História Loirinho tentação - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias The Seven Deadly Sins (Nanatsu no Taizai)
Personagens Arthur Pendragon, Ban, Diane, Dreyfus, Elaine, Elizabeth Liones, Escanor, Gowther, Hawk, Jericho, King, Liz, Meliodas, Merlin, Personagens Originais, Zeldris
Tags Ban×king, Elizabeth×liz, Meliart, Meliodas×arthur, Nanatsu No Taizai, Yaoi, Zeldris×estarossa
Visualizações 210
Palavras 1.108
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá pessoal. Como vai vocês? Eu trouxe para vocês mais um capítulo.

Espero que gostem 💜

Capítulo 12 - Problemas familiares.


Fanfic / Fanfiction Loirinho tentação - Capítulo 12 - Problemas familiares.

Meliodas ON 

- Tchau Arthur. Prometo te ligar mais tarde - Dei um beijo leve em sua testa.

- Tchau Meli.

Ele se despediu e eu o vi entrar dentro de casa. Logo me pus a andar em direção a minha casa, que por sorte não era muito longe da minha. Meu relacionamento com o Arthur não podia estar melhor. Acho que devia ter me confessado mais cedo.

Entro em casa e não vejo ninguém. Mas a TV estava ligada e eu fico muito irritado com isso. Se não quer assistir mais TV tem que desligar depois poxa. Aposto que quem fez isso foi o Estarossa. Subo as escadas e sigo até seu quarto. Entrei sem nem mesmo pedir permissão.

- Sério Estarossa você tem que aprender a desligar a TV. O tanto que aquela coisa gasta energia e.... Ei Estarossa você tá bem?

- Sai daqui hic seu unicórnio hic loiro oxigenado.

Estarossa estava jogado no chão sem camisa e tinha várias latas de cerveja a sua volta. Ele pareceu perceber que eu o estava analisando e jogou uma lata vazia em mim, que quase acertou a minha cabeça.

- Ei seu corno. Para de jogar as coisas em mim.

- Poxa hic que unicórnio grosso. E também hic não é muito bonito.

- Em primeiro lugar: Eu não sou um unicórnio, Em segundo: Eu sou lindo e em terceiro: O que você está fazendo bêbado á está hora da tarde? Se Zeldris te ver ele vai ficar muito irritado e vai te dar uma surra.

- O Zeldris? - Ele começou a rir como uma hiena - Eu duvido muito que ele vá olhar na minha cara a partir de hoje.

- O que você fez com o Zeldris? - Ele não me respondeu - Estarossa o que você fez com o Zeldris?

- Eu fui fraco e me confessei para ele.

- VOCÊ OQUE?

- Aí piranha, não grita.

Eu sabia dos sentimentos do Estarossa pelo Zeldris, mas não achei que ele fosse se confessar tão cedo assim. Principalmente depois do surto que o Zeldris teve.

- Tá certo, respira. Estarossa como você se confessou para o Zeldris?

- Eu achei que ele tava dormindo. Então eu beijei ele e me confessei. Simples.

- Aí Meu Deus, o que eu faço com vocês? - Eu com certeza teria que resolver isso, mas antes preciso dar um jeito no Estarossa - Estarossa vai tomar um banho gelado e dormir um pouco.

- Eu não recebo hic ordens de Unicornios como você. Seu animal inferior.

Tá agora ele me irritou. Fui até ele e tirei a bebida de suas mãos, ouvindo ele reclamar. Agarrei em sua orelha e o arrastei até o banheiro. Tranquei ele no banheiro e disse que ele só sairia de lá quando tomasse um banho gelado.

Depois de muito reclamar eu ouvi o barulho do chuveiro ligado e ele reclamando pala água estar gelada.

- Certo agora eu preciso ver o Zeldris - Vou até seu quarto e bato na porta.

- Me deixa em paz.

- Zeldris sou eu Meliodas. Abre a porta. 

 - Falei pra me deixar em paz.

 - Se você não abrir eu vou arrombar a porta.

 - E quem disse que isso é problema meu?

Certo, parece que os dois tiraram o dia para me zoar. O que eles não sabem é que eu tenho uma cópia de todas as portas da casa. O por que? Eu também não sei.

Abro a porta e vejo Zeldris sentado em um canto com seu moletom preto e o capuz na cabeça. Ele estava ouvindo música nos fones de ouvido. Me aproximo dele e sento em sua frente. Ele desvia o olhar como se eu nem estivesse ali.

- Zeldris o que aconteceu com você e o Estarossa? - Ele nem sequer se mexeu e aumentou o volume da música, me ignorando - Sério isso? Você vai me ignorar? - Ele não respondeu nada, e após alguns segundos eu cansei de esperar e arranquei seus fones a força.

- Ei!! É pedir muito pra você me deixar em paz?

- Zeldris Demon. Eu sou seu irmão mais velho e eu exijo que você me conte o que está acontecendo.

- Uii desculpa ai "Capitão" - Ele falou fazendo aspas e com uma cara de deboche.

Chega agora eu tô puto. Quem ele pensa que é para zoar da minha cara dessa forma? Peguei Zeldris no colo e o joguei na cama.

- Olha aqui Zeldris minha paciência tá acabando. Se você me contar o que aconteceu eu prometo não te atormentar pelo resto do dia ok ?

- Não tem o que contar. Eu ouvi Estarossa dizendo que me ama.

- E por que está agindo assim? Pelo que eu saiba, você sempre foi apaixonado pelo Estarossa, assim como ele é apaixonado por você - Ele pareceu triste e desviou o olhar, como se não quisesse conversar sobre esse assunto. Suspirei. Sentei ao seu lado e o abracei forte, começando a acariciar seu cabelo - Sabe que pode contar tudo para mim. Eu te amo e não quero te ver assim.

- Eu tenho medo - Olhei para ele em dúvida, como uma forma de o incentivar a continuar - Até hoje todos os que dizem me amar acabam me abandonando. Eu amo o Estarossa, mas não quero o perder. Assim como eu perdi nossos pais e a Gelda.

Fiquei surpreso com o que ele falou. O abracei novamente e ouvi ele chorar em meu ombro.

- Eu sei que você tem medo. Mas Estarossa te ama. E eu sei que se não for você, ele nunca mais será o mesmo. Ele ama você a muito tempo e não quer te perder.

- Eu sei. Mas e se eu o perder?

- Estarossa pode ser muito idiota e cabeça dura, mas ele é forte e faria de tudo para ficar ao seu lado - Ele parecia estar pensando no que eu falei - Você me ajudou com meu amor. Agora eu vou ajudar você com o seu amor - Olhei em seu rosto e lhe dei um beijinho no nariz, fazendo ele rir.

- Obrigado Meliodas. Você é um ótimo irmão mais velho - Ri de seu comentário e o dei outro abraço.

- Eu vou lá em baixo preparar a janta e se você não quiser descer eu posso trazer aqui para você.

- Obrigado. Mas não acho que seja seguro você cozinhar.

- Oxi por que?

- Você cozinha muito mal.

- Ha ha eu sei. Acho que vou pedir uns hambúrgueres então.

- Realmente é uma ideia melhor.

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado e desculpe qualquer erro 💜

Até breve.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...