História Lonely Girl?! - Capítulo 28


Escrita por:

Visualizações 14
Palavras 939
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Hentai, Romance e Novela, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Demorou quase um ano...e an..né..ksksk
Bem, sinceramente..me deixei levar demais neste capitulo.
Espero que gostem...sinceramente, não sei o que será desta historia.

Capítulo 28 - Pedaços que se quebram e se Reconstroem!


“Olhe o pequeno coelho, saltando de forma alegre, poderia visitar a dona lebre. Oh, o que seria aquele corpinho manchado de vermelho escarlate, pequeno coelho porque decidiu encontrar a morte?!”

 

Era reconfortante, era nostálgico e mágico. A calma tomou conta de mim, havia coisas que eu não sabia...e uma delas era sobre Denzel, quem ele era realmente?.

 

— Quem é você Denzel? Porque me trata assim? — Perguntei entre lágrimas, estava ansiosa...meu coração estava feliz?.

 

— Sou o que você quiser! — Sussurrou em meu ouvido, o que me fez soltar um sorriso.

 

— Então, vire um unicórnio? — Falei rindo, ele se afastou e sorriu juntamente.

 

— Se sou um coelho o que você é…”irmão”? — Perguntei o olhando em seus olhos.

 

— Sou o lobo que irá te devorar...— Após ele falar isso, comecei a rir...mais logo paro, uma dor aguda em meu abdômen, acabo por me encolher.

 

— O que houve? — Perguntou preocupado, acabei por levantar minhas roupas e vi, uma ferida estranha.

 

“Você deve voltar!”

 

Uma voz falava, levantei e olhei para os lados, não havia ninguém...não era o Slender.

 

— Para onde?Para onde devo voltar? — Perguntei.

 

Senti Denzel me arrastar pelos corredores...ele falava algo, não entendo. Estávamos na sala todos, olhavam para ele.

 

— Onde está o Slender? — Perguntou desesperado, ao mesmo tempo em que a voz me sussurrava palavras.

 

“Vamos! Você precisa voltar...precisamos de você!”

 

— Quem precisa de mim? — Perguntei com a voz trêmula.

 

— Onde está o Slender? Respondam ao menos PORRA! — Denzel se exaltou.

 

— Ele saiu...— Uma voz o respondeu.

 

— O que houve com a Coelhinha, ela parece meio estranha! — Outra voz falou.

 

— Me largue...eu preciso voltar...— Falei me soltando daquele rapaz.

 

— Ei..Alice volte ao normal..— Falou desesperado.

 

“Venha querida!”

 

— Já estou indo..— Respondi a voz e comecei a andar, porém uma mão me segurou.

 

— Me largue agora ou terei que recorrer a outros meios..— Falei olhando para o rapaz de máscara.

 

— Sou eu o Toby...lembra..— Falou me olhando.

 

— Terei que recorrer a outros meios então...— Falei.

 

Abri um buraco em meus pés, em um movimento rápido peguei seu machado, porém tiros vieram em minha direção. Me desviando dos tiros pulei por cima da pessoa, me aproximava da porta...quando alguém entrava por ela...era...um ser esguio. Por instinto atirei o machado nele e passei por suas pernas.

 

— Slender algo está à controlando! — Pude ouvir alguém falar.

 

JEFF PARE ELA! — Aquela voz estática gritou em ódio puro.

 

Continuei a correr em direção da pessoa pálida. Acabei por pular facilmente por cima dele, mais algo atravessou minha perna, cai no chão de mal jeito. Mas ele estava lá, cambaleie em sua direção...pude abraçá-lo.

 

— Pequena..Bem-vinda de volta! — Ele me abraçou fortemente, seu sorriso era tão perfeito.

 

— Boa sorte Otários...— Ele gritou entre gargalhadas, pegou meu rosto e depositou um beijo em meus lábios, por um momento me senti feliz...mais logo, flashes vieram a minha mente, um desespero eminente...estava ficando vazia. Minhas memórias...o que eram elas...quem eu sou?.

 

Tudo estava escurecendo lentamente, mais em meio a isso o ouvi falar.

