsu No Taizai, Yaoi, Zeldris×estarossa
Visualizações 67
Palavras 584
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Festa, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hey como vai vocês? Trouxe a vocês mais um capítulo.

Espero que gostem.

E de novo peço que me desculpem pela demora para postar. 💜

Capítulo 11 - Um quase lemon e a confusão


Fanfic / Fanfiction Loirinho tentação - Capítulo 11 - Um quase lemon e a confusão

Arthur ON 

Tinha acordado a alguns minutos mas não quis nem abrir os olhos de tanto sono que estava sentindo. Estava tão confortável e quentinho. Até que sinto uma respiração em meu pescoço. Abri os olhos assustado e me virei de lado na cama. Em minha frente estava Meliodas dormindo tranquilamente e segurava minha cintura um pouco forte. 

Estava acariciando sua cabeça até que vi ele se remexer um pouco. Ele se aproximou de mim, ainda dormindo, e me abraçou mais forte. Senti algo duro contra meu joelho. Ao perceber do que se tratava logo corei e tentei me levantar. Me remexi tentando me soltar, Mas ao fazer isso acabei roçando meu joelho em seu membro.

- Ahh... Arthur...

Ele acabou de gemer meu nome. Não sei se fico feliz ou não com essa reação dele. Ouvir ele gemer era estranho mas por algum motivo eu queria ouvir mais deste som. Desci minha mão por seu corpo, arranhando de leve, e segurei seu membro.

Ele gemeu baixo e arfou, ficando com o rosto corado. Eu queria mais. Por isso desci meu corpo até que minha cabeça estivesse de frente para seu membro, ainda abaixo das cobertas.

Segurei seu membro e comecei a lamber da base até sua glande, que já vazava pré-gozo. Logo fui pondo seu membro em minha boca até que sua glande encostasse em minha garganta. Ele continuava gemendo e chamando pelo nome.

Meliodas ON 

Acordei sentindo uma sensação estranha em meu membro. Era algo muito bom e eu não queria que acabasse nunca. Abri meus olhos e vi um volume subindo e descendo na região de meu membro. Levantei um pouco o tronco e puxei a coberta para trás.

Quase infartei ao ver Arthur me chupando. Ele chupava de uma forma erótica e me olhava de uma forma sensual. Ele lambeu meu membro de cima a baixo e chupou minha glande, me fazendo gemer alto pelo prazer que ele estava me proporcionando. Não demorei muito e me desmanchei em sua boca e rosto.

Ele estava com o rosto sujo com meu esperma. E com essa cena não demorou até que eu estivesse duro de novo. Ele subiu em meu colo e eu o segurei forte, roçando meu membro em sua entrada, fazendo ele gemer baixo e tímido.

- Ahh... M-Meliodas...

- Vamos brincar mais um pouco baby.

[....]

Estarossa ON 

Acordei ao ouvir um barulho do meu lado. Me sentei na cama e olhei do meu lado. Zeldris estava sentado segurando seus joelhos e estava com o rosto escondido.

- Zeldris... você está bem?

- M-me diz q-que é mentira.

- Hã? Zeldris do que você está falando?

- ME DIZ QUE É MENTIRA.

Ele gritou me fazendo ficar assustado. Ele levantou seu rosto e vi que ele estava chorando. Estava com o rosto vermelho e uma expressão de desespero.

- Zeldris... do que você est-

- VOCÊ DISSE QUE ME AMA. ME DIZ QUE É MENTIRA ESTAROSSA.

- Zeldris oqu-

- Sai do meu quarto Estarossa...

- Zeldris porqu-

- EU DISSE PARA SAIR DO MEU QUARTO ESTAROSSA.

Ele parecia irritado e o contrariar poderia deixar tudo pior. Então apenas sai de seu quarto. Fiquei parado atrás da porta. E depois de ficar alguns minutos ali parado fui ao meu quarto. Me deitei em minha cama. Acabei lembrando do jeito que ele me olhou. Era como se ele estivesse com medo de mim. Não consegui suportar e comecei a chorar. Zeldris era tudo para mim.

"O que eu faço agora?"

 

 

 


Notas Finais


Bem espero que tenham gostado e desculpe qualquer erro 💜

Até breve.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...