1. Spirit Fanfics >
  2. Look alfa you . >
  3. Especial

História Look alfa you . - Capítulo 20


Escrita por:


Capítulo 20 - Especial


Foi em um dos clubes da Lauren, o favoritos delas, que elas a viram pela primeira vez. 

Normani e Ally estavam no camarote da "No Control" quando viram uma ômega com mechas loiras em cima do balcão do bar, virando uma garrafa de tequila na boca de um beta. Mas quando um alfa qualquer apareceu tentando passar a mão nela e o puxar, a loira chutou o seu rosto. Normani e Ally riram, mas as duas ficaram interessadas naquele ser desinibida, que dançava em cima do balcão como se o lugar fosse dela. Normani foi a primeiro a se aproximar,  a ômega não sabia quem ela era. Dinah, como a ômega se apresentou, era animada e engraçada.  Normani decidiu, naqueles primeiros cinco minutos de conversa, que precisava daquela morena na sua cama junto da sua própria alfa lúpus e que as três se divertiriam muito naquela noite. Foi na pista de dança que a Normani a beijou com tanta vontade, que Dinah não teve outra alternativa, a não se entregar. Quando Normani levou Dinah para o camarote e ela conheceu Ally, se assustou no começo.  

Quem não se assustaria com uma Alfa Lúpus? Mas também ficou interessada e como não ficar? Allyson Brooke  e Normani Kordei são praticamente deusas e Dinah queria muito ir para a cama com elas, se dessem espaço para ela. No meio da conversa, elas riam de algo que Dinah falava, Ally já tinha decidido que a pequena garota era a ômega deles. Só faltava ela saber disso.   

- Nós te levamos para casa - Ally disse perto do ouvido da ômega e apertando sua coxa com sua mão, depois que ela falou que tinha se perdido da sua carona.   

-  Eu não quero incomodar - Dinah respondeu tensa pela proximidade.   

- Você nunca incomodaria - Normani disse se aproximando do pescoço da morena

- nós gostamos de você. 

- Oh... eu... - ficava difícil Dinah conseguir pensar com uma alfa lúpus apertando sua coxa, cada vez mais perto da sua virilha e do outro lado uma alfa mordendo e lambendo seu pescoço 

- e se.... minha casa... oh, meu Zeus... for contramão  para vocês?   

- Você entendeu errado, minha cara 

 Ally sussurrou no seu ouvido 

- nós estamos pretendendo te levar para a NOSSA  casa - ela mordeu a orelha da ômega e Dinah engoliu em seco.   

- E o que... - Ally apertou a intimidade  do ômega por cima da sua calça precionando bem o clitóris, a impedindo de continuar a falar.  

 - Apenas se entregue - Normani  falou enquanto sua mão adentrou a camiseta de Dinah e alcançou seus seios .

- prometemos que você vai gostar.  Vamos fazer você se sentir muito bem.

 Ally tomou a boca da garota na sua e Dinah se entregou de vez.

  Alguns anos depois...  Ally estava relendo os documentos que Normani e Dinah tinham encontrado na antiga casa da Camila. Se ela tinha entendido bem, Austin estava escondendo muita coisa, Lauren não ia gostar nada daquilo. Sua amiga ia surtar com aquilo, por isso até deu uns telefonemas para pedir por informações. Mas ficava difícil se concentrar com os gritos que vinham do quarto.  De novo, Normani e Dinah estavam discutindo. Elas se amam, mas às vezes parecem crianças. na semana anterior tinham brigado pelo resto da Nutella, obrigando Ally a dar umas boas palmadas nas duas. Ally tirou seu óculos, massageou suas têmporas e se levantou. Não tinha jeito,  ia ter que ir até lá resolver aquela briga. 

- O que está acontecendo aqui? - Ally  entrou dentro do quarto com a sua voz de alfa meio alterada, fazendo Dinah se encolher um pouco. Vendo que estava intimidando sua ômega, Ally suavemente sorriu carinhosa para Dinah enquanto Normani permanecia com cara de zangada

 - Desculpe babe, mas eu estava revisando ums  documentos e não conseguia me concentrar porque dava para ouvir os gritos de vocês lá de dentro do escritório. O que está acontecendo aqui? 

Dinah ia começar a falar, mas Normani a interrompeu.  

- Tudo culpa daquela gata endemoniada! 

- Não fale assim da Anne! Você bateu nela

 Dinah estava irritada, e suas bochechas estavam vermelhas enquanto apontava o dedo no rosto de Normani. 

- Ela me mordeu! 

- Bem feito! Você fica rosnando para ela! 

Ally  assistia a discussão achando graça. Dinah quase nunca era tirada do sério, e quando ficava irritada deixava Brooke muito excitada e era exatamente o que estava acontecendo. 

- Dinah, babe não fique tão nervosa. Você sabe que é nosso instinto rosnar para os felinos. Tecnicamente, nós somos inimigos lembra? 