— Você está livre...pagou pelos pecados deles, você sempre foi uma ferramenta, feita para pagar esta dívida com sua vida.

 

Após essas palavras senti o chão frio, uma lembrança vinha a minha mente...talvez a última da minha existência.

 

“— O bebezinho da mamãe está crescendo tão rápido! — Uma mulher falou sorrindo, mais era algo tão superficial.

 

— Não se apegue a essas coisas...mesmo sendo nossas criações só nos levar a ruína! — Falou  homem bravamente.

 

Estavam me levando para algum lugar, era escuro.

 

— Denzel cuide de sua irmanzinha..— O homem falou sorrindo.

 

— Voltamos logo querido, se comporte! — Falou Mamãe.

 

“Irmão..não eles estão mentindo...não fique…”

 

Não demorou muito e casa começou a pegar fogo por todos os lados."

 

*Fora da mente de Alice*

 

 — Venha Denzel, você deve cumprir sua parte também! — O Homem estranho falou.

 

Slender estava furioso, não gostava de ter seus subordinados sendo controlados por terceiros. Assim como não gostava da ideia de perder seus pertences.

 

Denzel fechou os olhos e logo perdeu a consciência, de longe o homem estranho sorria.

 

— Não se preocupem, podem fazer o quiserem com eles..depois, afinal pagaram suas dívidas e a de seus pais.

 

*Dentro da mente de Denzel*

 

“Tenho que esperar a mamãe e o papai voltarem...mais...mas eles vão voltar?.

 

 — Tenho certeza certo? — Perguntei para Alice, ela é tão fofinha.

 

— Ahhh...— Ela começou a chorar, a sacudi em meu colo.

 

— Não chore, eles já voltam..— Falei e ela sorriu, a casa está tão quente, que cheiro de queimado.

 

— Fique calma..— Falei correndo com ela em meu colo.

 

Todas as saídas pegavam fogo, voltei para sala e tudo queimava...estava tão quente, Alice de repente ficou quieta, olho para ela, apenas pude sorrir...lágrimas corriam pelos meus olhos…”

 

*Fora da mente de Denzel*

 

— Parece que está chegando minha hora...me desculpem por todos os inconvenientes! — Falou o rapaz sorrindo.

 

— De qualquer forma, nunca mais me ver Otários, afinal sou o ódio deles...hahahah...Cuidem bem deles hein! — Falou sumindo.

 

Neste momento os irmãos abriram os olhos, para uma nova vida,uma vida a qual, não teria remorsos ou ossos quebrados. Ao se verem apenas conseguiram sorrir de forma sincera.

 

— É um prazer conhecê-los...— Alice falou sorridente se aproximando dos estranhos. Enquanto Denzel segura o riso...dos estranhos.

 

— Não tenho conhecimento de quem são...ou o que são...mais..— Alice falava.

 

— Não é como se nós interessarem detalhes. — Denzel a cortou.

 

— Parecem..gente boa! Não queremos ir para o submundo ainda...— Comentou a garota sorrindo.

— Slender? — Toby ousou perguntar.

 

“Não vejo nada contra!”

 

Após está exclamação...todos olharam desconfiados para Slender.

 

— Ei Toby! — Exclamou Denzel com uma cara estranha.

 

— Você está bem Jeff? — Perguntou Alice para o mesmo.

 

Ao mesmo tempo os irmãos começaram a gargalhar.

 

“Mas será mesmo que eles esqueceram tudo, ou só estão tramando algo?....Continua?...”

 


Notas Finais


Vamos as notas.
Eu realmente não sei o que fazer. O que eu fiz...eu não sei...
Analisei bem as possibilidades durou esse tempo todo, no fim refiz essa parte várias vezes, em minha opinião essa era a melhor saída.
Realmente não sei se termino aqui ou me aprofundo um pouco mais nesta parte, pois ficou meio né...ksksk
Muitas respostas ainda, tive mais ideias e bum...na mente.
Provavelmente eu tente terminar essa historia, para poder trazer um final fechado...mais a primeira parte desta Garota solitária acaba aqui.
Agora espero vocês na próxima parte desta jordana!
Beijos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...