1. Spirit Fanfics >
  2. Long Imagine - Kim Taehyung (V - BTS) >
  3. Bangtan sem um integrante? Não é o Bangtan!

História Long Imagine - Kim Taehyung (V - BTS) - Capítulo 46


Escrita por:


Notas do Autor


capítulo meio tenso, eu que lute para pensar em um desfecho

Capítulo 46 - Bangtan sem um integrante? Não é o Bangtan!


Fanfic / Fanfiction Long Imagine - Kim Taehyung (V - BTS) - Capítulo 46 - Bangtan sem um integrante? Não é o Bangtan!

___ Taehyung’s POV On ___

 

O que fazer no tédio - Google, pesquisar.

5 Formas de Superar o Tédio

Okay, vamos lá.

1º Passo: Leia um livro.

O que namjoon me deu já enjoou.

2º Passo: Pinte, desenhe, rabisque algo.

Estou sem papel por perto... Próximo!

3º Passo: Escreva uma lista.

Listar toda a discografia do Bangtan seria cansativo... Listar cada dia da semana, mês e ano de quando fui à cama com S/n é bem mais interessante.

4º Passo: Pratique a escrita criativa.

Isso significaria... Escrever uma música? Okay, posso considerar.

5º Passo: Assista a videos engraçados na internet.

S/n me falou algo sobre desafios de tentar não rir... Que droga, não quero fazer nada disso.

Onde está a enfermeira? 

— Oi?! Olá?! Tem alguém por perto?! EEEEEEEI! 

Cadê o pessoal desse hospital? 

Precisa de algo, senhor? — finalmente! Parece que meus gritos serviram de algo!

— Sim! Quando receberei minha alta?

— O senhor foi liberado há três horas, mas como estava dormindo, decidi passar mais tarde para avisar... — diz o enfermeiro checando a prancheta com meus dados.

— Então já posso recolher meus pertences?

— Sim, só preciso que assine esse termo. 

Pego o objeto feito de madeira das mãos do profissional e assino o termo de liberação.

— O doutor responsável pelo senhor anotou todas as recomendações neste papel. Mas irei reforçar a parte do repouso: Sem muito esforço físico para os pontos em seu abdômen não abrirem, sem movimentos bruscos...

— Isso inclui dançar?

— Exatamente.

Agora que deu.

Como é que eu vou ensaiar?

Puta que pariu, tanta coisa para eu fazer e evitar que minha esposa pedisse divórcio, e eu tinha logo que meter uma faca em mim, INCRÍVEL. 

Não é atoa que Namjoon me chamava de 10% gênio e 90% idiota...

                                     [•••]

Após a liberação do hospital, catei minhas coisas e pedi por um táxi.

Próxima parada: BigHit Entertainment.

Preciso contar ao Pd. Nim sobre a merda que eu fiz.

— Pode aumentar o volume, por favor? — peço ao motorista. Uma das minhas músicas favoritas estava tocando. 

Never Gonna Say I'm Sorry, Ace of Base.

                       [ 10 minutos depois ]

— Bang Pd Nim está? — pergunto à secretaria.

— Saiu agora há pouco, mas voltará às dezenove horas.

— Está bem, obrigado.

Só me resta dar meia-volta e ir para casa... Caramba, vou atrasar as promoções do grupo... O pior nem é isso! Eles vão descontar do meu salário ಥ_ಥ

Cadê o botão de Sumir da Face da Terra?

Foda-se, vou afogar as mágoas num bolo de chocolate. 

Saio da empresa e vou em uma cafeteria logo ao lado. Com as mãos no bolso, ando calmamente até a vitrine do estabelecimento e vejo as possíveis opções para reconfortar a deprimente realidade de não poder ensaiar por dois meses.

Nossa, tem cada bolo bonito. Vou pegar o maior deles, quero nem saber.

Entro na cafeteria e me dirijo ao balcão.

— Boa tarde, gostaria de levar aquele bolo de chocolate da vitrine, quanto custa?

— ₩ 66.480,00.

Quase setenta mil wones num bolo...? Só vou levar porque meu emocional ainda está abalado.

~~ [ Observação: ₩ 66.480,00 = R$ 239,98 >> ₩ 70.000,00 = R$ 252,68 ] ~~

— Irei levar.

— A embalagem custa ₩ 4.000,00.

Convertendo para o real, daria uns 15 conto?? Tudo pelo emocional, Taehyung, tudo pelo emocional...

— Tudo bem.

— Gostaria de adicionar mais ₩ 15.000,00 por dois refrescos?

— Não. — cinquenta e quatro reais em dois refrescos? Nem fudendo.

— Forma de pagamento?

— Dinheiro. — digo enquanto busco por minha carteira nos bolsos do casaco.

                                    [•••] 

— EU QUERO SABER O PORQUE DE NÃO PODER ESCUTAR AS MÚSICAS DO ÁLBUM! 

Não podemos! Simples!

“SIMPLES”, MIN YOONGI?! SOU EU QUEM MAIS APOIA VOCÊS, O MÍNIMO QUE PODERIAM FAZER É DEIXAR EU ESCUTAR!