Brooke abraçou a loirinha por trás e Dinah imediatamente relaxou e sentiu seu corpo reagir ao toque dos lábios de sua alfa em sua orelha. 

- Mas ela fugiu, Ally! E se ela não voltar mais? 

O coração de Normani bateu mais forte no peito. E se a gatinha de Dinah não voltasse, sua ômega ficaria muito triste. Ally olhou para Normani com um olhar predador e ela sabia o que vinha a seguir. Ela sabia que seria punida de alguma maneira. Engoliu em seco e permaneceu calada. 

- O que você acha de castigarmos a mani pelo que ela fez? 

- Ally falou ao pé do ouvido de Dinah que sentiu sua intimidade vibrar na calcinha. 

- Que tipo de castigo você sugere, alfa? Ally respirou o cheiro de Dinah e sabia que ela estava excitada, o cheiro gostoso de sua excitação já estava exalando por todo o lugar. 

- Você escolhe como será o castigo. Normani permaneceu calada, sentindo seu corpo se arrepiar enquanto Dinah seguia em sua direção. A ômega já sabia como ela queria que fosse o castigo. A muito tempo ela queria aquilo... Queria ter Normani totalmente entregue. 

- Tranque a porta Ally. Hoje eu quero a Mani todinha para mim - Dinah falou olhando fixamente para os olhos de Normani que lambeu os lábios em desejo. Ally  trancou a porta e sentou-se na poltrona enquanto tirava a sua camiseta branca e deixava seu peito e seu sutiã a mostra.

 Normani salivou com a cena. Ally era extremamente curvilinia, tinha um corpo escultural e Normani adorava chupar cada pedacinho dele. 

 - Você ouviu nossa ômega,Mani, ela vai fazer o que quiser com você e você vai deixar, sem falar nada - Ally se voltou para a ômega, que aguardava ansiosa.

- Faça o que você quiser com ela, Dj. Eu estarei aqui assistindo vocês. 

Dinah imediatamente avançou até Normani e a beijou ferozmente. Normani agarrou os cabelos loiros de sua ômega e suspirou nos lábios dela, enquanto Dinah apertava ainda mais seu corpo contra o dela. Suspiros e estalos molhados vinham de seus lábios. Ally assistia tudo com tesão. 

Dinah despiu Normani e logo a alfa estava gemendo enquanto a ômega chupava seus mamilos.  Normani olhou para Dinah com um olhar que fez a ômega estremecer. Normani é sexy pra caralho e Dinah nunca pôde negar ou resistir a ela. Normani olhou para Ally sorrindo, antes de puxar Dinah  pela jaqueta e beijá-la com fervor. Sem aguentar mais, Ally se levantou e lentamente se posicionou atrás de Dinah, segurando sua cintura com uma mão e apertando sua bunda com a outra, enquanto a alfa e a ômega se beijavam, Ally alternava em morder e chupar o pescoço das duas. 

Normani foi levada para a cama, onde ela seria o brinquedinho de Dinah e Brooke. Lentamente, Dinah foi tirando sua roupa. Após ficar apenas com sua calcinha boxer  branca que marcava bem sua intimidade, ela ordenou que Normani ficasse de quatro para chupar o membro de Ally. Normani imediatamente obedeceu e começou a chupar o membro da alfa lúpus, que agarrava sua nuca e ditava os ritmos enquanto gemia e rosnava de prazer.

 - Assim 

 Ally gemia de olhos fechados, sua cabeça estava jogada para trás, mordendo os lábios. Dinah admirava a cena, enquanto apertava a bunda da Kordei, vendo Normani engolir todo o membro de Ally sem engasgar.    

Dinah começou a brincar com a entrada de Normani que contraía de tesão toda vez que o dedo de Hansen passava em cima dela. Brooke abriu os olhos e se deparou com os olhos castanhos de Dinah, brilhando de tesão. 

- Venha até aqui amor, eu quero te chupar! 

-  Ally disse rouca e lento. A loira sentiu todos os pêlos de seu corpo se arrepiarem. Lentamente ela tirou sua calcinha e se posicionou com a intimidade em cima dos lábios de Ally, passando de um lado para o outro,  nos lábios rosados da maior, para que ela abrisse a boca. Brooke não se fez de rogada e abriu a boca, chupando bem no ponto de prazer da sua ômega gostosa. A cena era linda de ver: Normani de quatro na cama chupava a Ally que estava em pé no chão, e Ally chupava Dinah que estava em pé na cama, gemendo alto e segurando nos cabelos de Ally. Dinah estava enlouquecida de tesão. 

- Isso baby, me chupa... - Dinah puxou a cabeça de Ally até ela estar encostada em suas coxas 

- Me chupa gostoso, sua safada! Normani gemia enquanto se masturbava olhando para as duas. Dinah estava prestes a gozar quando tirou sua intimidade da boca de Ally, fazendo um "poc". Se ajoelhou em frente a Normani e lambeu a cabeça do seu pau que pingava pré-gozo. 

- Oh merda! 

 Kordei gemeu alto quando Dinah enfiou toda a sua extensão na boca. O pau de Normani estava vermelho e inchado de tesão e a loira chupava-a com maestria. Logo as posições foram trocadas novamente. Ally estava deitado na cama, enquanto Normani  tinha a bunda impinada em seu rosto, e Dinah deitado no meio de suas pernas, abocanhando seu pau de uma vez só. 

- Porra! 

- Ally xingava enquanto fodia a boca de Dinah. O quarto era preenchido por gemidos e grunhidos extremamente altos.  Ally lambuzou os dedos e inseriu um na entrada de Normani, que começou a rebolar instintivamente.

 - Yeh - Mani gemia enlouquecida nos três longos dedos de Ally que a cada estocada acertava seu ponto de prazer. Dinah olhava aquela cena maravilhada, sentindo seu lubrificante natural escorrendo por suas pernas. Ela estava ficando maluca de tesão. Normani se levantou da cama e deitou-se de pernas abertas olhando diretamente para Dinah. Dinah se deitou em cima do corpo dele depois de colocar a cinta com pénis, entrando dentro de Normani lentamente, que gemia revirando os olhos. Dinah puxou Normani para um beijo, enquanto a morena abaixo de si se acostumava com o pau. Lentamente Dinah começou a circular o quadril e a alfa gemia alto. Ally se colocou atrás de Dinah, e começou a beijar seu pescoço. Inclinou o corpo da ômega, até que ela estivesse deitada totalmente em cima de Normani.

 - Oh merda! Finalmente! 

Dinah gemeu sofrêga ao sentir o pau de Ally a penetrar por inteiro. A sensação de foder alguém ao mesmo tempo em que era fodida, era a coisa mais gostosa e prazerosa que Dinah  já tinha experimentado.  

Prazer duplo...  Dianh podia sentir sua intimidade explelir pré gozo aos montes enquanto ela empurrava dentro de Normani e se fodia no pau de Ally. O quarto era preenchido por gemidos altos, rosnados e o barulho dos seus corpos molhados se movimentando juntos com uma sincronia maravilhosa que fazia as três revirar os olhos e o prazer se intensificar ainda mais. 

- fode gostoso no meu pau 

 Ally deu um tapa na bunda de Dinah que gemeu alto jogando a cabeça no ombro da alfa. 

- Merda! Isso é muito gostoso... Oh Dinah!

 - Normani gemia virando a cabeça para o lençol na cama. Sua entrada se contraía e Dinah sabia que ela iria gozar, então, aumentou a velocidade de suas estocadas. 

- Oh Zeus!!! Eu vou. . . . - Normani se contorceu toda na cama, revirando os olhos enquanto se sentava e mordia a marca no pescoço de Dinah, gozando em jatos fortes no estômago do mesmo 

- Merda.. Merda.. Merda.. Fode! Dinah ainda continuou estocando e prolongando o orgasmo de Normani, enquanto Ally  gemia, mordendo a outra marca em seu pescoço e apertando sua cintura. A ponta do pau de Ally massageava o ponto de prazer de Dinah  com agilidade e pressão, fazendo seus dedos dos pés se torcerem. 

- Eu vou gozar, amor! 

-  Ally disse sem fôlego enquanto metia forte e rápido. Ela sentiu seu orgasmo vir quente e seu nó se liberar dentro da bunda de Dinah que choramingava de tanto prazer,  gemendo alto e rouca em um rugido. 

- Caralho! - Dinah gritou estridente enquanto gozava, quase desmaiando de tão forte que foi seu orgasmo. As três caíram na cama, exaustas mas satisfeitas. Dinah beijou Normani que sorria cansado, e virou-se para beijar Ally também.   

- Mani - Dinah a chamou manhosa.   

- O que? - Normani ainda estava entretida na tarefa de beijar a sua ômega e a sua alfa.  

 - Você ainda tem que procurar pela Anne!   

- Você está brincando?  

 - Não! - Dinah foi categórica.       

- Vai me ajudar?  - ela implorou para Ally.       

- Quem rosnou foi você - Ally disse se ajeitando melhor na cama 

- Não tenho nada a ver com isso.      

- Por favor Mani, ela é importante para mim - Dinah choramingou.     

 - Francamente - Normani resmungou irritada, se vestindo para tentar a tal gata que a odiava, que raios ela não faria pela sua ômega?  

- Gata dos infernos.      

 - Eu ouvi isso - Dinah gritou para a alfa que já estava no corredor.      

- Ouviu o que?  Eu só falei que te amo! - Normani gritou já saindo de casa e fazendo a vontade da sua ômega.     

  Até porque, não existe nada que Dinah pedisse, que Ally e Normani não fossem fazer.


Notas Finais


Oi o que vc acharão ??

—Kkkk se f¥829 Normani kkkk
—cala o boca Hayasaka
—kkkkkkkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...