O que é isso, nem cheguei direito em casa e já tem gritaria?

Destranco a porta e retiro meus sapatos. Assim que entro em casa, a gritaria automaticamente intensificou-se.

Vamos analisar a situação: S/n está estressada, yoongi está impaciente, Namjoon está tentando mediar toda a discussão, Jin e Jimin estão conversando amigavelmente no quintal, Hoseok está desenhando com as crianças, e eu estou com uma caixa gigante de bolo em mãos... Eu vou comer, caguei.

Vou até a cozinha e deixo o bolo na bancada. Mas antes de abrir a embalagem, volto para a sala e abraço meus filhos. 

Iti malia, os dois são uns fofos! Tenho que admitir, quando eu faço, faço bem feito. Gostaria de agradecer à Deus, minha mãe e meu pai por esse dom.

— Taehyung, já recebeu alta? — Hoseok-hyung levantou-se e me abraçou.

— Sim, estou de volta! — sorrio e correspondo ao abraço.

— Por que não pediu para te buscar? Eu poderia ter ido!

— Agradeço, hyung, mas preferi tomar um ar antes voltar.

— E quanto a recuperação?

— É isso, dois meses de repouso.

— Dois meses? Contactou Pd Nim?

— Passei na empresa, mas ele não estava presente. Vou mandar mensagem mais tarde... Sabe me dizer por que eles três estão discutindo?

— Ah, sim... S/n queria escutar uma das músicas do próximo álbum, mas Yoongi está bebendo queixo e negando. Namjoon está há mais de duas horas tentando fazê-los parar.

— Eu não vou me intrometer. Quer comer bolo? Acabei de comprar.

— Quero sim.

— Está na cozinha, pegue o quanto quiser, o bolo é enorme.

Hoseok-hyung concordou com a cabeça e levou minhas duas preciosidades junto. 

— Hyung! Parta apenas uma fatia pequena para os dois, por favor!

— Sem problemas!

Se aqueles dois comerem muito açúcar, sobra para mim. S/n me mata.

Vou até o quintal e cumprimento Jin e Jimin.

— Já está de volta? — ambos se levantaram e também me abraçaram.

— Mais um minuto naquele hospital e eu enlouquecia.

— Kim Tae-Hyung não adaptou-se à paz?

— Jin-hyung, você não deixa passar uma... Estavam conversando sobre o quê?

— Jin-hyung estava contando piadas de tiozão. — Jimin sorriu.

— Eu não digo é nada. — balanço a cabeça negativamente com um sorriso de canto. — Bom, se quiserem, tem bolo na cozinha!

— Achei que teria que cozinhar! Vamos. — Jin segurou Jimin pelos ombros e o empurrou até a cozinha.

                        [ minutos depois ]

S/n está mais calma... A discussão está terminando?

Falando nela... Eu disse não ia me meter, mas não tô nem aí. Quero minha esposa me mimando SIM.

— Mulher, se toca! Eu NÃO posso te mostrar as músicas! 

Yoongi ama uma discussão.

Vou até a sala e fico entre eles, mas quem disse que minha aparição fez a gritaria parar?

— Jagi, esquece o Yoongi. Tenho umas cinco músicas do próximo álbum no notebook já prontas. Pode escutar quantas vezes quiser, só temos que ir para o escritório improvisado.

Jesus, o olhar que Min Yoongi me lançou foi mortal.

— Nem me olhe assim. Temos mais de quatro anos de grupo e você só passou a se importar com isso agora? Está fazendo tempestade em copo d’água! Até ontem você compartilhava suas músicas com sua amiga, Suran, antes mesmo da anunciação. Pare de implicar com S/n! Ela é sua prima, caralho!

— Vai se foder, Taehyung.

— Esse é o seu melhor argumento...? Vai para sua casa, esfria a cabeça e reflita sobre suas ações.

— Eu que tenho que refletir sobre minhas ações?! VOCÊ QUE TENTOU SE MATAR, FILHO DA PUTA!

— O que tem a ver com isso? Tive meus motivos.

— Quais eram os motivos?! Minha prima querer te largar?! Você é muito baixo, Taehyung, MUITO baixo! Não aprendeu que deve respeitar as decisões de uma mulher?! Só porque S/n ameaçou pedir divórcio você decidiu apelar para o suicidio?! O quão mal amado você é?! 

— Sai da minha casa...

— Você nem sequer pensou em seus filhos, você é egoísta, nem pensou em como S/n ficaria caso morresse, você que é o problema... E tudo isso por quê? Você não confiou em sua esposa.

Eu mandei sair daqui.

— Quer saber? Eu cansei. Eu não vou mais trabalhar com esse cara, estou pulando fora do grupo. — recolheu suas coisas e dirigiu-se à porta. — S/n, se eu fosse você, abriria os olhos.

 

E saiu

Sem mais

Nem menos.


Notas Finais


as formas de superar o tédio eu peguei no WikiHow: https://pt.m.wikihow.com/Superar-o-Tédio

até o próximo!

(comentem, gosto de saber o que acharam do capítulo 🥺🥺)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...